quarta-feira, 27 de março de 2013

A BÍBLIA E A UNIÃO HOMOSSEXUAL

 

A BÍBLIA

E A UNIÃO HOMOSSEXUAL

- Como os cristãos devem reagir à tendência da união conjugal de pessoas do mesmo sexo?

- Devemos ter o mesmo procedimento de quando tratamos de outros assuntos polêmicos e aceitar como veredicto final a que a Palavra de Deus fala sobre o assunto.

Vejamos então algumas verdades bíblicas relacionadas a este tema:

I - A única união conjugal aceita por Deus é o casamento de homem e mulher

- No princípio Deus criou o homem e a mulher (Gênesis 1.27) e deu ordem para que eles se unissem em matrimônio (Gn. 2.24).

- O Senhor Jesus reforça este princípio em Mateus 19.4,5:
Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne?

- Para defender a união homossexual alguns citam palavras de Jesus, fora do contexto, no sentido de defender este ato, como por exemplo quando dizem que não devemos julguar( Mt 7.1). No entanto aqui Jesus é taxativo ao afirmar que no princípio Deus fez “homem e mulher”, e mais ninguém.

- Há dimensões nesta união conjugal que o próprio Deus estabeleceu que só podem ser experimentadas por um homem e uma mulher, dentro do contexto do casamento, estabelecidos no jardim, tais como:

1 – Procriação

Gn. 1.28:
E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra.

2 – Intimidade

Gn. 2. 24-25:
Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne.Ora, um e outro, o homem e sua mulher, estavam nus e não se envergonhavam.

3 – Autoridade

Gn. 3.16:
E à mulher disse: Multiplicarei sobremodo os sofrimentos da tua gravidez; em meio de dores darás à luz filhos; o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará.
Este mesmo princípio de autoridade foi reforçado pelos Apóstolos Paulo (Ef 5.18-25) e Pedro( 1 Pe 3.1).

II - A única forma de se ter saúde emocional, especialmente dos filhos, é dentro de um casamento heterossexual e monogâmico

- A Bíblia nos aponta um modelo de família que permite aos pais e especialmente aos filhos construírem em suas mentes o que elas mesmas devem fazer e especialmente ser quando se casarem.

- No ambiente de casamento heterossexual pai é o principal provedor, o líder do lar, o protetor, o que dá a direção, o que guia a casa, o que é a maior autoridade. A mãe é a auxiliadora, a que ajuda, a que tem o papel de manter o equilíbrio entre o pai e os filhos, a que suaviza a casa, a que torna a casa mais terna e mais doce. Não é sem propósito que o livro de Provérbios nos diz que a mulher sábia edifica a sua casa (Pv. 14:1).

- Quando se pensa em adoção de crianças por parceiros homossexuais deve-se levar em conta que não é saudável uma criança órfã ou abandonada, já cheia de suas próprias crises, ter que observar, sem nenhum crivo, sem nenhuma maturidade, a pratica do lesbianismo e homossexualismo no seu círculo mais íntimo de convivência.

- Parece que o antigo desejo de Satanás de destruir as crianças ainda está aceso. Ele foi homicida desde o princípio (João 8:44), e como ladrão vem para matar roubar e destruir (João 10:10).

- Não é sem propósito que Faraó quis que as crianças de Israel ficassem no Egito enquanto os seus pais fossem embora para o deserto (Êxodo 10.10-11). A resposta de Moisés à tão vergonhosa proposta nos enche de coragem para agir da mesma forma:

“Havemos de ir com nossos jovens, e com os nossos velhos, e com os filhos, e com as filhas, e com os nossos rebanhos, e com os nossos gados; havemos de ir, porque temos de celebrar festa ao Senhor”. (v. 9).

- A fúria de Herodes e o infanticídio que cometeu ao matar milhares de crianças na tentativa de eliminar o Salvador também demonstra como o inimigo de nossas almas almeja destruir as criançinhas, as quais Deus ama tanto.

