quarta-feira, 1 de dezembro de 2010


O que me atrapalha
de cumprir
o propósito
de Deus
- Religiosidade


Texto Básico: Marcos 7:6 - "Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim". Mateus 23: 13 a 28


Introdução:

 A religiosidade gera na vida de todo cristão duas coisas básicas:

 Hipocrisia e Frieza espiritual

 Os fariseus e escribas tiveram as mesmas atitudes que nós quando nos tornamos religiosos.

 Fariseu era um grupo de judeus religiosos devotos à Torá (Pentateuco) , surgidos no século II a.C. Eles gostavam de manipulam a lei para seu interesse.

 Escribas homens especializados no estudo e na explicação da lei ou Torá. E eram amigos de dos fariseus (a maioria), saduceus (religiosos da época de Jesus)

Desenvolvimento:

1. Hipocrisia

 Repare alguns textos: Mateus 23: 25,26,27,28

 Eles viviam uma mascara.

 Os fariseus e os escribas vivam uma vida de hipocrisia por:

1. Tentar parecer ser o que se não é.
2. Impor a aparência exterior como paradigma para os demais.
3. Viver da arrogância de clonar o ser do outro conforme a nossa própria e falsa aparência.
4. Oferecer-se como representante de Deus entre os homens.


Aplicação

 Todo hipócrita é inseguro.

 Todo hipócrita é invejoso.

 Todo hipócrita é cínico.

 Todo hipócrita não se enxerga.

 Todo hipócrita não tem outro mundo se não o exterior.

 Tem muita gente vivendo uma vida dentro da igreja e outra lá fora.

 Por isso que quando entra dentro da igreja, sai do mesmo jeito.

 Ele vive uma vida sem relacionamento com Deus (oração e leitura da palvra)

 Não tem uma experiência real com Jesus (tem quanto tempo que você não tem comunhão com Deus?)

2. Frieza Espiritual

 Repare alguns textos: Mateus 23: 13,14,15,23

 Falta de amor pelas pessoas (vidas)

 Os fariseus e escribas tinham um coração frio, eram acomodados.

 Os mestres da lei cumpriam a lei sem vida nenhuma.

 A religiosidade nos deixa mais acomodados, sem amor pelas pessoas.

 Os religiosos usavam o poder da religião, ou da moral, ou da ética, ou das etiquetas, como instrumento de poder e opressão sobre os que procuram ajuda.

 Os religiosos manipulavam o saber religioso e fazer dele uma adaptação que justifique as conveniências da própria doença.

Aplicação

 Não dá mais pra ver pessoas entrando dentro (novos) da igreja e nós não importamos.

 Quantos estão envolvidos em ministério e células? Mas não se dispõe a liderar célula, clubinho.

 Crente que não dá fruto dá trabalho. Começa a inventar de mais. (Zuar de mais, só quer curtir, só na amizade)

 Quanto tempo você não ganha alguém pra Jesus? Você tem orado por alguém para que a pessoa aceite a Cristo?

 Alguns entraram aqui como um clube, praça de convivência, oportunidade de fazer amigos. Menos uma igreja onde nos reunimos para adorar, e servir ao Senhor.

 Alguns acham que servir a Deus é só, quando estou em ministério ou participo de uma célula.

 Porque é tão difícil arrumar um líder de célula, ou pessoas que liderem clubinhos evangelísticos nas escolas, cursinhos e faculdades, trabalhar na fonovisita, recepção dos novos na igreja, missões.

 Porque temos tantos adolescentes conversando na hora do culto, e nós não nos aproximamos daqueles para orar. Porque tem pessoas novas chegando e nós vivemos no nosso mundinho, e não nos aproximamos.

 Deveríamos ter uma fila de gente para receber os novos, as igrejas não deviam caber de gente que se converte. Só que nós vivemos a nossa vidinha, nosso mundinho, aonde vir à igreja é muito cômodo, enquanto outros precisam de Cristo.

 Não esperem dos lideres, façam. Não dependam da igreja, façam. Essa foi à ordem de Jesus: “Vocês foram chamados para fazer discípulos”. Tenham sede de vidas. Mateus. 28: 19 ”Ide e fazei discípulos de todas as nações”.

 Se viermos à igreja só para cumprirmos uma obrigação, para um desencargo de consciência, ou encontramos amigos, tudo isso é pura religiosidade. Marcos. 7:6: “Este povo com os lábios, mas o seu coração está longe de mim”.

 Nossa vida só tem motivo quando nós estamos vivendo para o louvor da glória de Deus.

 Servir a Deus não é está dentro da igreja o dia todo, mas levar o nome para lugar que eu for.

 Muitos estão acomodados, passivos ao seu chamado como cristão (fazer discípulos).

 João 15:2; Apocalipse. 3:15,16, estes versos falam o que acontecerá com aqueles que não dão fruto.

Conclusão

 Oração de reconciliação
 Desafio de alcançar vidas


Autor do texto:
Pr. Bruno Bacelar Dias




++++++++++++++
+++++++++++++++
++++++++++++++++

Nenhum comentário:

Postar um comentário