quarta-feira, 11 de outubro de 2017


UMA IGREJA RELEVANTE 
EM SUA CIDADE

“Estêvão, homem cheio da graça e do poder de Deus, realizava grandes maravilhas e sinais entre o povo. Contudo, levantou-se oposição dos membros da chamada sinagoga dos Libertos, dos judeus de Cirene e de Alexandria, bom como das províncias da Cilícia e da Ásia. Esses homens começaram a discutir com Estêvão, mas não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava. Então subornaram alguns homens para dizerem: ouvimos Estêvão falar palavras blasfemas contra Moisés e contra Deus. Com isso agitaram o povo, os líderes religiosos e os mestres da lei. E, prendendo Estêvão, levaram-no ao Sinédrio. Ali apresentaram falsas testemunhas que diziam: este homem não para de falar contra este lugar santo e contra a Lei. Pois ouvimos dizer que esse Jesus, o Nazareno, destruirá este lugar e mudará os costumes que Moisés nos deixou. Olhando para ele, todos os que estavam sentados no Sinédrio viram que o seu rosto parecia o rosto de um anjo.” (Atos 6.8-15)
Estêvão era um representante da igreja. E o que podemos observar é que, mesmo sendo perseguido pelos religiosos e autoridades do seu tempo, sua vida foi relevante para a sociedade daquele tempo. Estêvão foi fiel tanto em sua vida quanto em sua morte. Viveu de forma superlativa e morreu de modo exemplar. Ele não limitou o seu ministério a servir às pessoas, mas ganhou almas para Cristo e operou milagres. Ele levou a sério um ministério de pregação e cura. Mesmo assim, Estêvão enfrentou adversidades: contrataram testemunhas para depor contra ele; instigaram o povo que o acusou de atacar a Lei de Moisés e o templo e, por fim, depois de ouvirem o seu testemunho, o apedrejaram até a morte. Porém, a vida e a morte de Estêvão foram relevantes para as pessoas do seu tempo. Nada aconteceu em vão. Ele marcou de forma profunda a realidade de vida da sociedade dos seus dias.
Como igreja de Senhor, precisamos marcar de forma profunda a realidade da sociedade do nosso tempo. Mesmo diante de perseguição e oposição, não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido, não podemos deixar de clamar, não podemos deixar de sonhar com uma cidade livre do domínio das trevas. Precisamos ser uma igreja relevante para esta cidade!
Então, o que podemos aprender com Estêvão sobre ser relevante para a sociedade em que vivemos? O que caracterizava a vida de Estêvão que precisa caracterizar a nossa vida neste tempo para que possamos marcar de forma profunda a realidade de vida desta cidade?
Uma igreja relevante em sua cidade…
1. Tem uma vida IRREPREENSÍVEL
“Irmãos, escolham entre vocês sete homens de bom testemunho, cheios do Espírito Santo e de sabedoria. […] Então, escolheram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, além de Filipe, Prócoro, Nicanor, Timom, Pármenas e Nicolau. […] Apresentaram esses homens ao apóstolos, os quais oraram e lhes impuseram as mãos. Assim, a palavra de Deus se espalhava. Crescia rapidamente o número de discípulos em Jerusalém; também um grande número de sacerdotes obedecia à fé.” (Atos 6.3-7)
Estêvão era homem de boa reputação, cheio do Espírito e de sabedoria. Sua vida era o seu ministério. Seu caráter era o alicerce do seu trabalho. Não havia uma abismo entre sua vida e seu trabalho, suas palavras e suas obras, seu caráter e seu desempenho. Se existe uma palavra que caracteriza a vida de Estêvão é CHEIO. Estêvão era um homem cheio do Espírito Santo, cheio de fé, cheio de sabedoria, cheio da graça e cheio do poder.
Quando falo de igreja, falo da minha vida. Se minha vida for irrepreensível, será relevante para as pessoas que me cercam. Uma vida cheia do Espírito Santo, de fé, de sabedoria, da graça e do poder de Deus não tem como não marcar de forma profunda a realidade de vida de uma sociedade em decadência.
