sábado, 13 de abril de 2013

FAZENDO A DIFERENÇA

 

FAZENDO A DIFERENÇA.

 

“Então vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não serve” Malaquias 3.18

 

 

INTRODUÇÃO

- Fazer a diferença não é algo muito fácil, isso em todos os aspectos, principalmente com relação à vida cristã, mas é importante ressaltar que fomos escolhidos para uma finalidade especifica.

- Neste breve comentário discorreremos sobre o versículo base, ou seja, o julgamento divino entre os fiéis e infiéis, sobretudo a separação do trigo e do joio (Mt 13.24-30).

Sobreposto à vida diária do cristão significa fazer a diferença, no caráter, postura, espiritualidade, vestimentas entre outros.

I. Caráter, moral e espiritual

1. Moral

- Na formação do caráter humano envolvem um conjunto de fenômenos ainda não descobertos pela ciência, e uma das questões é: Porque as pessoas são como são?

- E sobre esta tese a filosofia, a sociologia, a genética e a teologia procuram entender como funciona essa formação.

- Deus através do seu Espírito se encarrega sobre a transformação espiritual, mas cada um deve se aprimorar.

- As mensagens de Paulo foram significativas sobre esse argumento (2 Co 3.18; Gl 5.22,23) com a ação do Espírito de Deus e da sua palavra em nós, podemos viver uma vida moralmente aprovada e fazer a diferença nesse mundo de corrupção. A ética e a moral são imprescindíveis.

2. Espiritual

- Na concepção do caráter espiritual, necessitamos procurar meios para desenvolvê-lo através das Escrituras Sagradas e na boa literatura religiosa, a meditação, que consiste em sintonizar o espírito com Deus, o amor também é a prova e a essência da espiritualidade (I Jo 4:7).

- Cada vez que alguém faz o que é bom e gentil para com outrem, impelido pelo verdadeiro motivo do amor, esse alguém aprimora a sua qualidade espiritual, em sua própria alma.

- Cada um de nós deveria ter um ideal para seguir, uma missão para realizar, uma tarefa a cumprir com todas as nossas forças, com todo zelo do nosso espírito. Isso serve de poderoso edificador do caráter.

- Todos esses meios desenvolvem em nós o caráter e a espiritualidade, e é com essa finalidade que vivemos neste mundo.

II. Aspectos que fazem a diferença na vida do cristão

1. Ética

- A ética é uma necessidade da sociedade e um dos requisitos do cristão, pois o alvo dela é a conduta ideal do homem.

- A ética cristã baseia-se no pressuposto que os princípios morais alicerçam-se sobre padrões imutáveis, estabelecidos por Deus que não se alteram em face de situações ou de indivíduos.

- Em outras palavras, o certo sempre será certo, por ser um princípio fixo. Isso significa que há um poder mais alto, e que é Deus quem estabelece as regras.

- O cristão deve ser ético, ou seja, porta-se como um indivíduo (At 20:18-21). Aceitável em todos os ambientes não apenas dentro da igreja.

2. Decência

- Decência e seus sinônimos indicam a forma como a pessoa deve se comportar, principalmente aqueles que conhecem os princípios constituídos por Deus, o apóstolo Paulo em sua carta aos romanos diz que não devemos nos conformar com este mundo (Rm 12.2; I Pe 1.14; I Jo 2.15)

A conduta é um espelho no qual todos exibem sua imagem. GOETHE.

3. Costume

- Toda instituição estabelece preceitos, o costume é uma questão, meramente humana, mas quando se refere a parte religiosa, embora possa estar escudado nas leis naturais e nos impulsos da consciência, devem estar em harmonia com a vontade de Deus.

- Para fazermos a diferença mediante ao mundo, os nossos costumes devem estar abalizados na palavra de Deus.

- Fazer a diferença não é seguir simplesmente costumes ou doutrinas, mas viver a prática das boas obras e estar em comunhão com Deus (Ef 2:10; Mt 5:16; 1Tm 6:18; Tt 2:7).

4. Vestimentas.

- As vestimentas são essenciais para indicar ou dar boa impressão, ela está intrinsecamente ligada à postura, porte e decência, as vestimentas mostram a diferença entre pessoas comprometidas com a compostura.

- Existem indivíduos que não conhecem essa diferença, principalmente certos cristãos, mas é importante saber que o modo de você se vestir pode interferir em alguma realização na sua vida.

- A igreja é o lugar onde se reverencia ao Criador, por isso devemos estar vestidos coerentemente para que possamos fazer a diferença.

- (I Tm 2:9) Aparentemente, algumas mulheres cristãs estavam tentando conquistar respeito procurando parecer bonitas, em vez de se adequarem ao caráter de Cristo. (Bíblia de Estudo de Aplicação Pessoal)

CONCLUSÃO

- A ausência desses princípios encontra-se em todos os lugares, até mesmo nos lugares sagrados onde se cultua e adora ao criador, os falatórios vãos e a irreverência a palavra de Deus tem sido prática muito comum em nossos dias, às vezes os líderes não querem corrigir para não perder membros, deixando de aplicar a disciplina conforme a palavra (Ec 5.1-7).

