quarta-feira, 12 de junho de 2013

Cumpridores da Palavra

 

Cumpridores

da Palavra

 

TEXTO: “E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos”. (Tg 1:22)

VERDADE CENTRAL: A Bíblia nos adverte, a despeito de tudo e de todos, que devemos ser cumpridores da Palavra de Deus. Isso implica em toda a nossa forma de viver, ou seja, não tem como viver uma vida na Igreja e outra fora dela. A chamada é para que sejamos exatamente o que o Senhor projetou para nós.

INTRODUÇÃO:

- Somos chamados para viver na excelência. O nosso Deus é um Deus excelente em tudo o que faz. Uma das missões que ele confiou a nós, Seus filhos, é a de cuidarmos da Sua Igreja na Terra.

- Enquanto Igreja Celular temos a responsabilidade de exercer nossa liderança pautados nos princípios da Palavra. E a Palavra diz que não devemos nos enganar no que é concernente ao Evangelho e aos cuidados que devemos ter com o Reino, principalmente com as vidas que estão debaixo de nosso cajado.

- Na Visão Celular, não podemos deixar cair a qualidade nas células, nos 12 e nos Encontros. Em cada passo que deve ser cumprido, faz-se necessário observar os padrões a serem seguidos e o nível de qualidade exigido. Deus quer que colhamos os frutos do nosso investimento e, para isso, é necessário disposição para realizar um trabalho de êxito. Assim, cada vez, consolidaremos nossos discípulos 100% a receberem da Visão.

1. A VISÃO CELULAR – UM ESTILO DE VIDA

- A Visão Celular não é um acidente, mas um estilo de vida. Somos um celeiro fértil e a Visão não deve ser comprometida. Por isso, a maneira como você ensina faz toda a diferença.

- A Bíblia diz que aquele que ensina deve fazê-lo com dedicação e não de qualquer jeito (Rm 12:7).

- Tudo o que declaramos precisa estar impresso em nosso caráter. Seus discípulos precisam ver em sua vida aquilo que é ministrado.

- Cremos que conquistaremos a Nação através da Visão Celular, mas para que isso aconteça precisamos ser ajustados no caráter. Precisamos ter uma só linguagem, ser comprometidos em tudo, no ministrar, no falar, no cantar, no ensinar.

- Estamos vivendo um momento muito precioso. Os céus estão favoráveis a nós. É tempo de festa. Por tudo isso devemos praticar a Visão no seu 100%, sem subestimar, é claro, as pessoas que não caminham nos mesmos passos que nós, mas também não podemos subestimar a excelência da Visão. Este tempo precioso não pode ser desperdiçado.

2. VISÃO CELULAR – UMA ESTRATÉGIA DE CONQUISTA

- A Visão Celular é uma estratégia de conquista e, por isso, vêm muitas perseguições.

- Quantos líderes que sofrem perseguições, enfrentam lutas interiores e exteriores. Porém, quanto maior as perseguições, maior o crescimento.

- O que precisamos fazer nas horas difíceis é usar as ferramentas que Deus já nos entregou e estão contidas em Sua Palavra. Porque a grande verdade é que quanto mais líder você for, mais vidas você conquistará. E como líder, não tenha medo de formar outros apesar das batalhas que você tem de enfrentar.

- Seja como Josué que ao ouvir do Senhor palavras de ânimo nunca mais foi o mesmo, pelo contrário enxugou as lágrimas e cumpriu a missão que lhe estava sendo proposta. “Esforça-te, e tem bom ânimo, porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria”. (Js1:6)

- Você conquistará territórios inimagináveis se você fizer a sua parte. É muito importante que enquanto líder você não seja omisso em relação ao seu chamado. Seus discípulos esperam de você a direção para que eles caminhem e conquistem. Juntos, vocês atrairão uma multidão para que o acréscimo do Reino não tenha fim.

2.1 - Conquistando através da influência

- Avalie a sua influência na vida dos seus discípulos. Como eles têm recebido o que você tem ministrado, ensinado, etc. Você tem sido ou não um influenciador para cada um deles?

- A Visão nos ensina a andar de forma organizada, não por grupos, mas por equipes; não por isolamento, mas por companheirismo.

- A Visão é uma Visão de complôs. Quando nos unimos com alguém, precisamos entender que juntos fazemos muito mais do que isolados. A conquista é mais ampla, porque o êxito da conquista está na unidade.