- Entregar crianças para a adoção de casais gays é uma forma de destruir desde cedo o modelo de família, de sexualidade, de sociedade que Deus projetou para nossos filhos.

III - A união homossexual é condenada pela Bíblia

John MacArthur analisa assim a questão:

“Deus condena a homossexualidade, e isto é muito evidente. Ele se opõe à homossexualidade em todas as épocas.

- Na época dos patriarcas (Gn 19.5-7) Na época da Lei de Moisés (Lv 18.22; 20.13)

- Na época dos Profetas (Ez 16.46-50) Na época do Novo Testamento (Rm 1.18-27; 1 Co 6.9-10; Jd 7-8)

- Por que Deus condena a homossexualidade?

Porque ela transtorna o plano fundamental de Deus para as relações humanas — um plano que retrata o relacionamento entre um homem e uma mulher (Gn 2.18-25; Mt 19.4-6; Ef 5.22-33).

- Então, por que as interpretações homossexuais das Escrituras têm sido tão bem-sucedidas em persuadir inúmeras pessoas?

A resposta é simples: as pessoas se deixam convencer. Visto que a Bíblia é tão clara a respeito deste assunto, os pecadores têm resistido à razão e aceitado o erro, a fim de acalmarem a consciência que os acusa (Rm 2.14-16).

- Conforme disse Jesus: “Os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más” (Jo 3.19-20).

- Se você é um crente, não deve comprometer o que a Bíblia diz a respeito da homossexualidade —.jamais.”

IV– Somente o casamento heterossexual pode espelhar a união de Cristo com a sua igreja

- Em Efésios 5.22-23 o Apóstolo Paulo faz uma analogia do relacionamento de Cristo com a sua igreja citando o casamento como uma ilustração.

- Jesus é para a sua igreja o que o marido é para com sua esposa.

- O caráter da união de Cristo e sua igreja é espelhado na união dentro de um estado de casamento, entre um homem e uma mulher. Como a união homossexual poderia espelhar este caráter se tal relação é considerada por Ele em sua palavra como um pecado?

CONCLUSÃO

Qual deve ser a nossa posição à união homossexual?

Oferecer-lhe uma resposta bíblica — confronta-la com a verdade das Escrituras, que condena a homossexualidade e promete castigo eterno para todos os que a praticam.

“Qual deve ser a nossa resposta ao homossexual?

Oferecer-lhe uma resposta bíblica — confrontá-lo com a verdade das Escrituras, que o condena como pecador e lhe mostra a esperança da salvação, por meio do arrependimento e da fé em Jesus Cristo.

- Permaneçam fiéis ao Senhor, quando reagirem à homossexualidade, honrando a Palavra de Deus e deixando com Ele os resultados” (J.Mcartur).

- A igreja evangélica e o povo de Deus devem se manifestar contra esta massificação dos meios de comunicação em favor do homossexualismo e da união homossexual como se fosse casamento.

- Devemos retaliar e responder a qualquer insinuação de que a união homossexual tem qualquer respaldo cristão e bíblico, pois não tem.
Finalmente devemos orar pelas famílias, pelas igrejas, pelas autoridades, para que Deus tenha misericórdia de nossa nação.

 

AUTOR: Pr. Luiz César Nunes de Araújo

 

=======================

=======================

=======================

=======================

 

Cinco Verbos que Fazem Toda a Diferença

 

Cinco Verbos

que Fazem

Toda a

Diferença

 

Texto: Salmo 37.3-7

 

 

Introdução

> Você já passou por um momento de intensa ansiedade, preocupação, agitação, inquietação?

> Você já passou ou está passando por uma situação em que algo o incomoda intensamente? Lhe causa grande indignação? Ou então, você já passou por uma situação em que você está sendo muito injustiçado? (ver os versos 1, 2 e 6).

Transição

> Em momentos de ansiedade, preocupação, agitação, inquietação, indignação, etc, devemos procurar ter atitudes corretas para com Deus.

> O texto nos mostra algumas atitudes corretas que devemos ter para com Deus em momentos assim.

