sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010


TRAGÉDIAS AÉREAS

NOS ENSINAM



- Estes dias o mundo parou logo na segunda de manhã, atônito com a tragédia anunciada do desaparecimento dos radares do Vôo 447. Duzentas e 228 pessoas, simplesmente desapareceram. Certamente, estes não eram seus planos, muitos ali não estavam preparados para o acontecido e não imaginavam que estavam voando pela última vez e que teriam um fim tão rápido e trágico.

- Mas, o dia de nosso fim nesta terra, não está marcado em nossa agenda, apenas na agenda de Deus. Eis o “porque” do profeta escrever: “Prepara-te para te encontrares com o teu Deus”. Amós 4.12.

O que devemos aprender deste acontecimento?

1 - Primeiro, devemos aprender que a tecnologia da modernidade não pode impedir nossa partida deste mundo.

- O Salmista escreveu: “Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda”. Sl 139. 16.

- Segundo os especialistas, o Avião que caiu, é um dos mais seguros do mundo equipado com todas as condições tecnológicas, de enxergar os possíveis problemas à sua frente, e desviar-se deles. Mas, mesmo assim, o 447, caiu.

- A verdade bíblica continua mais viva do que nunca. Há apenas um que comanda a história e que é capaz de remover verdadeiramente as montanhas, acrescentar ou subtrair os dias de nossa vida. Este ser é Deus.

- Eis a razão do salmista também escrever. Salmos 20:7. “Uns confiam em carros, outros, em cavalos; nós, porém, nos gloriaremos em o nome do SENHOR, nosso Deus”.

- O Vôo 447 nos ensina que, nossa confiança deve estar única e exclusivamente em Deus.

2 - Segundo, devemos aprender que as tragédias acometem a todos, sem distinção.

- Naquele avião estavam ricos e pobres, negros e brancos, famosos e desconhecidos, leigos e intelectuais, comandantes e comandados. Mas todos tiveram o mesmo fim.

- Diante de Deus, todos, somos iguais. O que somos ou temos neste mundo, não tem poder algum para nos livrar na hora de nossa morte.

- As Escrituras nos contam a história de um homem abastado que, colheu muito, tanto que teve que construir outros celeiros para acomodar e guardar sua safra.

- Com seus olhos cheios de satisfação e pensando que estava seguro por todos os anos que achava que ainda tinha, disse a si mesmo: “tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e regala-te, oh minha alma”. Lucas 12. 19.

- No entanto, Deus não autenticou suas palavras, pelo contrário, Ele disse: “Louco, esta noite pedirão a tua alma e o que tens preparado, para quem será?" Lucas 12.20.

- Perceba. O que a pessoa é ou tem neste mundo não o livra da morte.

3 - Terceiro, devemos aprender que o preparo para a eternidade é algo que não deve ser deixado para depois.

- Tardar o encontro com Deus nesta terra é arriscar-se a encontrar-se com Ele despreparado na eternidade.

- A ordem bíblica é: “Prepara-te para te encontrares com Deus”. Prepara-te, quando?

- Hoje, diz a Bíblia: “Hoje se ouvires a sua voz, não endureçais os vossos corações”.

- Prepara-te, como? Arrependendo-se de seus pecados e convertendo-se para Deus. “Arrependei-vos e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados e assim venham os tempos de refrigério pela presença do Senhor". Atos 3.19.

- Abrindo a porta de teu coração para Jesus entrar: “Eis que estou á porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e abrir à porta, entrarei em sua casa, cearei com ele e ele comigo”. Apocalipse 3.20.

Conclusão

- O Vôo 447 é mais um momento na história humana que Deus usa para dar oportunidade de salvação, reconciliação e consagração de vida.

- Sabendo que nada pode impedir nossa partida deste mundo, que ninguém escapa do fim da vida aqui, que devemos nos preparar para a eternidade; paremos, pensemos e se necessário, mudemos.

Nossa vida é nossa única chance, não desperdicemos o dom que Deus nos deu.



Autor: Pr. Elton Melo


================

================



Pr. Robernane Ferreira Lima
Matozinhos - Minas Gerais


:::::::::::::::::::::::::::::::::

:::::::::::::::::::::::::::::::::

Nenhum comentário:

Postar um comentário