2.2 - Conquistando através da cumplicidade

- Não devemos permitir que qualquer proposta roube a fidelidade na equipe. Em uma equipe, deve haver cumplicidade entre o discipulador e os discípulos, mas, também, entre os discípulos e o discipulador.

- Quando nos unimos em equipe, trabalhamos por um só objetivo de conquista e alcançamos, porque unidos somos muito fortes. Muito mais forte é o Calvário que nos une do que as diferenças que nos dividem. Isso precisa ser uma verdade vivida no meio do povo de Deus.

2.3 - Conquistando através da fidelidade

- No Reino de Deus não podemos ser infiéis. Na Visão Celular não é diferente. Não podemos ter uma mensagem distorcida do que é a Visão. É muito importante que haja fidelidade na linguagem, que todos caminhem debaixo do mesmo propósito.

- Não comprometa a Visão com nada que não seja ela mesma. Não crie uma linguagem para a Visão diferente da que você tem aprendido e ouvido.

- A Visão não precisa de invencionices. Que a sua conversa no dia-a-dia seja 100% o Reino de Deus.

- Utilize a estratégia da Visão Celular em qualquer lugar por onde você for.

- O que você jamais deve deixar de fazer é cumprir a Palavra de deus. Portanto, não se deixe enganar pelas sutilezas do inimigo. Sua linguagem e o seu discurso não devem ser misturados.

- Reavalie sua liderança e viva de forma a cada dia ser um líder melhor.

- Ensine seus discípulos que a Visão não é uma experiência, é um estilo de vida, uma estratégia poderosa do céu para abençoar vidas.

Juntos, discípulo e discipulador, conquistarão uma multidão para o Pai. Através de vocês todos saberão que o avivamento foi instalado e todos desejarão que as multidões venham do Norte, Sul, Leste e Oeste.

 

FONTE: http://www.mibac.com.br/estudos-m12/cumpridores-da-palavra

 

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++

Abraçando a visão do discipular

 

Abraçando a

visão do discipular

 

Textos: “Instruir-te-ei e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir, guiar-te-ei com os meus olhos.” (Salmos 32:8). “Assim diz o Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o Senhor, o teu Deus, que ensina o que é útil e te guia pelo caminho em que deves andar.” (Isaías 48:17)

Verdade Central: Após ser consolidado, firmado em Cristo Jesus, o discípulo necessitará aprofundar-se no conhecimento de Deus e de Sua graça, e a melhor maneira para fazer isso é por meio do discipulado, ensinando-o com clareza e destreza os preceitos e estatutos do Reino de Deus.

Introdução:

Estamos abraçando a Visão do discipular há bastante tempo. Nossa experiência tem sido satisfatória, principalmente no que diz respeito a participarmos do crescimento do Reino. Os novos crentes se tornam discípulos ao serem consolidados através do processo do discipulado.
A palavra discipular, na Bíblia, pode ser definida através dos termos hebraicos Yarah e Lamed. YARAH significa instruir, dirigir, ensinar, apontar, atirar, visar, arremessar, lançar em linha reta (Salmos 32:8). LAMED significa instruir, treinar, estimular, incitar, ensinar, fazer alguém aprender (Isaías 48:17).

Alguns pontos são fundamentais neste processo de discipulado, tais como:

1. Estabelecer a visão do discipular

- A Visão do discipular se estabelece no relacionamento do discipulador com o discípulo. As definições acima revelam o caráter de Deus investindo em cada ser humano, através de Jesus, para que procedamos de igual modo.

- O ato de discipular confere a cada um dos filhos de Deus responsabilidades especiais para com aqueles a quem estão discipulando. Isso quer dizer que não podemos negligenciar a tarefa de cuidar dos discípulos dando-lhes uma referência segura, a fim de que tenham em quem se espelhar. Para que isso aconteça, é necessário estarmos refletindo claramente o caráter de Cristo através de nosso procedimento.

2. Fundamentar o discipulado

A orientação apostólica, dada por Deus, nas cartas escritas à Igreja, fundamenta a visão do discipular através de três pontos:

- Equipando os discípulos e assistindo-os com objetivo de levá-los a uma vida e serviços frutíferos (Efésios 4:11,12).

- Transmitindo a verdade a cada geração sucessiva de convertidos, isto é, discipulando aqueles com quem você mantém contato, para que estes, por sua vez, discipulem aqueles que são do seu círculo de relações (II Timóteo 2:2).

