quarta-feira, 7 de março de 2012





Em Tempos
de Vale,
Faça Covas!

II Reis 3:5-25







- O nosso Deus é um Deus de alianças e quando analisamos as escrituras sagradas percebemos o zelo que Ele tem por todos os seus servos.

- Todos aqueles que O buscam e confiam em SEU agir, até mesmo nos vales, irão provar de Sua provisão extraordinária e triunfar sobre todos os seus inimigos.

- Meditando nesta Palavra percebemos algumas atitudes que fizeram com que Josafá, homem de Deus, recebesse direção, provisão e vitória da parte de Deus mesmo passando por vales em tempos de guerra.

1. Manter a atitude de buscar ao Senhor, pois uma Palavra Profética muda qualquer circunstância (vs 11,12)

- Precisamos vigiar nossas atitudes, pois muitas vezes escolhemos os nossos próprios caminhos e quando nos deparamos com os desertos e vales da vida temos a tendência de reclamar e culpar a Deus como fez Jorão.

- É certo que todos nós, em algum momento da nossa caminhada, passaremos por desertos e vales, porém, seja conduzido pelo Espírito Santo ou como fruto de escolhas precipitadas não podemos ficar paralisados (esperando a morte chegar) ou confundidos.

- Não fomos chamados para ficar perambulando em um deserto espiritual como fez o povo de Israel quando saiu do Egito ou como estava o rei Jorão neste vale.

- Precisamos agir como Josafá, um líder que conhecia a Deus e diante do vale, da escassez e ameaça de vida buscou ao Senhor e Ele mudou sua sorte e de todo seu exército.

- Líderes como Josafá não são ignorados, quando buscam o favor de Deus o céu e a terra se movem em seu favor.

- A adoração atrai o poder de Deus e a atitude de fé canaliza o sobrenatural aos vales de nossas vidas. (vs.15,18)

- A adoração do profeta Eliseu liberou a Palavra profética, isto é tremendo! No entanto, houve uma atitude de fé da parte do rei Josafá e daqueles que estavam embaixo de sua liderança.

- Todas as semanas temos recebido da parte de Deus alimento e treinamento liberados em nossas vidas através dos nossos apóstolos, também temos sido ensinados e acrescentados nos nossos secretos com o Pai, porém ainda há algo a ser feito: CAVAR!!

“Assim diz o Senhor: fazei, neste vale, covas e covas”. Cavar fala de atitudes e ações práticas.

- Cavamos espiritualmente quando oramos, jejuamos, adoramos e lemos a bíblia. Aleluia!!!!

- Mais ainda é possível cavar mais covas: SONHE, PROJETE, FAÇA ORÇAMENTOS, “Porque assim diz o SENHOR: Não sentireis vento, nem vereis chuva; todavia, este vale se encherá de tanta água, que bebereis vós, e o vosso gado, e os vossos animais”.

- Não fomos chamados para andar por vistas ou sentimentos e sim pela fé na Palavra de Deus. Em tempos de vales: faça covas!

- Ainda que nossos olhos não vejam e nossa alma não sinta, confiaremos no Senhor.

- Prepare-se! O aguaceiro vai descer na sua casa, na sua célula, nas suas finanças e onde houver necessidade do agir de Deus em sua vida. Todos em sua volta beberão dessa água que flui do Trono de DEUS.

2. Depois de cavar: plante! (v.20)

- É incrível o registro do aguaceiro fluindo no vale ao apresentarem a oferta de manjares.

- Sem dúvida nenhuma nossa oferta em tempos de crise é um detonador poderoso do sobrenatural de Deus em nossa direção.

- Lembremos da colheita extravagante de Isaque que semeou em tempos de fome (sob a Palavra de Deus) e ativou a benção da prosperidade, recolheu cento por um, porque o Senhor o abençoava (Gn 26.12).

- Interessante é que começamos falando de aliança e fechamos falando em aliança, pois a oferta de manjares (Lv 2) é uma oferta de cereais composta da melhor farinha (sem fermento), azeite e incenso que deveria ser temperada com sal (que representa a aliança do nosso Deus).

- A palavra ainda diz que “é uma oferta queimada, de aroma agradável ao Senhor”.

- Em tempo de vales vamos cavar segundo a Palavra de Deus e ofertar o nosso melhor, porque o nosso Deus de aliança, nunca, jamais nos desamparará.

Conclusão:

- Deus coloca águas no deserto e rios no ermo, para dar de beber ao povo da sua aliança (Is 43.20).

- Jesus disse que aquele que bebesse da água que Ele lhe desse nunca mais teria sede (Jo 4.14), tudo que temos que fazer é permanecer aliançados e em obediência a sua Palavra e Ele nos abençoará até mesmo nos desertos e vales de nossas vidas.


AUTORA: Suely Mello (12 da 1º geração Apª. Fabiane)








++
+++
++++
+++++
++++++
+++++++
++++++++
+++++++++
++++++++++
+++++++++++
++++++++++++
+++++++++++++
++++++++++++++
+++++++++++++++
+++++++++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++++++++
+++++++++++++++
++++++++++++++
+++++++++++++
++++++++++++
+++++++++++
++++++++++
+++++++++
++++++++
+++++++
++++++
+++++
++++
+++
++
+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.