sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Porque fazer discípulos?

 

Porque fazer

discípulos?

 

“Você gastaria o mesmo tempo para se preparar a fim de satisfazer as necessidades de uma pessoa, que também usaria para se preparar a fim de pregar um sermão para cinco mil pessoas? Quanto você crê no potencial de uma pessoa” K. Bruce Muller

Fazer discípulo é um método exeqüível.

Ao recapitular a minha motivação para discipular os outros, lembro-me de como alguém cuidou de mim, e como esse cuidado amoroso foi  muito importante para a minha vida, que foi mudada por causa dele.

Fazer discípulos não tem grau de prestígio, nem categoria denominacional; mas os resultados são sempre melhores do que qualquer coisa que experimentei em trinta anos de trabalho com o povo.

Há várias razões para isso:

Discipular é uma das maneiras mais estratégica para ter um ministério pessoal ilimitado. Isso pode ser feito em qualquer tempo, por qualquer pessoa, em qualquer lugar e entre qualquer grupo etário;

 

I. Discipular é o mais flexível dos ministérios.                                                 

Visto que não precisa ser executado dentro de qualquer esquema cronológico ou estrutura organizacional, o fazedor de discípulos pode ser extremamente flexível;

II. Discipular é a maneira mais rápida e segura de mobilizar todo o corpo de Cristo para evangelizar.                                             

=> O alvo de discipular não é apenas conseguir mais discípulos,  porque um clube composto de almas salvas logo morrerá sem uma eficiente penetração no mundo perdido.                                        

=> Uma das formas mais rápidas de aumentar o número de batismos e aprofundar a qualidade de vida dos que são alcançados para Cristo é o discipulado.                                            

=> Fazer discípulos de todas as nações torna-se tanto um resultado da evangelização quanto uma forma de realizar a evangelização do mudo;

III. Discipular tem um potencial de mais longo alcance para produzir frutos do que qualquer outro ministério.                 

=> O Senhor deseja que sejamos arraigados e edificados nele, e estabelecidos na fé (Col 2:7). Isto exige tempo e interesse. Interesse pelo povo é componente essencial. O seguimento (o seguir) é feito por alguém, e não por algo;

IV. Discipular propicia à igreja local maduro líderes leigos centralizados em Cristo e orientados para a Palavra.                      

=> Os “esquentadores de bancos” são muitos; os trabalhadores são poucos. Os trabalhadores são produto de discipulado feito na igreja e orientado pelo Espírito.                                            

=> A edificação na vida de outros é o plano de Deus para o levantamento de novos diáconos, professores e outros líderes na igreja.                                       

=> O apelo do comitê designador por obreiros (grupo que busca identificar novos obreiros) se tornará um brado de louvor a Deus, quando os membros da igreja forem discípulos multiplicadores semelhante a Cristo.

 

Texto extraído do Livro Multiplicadores de Discípulos, Moore Waylon B.

 

Blog de:

Robernane Ferreira Lima

Robernane Ferreira Lima

Robernane Ferreira Lima

Robernane Ferreira Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.