terça-feira, 28 de janeiro de 2014

TRAZEI TODOS OS DÍZIMOS À CASA DO TESOURO

 

TRAZEI TODOS

OS DÍZIMOS À CASA

DO TESOURO

 

TEXTO: Ml 3.10-11

OBJETIVO

Mostrar que o dízimo além de mandamento bíblico é um ato de fé, não é troca ou barganha, é fidelidade em adorar ao Senhor com as nossas posses.

INTRODUÇÃO

Toda organização precisa de recursos para desenvolver os seus projetos e cumprir a sua missão. Com a igreja não é diferente, os dízimos e ofertas fazem parte da vida da igreja para custear a sua manutenção, melhorar as suas instalações, socorrer os domésticos da fé, e ampliar o Reino de Deus aqui na terra.

PONTOS A DISCORRER

1. TRAZEI “TODOS” OS DÍZIMOS À “CASA” DO TESOURO

a) Não é parte nem só de alguns, o mandamento alcança a todos.

b) Quando você traz é mais importante do que mandar ou depositar, pois a sua vinda tem uma significação além do cumprimento da ordenança, a sua comunhão com a casa e com o Dono da casa do tesouro.

2. O DÍZIMO É A MAIOR DOUTRINA DA PROSPERIDADE

a) Nunca vi um “justo” desamparado nem a sua descendência a mendigar o pão (Sl 37.25).

b) Abrirei as janelas do céu, e derramarei sobre vós uma bênção tal, que dela vos advenha a maior abastança (Ml 3.10b).

c) A promessa aos dizimistas é de celeiros cheios.

3. O DÍZIMO É PROPORCIONAL

a) Um percentual de dez por cento de toda renda.

b) O pobre não entrega menos nem o rico entrega mais, é proporcional aos rendimentos.

c) Não é levado em conta o valor nominal, mas sim o percentual.

d) O sustento da casa do tesouro não depende de poucos que dão muito, mas de muitos que são fiéis no pouco.

4. MUITOS PENSAM QUE A IGREJA ABRE AS PORTAS E NÃO PAGA NADA

a) Só para manter as portas abertas a igreja tem um custo fixo.

b) Alguns pensam que todas as contas devem ser pagas pelo irmão que senta do lado.

5. QUANDO OS ADMINISTRADORES NÃO DÃO DESTINAÇÃO JUSTA PARA OS RECURSOS

a) O problema não é seu, é deles com Deus.

b) Os líderes eclesiásticos deverão prestar contas ao Senhor dono da igreja.

6. O ORÇAMENTO É SEU

a) Se você gasta mais do que ganha o problema não é de Deus, é seu.

b) Cuidado com as compras de supérfluos.

c) Cuidado com os desperdícios.

7. O DÍZIMO DEVE SER AS PRIMÍCIAS

a) Os primeiros e melhores frutos.

b) Não é se sobrar eu entregarei.

8. JESUS CONFIRMOU O DÍZIMO

a) Não negligencie o mais importante da lei, a justiça, a misericórdia e a fé, mas não omita o dízimo (Mt 23.23).

b) Não é a oferta em si que vale para o Senhor, mas a intenção do coração e o espírito do ofertante (Gn 4.3-7).

9. QUEM NÃO ENTREGA O DÍZIMO

a) Quem retém além do normal é tachado como avarento, o amor está no dinheiro (1Tm 6.8-10).

b) Quem não é fiel nos dízimos acaba pagando uma conta maior, na farmácia, no hospital, nos juros extorsivos e na falta de emprego.

CONCLUSÃO

Muitos crentes estão procurando resolver primeiro as suas crises financeiras para depois começarem a ser dizimistas e ajudar a sua igreja. Faça um teste começando ainda hoje, mesmo em crise e você verá o que Deus pode fazer.

REFLEXÃO

Algumas ordenanças tais como: O batismo, a ceia e o dízimo, não são figuras ilustrativas, mas de conteúdo sólido na vida espiritual do cristão.

 

Fonte: http://pastorvaldiralves.com.br/textos.php?op=295

 

Blog de:

Robernane Ferreira Lima

Robernane Ferreira Lima

Robernane Ferreira Lima

Robernane Ferreira Lima