terça-feira, 18 de maio de 2010


Onde Estão
Teus Olhos?

Quebra-gelo:

Você já bateu em algo ou tomou um tombo por desviar seu olhar?

Texto:

Mateus 14:29-32

Introdução:

- Em São Paulo se criou uma lei municipal onde estão proibidos os painéis de propaganda (outdoor) para que os motoristas no trânsito não se distraiam. Ficou provado que muitos acidentes aconteciam porque vários motoristas se distraiam com os painéis e tiravam os olhos da pista a frente deles.

- Na vida cristã não é diferente, enquanto estamos com os olhos em Jesus e suas palavras e promessas caminharam bem, mas se nossos olhos são postos em outro lugar corremos o risco de nos “acidentar”.

- Muitos são os que têm se angustiado por tirarem os olhos do Senhor. No mundo teremos aflições e passaremos por muitos “vales da sombra da morte”, mas podemos fazer isso com bom ânimo e em paz, sem nos angustiarmos e temermos, para isso precisamos saber onde estão postos os nossos olhos.

Eles podem estar:
1) No vento.
- O vento era o que dificultava a tarefa dos discípulos de remarem e atravessarem para o outro lado.

- O vento simboliza as dificuldades e sofrimentos que enfrentamos para cumprir o que Deus nos diz. Se começamos a reparar demais nisso podemos temer e começar a duvidar de Deus.

- Você quer poder confiar em Deus e ter bom ânimo e paz?

- Então não se preocupe com os “ventos” que soprarão em sua vida. Não ponha neles os olhos.
2) Nas ondas.
- As ondas pros discípulos pareciam muitas e muito fortes para a capacidade e energia deles, remaram muito tempo sem conseguir vencer as ondas.

- As ondas simbolizam o que precisamos fazer e vencer para sermos abençoados.

- Se começamos a reparar demais nisso acabamos nos cansando e desanimando, pois achamos que não conseguiremos realizar.

- Se começarmos a reparar nas ondas ficaremos ansiosos, cansados e desistiremos, nos entregaremos a derrota.

- Quer enfrentar tudo e permanecer firme e disposto? Não ponha os olhos nas “ondas”.
3) Em Deus.
- De nós mesmos nunca conseguiremos vencer e nem discernir o que é melhor ou pior para nós mesmos.

- Precisamos entregar toda nossa vida a Deus e obedecê-lo.

- Precisamos confiar em Deus para obedecê-lo. Ele sabe o que é melhor.

- Enquanto nossos olhos estiverem em Deus conseguiremos vencer os desafios sem afundar.
Conclusão:

- Seus olhos estão postos aonde?

- Quer colocar seus olhos em Deus de verdade?

- Entregar sua vida a Deus, confiar Nele de todo o coração e obedecê-lo? Levante a mão, vamos orar.
FONTE: http://www.imm.com.br/celulas01.php?cod=131

::::::::::::::::
::::::::::::::::
:::::::::::::::::
::::::::::::::::::

ESCOLHENDO
A LIDERANÇA
DA IGREJA


- É Deus quem escolhe, chama e capacita a liderança da sua igreja.

- É Deus quem dá pastores à sua igreja.

- É o Espírito Santo quem constitui presbíteros na igreja.

- A igreja expressa a vontade de Deus pelo voto, mas em última instância é o próprio Deus quem escolhe aqueles a quem ele mesmo quer para pastorear as suas ovelhas.

- Hoje, esta igreja estará escolhendo, sob a orientação divina, presbíteros e diáconos.

- Nossa oração é que, aqueles que forem eleitos, sejam homens cheios do Espírito Santo, dedicados ao pastoreio do rebanho de Deus.

Qual deve ser o perfil do líder na igreja de Deus?
1. O líder precisa andar com Deus antes de fazer a obra de Deus.

- Quando Jesus chamou os apóstolos, designou-os para estarem com ele; só depois, os enviou a pregar.

- Vida com Deus precede trabalho para Deus.

- A vida do líder é a vida da sua liderança. Deus está mais interessado em quem o líder é do que naquilo que o líder faz.

- Primeiro o líder anda com Deus, depois ele trabalha para Deus.

2. O líder precisa ter consciência do seu chamado divino.

- Paulo diz para os presbíteros de Éfeso: “Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos para pastoreardes a igreja de Deus”.

- É o Espírito Santo quem constitui presbíteros na igreja.

- O presbiterato é uma obra e uma obra excelente.

- Ninguém deve buscar esse ministério a menos que tenha consciência de que o Espírito Santo o convoca para esse mister.

- O presbiterato não é um posto de privilégio, mas uma plataforma de serviço. De igual modo, o diácono deve ter consciência do seu chamado para servir.

- O diaconato é uma sacrossanta vocação, uma vez que o próprio Filho de Deus veio para servir e não para ser servido.

3. O líder precisa cuidar de si mesmo e do rebanho de Deus.

- Cuidar de si sem cuidar do rebanho é egoísmo; cuidar do rebanho sem cuidar de si é incoerente.

- O líder precisa ter vida consistente e ministério eficiente. O presbítero precisa cuidar de todo o rebanho e não apenas de parte dele.

- O líder não pode fazer acepção de pessoas. Ele precisa pastorear as ovelhas e os cordeiros, os adultos e as crianças, e isso, com fidelidade, inteligência, sabedoria, graça, mansidão e amor.

- O líder precisa ser firme e também amável.

- O líder espiritual é aquele que cuida, ensina, protege e consola o povo de Deus.
4. O líder precisa proteger as ovelhas dos falsos ensinos.

- O apóstolo Paulo exortou os presbíteros de Éfeso a estarem atentos acerca dos lobos que estão do lado de fora querendo entrar no aprisco para destruir as ovelhas e dos lobos travestidos de ovelhas que estão dentro do aprisco buscando uma ocasião para se manifestarem e arrastarem após si as ovelhas. Cabe aos presbíteros velar pela vida espiritual das ovelhas de Cristo.

- Eles devem proteger as ovelhas de Cristo das perniciosas heresias e vigiar para que os falsos mestres não tenham acolhida na igreja de Deus.

- Cabe aos diáconos estarem atentos às necessidades físicas e espirituais dos crentes, a fim de que na igreja de Deus as necessidades dos santos sejam supridas.

5. O líder precisa ter motivações corretas no pastoreio do rebanho de Deus.

- O líder espiritual deve fazer a coisa certa, cuidar do rebanho de Deus, com a motivação certa.

- O presbítero deve pastorear a igreja de Deus em vez de apascentar a si mesmo.

- Ele deve pastorear a igreja de Deus não como uma pesada obrigação, mas espontaneamente. Nessa lida, o presbítero deve buscar os interesses de Cristo e da igreja e não vantagens pessoais.

- Ele deve ser amável com as ovelhas de Cristo, tratando-as com acendrado amor, servindo-lhes de exemplo, em vez de dominá-las com rigor.

- Por sua vez, os diáconos devem servir às mesas, cuidar dos pobres, assistir os necessitados e expressar por intermédio de seu ministério a misericórdia divina.

AUTOR: Rev. Hernandes Dias Lopes


::::::::::::::::
::::::::::::::::
::::::::::::::::
::::::::::::::::