sexta-feira, 21 de junho de 2013

A sensibilidade de um líder!

 

A sensibilidade

de um líder!

 

A SENSIBILIDADE QUE UM LÍDER PRECISA TER

A. O trabalho pastoral que empreendemos na Igreja de Jesus não é fácil. Cada um de vocês que cuida de pessoas para Jesus é testemunha disto. O Senhor Jesus revelou que um bom pastor é aquele que dá a vida pelas suas ovelhas (Jo 10.11).

I – UM LÍDER PRECISA SER AMOROSO PARA DESCOBRIR O ESTADO DAS OVELHAS:.

(Provérbios 27:23) “Procura conhecer o estado das tuas ovelhas; põe o teu coração sobre os teus rebanhos.”

A. As ovelhas, por vezes, comportam-se como a mulher sunamita de II Reis 4.26, a quem perguntou Geazi, servo de Eliseu: “está tudo bem com você?”. A mulher que acabara de ver seu único filho morrer respondeu “está tudo bem”. O coração dela estava tomado de tristeza, indignação, desespero e outros sentimentos resultantes de um drama como aquele, mas ela não quis conversa com Geazi, o negócio dela era com quem ela tinha uma certa intimidade. É preciso muito interesse por parte do discipulador para saber bem o que se passa com as ovelhas.

B. Quando demonstramos carinho às ovelhas, nos tornamos acessíveis a elas. Devemos exorta-las, porém, com amor e compaixão.

C.Exemplo de péssimo pastoreio:

(I Reis 12:3-4) - Porque mandaram chamá-lo; veio, pois, Jeroboão e toda a congregação de Israel, e falaram a Roboão, dizendo: Teu pai agravou o nosso jugo; agora, pois, alivia tu a dura servidão de teu pai, e o pesado jugo que nos impôs, e nós te serviremos.

(I Reis 12:10-11) - E os jovens que haviam crescido com ele lhe falaram: Assim dirás a este povo que te falou: Teu pai fez pesadíssimo o nosso jugo, mas tu o alivia de sobre nós; assim lhe falarás: Meu dedo mínimo é mais grosso do que os lombos de meu pai. Assim que, se meu pai vos carregou de um jugo pesado, ainda eu aumentarei o vosso jugo; meu pai vos castigou com açoites, porém eu vos castigarei com escorpiões.

II – UM LÍDER PRECISA TER CUIDADO E GRANDE ATENÇÃO SOBRE O REBANHO DE DEUS:

A. (Jeremias 23:1) - AI dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR.

B. (Jeremias 23:3) - E eu mesmo recolherei o restante das minhas ovelhas, de todas as terras para onde as tiver afugentado, e as farei voltar aos seus apriscos; e frutificarão, e se multiplicarão.

C. (Mateus 9:36) - E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor.

D. O Senhor escolheu a ovelha para simbolizar as pessoas que compõem seu povo por conta das peculiaridades dos seres humanos. Assim como as ovelhas, as pessoas precisam de cuidados. São carentes, se machucam com facilidade, necessitam de carinho, não podem se suprir, se curar, se conduzir por conta própria.

E. Precisam ser pastoreadas, orientadas, ensinadas, corrigidas, motivadas, curadas. E, para dificultar ainda mais nosso trabalho pastoral, há sempre um “leão devorador” que espreita as ovelhas, esperando por seus descuidos para devorá-las. (I Pedro 5:8) “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.”

III – O CUIDADO PASTORAL GARANTE A MULTIPLICAÇÃO DO REBANHO:

A. “Procura conhecer o estado das tuas ovelhas; põe o teu coração sobre os teus rebanhos, porque o tesouro não dura para sempre; e durará a coroa de geração em geração?” (Provérbios 27:23-24)

B. Observe no texto de Provérbios 27 a constatação “pois as riquezas não duram para sempre, e nada garante que a coroa passe de uma geração a outra”. É preciso haver pastoreio eficiente para garantir a sobrevivência do rebanho. Somente com os devidos cuidados pastorais é que o rebanho sobreviverá e se multiplicará noutra geração de ovelhas.

C. Lembre-se: ovelhas enfermas e desnutridas não se multiplicam.

IV – PRECISAMOS REMOVER A PALHA SECA E PROVER O MELHOR ALIMENTO:

A. (Romanos 12:7) - Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino;

B. (I Corintios 2:13) - As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.

C. Tem um ditado que diz: “Você é o que você come”. Uma alimentação desbalanceada reduz a qualidade e a duração de uma vida. Pois bem, as ovelhas precisam receber o melhor alimento espiritual. Há muita “palha” disponível por aí em Livros, DVDs, CDs, Seminários, Pregações, etc.

D. Como discipuladores somos responsáveis por ensinar as ovelhas a desprezarem a palha e a apreciarem o verdadeiro “capim da colina”.

