domingo, 16 de setembro de 2012

POR UMA 
IGREJA RESTAURADA

 “14. E ao anjo da igreja que está em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: 15. Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! 16. Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. 17. Como dizes: Sou Rico, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; 18. Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas. 19. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te. 20. Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. 21. Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono”. (Apocalipse 3: 14-21). 

INTRODUÇÃO. 

 - Este é um bom momento para fazermos uma reflexão espiritual em nossas vidas, e porque não da nossa Igreja. 

 - A cidade de Laodicéia se localizava em um ponto estratégico. Por estar bem localizada, a cidade se tornou um centro financeiro, cultural e industrial, com isso se tornou muito rica. 

- A Igreja de Laodicéia estava inserida neste contexto de abundância, desenvolvimento e riqueza. As pessoas que participavam desta Igreja eram de todos os níveis sociais: Desde humildes trabalhadores a grandes empresários. Uma Igreja rica do ponto de vista material, mas com sérios problemas. 

 - MAS QUE TIPO DE DIFICULDADE? 
O problema desta Igreja não era financeiro, que era muito comum das Igrejas da época, seu problema era espiritual. Esta Igreja precisava ser restaurada. 

 A PERGUNTA É: 

Se a Igreja de Laodicéia foi tratada e restaurada, como também podemos alcançar esse tratamento? 

1. RECONHECER A SUA REAL SITUAÇÃO ESPIRITUAL.  

“E ao anjo da igreja que está em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Sou Rico, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;” (versículos 14-17). 

 - Você já parou para pensar o que Deus pensa de você? 

 - Muitos pensam que estão bem, até acreditam que Deus está se alegrando com seu estilo de vida. O versículo bíblico diz: "Conheço as suas obras". 

 - No caso da igreja de Laodicéia eles eram mornos. 

O QUE É SER MORNO DENTRO DA IGREJA? 

-  No reino espiritual só é morno quando se foi quente um dia! É fácil identificar o morno, vejamos: 

- Antes, orava todos os dias, agora já não ora mais. 

- Antes, liam a Bíblia diariamente, agora só pega na Bíblia na Igreja, e muitos até esquecem a Bíblia na Igreja e nem sentem falta dela. 

- Antes, participava da Igreja com freqüência, agora só aos domingos, e mesmo assim ainda falta. 

 - Qual é a sua situação? 
A Igreja tem proporcionado condições para você estar participando das atividades da Igreja? 

 - Muitos tratam a Igreja e as coisas de Deus em segundo plano. A pratica de adorar um Deus poderoso através da freqüência nos cultos, através da oração, da leitura da Palavra, passou a ser praticado na Religiosidade. Ele diz sou “Crente”, mas seus atos provam o contrario. 

 - João traça um antagonismo entre uma igreja que se diz ser rica, porém era pobre “Como dizes: Sou Rico, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;” (versículo 17). 

- Quando falamos de ser rico ou pobre não nos referimos ao âmbito econômico. 

 - Há pessoas que são ricas materialmente e ricas na graça de Deus (Jó). 

- Há pessoas que são ricas materialmente e pobres espiritualmente (Jovem rico que não seguiu Jesus). 

- Há pessoas que são pobres materialmente e ricas na graça de Deus (O cego Bartimeu). 

- Há pessoas que são materialmente pobres e também espiritualmente (Judas Iscariotes). 

 - Precisamos entender que Deus sabe de todas as coisas, ele conhece as nossas obras. 

- Em Provérbios 15:3 diz: “Os olhos do Senhor estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons”. 

 - Observamos que a igreja de Laodicéia tinha dificuldades de reconhecer sua real situação, talvez por cegueira, acomodação ou soberba. Achavam que do jeito que estavam vivendo era o correto. 

- Só Jesus Cristo pode nos mostrar a nossa real situação, como na passagem de Zaqueu descrito em Lucas 19:1-10. 

2. RECEBENDO O TRATAMENTO E DISCIPLINA DE DEUS 

“Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te”. (versículos 18-19). 

 - Uma das piores situações é quando a pessoa até sabe que têm problemas, porém, acredita que não precisa de ajuda, nem tampouco correção. Assim era a igreja de Laodicéia, eles não queriam ajuda, muito menos, serem tratados e disciplinados, pois havia nessa igreja um sentimento de auto-suficiência. 

