sexta-feira, 26 de julho de 2013

FRUSTRAÇÃO COM IGREJAS - UM MAL CRESCENTE E INCONTROLÁVEL

 

k2983096
FRUSTRAÇÃO
COM IGREJAS
- UM MAL CRESCENTE E INCONTROLÁVEL

 

- Nunca houve na história da igreja um movimento migratório tão intenso como o que ocorre em nossos dias.

- Hoje praticamente é impossível manter um rol de membros de qualquer igreja atualizado ou minimamente ajustado.

- Antigamente a migração se dava por motivos praticamente inexistentes hoje. Um membro trocava de igreja por causa de seu trabalho que o obrigava a deslocar-se de cidade ou porque um filho ia para uma faculdade e os pais, quando podiam, mudavam juntamente com ele. Basicamente o trabalho era o motivo principal. Mas agora vemos raramente alguém apresentar este motivo como causa de troca de igreja. Vivenciamos algo totalmente novo no meio cristão. Algo altamente destruidor, inibidor e falacioso.

Penso que alguns fatores ajudam aumentar esta migração em forma exponencial.

1. A Mobilidade Social

- A mudança de patamar de vida leva o indivíduo mudar sua escala de valores e então sua comunidade local não consegue entender ou acompanhar esta mudança e ai tal pessoa busca aquela igreja que preencha suas necessidades. Essa mobilidade social se dá principalmente através de conquistas na área educacional, financeira e mesmo a social.

- Um upgrade cultural pode deslocar completamente um indivíduo de seu meio por perceber que as bases mentais foram alteradas, criando assim um abismo cultural entre tal indivíduo e sua comunidade de fé.

- Novos interesses e necessidades são gerados ai a busca por algo mais elaborado se apresenta. A mudança é praticamente automática e irreversível.

2. Busca Por Pertencer a Uma Estrutura Grande

- Muitos acham que se pertencerem a uma grande estrutura tanto física como populacional também se tornarão grandes. Ficam encantados com grandes edifícios e multidões.

- Julgam que este meio lhes proporcionará certo grau de realização pessoal.

- Julgam que todo o movimento proporcionado por grandes estruturas será suficiente para gerar uma melhoria interna e a transformação que tanto anseia.

- Esquecem-se que nestes movimentos de massa com grandes estruturas a tônica presente é a desumanização e massificação do individuo.

- Tornam-se números e nada mais. Os cultos tornam-se impessoais e a tendência é que guetos sejam formados para que a sobrevivência aconteça.

- As estruturas são grandes de verdade mais o indivíduo se apequena cada vez mais. Assim neste meio que a princípio tudo é atrativo e luminoso a frustração se apresenta porque fica evidente que pequenos grupos próximos às lideranças significativas recebem as benesses e a maioria é alijada do processo. Isso é fator de migração no meio cristão.

3. Promessas Não Cumpridas

- As pesquisas recentes apontam como um fator preponderante para a migração as promessas de prosperidade oferecidas pelas igrejas de massa e que nunca foram e nem serão cumpridas.

- O indivíduo atraído por promessas miraculosas de prosperidade e cura ou mesmo de encontrar o amor de sua vida, entram para tais igrejas e ali confiando no que é dito passam a ofertar quantias significativas de dinheiro na esperança de verem seus sonhos realizados.

- Durante algum tempo a pessoa é iludida e tem sua esperança renovada por pronunciamentos encorajadores, mas rapidamente percebe que as coisas não mudaram e sim pioraram. Veem seus líderes enriquecerem e apresentarem um padrão muito acima do normal e eles acomodam na condição de fontes de financiamento de tal sistema.

- A frustração é algo inevitável nestes ambientes e consequentemente a migração é seu corolário.

4. Busca Por Revelação e Poder de Deus

- É incrível como as pessoas se recusam a crescer diante de Deus.