Se quisermos ser relevantes para esta cidade, vamos precisar de homens e mulheres irrepreensíveis!
Uma igreja relevante em sua cidade…
2. Tem obras INCONTESTÁVEIS
“Estêvão, homem cheio da graça e do poder de Deus, realizava grandes maravilhas e sinais entre o povo. Contudo, levantou-se oposição dos membros da chamada sinagoga dos Libertos, dos judeus de Cirene e de Alexandria, bom como das províncias da Cilícia e da Ásia. Esses homens começaram a discutir com Estêvão.” (Atos 6.8-9)
É exatamente em um contexto de oposição que Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. Ele não tinha apenas uma vida irrepreensível, mas também obras incontestáveis. Suas obras referendavam sua vida. Ele falava e fazia. Ele pregava aos ouvidos e aos olhos. Ninguém podia contestar sua vida nem negar os milagres que Deus operava por seu intermédio.
A igreja que deseja ser relevante em sua cidade precisa pregar aos ouvidos, mas também precisa pregar aos olhos. A cidade precisa averiguar se o discurso da igreja é referendado pelas suas obras. A mesma graça e o mesmo poder ainda estão disponíveis à igreja desse tempo para realizar sinais e prodígios no meio do povo. Será que nossas obras têm sido contestadas pelas pessoas ao nosso redor? Se a nossa igreja fechar as portas ou sair deste lugar, as pessoas à nossa volta sentirão a nossa falta ou isso não fará diferença para suas vidas? O que pregamos precisa ser colocado em prática.
Uma igreja relevante para sua cidade deve combinar o seu discurso com a prática.
Uma igreja relevante em sua cidade…
3. Tem palavras IRRESISTÍVEIS
“Esses homens começaram a discutir com Estêvão, mas não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava.” (Atos 6.10)
Um homem cheio do Espírito, de fé, de sabedoria, de graça e de poder é amado pelo céu e odiado pelo inferno; faz maravilhas entre os homens e ganha a oposição dos inimigos da cruz. Foi exatamente o que aconteceu com Estêvão. Seus adversários não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito pelo qual ele falava. Suas palavras eram irresistíveis. Havia virtude de Deus em seus lábios. Por isso, tramaram contra ele, subornaram homens covardes que o acusaram de blasfêmia. Por causa de suas palavras irresistíveis, Estêvão pagou um alto preço, mas sua vida foi relevante para aquela sociedade doente.
As palavras irresistíveis que a igreja de Cristo profere vão na contramão de tudo o que essa sociedade prega. Porém, o Evangelho é o poder de Deus para todo aquele que crê e a igreja não pode se calar. Ainda que venham as perseguições, as acusações, este mundo não tem como resistir à mensagem poderosa que a igreja de Jesus Cristo precisa dizer.
Aliás, toda adversidade será apenas para comprovar que a igreja relevante para sua cidade tem as palavras irresistíveis do poder de Deus para salvar, libertar, curar e restaurar toda uma sociedade dominada pelas trevas. Só a igreja de Cristo tem a mensagem que fará diferença na vida das pessoas! A igreja relevante em sua cidade precisa, urgentemente, tomar posse dessa ferramenta altamente eficaz: suas palavras são irresistíveis. A igreja precisa entender que nada pode prevalecer a ela. Jesus disse:
“… E sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” (Mateus 16.18)
Uma igreja relevante em sua cidade entende que as portas do inferno não podem prevalecer contra ela.
Conclusão:
Eu e você somos a igreja de Jesus Cristo. E como igreja do Senhor, não há outra opção senão a opção de sermos relevantes no lugar onde fomos plantados. Precisamos ser relevantes para este bairro e, consequentemente, para esta cidade. Mas, para que isso aconteça, não podemos abrir mão dessas três verdades sem as quais passaremos pela vida sem fazer diferença na vida das pessoas.
Uma igreja relevante em sua cidade…
1. Tem uma vida IRREPREENSÍVEL
2. Tem obras INCONTESTÁVEIS
3. Tem palavras IRRESISTÍVEIS

Mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++
PASSOS PARA MUDAR UMA REALIDADE

“Esta é a palavra do Senhor para Zorobabel: Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos. Quem você pensa que é, ó montanha majestosa? Diante de Zorobabel você se tornará uma planície. Ele colocará a pedra principal aos gritos de Deus abençoe! Deus abençoe.” (Zacarias 4.6,7)
Hoje vamos falar de Zorobabel, um personagem pouco conhecido, mas muito usado e abençoado por Deus. Zorobabel recebeu a responsabilidade de reconstruir o templo de Jerusalém. O objetivo dessa visão do profeta Zacarias era encorajar Zorobabel em sua tarefa de reconstruir o templo e a nação de Judá, após o cativeiro Babilônico. Esse texto nos ensina que Deus é capaz de realizar coisas maravilhosas, mudar cenários completamente destruídos, através de uma pessoa, mesmo que essa pessoa não se sinta preparado para essas coisas. Deus chamou Zorobabel para mudar uma realidade, mudar um cenário, mudar uma situação. Zorobabel não se sentia preparado para reconstruir o templo de Jerusalém. Então, Deus usa Zacarias para trazer uma palavra que mudaria a vida de Zorobabel.
O que aprendo com esse acontecimento é que, antes de desejar mudar uma realidade externa, Deus vai usar alguém mudar a minha realidade interna. Todos nós precisamos de uma palavra de encorajamento e motivação. Todos nós precisamos estar debaixo de uma palavra profética. Todos nós precisamos que Deus levante um Zacarias para falar conosco. Antes de reconstruir o templo de Jerusalém, Zorobabel precisava mudar a realidade e a motivação do seu interior. Ele precisava entender que Deus havia separado sua vida para essa importante missão e que mesmo se sentindo incapaz, Deus iria usar a sua vida.
Deus nos chamou para mudar uma realidade! Ele lhe chamou para mudar a realidade da sua família, do seu trabalho, na sua faculdade, do seu bairro e da sua cidade. Qual é a realidade que Deus lhe chamou para mudar? Mesmo que você se sinta incapaz, Deus vai capacitá-lo para essa tarefa. Nesta passagem encontramos passos que mudaram a vida de Zorobabel e, com certeza, mudarão a sua vida também. Nesta difícil tarefa de mudar uma realidade o que Zorobabel precisou aprender?
Para mudar uma realidade…
1. Seja DEPENDENTE do Espírito Santo.
“Esta é a palavra do Senhor para Zorobabel: Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos.” (v.6)
Deus entregou uma missão a Zorobabel, e disse-lhe, que não poderia ser feita pela sua própria força. Ele precisava ser dependente do Espírito Santo. Existem realidades em nossa vida que só vão mudar se estivermos dispostos a abrir mão para que Senhor as controle. Sabe por que Deus disse isso?
Deus disse isso porque Ele sabe que gostamos de fazer as coisas do nosso jeito, gostamos de ter o controle de tudo na nossa mão, gostamos de dizer como as coisas devem acontecer. Na verdade, a única coisa que consigo alcançar fazendo as coisas do meu jeito, sem a participação do Pai, é frustração e fracasso.
No entanto, como Deus não quer que nos frustremos, Ele diz – dependa do meu Espírito. Depender do Espírito é fazer do Jeito Dele e não nosso! Você quer ser vitorioso? Você quer viver uma vida de conquista? Você quer mudar uma realidade? Uma circunstância? Um cenário? Um casamento? Uma comunidade?
Aprenda que não é do seu jeito é do jeito de Deus. Por isso, dependa do Espírito de Deus! Não é pela sua força que você vai conquistar ou mudar essa realidade, mas é pela força de Deus que habita em você.
Para mudar uma realidade…
2. Não olhe para as CIRCUNSTÂNCIAS ao seu redor.
“Quem você pensa que é, ó montanha majestosa? Diante de Zorobabel você se tornará uma planície.” (v.7a)
“A vida pode nos dar mil motivos para desistir, mas Deus sempre nos incentiva a prosseguir.”