 - Então, João diz que a igreja está pobre, nua e cega, e diz que dinheiro nenhum pode torná-los ricos diante de Deus. Tecido nenhum pode vesti-los. Colírio nenhum pode devolver a vista. Nada da sua riqueza física poderia tira-los da mornidão espiritual (pessoas que dizem sim para Jesus, porém se julgam auto-suficiêntes). 

 - No versículo 18 somos aconselhados a comprar de Jesus ouro refinado para nos tornarmos de fato rico; roupas brancas para cobrir nossa nudez e colírio para ungir os olhos e voltar a enxergar a glória de Deus. 

- E no versículo 19 Jesus nos repreende e nos convida ao arrependimento. Devemos negar a auto-suficiência. Devemos aceitar a disciplina do Senhor. Deus disciplina aqueles a quem ama. (Provérbios 3: 11-12; Hebreus 12: 5-13). 

O QUE SIGNIFICA ISSO? 

 - O que é o "receber" no sentido de aceitar o tratamento e disciplina de Deus? 

- É um tratamento, mesmo que doa, mesmo que sofra, mesmo que tenha um preço a ser pago. 

- É como uma disciplina que um pai aplica em seu filho. Ao aplicar a vara e a correção os pais estão forjando o caráter de seu filho, mesmo sendo doloroso para ambas as partes, mas é necessário. 

 - O único que pode tirar a mornidão espiritual das nossas vidas é o próprio Senhor Jesus. Se você insistir em continuar morno, o versículo 16 diz que será vomitado da boca do Senhor. 

- - - Temos que aceitar o tratamento e a disciplina do Senhor. 

3. CONVIDANDO JESUS PARA UM RELACIONAMENTO DE COMUNHÃO PLENA 

“Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” (versículos 20-22). 

 - Quando penso na restauração de uma igreja, de uma família da igreja, de um cristão, penso na pessoa de Jesus, pois a presença dele faz toda a diferença. Veja a diferença que ele faz em nossa Igreja, porém, Jesus não deve estar presente apenas em nossos cultos, mas em nossas vidas. 

 - Ao meditarmos sobre a igreja de Laodicéia percebemos que eles estavam se esquecendo de Jesus. Tinham a igreja apenas como um clube social. 

 - No versículo 20 Jesus diz a igreja: "Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele e ele comigo". 

- Aprendemos que muitas igrejas e cristãos estão deixando Jesus para o lado de fora de suas casas (vida), sendo que ele deveria estar dentro. 

- Para que a restauração de Deus aconteça em nossas vidas temos que ouvir a sua voz. 

-  Apocalipse 3: 20 geralmente é utilizado para persuadir incrédulos para a fé em Cristo, mas o texto bíblico não se refere somente a não convertidos e sim também a cristãos que estão vivendo longe de Deus e que precisam ouvir a voz do mestre. 

 - De acordo com Apocalipse 3: 20 se alguém ouvir a voz de Jesus e convidá-lo para entrar, para jantar (um relacionamento de comunhão plena), vai ter sua vida restaurada. 

- A pessoa vai deixar de ser fria ou morna, pois estará em plena comunhão com Cristo. 

- O ato de convidar Jesus para essa comunhão plena, faz com que o cristão deixe de ser pobre espiritualmente para ser rico, deixe a cegueira e comece a enxergar o agir de Deus, deixe de andar nu, e seja vestido com vestes brancas e principalmente, tenha acesso à promessa de Deus, de se assentar com Cristo em seu trono (versículo 21). 

CONCLUSÃO. 

 - Precisamos da restauração, talvez uns mais e outros menos, mas fica claro, que temos que clamar o nome de Jesus para que haja restauração nossas vidas. 

 - Neste estudo vimos que para alcançarmos a restauração que estamos buscando em Deus temos que reconhecer nossa real situação espiritual, reconhecer que somos falhos e que precisamos de Deus, recebermos o tratamento e disciplina de Deus. 

"Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei (restaurarei) a sua terra". (II Crônicas 7: 14). 



 Escrito por Pr Luis Antonio de Carvalho Dom, 06 de Maio de 2012 14:27



Nenhum comentário:

Postar um comentário