- Aprendem alguma coisa da Palavra sobre Deus e seu poder e depois iniciam uma busca frenética por ambiências que proporcionem o que esperam. Passam a julgar se um culto é espiritual ou não através de manifestações diferentes ou pela intensidade de revelações espirituais.

- Acham que pessoas específicas detêm poderes diferenciados cura, libertação e revelação e ai enchem auditórios e levam consigo uma avidez surpreendente.

- Chegam a acreditar, mesmo contra todo bom senso e a Palavra de Deus, que uma rosa ungida, uma toalha suada de um apóstolo ou um cajado cheio de um óleo qualquer terão poder de mudar toda uma existência conturbada e desequilibrada.

- Em muitas ambiências é incentivada a expulsão de demônios para provar que o pregador tem poder sobre o mundo espiritual.

- O pregado tornar-se One Man Show. Tais pessoas quando entram em uma igreja que não reza pela mesma cartilha em que foram educados ou doutrinados, dizem que ali não existe o poder de Deus ou os cultos são frios. Não conseguem mais se alegrar quando um pecador se arrepende e é alcançado pela graça de Deus.

- Quando acontece de alguma luz brilhar na mente daqueles que buscam poder e revelações, então migram frustrados para outras comunidades buscando recomposição espiritual e pessoal.

5. Escândalos Sexuais e Financeiros

- Nesses movimentos de massa a grande característica é o isolamento da liderança. Isso é algo altamente prejudicial, pois tais líderes passam a ser suas próprias referências.

- Começam ver outros famosos fazerem coisas estranhas e sem crítica alguma introduzem as mesmas coisas em suas comunidades levando seu povo ao um desequilíbrio quase que irrecuperável.

- Buscam referencia em líderes com comportamentos extravagantes e acham isto normal.

- Acolhem e praticam tais comportamentos, pois querem a mesma visibilidade que os outros têm. Além disso, muitos se julgam acima do bem e do mal.

- Acham que são especiais para Deus e alguns pecados serão relevados pelo Criador.

- Aventuram-se a cruzar as linhas dos limites estabelecidos pela Palavra, achando que somente desta vez não terá problema. Mas esquecem de que Satanás é o primeiro incentivar e o último a esconder. Quando o pecado é praticado o primeiro a puxar a cortina e mostrar a nudez do líder é o próprio Diabo.

- Os escândalos aparecem e quem tem um pouco de equilíbrio nestes meios de massa vêm–se desprotegidos, traídos e totalmente frustrados. A migração torna-se a única opção para tais pessoas.

- Poderia escrever mais sobre os fatores da migração, mas quero falar um pouco sobre suas consequências.

As consequências da migração são funestas em muitos casos.

1. Aqueles que se veem frustrados nestas igrejas, de massa ou não, buscam outras igrejas, grandes ou não, mas chegam tão decepcionados que se tornam membros inúteis.

- Julgam que todos os líderes são iguais e possuem os mesmos interesses e visão do Reino de Deus.

- Posicionam-se friamente fora da vida de sua nova comunidade achando, muitas vezes, que logo, logo aqueles que estão na igreja vivenciarão o que eles viveram no passado.

- Fecham-se por completo para sua nova ambiência e se recusam a ser produtivos novamente.

2. Não conseguem superar os traumas do passado.

- Não conseguem virar a página de sua história de vida e vivem num processo autofágico de repaginação da vida.

- A igreja onde sou pastor, por excelência, tem recebido em sua membresia pessoas frustradas com o sistema. Tenho dito para tais irmãos que eles podem vivenciar uma grande chance de mudança e visão de vida, mas que certamente nunca conseguirão doar para a igreja nem 10% do que fizeram em sua antiga comunidade de fé. E para minha tristeza tenho visto que este meu modo de pensar é uma máxima com raríssimas exceções. Alguns depois de meses conseguem se desvencilhar das malhas das decepções, frustração e traição sofridas e se abrem novamente para graça de Deus, experimentando um novo momento de vida, mas são poucos.

