sexta-feira, 31 de maio de 2013

O Socorro Divino na Vida dos Aflitos

 

O Socorro Divino

na Vida

dos Aflitos

Texto: Salmos 40:1-3

 

 

 

INTRODUÇÃO

 

1. Quem dera todos nos confiássemos em Deus como uma criança confia nos seus pais.

O colo dos pais dá segurança contra as intempéries. Todos nós desejaríamos um lugar como o colo dos nossos pais onde pudéssemos encontrar socorro.

2. Em Deus todos nós podemos encontrar socorro para nossas aflições. A sua Palavra nos garante que ele é socorro certo para os que nele confiam.
De que forma aqueles que confiam em Deus podem experimentar o seu socorro?

O salmista Davi nos mostra alguns efeitos do socorro de Deus em sua vida.

O primeiro efeito do socorro de Deus foi:

I. A libertação da perdição.

1. Davi se via liberto da perdição como alguém que estava preso num atoleiro (v.2 “Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama”).

- As palavras dele referem-se à prisão que todos os homens estão enquanto estão sem Deus.

- Quando somos socorridos pelo Senhor ele nos tira do lamaçal do pecado. O socorro de Deus resgata a alma do homem da condenação do Pecado (cf. João, 8:32).

- Davi expressou o que sentiu quando Deus o resgatou da morte. A libertação é o socorro mais urgente que nossas almas precisam.

O segundo efeito do socorro de Deus foi:

II. A segurança para prosseguir na vida.

1. Deus firmou Davi numa rocha segura onde sua alma experimentava a segurança eterna(v. 2b “... colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos”).

- Os “pés” (“passos” – NVI) faz menção aos caminhos dessa vida em que o salmista poderia seguir seguro, pois o Senhor havia firmado os seus passos.

- Quem é socorrido por Deus tem os seus caminhos trilhados por ele. Por isso anda seguro. O socorro divino ilumina os lugares escuros dessa vida. Assim podemos andar na segurança da luz.

Ilustração:

Jesus é a luz do mundo (João 8:12) – quem segue os seus passos tem a segurança divina em sua vida.

- O salmista Davi estava seguro porque estava em Deus. O socorro do Senhor nos dar segurança.

O terceiro efeito do socorro de Deus foi:

III. O Louvor pela sua Graça.

1. A ação de Deus na vida de Davi produziria louvor em seus lábios (v.3 “E me pôs nos lábios um novo cântico, um hino de louvor ao nosso Deus”).

- A ação de quem recebe o socorro do Senhor é gratidão pela sua ajuda.

- O salmista expressaria os feitos do Senhor em sua vida através de um cânticos de gratidão. Todos nós temos muito que agradecer ao Senhor. Ele nos elegeu para a salvação, tirou toda culpa que havia sobre nós, nos deu uma nova vida.

- Como temos agradecido? Não podemos ser ingratos ao Deus que nos socorreu de forma tão tremenda.

Ilustração:

Salmo 116:12 – “Que darei eu ao Senhor [...]”
O louvor brotaria dos lábios de Davi por causa do livramento que o Senhor lhe deu.

Por fim, o quarto efeito do socorro de Deus em Davi foi:

IV. O testemunho da ação de Deus para o mundo.

1. A experiência de libertação divina na vida do salmista Davi resultaria em testemunho da bondade do Senhor para o mundo (v. 3b “[...] muitos verão essas coisas, temerão e confiarão no Senhor”).

- Há muita gente precisando ouvir da obra maravilhosa de libertação que Deus tem operado em nossas vidas.

- São muitos os que estão sofrendo nessa vida por colocarem a sua confiança no lugar errado.

- Precisamos testemunhar o que experimentamos do Senhor quando ele estendeu a sua mão e nos libertou do domínio da mentira, dos vícios, da prostituição. Assim muitos saberão que em Deus podem confiar.

CONCLUSÃO

- Todo cristão experimentou o socorro de Deus através de Cristo. Por isso devemos louvar a ele com tudo o que somos e testemunhar aos perdidos da sua misericórdia.

- Portanto, você que estar sem esperança, confie naquele que estar pronto a socorrer os que nele confiam! Amém!

 

Autor: Rev. Leonardo José Nunes Félix

 

++++++++++++++++++++++++++++++++++++

++++++++++++++++++++++++++++++++++++

++++++++++++++++++++++++++++++++++++

++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Os dois dias mais importantes da vida

 

Os dois dias

mais importantes da vida

 

Texto: Eclesiastes 7:14

“No dia da prosperidade, goza do bem,  mas, no dia da adversidade, considera...”

 

 

Introdução:

 

  • A química da vida tem como elementos principais, dois dias: O dia da prosperidade e o dia da adversidade.
  • O texto bíblico de Eclesiastes 7.14, é claro em afirmar, que o dia da adversidade faz oposição ao dia da prosperidade.
  • Ainda nos declara o texto, que não é o diabo e o inferno, mas, sim o próprio Deus que promove o contraditório entre estes dois dias em nossa vida:  A sequência do verso diz: ... porque também Deus fez este em oposição àquele...
  • Por mais que não concordamos muitas vezes, estes dois dias são inseparáveis em nosso calendário existencial.  Quantos cristãos que erroneamente dizem: Quero somente benção, alegrias, saúde e prosperidade...Fora disso, não é plano de Deus para minha vida...
  • Mas, segundo a Palavra de Deus, não podemos viver só no dia da prosperidade, temos que também que provar a dor, a tristeza, as lágrimas, do amargo dia da adversidade.
  • A divina mescla destes dois dias, aparecem nitidamente através das Sagradas Escrituras:

-Salmo 23.5    Preparas uma mesa perante mim, na presença de meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, meu cálice transborda.

.Mesa preparada e cabeça ungida (Dia da prosperidade)

.Na presença dos inimigos  (Dia da adversidade)

-Dt 11.11 Mas, a terra que passais a possuir é terra de montes e vales...

.Terra de montes (Dia da prosperidade)

.Terra de vales  (Dia da adversidade)

-Mc 1.13 E ali esteve no deserto quarenta dias, tentado por Satanás.  E vivia entre as feras,  e os anjos o serviam.

.Anjos servindo  (Dia da prosperidade)

.Vivendo entre as feras (Dia da adversidade)

 

I. TRÊS COISAS QUE DEVEMOS FAZER NO DIA DA PROSPERIDADE

Eclesiastes 7.14, aconselha:  No dia da prosperidade, goza do bem...   (Isto é, desfrute do que é bom,  usufrua da benção de Deus).

1. Desfrute com gratidão - (Sl 103.1,2) (1 Ts 5.18)

2. Desfrute com sabedoria - (Mt 6.33)

3. Desfrute com generosidade - (Pv 3.9,10;  11.24,25)(Lc 6.38)(2 Co 9.6-12)

 

II. TRÊS PARA CONSIDERAR NO DIA DA ADVERSIDADE

Note que o texto de Eclesiastes 7.14, nos diz que: ...no dia da adversidade, considere...

1. Considere que no mundo teremos aflições (Jo 16.33)

2. Considere que você não está sozinho no dia da adversidade (Sl 23.4) (Is 43.2) (Mt 28.20)

3. Considere que o dia da adversidade, não é para nossa destruição,  mas, para o nosso crescimento (Rm 5.3;  8.28)

 

 

Autor: Pastor Marcos Antonio

 

===================================

===================================

===================================

===================================