- Multiplicando através do exemplo. Isso representa buscar uma vida de santidade, pois a multiplicação só é eficiente se for obedecida por discipuladores, líderes que primeiro vivam a verdade na pureza e poder do Evangelho. Assim, cada nova geração de discípulos no Corpo de Cristo manterá a semelhança de Jesus, cuja vida e caráter não são apenas proclamados, mas se acham presentes na vida daqueles que discipulam em Seu nome.

3. Princípios da visão do discipular

- O discipulador, na visão do discipular, precisa de princípios bem estabelecidos em sua vida para que expresse com exatidão o caráter dAquele que representam na Terra. Os princípios que perfilam o caráter do discipulador são Santidade e Fidelidade, que geram o Compromisso.

3.1 - Santidade (I Tessalonicenses 3:13)

- A palavra santidade tem origem na palavra grega hagiosune e significa o processo, qualidade e condição de uma disposição sagrada e a qualidade da santidade na conduta pessoal. É o princípio que separa o crente do mundo.

- Hagiosune nos consagra ao ministério do discipulado, no corpo e na alma, encontrando realização na dedicação moral e uma vida comprometida com a pureza.

- A santidade faz com que cada característica do nosso caráter seja submetida à inspeção divina e receba a Sua aprovação. A fonte da santidade é um relacionamento pessoal com Jesus e não um sistema de obras.

3.2 - Fidelidade (Provérbios 25:13)

- A palavra fidelidade, na Bíblia, deriva do termo fiel, que no hebraico é emunah e significa firmeza, estabilidade, lealdade, consciência, constância, segurança, aquilo que é permanente, duradouro, constante.

- Emunah vem da raiz aman, significa estar firme, certo, estabelecido, estável. Emunah é traduzida frequentemente como fidelidade também.

3.3 - Compromisso (Atos 26:19,20)

- O Apóstolo Paulo estava totalmente comprometido com o objetivo do seu chamado: pregar o Evangelho e assim estabelecer o seu discipulado.

- Não há como ter o caráter de Cristo e não expressar compromisso com o Reino.

- Como líderes, não pode faltar em nossa vida de discipulado a santidade e a fidelidade que representarão o nosso compromisso com Deus e com o Seu Reino.

4. Abraçar a visão do discipular com o Mestre Jesus

- As profecias messiânicas, como Isaías 42:1-21; 49:1-7; 50:4-11; 53:12, preveem que o caráter servil de Jesus faria uma obra específica e agiria com obediência incondicional e imaculada.

- Para abraçarmos a visão do discipular, precisamos apreender o espírito de Jesus como servo. Pois sabemos que o Filho do Homem não veio para ser servido e sim para servir.
Cristo procura aqueles que servirão sem buscar reconhecimento, procurando exaltá-lO generosa e obedientemente, tornando-O conhecido.

- Essa é a função dos servos, dos discipuladores, dos líderes. Estes devem estabelecer sua personalidade e ministérios através da própria devoção e obediência a Jesus, através de uma disposição verdadeira de servir sem interesses.

- As bases do discipulado na Visão Celular visam instruir, dirigir, treinar, estimular e ensinar pessoas no caminho em que devem andar.

- É possível afirmar, então, que discipulado é o processo de uma vida.
Quando entramos na realidade do discipulado, compreendemos que não podemos viver mais exclusivamente para nós mesmos, mas devemos adotar um estilo de vida que nos permita compartilhar daquilo que Deus tem feito em nós.

- Não podemos desconsiderar o fato de que, ao assumirmos o treinamento de novos convertidos, estamo-nos tornando seus ‘pais espirituais’.

- Essa missão demanda tempo, esforço, dedicação, renúncia e, sobretudo, muito amor a Deus e às vidas que chegam ao Reino de Deus.

- Deus conta conosco nesse processo de treinar as vidas e capacitá-las com o caráter de Cristo, a partir do modelo que lhes é apresentado. Se assim for, estaremos formando discípulos que amam ao Senhor e que não têm dificuldades em amar as vidas e dispensar tempo para vê-las fielmente servindo ao Pai.

Abraçar a visão do discipulado é dedicar o tempo e a vida por amor ao Reino, é cumprir o mandamento de Jesus de fazer discípulos de todas as nações da Terra (Mateus 28:19).

 

 

FONTE: http://www.mibac.com.br/estudos-m12/abracando-a-visao-do-discipular

 

 

#######################################

#######################################

#######################################

#######################################