3. Tornam-se juízes de tudo e todos. Passam a criticar tudo e todos como se tivessem alcançado um patamar superior de vida.

- Muitas vezes demostram desprezo para uma nova comunidade porque viveram algo desastroso no passado e sentem medo de viverem novamente, tornando-se assim em juízes. Normalmente agem com desconfiança em sua nova comunidade de fé. Parecem que pisam em ovos. Sentam-se nos bancos de trás da igreja. Não se incomodam em dizimar, mas não querem ser incomodados com nenhuma nova demanda em suas vidas. Preferem o anonimato.

- São pessoas talentosas, com grandes capacidades, mas que simplesmente abdicaram de tudo isso por causa das frustrações vividas no passado.

4. Essa migração desordenada traz consigo uma diluição de doutrina nas igrejas locais. Essa migração proporciona todo tipo de conceitos dentro das igrejas.

- Várias pessoas veem de igrejas diferentes e trazem consigo doutrinas diferentes que julgam verdadeiras e não estão dispostas a repensar tais ensinamentos e consequentemente comportamentos apreendidos.

- Creio que uma possível solução seria a criação de uma classe de nivelamento para receber esses novos irmãos advindos de várias denominações. Assim, seriam instruídos sobre o viver de sua nova comunidade de fé e suas crenças e valores. Consequentemente a aceitação de tais irmãos se daria no longo prazo. Creio que um ano no mínimo.

- De fato a migração no meio cristão, sem motivos sérios, tem levado a um retrocesso na vida da igreja. Com tal processo a igreja vive algo como em corrida de carros “Stop and Go”.

- Para e avança, para e avança. É um fenômeno que teremos de conviver com ele ao longo da vida e creio que no curto prazo não teremos solução para ele.

Resta-nos lutar para que Deus nos conceda graça e que possamos ajudar tais irmãos a se recuperarem de seus traumas e a viverem novamente a benção do convívio eclesiástico sadio.

Soli Deo Glória

Pr. Luiz Fernando R. de Souza   http://ministerioforcaparaviver.blogspot.com.br/2013/07/frustacao-com-igrejas-um-mal-crescente.html

 

==============================

==============================

==============================

==============================

A IGREJA QUE SE PROSTITUI

 

110_F_18330758_G7j2ICc5sGiFxr9m9wrQp6FYEQAwyFa5

A IGREJA QUE
SE PROSTITUI

 

 

- A palavra prostituição lembra comportamentos que traduziríamos em seduzir e deixar-se seduzir.

- Cada vez mais vemos igrejas seduzindo os homens para o caminho da idolatria (Mamon) hedonismo e lassidão moral dentre vários outros, e se deixando seduzir por doutrinas espúrias, anticristãs, pelo mundanismo. 

- Quando a igreja se deixa cooptar pelos atrativos e mentalidade do mundo ela está se prostituindo, pois a Palavra de Deus nos adverte que aquele que quer ganhar a amizade do mundo torna-se inimigo de Deus. Tg. 4:4.

QUANDO A IGREJA SE PROSTITUI?

I. Em primeiro lugar vemos a igreja se prostituir quando abranda seus padrões morais.

- O pecado grassa a passos largos dentro da igreja.

- Aumenta o número de jovens grávidas dentro das igrejas e isso não incomoda mais nem aos pais nem à liderança. Neste ponto a disciplina eclesiástica foi banida para o fundo do quintal e um comportamento Laissez-Faire é adotado como padrão em nosso meio.

- O padrão de santidade bíblico foi abandonado porque se for anunciado dos púlpitos provocará um esvaziamento das igrejas. Talvez, exigirá muito dos membros a busca da santidade assim como Senhor nosso Deus é Santo.