Essa era a mensagem de Deus para Zorobabel. Ele estava cansado, desanimado e fraco. Tinha uma montanha diante dele. Quais eram as montanhas que Zorobabel tinha diante de si? O desânimo do povo, a oposição dos inimigos ao seu redor, colheitas escassas, falta de um poder militar para uma guerra, uma economia instável, pessoas desobedecendo a Lei de Deus. Era realmente um cenário desolador. No entanto, não era o momento para desistir.
Por vezes em nossa vida queremos avançar, mas muitas “montanhas” se levantam diante de nós. Mas, assim como o Senhor falou a Zorobabel, Ele fala a cada um de nós nesta manhã e diz às montanhas da sua vida: “Quem você pensa que é, ó montanha majestosa? Diante da minha filha e do meu filho você se tornará uma planície”. CREIA – tudo que o tem impedido de chegar à vitoria, toda montanha majestosa que está a sua frente, se moverá pelo poder da palavra do nosso Deus.
“Onde existe montanha em sua vida, Deus vai transformá-la em estrada para você passar.”
Não sei se sua montanha se chama finanças, problema conjugal, familiar, enfermidade, crise interior, desânimo, tristeza ou amargura. Não importa o que seja! Hoje o Senhor diz: “Montanha majestosa, quem você pensa que é para impedir meu filho e filha de avançar”. Nada e nem ninguém poderá impedir você de continuar avançando. Por isso, não olhe para as circunstâncias ao seu redor. Mire no plano de Deus para sua vida. Aprenda com a experiência de Abraão e Sara.
Abraão enfrentou as circunstâncias do seu corpo de 10o anos de idade e do ventre estéril de Sara e ainda acreditou na promessa de Deus. Ele não ignorou as realidades físicas que viu. Ele só acreditou que Deus era mais poderoso que as circunstâncias que o rodeavam. Deus chama à existência as coisas que não existem, mas não trata as coisas que são como se não existissem. Em outras palavras, quando Sara era estéril, Deus não dizia “Sara não é estéril”. Em vez disso, Deus disse que ela teria um filho. Isso aconteceu para provar que não devemos olhar para as circunstâncias ao nosso redor, mas olhar para o Deus que pode e quer mudá-las.
Para mudar uma realidade…
3. LIBERE palavras de BÊNÇÃO sobre ela.
“Ele colocará a pedra principal aos gritos de Deus abençoe! Deus abençoe!” (v.7b)
Deus garantiu a Zorobabel que ele terminaria de reconstruir o templo de Jerusalém. Zorobabel colocaria a pedra principal (a última pedra a ser posta numa construção) em meio às declarações: Deus abençoe! Deus abençoe! Deus abençoe! Há um princípio aqui – as suas palavras criarão a realidade que você quer estabelecer em sua vida, porque as suas palavras tem poder.
“A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza como do seu fruto.” (Provérbios 18.21)
Minhas palavras direcionam minha vida, minhas palavras direcionam minhas conquistas, minhas palavras me tornam um vencedor ou um derrotado. Ninguém muda realidades por meio de palavras pessimistas. Por isso, não se deixe impressionar por aquilo que você acha fora das suas possibilidades. Ao invés de dizer eu não posso, não consigo, não vai mudar, não dá, declare que todas as coisas são possíveis para Deus! Por isso, grite – Deus abençoe! Deus abençoe! Deus abençoe!
 Olhe para sua realidade e declare – Deus abençoe! Deus abençoe! Deus abençoe!
 Olhe para sua vida financeira e diga – Deus abençoe! Deus abençoe! 
 Olhe para aquele filho que está lhe dando trabalho e diga – Deus abençoe! Deus abençoe! 
 Olhe para seu casamento e família e diga – Deus abençoe! Deus abençoe!
 Olhe para esse bairro e cidade e declare – Deus abençoe! Deus abençoe!
 Olhe para aquilo que é alvo da sua conquista e diga – Deus abençoe! Deus abençoe!
Conclusão:
Sobre o que nesta manhã você precisa declarar “Deus te abençoe”? Comece a profetizar a benção de Deus sobre essa realidade que você deseja ver mudar. Faça isso com tudo o que lhe pertence. Suas palavras têm poder! Libere palavras de vida! Declare palavras de benção!
“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que seja boa para a necessária edificação…” (Efésios 4.29a)
Mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes



sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

O QUE VOCÊ É? FILHO OU ESCRAVO?

 

O QUE VOCÊ É?

FILHO OU ESCRAVO?

Texto: Lucas c15 v11-25

 

Introdução:

- Quando Jesus contou a parábola do filho prodigo, literalmente ele narrou a historia e um jovem que deixou a posição de filho e após esbanjar todos os seus bens, passou a viver como um escravo em terras estrangeiras.

- E por inspiração do Espírito Santo me coube analisar as grandes diferenças que há em ambos estilos de vida.

- Um estilo de vida proporcionado por Cristo e outro estilo de vida proporcionado por Satanás.

AS DIFERENÇAS ENTRE FILHO E ESCRAVO

1. Direito da Vestimenta

- O filho se vestia do melhor que o pai concedia.

- Jesus quer no revestir com as vestes salpicadas pelo seu sangue carmesim.

- Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa (Lucas 15:22)

O escravo se vestia com os remendos das sobras.

- Satanás quer nos vestir com a roupagem da vergonha e da humilhação.

- Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez (Ap 3:18)

2. Direito da Refeição

- O filho comia o melhor da mesa de seu Pai.

- Cristo quer nos alimentar com sua santa palavra, com o maná vivo que desce dos céus.

E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos; (Lucas 15:23)

- O escravo comia os restos, as sobras

- Satanás quer nos dar restos, sobras como drogas, bebidas, prostituição, fornicação e etc.

E desejava encher o seu estômago com as bolotas que os porcos comiam (Lucas 23:11)

3. Direito do Domínio Próprio.

- O filho tem domínio próprio.

- Cristo quer que sejamos livres na sua presença, quer que vivamos nossos sonhos, nossos projetos. Cristo nos da o direito de tomar nossas próprias decisões

Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. (João 8:36)

- O escravo não exerce a sua própria vontade

E foi, e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual o mandou para os seus campos, a apascentar porcos.

- Satanás quer tirar o nosso direito de escolha não nos deixa ter vontade própria, coloca um jugo sobre as nossas costas para nos dominar e nos destruir.

- Você drogado, alcoólatra, fumante, que muitas vezes quer parar de cometer tais atos e não consegue, você esta sob o domínio das trevas, mas Jesus quer te libertar.

4. Direito do Descanso.

O filho tem direito ao seu descanso.

Jesus quer nos dar descanso das dificuldades e dos fardos dessas vidas.

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. (...) e encontrareis descanso para as vossas almas.

Escravo não tem direito a descanso, é o ultimo a se deitar e o primeiro a se levantar.

Satanás quer roubar a nossa paz, não nos deixa descansar, quer infernizar a nossa vida e destruir tudo que temos (Jo 10:10)

5. Direito de Herança

O filho herda o que é de seu Pai.

Jesus quer que sejamos filho do Pai celestial para que herdamos a vida eterna.

Para uma herança incorruptível, incontaminável, e que não se pode murchar, guardada nos céus para vós, (1Pe 1:4)

O escravo não tem direito a herança por que não faz parte da família

O diabo quer nos manter sob a escravidão e roubar de nos a nossa herança, sendo assim a única coisa que nos resta é a morte eterna.

Conclusão:

Podemos ver muito bem as enormes diferenças entre o Filho e o Escravo, sendo assim fica a pergunta.

O que você tem sido Filho ou Escravo?

Jesus te ama e quer salvar a sua vida, mas a escolha esta em suas mãos e é você quem decide.

 

FONTE: Read more: http://www.mefibosete.com/2013/06/sermao-esboco-filho-escravo.html#ixzz2rynVscly

 

Robernane Ferreira Lima

RECOMENDA:

https://www.facebook.com/groups/170443579820049/

GRUPO DE ESBOÇOS

DE SERMÕES NO FACEBOOK

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

VOCÊ É CHAMADO PARA SER SAL DA TERRA

 

VOCÊ É CHAMADO
PARA SER SAL
DA TERRA
- Mt.5.13

 

“Vós sois o sal da terra..”

Não basta uma pessoa querer ser "sal", ou pensar e dizer que é "sal".

O sal verdadeiro é inconfundível, devido às suas QUALIDADES:

1. SUA CAPACIDADE DE CONSERVAR:

-O sal foi o primeiro conservante utilizado pela humanidade.

-Todo cristão verdadeiro é um CONSERVADOR.

-Ele crê na Bíblia e condena todas as formas de pecado que ela denuncia, não importando se a sociedade o considera politicamente incorreto, retrógrado, careta ou coisas semelhantes.

-Ele repudia tudo aquilo o que a Bíblia denuncia, coisas tais como o adultério, a fornicação, a pornografia, as piadas indecentes, o homossexualismo, o ódio, a fofoca, etc.

2. SUA FACILIDADE EM DAR SABOR:

-Uma das grandes busca do ser humano é por sabor.