- Amados, devemos estar com a nossa vida abalizada nas escrituras sagrada, para sermos diferentes no nosso modo de agir e proceder, visto que vivemos em um mundo pecaminoso, e quando fazemos a diferença, o nome do Senhor é glorificado em nós.

 

 

Fonte: Pr. Elis Clementino – Itapissuma – PE

 

=============================================

=============================================

=============================================

=============================================

PERSEGUIDOS, MAS USADOS POR DEUS

 

 

PERSEGUIDOS,

MAS USADOS

POR DEUS.

 

“E o Senhor teu Deus porá todas estas maldições sobre os teus inimigos, sobre aqueles que te tiverem odiado e perseguido”. (Dt 30.7)

INTRODUÇÃO

- Todos quantos quiserem ser usados por Deus saibam que enfrentarão oposições de diversas pessoas e até da sua própria casa quando são usadas pelo inimigo, não somos diferentes dos nossos pais ou heróis da fé, eles foram odiados e provados de todas as maneiras, Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos (II Tm 3.12).

- Estamos sujeitos as mesmas perseguições desde que nos dispomos em fazer a vontade de Deus, contudo devemos tomar como exemplo os sofrimentos e paciência dos profetas que falaram em nome do Senhor (Tg 5.10).

- Neste breve comentário discorreremos acerca de personagens bíblicos que foram perseguidos, mas, no entanto não deixaram de ser usados pelo Senhor.

I. Inimigos, perseguidores dos homens de Deus.

- Os cincos reis que se levantaram contra Abrão, mas, Deus lhe deu vitória com poucos homens (Gn 14.14-17).

- Os irmãos de José, que conspiraram contra ele (Gn 37.18)

- Os filhos de Corá, esses se rebelaram contra Moisés, questionando a sua liderança (Nm 16.1-3)

- Os inimigos de Josué (Jericó Js 6.1) Jericó “cidade das palmeiras” Dt 34.3, era cidade mui fortalecida, com muros enormes. Era importante pelo tamanho, riqueza e, acima de tudo, bloqueava a entrada dos israelitas na Terra.

- Acabe e Jezabel eram perseguidores de Elias (I Rs 18.17; 19.2)

- Acabe odiava Micaias por falar as verdades do Senhor (I Rs 22:8,18)

- O rei da Assíria perseguia Eliseu por ele saber os segredos das estratégias de guerra (II Rs 6.11-13)

- Os Sambalate, Tobias e Gesem perseguidor de Neemias para impedir a construção dos muros de Jerusalém. (Ne 2.19; 4.1-3)

- Os amigos de Jó, que o condenava por estar em falta com Deus (Jó 2.11-13; Elifaz 4.1-21; Bildade 8,1-22; Zofar 11.1-20; Eliú 32.1-22).

II. Deus faculta vitória.

- Abraão, com poucos homens venceu os inimigos (Gn 14:14)

- José, seus irmãos recorreram ao governador do Egito para não morrer de fome. (Gn 42.3-6)

- Moisés, derrotou os filhos de Corá, Datã e Abirão (Nm 16.28-35)

- Josué, quando conquistou Canaã (Js 6:2)

- Davi diante de um gigante “É ele que dá vitória aos reis e que livra a Davi, seu servo da espada maligna” (Sl 144.10).

- Elias, Acabe e Jezabel foram derrotados. (I Rs 22:34; II Rs 9:30-37)

- Eliseu triunfou diante dos seus inimigos, e até depois de morto Deus fez milagre através dele (II Rs 13.20,21)

- Neemias, foi vitorioso diante dos seus inimigos na construção dos muros de Jerusalém. (Ne 6:15,16)

- Mardoqueu, Hamã, foi enforcado em seu lugar. (Et 7:9,10)

- Jó, os amigos que lhe humilharam, tiveram que fazer fila com suas novilhas e carneiros, para receber a sua oração. (Jó 42:8,9)

“O cavalo se prepara para a batalha, mas do Senhor vem a vitória” (Pv 21.31)

III. Devemos ser resilientes diante dos nossos inimigos

- Não perder o equilíbrio e estudá-los com antecipação, Neemias conhecia bem as estratégias dos seus inimigos.

- Ser forte e agir com determinação, eles não podem impedir de você ser usado por Deus (II Tm 2.1)

- Enfrentá-lo, independente das circunstâncias com a certeza de vencê-lo (Rm 8.37; I Co 15.57; Fp 4.13).

CONCLUSÃO

Ninguém poderá impedir Deus te usar, a única pessoa que pode é você. Assim como o Senhor concedeu vitória no passado, dá no presente e futuro a todos quanto lhe obedecem, (2 Co 4.8-10).

 

 

Fonte: Pr. Elis Clementino- Itapisuma – PE

 

+++++++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++++++