- Vimos recentemente um fato que ilustra o que foi dito acima. Um jogador de futebol que conquistou o título estadual com seu clube apareceu em frente às câmeras de televisão comemorando o campeonato de sunga e com uma faixa em sua cabeça que continha os dizeres: 100% Jesus. Logo após a saída do estádio foram comemorar em uma boate onde este mesmo jogador pagou a festa que teve participação de 10 mulheres para homem presente. Este mesmo jogador já é pai de uma criança sem ser casado. Diz-se evangélico e temente a Deus.

- Poderíamos nos perguntar onde está o pastor deste jovem jogador?

- Qual tipo de igreja ele frequenta?

- Creio que a liderança nada fala porque talvez as ofertas que entrem na igreja superem os R$ 300.000,00 por mês. Nesse caso fica difícil apontar o pecado e o mal frente a este volume financeiro.

- Sim, a igreja tem se prostituído e se tornado prostituta quando abranda seus padrões morais, achando assim que conquistará mais almas para Cristo. No entanto, esquece que o Senhor Jesus nunca se coadunaria com tais padrões. Esquece-se que quando mais próxima do mundo ela for menos impacto provoca.

- O apóstolo Paulo nos adverte fortemente em  II Tm 3:1-9 Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. 2 Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, 3 Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,

4 Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,

5 Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.

6 Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; 7 Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade. 8 E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé. 9 Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles”.

QUANDO A IGREJA SE PROSTITUI?

II. Em segundo lugar a igreja se prostitui quando permite que seus líderes permaneçam nos púlpitos mesmo em pecado.

- Já virou tendência pastores se divorciarem e permanecerem nas igrejas como líderes. (Abordo aqui somente adultério ou escândalos. Alguns divórcios pastorais devem ser ponderados com outra ótica

- Pastores que adulteraram e desonraram o chamado de Deus e quebraram a confiança da igreja ainda permanecem como pastores em nosso meio. Quando isso acontece a porta se escancara para o pecado e o padrão de Deus se esvai pelo ralo.

- Certamente o Senhor já não fala mais em tais lugares e ai outras vozes se apresentam como vozes proféticas em meio ao caos eclesiástico.

- Há pouco tempo vi um chamado pela internet de um congresso de homens da promessa ou homens de valor ou algo parecido em que um pastor que adulterou com uma jovem, de 15 anos era um dos palestrantes. Fiquei a me perguntar que congresso era esse e quais seriam os homens de valor daquele congresso? O que poderiam ofertar diante de uma tal aberração?

- Mas quando a igreja afrouxa seu padrão de conduta para seus líderes então isso se torna oferecer fogo estranho no altar do Senhor. Acham que Deus é somente amor.

- Esquecem-se que os salmos nos dizem que a base do trono de Deus é santidade e justiça.

- O padrão de Deus é homens santos dando exemplo de santidade.

- Enquanto as igrejas tolerarem o pecado em seus púlpitos estará se prostituindo e envergonhando Deus e sendo envergonhada.

- A máxima dos puritanos era: “Pastores santos e cultos”. Vivendo esta máxima eles fundaram uma das maiores ou a maior universidade do mundo a Harvard Business School.

- Necessário se faz uma assepsia nos quadros de lideranças das igrejas onde estas não admitam nem tolerem o pecado em seus púlpitos.

- Que as igrejas sejam corajosas para destituírem os adúlteros dos cargos de liderança.

- Antes das igrejas verem as qualificações dos seus líderes como capacidade de pregar, expressar em publico etc., devem observar caráter, integridade moral e seus modos de vida.

QUANDO A IGREJA SE PROSTITUI?

Em terceiro lugar a igreja se prostitui quando aceita em seus quadros ministeriais pastores sem o menor conhecimento de Bíblia e teologia.

- A onda avassaladora de falsos ensinos que ganhou várias igrejas é algo assustador.

- Existe um modo de pensar que diz que o conhecimento não importa e sim a atuação do Espírito Santo. Mas a Palavra nos diz que o Espírito nos conduziria em toda verdade e verdade é apreendida e isso por meio de esforço muitas vezes.