-Sabor na vida, na existência.

-E, nesta sua busca por sabor, enganado e iludido pelo Diabo, ele acaba experimentando vários "sabores" estragados, contaminados, venenosos.

-Todo cristão verdadeiro tem o SABOR DE CRISTO e é capaz de dar um tempero especial à vida das pessoas ao seu redor.

3. SEU VALOR INTRÍNSECO:

-Não é à tôa que a palavra "salário" vem de sal, pois, nos tempos de Jesus, o sal era tão valioso que era usado como moeda.

-Todo cristão verdadeiro tem VALOR INTRÍNSECO, pois o Espírito Santo de Deus produz em seu íntimo uma série de qualidades inigualáveis, conforme nos relata Gálatas 5.22:

- Amor

- Alegria

- Paz

- Longanimidade

- Benignidade

- Bondade

- Fidelidade

- Mansidão

- Domínio próprio

CONCLUSÃO:

-Se algum cristão não é Conservador, não é capaz da dar sabor à vida das pessoas ao seu redor nem tem valor intrínseco, NÃO É CRISTÃO.

-O cristão verdadeiro, aquele que um dia se arrependeu de seus pecados e abriu seu coração para Jesus, este, sim, tem estas qualidades e é considerado por Deus (e também pelos homens) o SAL DA TERRA!

Postado por Pr. Israel H. Daciolo

 

 

Robernane Ferreira Lima

RECOMENDA:

https://www.facebook.com/groups/170443579820049/

 

GRUPO DE ESBOÇOS DE SERMÕES NO FACEBOOK

VIVENDO ACIMA DA MEDIA

 

VIVENDO
ACIMA
DA MEDIA
- Is.40.27-31

 

- Tem muita gente que vive reclamando do tipo de vida que está vivendo.

- Outros estão satisfeitos com a situação em que vivem.

- Ainda há outros que gostam de ser “normais”, gostam de viver na “média” em que todo mundo vive.

-- Mas pare e pense: um aluno que tira a média na prova é um aluno bom ou ruim?

- Você, como pai, iria querer que seu filho tirasse a média da classe, ou seja, fosse igual aos outros, ou gostaria que ele tirasse um nota superior?

- Viver na média é ter uma vida comum, e o tipo de vida que o Pai nos trouxe através de Jesus, não é uma vida comum, uma vida na mediocridade, mas uma vida acima da média.

I. Sinais de uma pessoa comum, que vive na média:

a) Vive como a maioria vive. Diz que “errar é humano”, porém errar não é humano. Deus não criou o homem para errar, mas para acertar! (Gn 1:27)

b) Faz as coisas porque tem que fazer, mas não faz com excelência!

c) Sempre tenta denegrir a conquista do outro

d) Começa uma coisa e nunca termina

e) Fala mal dos outros

f) Não gosta de mudanças

g) Sempre diminui seu próprio valor

h) Vive cansado, cabisbaixo, se lamentando.

II. Exemplos de pessoas que viviam na média:

a) O rei Saul começou bem, mas se tornou um homem comum (I Sm 13: 13,14)

b) Gideão (Jz 6:13 a 18)

c) O jovem rico, sendo uma pessoa comum, foi convidado a ter a maior experiência com Deus que um homem poderia ter, mas não quis.(Mc. 13:17 a 22)

III. Qual é a vontade de Deus para seus filhos?

a) Deus nos chamou para sermos águias e não galinhas

b) Ex. de “pessoas-águia”: Davi (I Sm 17:45 a 47) / Calebe (Nm 13:30)

c) Os que querem viver acima da média, os “crentes-águia”, sabem esperar no Senhor e sempre serão renovados.

CONCLUSÃO

-Você foi criado à imagem e semelhança de Deus, por isso você pode viver acima da média.

-Não viva como as pessoas comuns, você não é mais comum. Você é um Filho de Deus e, como filho, você é mais que vencedor em Cristo Jesus.

-Não precisa mais andar cabisbaixo, conheça as suas alturas e voe como águia! Deus te abençoe!

Postado por Pr. Israel H. Daciolo

 

Robernane Ferreira Lima

RECOMENDA:

https://www.facebook.com/groups/170443579820049/

 

GRUPO DE ESBOÇOS DE SERMÕES NO FACEBOOK