V – O SINDICATO DOS PASTORES EXCELENTES TEM SEDE NO CÉU:

A. “Quando brotar a erva, e aparecerem os renovos, e se juntarem as ervas dos montes, então os cordeiros serão para te vestires, e os bodes para o preço do campo; e a abastança do leite das cabras para o teu sustento, para sustento da tua casa e para sustento das tuas servas.” (Provérbios 27:25-27)

B. Há uma boa vontade excepcional da parte de Deus para com os servos que se dedicam a cumprir com excelência o árduo trabalho de pastorear Suas ovelhas. O texto de Provérbios 27 garante as bênçãos materiais que o bom pastor colherá. Carne, lã, leite e sustento são mencionados no texto. Há uma unção de prosperidade para quem cuida bem das vidas do rebanho de Jesus.

C. Esta é a melhor maneira de um servo gastar sua vida: no cuidado das ovelhas de Jesus.

D. Se ainda não chegou sua hora de desfrutar do seu trabalho aqui na terra, calma, Deus tem preparado o melhor para você.

C. Alguns o Senhor vai chamar para tempo integral na obra, outros não, mas é Deus quem faz a escolha. Espere em Deus e continue sempre abundante na obra do Senhor, sabendo que no Senhor, o vosso trabalho não é vão.

Que o Senhor nos dê graça sobre graça.

 

 

Autor: Pr. Maucir Lehn

 

===============================

===============================

===============================

===============================

EXCELÊNCIA NO QUE ESTAMOS REALIZANDO

 

EXCELÊNCIA

NO QUE

ESTAMOS

REALIZANDO

 

I. TRABALHAR NA EXCELÊNCIA É DAR PRIORIDADE NAS COISAS QUE É DO SENHOR:

(II Crônicas 29:1-5) - Tinha Ezequias vinte e cinco anos de idade, quando começou a reinar, e reinou vinte e nove anos em Jerusalém; e era o nome de sua mãe Abia, filha de Zacarias.  E fez o que era reto aos olhos do SENHOR, conforme a tudo quanto fizera Davi, seu pai. Ele, no primeiro ano do seu reinado, no primeiro mês, abriu as portas da casa do SENHOR, e as reparou. E trouxe os sacerdotes, e os levitas, e ajuntou-os na praça oriental,e lhes disse: Ouvi-me, ó levitas, santificai-vos agora, e santificai a casa do SENHOR Deus de vossos pais, e tirai do santuário a imundícia.

  1. Ezequias deu prioridade à Presença Santa de Deus na Nação. Ele não reuniu os governadores, prefeitos, senadores, etc..., mas, abriu as portas da Casa do Senhor e trouxe os sacerdotes e levitas para a consagração.
  2. Ezequias, com esta atitude, estava demonstrando que a Presença do Senhor no seu reinado era a coisa mais importante para sua vida.
  3. Trabalhar na excelência é dar valor àquilo que Deus dá valor, e fazer com amor.

II – TRABALHAR NA EXCELÊNCIA É DAR VALOR AO CHAMADO DE DEUS PARA A SUA VIDA.

(II Crônicas 29:10-11) - Agora me tem vindo ao coração, que façamos uma aliança com o SENHOR Deus de Israel, para que se desvie de nós o ardor da sua ira. Agora, filhos meus, não sejais negligentes; pois o SENHOR vos tem escolhido para estardes diante dele para o servirdes, e para serdes seus ministros e queimadores de incenso.

  1. O contexto era de restauração da adoração a Deus, porque durante o reinado anterior, de Acaz, pai de Ezequias, a apostasia tomou conta de Judá. A primeira coisa que o rei ressalta é que tanto sacerdotes quanto levitas tinham sido escolhidos por Deus para ministrar.
  2. O Novo Testamento ensina que todo cristão autêntico é um escolhido. Por exemplo, Rm 8:33 afirma: Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Pedro afirma em I Pe 2:9, que somospovo eleito e nação santa. Em Col 3:12 somos chamados de eleitos, santos e amados. É um privilégio ser contato como um escolhido do Senhor!
  3. Não sejamos negligentes! Este é o apelo do rei Ezequias aos ministros. Negligência é o mesmo que incompetência, imprudência, relaxo, descaso, desdém e omissão. O profeta Jeremias mostra que a maldição é reservada aos ministros negligentes: Maldito aquele que fizer a obra do Senhor negligentemente (Jr 48:10).
  4. O que se espera de um escolhido do Senhor é aexcelência. O profeta Daniel é descrito como um homem que tinha esta característica: porquanto se achou nesta Daniel um espírito excelente (Dn 5:12).

III – TRABALHAR NA EXCELÊNCIA É TRABALHAR DE TODO CORAÇÃO PARA O SENHOR.

a. (Colossenses 3:23-24) - E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens, sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis.

b. Somos do Senhor! Não sejamos negligentes! Façamos tudo com excelência, como para o Senhor.

c. Excelência é trabalhar para Deus com alegria. (Salmos 100:2) - Servi ao SENHOR com alegria; e entrai diante dele com canto.

 

 

Autor: Pr. Maucir Lehn

 

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++