- Lembro-me que anos atrás, enquanto seminarista, um pastor me disse que quando era tradicional ele tinha uma montanha de livros para estudar ao preparar os sermões, mas que depois de ser revestido com poder pelo Espirito Santo deixou essas coisas para traz. Então eu lhe disse: Depois que experimentei o poder do Espirito Santo ai eu passei a estudar mais e a comprar mais livros.

- Na realidade são pastores preguiçosos que acham que basta abrir a Bíblia em qualquer passagem que o sermão aparece do nada em suas mentes.

- Pastores despreparados levam as igrejas a se prostituírem no altar do sincretismo religioso.

- Há pouco tempo vi um vídeo pela internet onde pessoas vestidas de batas longas carregavam um modelo da arca da aliança dentro de uma igreja e o pastor gritava que quem tocasse na arca seria abençoado. Fazer uma replica da Arca da Aliança e destacar isso é uma das maiores demonstrações de idolatria sendo introduzidas em igrejas que já perderam a pureza doutrinária.

- Sim, a igreja se prostitui ao aceitar um padrão inferior de liderança.

- O exemplo bíblico deveria ser o nosso padrão quando a igreja primitiva ao enviar os primeiros missionários enviou nada menos que o apóstolo Paulo.

QUANDO A IGREJA SE PROSTITUI?

IV. Em quarto lugar a igreja se prostitui quando avalia ministério pelo tamanho de uma igreja e não pelo compromisso com a Palavra de Deus.

- Quando avaliamos uma igreja pelo seu tamanho precisamos nos dobrar diante da igreja (Growing In Grace International Ministry, Inc.) igreja do megalomaníaco José Luís Miranda que se diz ser Jesus Cristo em carne e osso e já conta com mais de 10.000 membros só no Brasil.

- Se o critério for tamanho precisamos nos dar por vencido diante do Rev. Moon da igreja da unificação que diz que  Moon veio cumprir aquilo que o Senhor Jesus não fez através do casamento e já arrebatou milhares de seguidores.

- Se o tamanho é o padrão de avaliação então teremos de descartar milhares de pastores e igrejas que crescem lentamente e são pequenas.

- Teremos de descartar milhares de missionários que nos rincões do Brasil não pastoreiam igrejas com mais de 30 membros e aqueles que no mundo árabe ganham uma alma para Cristo a cada 5 ou 10 anos.

A igreja se prostitui quando abandona o padrão de fidelidade à Palavra e adota métodos mundanos de ativismo cego.

- Igreja não é empresa que visa somente lucro.

- Pastor não é executivo que se gaba de altos salários e mordomias outras. Compromisso com a Palavra de Deus deve ser o único padrão na avaliação de uma igreja.

- Muitas vezes o Senhor dá o crescimento outras vezes o terreno arado é mais duro e exige mais tempo. Mas negociar o compromisso com a Palavra em troca de igrejas cheias a qualquer custo é se deixar avaliar por outros padrões que não os da Palavra.

CONCLUSÃO:

- A grande realidade é que os milhares que enchem várias igrejas nunca souberam o que é ser regenerados e os líderes dos tais também não se preocupam se são ou não, conquanto que ofertem regularmente.

- Outros pontos poderiam ser destacados, mas ficaremos somente com estes quatros. Talvez alguém se encoraje a estendê-los.

Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste!”

Soli Deo Gloria

 

AUTOR E FONTE:

Pr. Luiz Fernando R. de Souza / http://ministerioforcaparaviver.blogspot.com.br/2013/07/a-igreja-que-se-prostitui.html 

 

OBSERVAÇÃO:

Eu, Robernane Ferreira Lima, estou RECOMENDANDO

aos meus colegas de Ministério que adicionem esse Blogspot. Certamente, irá em muito contribuir para o seu crescimento pessoal e Ministerial.

http://ministerioforcaparaviver.blogspot.com.br/

 

++++++++++++++++++++++++

++++++++++++++++++++++++

++++++++++++++++++++++++

++++++++++++++++++++++++