I.) Confia no Senhor – v. 3

> Definição de Confiar: “Ter fé, esperar, ter confiança”

> Ver Sl 31.19; 32.10; 34.22; 125.1; Pv 3.5,6; 29.25; Is 26.3,4; 50.10.

> Você tem confiado no Senhor?

II.) Agrada-te do Senhor – v. 4

> Outras traduções: “Deleita-te (EC); Que a sua felicidade esteja no Senhor (NTLH)”

> Contente-se, satisfaça-se, delicie-se, tenha prazer com o Senhor. Que o seu contentamento, que a sua satisfação, que o seu prazer esteja no Senhor, nas coisas de Deus e não em outras coisas.

> Muitos têm colocado sua alegria em falsos substitutos para Deus. O homem sempre terá algo que será seu objeto de adoração. Se não for Deus, será qualquer outra coisa: prazer, dinheiro, poder, etc.

> Ler Jr 2.11-13.

> Exemplo de Marta e Maria (Lc 10.41,42). O objetivo de Maria era se deleitar no Senhor!

> Promessa para aquele que se deleita no Senhor: Deus satisfará os desejos do seu coração!

> Onde tem estado o seu contentamento, a sua satisfação, a sua felicidade?

III.) Entrega o teu caminho ao Senhor – v. 5

> A palavra hebraica traduzida entrega é literalmente “rolar”, como no caso de se ver livre de um fardo.

> Definição de entregar: “Passar às mãos de alguém; Render-se; submeter-se; Dar-se, dedicar-se inteiramente”.

> O que devemos entregar? O nosso caminho, a nossa vida, todos os aspectos de nossa vida e de nossa existência.

> Muitos têm “retido”, “segurado” seus caminhos, querendo viver de acordo com sua própria vontade. Querem ser os donos de suas próprias vidas. Com isso suas vidas tem se tornado um verdadeiro fardo!

> Exemplo de Saulo transformado em Paulo – ver At 26.14. Paulo se recusava em entregar os seus caminhos ao Senhor e com isso só feria-se a si mesmo (Dura coisa é recalcitrares contra os aguilhões).

> Que tal rolar sua vida, seus caminhos aos cuidados do Senhor? Que tal passar o comando de sua vida às mãos de alguém que pode controlá-la com eficácia? Que tal render-se, submeter-se à vontade de Deus? Que tal dar-se, dedicar-se inteiramente a Ele?

IV.) Descansa no Senhor – v. 7

> Definição de descansar: “Livrar de fadiga, de trabalho; Apoiar, assentar sobre alguma coisa; Tranqüilizar; Repousar; dormir ou estar deitado”.

> Vivemos muito agitados, muito preocupados, muito ansiosos. Precisamos aprender a descansar no Senhor, a nos apoiar, a repousar nEle. Ler Sl 131.2; Mt 6.25; Fp 4.6,7; 1 Pe 5.7.

> Você tem descansado no Senhor?

V.) Espera no Senhor – v. 7

> Definição de esperar: “Aguardar; Contar com; Ter esperança; Confiar”

> Ver Sl 27.14; 40.1; 62.5; Is 40.31; Lm 3.25,26.

> Temos esperado no Senhor?

 

 

 

AUTOR: Pr. Ronaldo Guedes Beserra

 

 

#########################

#########################

#########################

#########################

Redenção: Necessidade, História, Posicionamento e Missão

 

Redenção: Necessidade, História, Posicionamento e Missão

 

TEXTO: Jo 3.16; Mt 28.19,20

 

I. REALIDADE: COMUM A TODOS OS HOMENS

> Vida, Existência
> Tempo
> Espaço
> Circunstâncias
> Leis Naturais
> Solidariedade Humana
> Crueldade Humana
> Morte
> De onde viemos, quem somos, para onde vamos?

II. RESPOSTA CRISTÃ:
CRIAÇÃO: A ORIGEM DA VIDA

> Não é necessária a revelação escrita para se chegar à conclusão da existência de um Criador!
> Sl 19.1-6
> Rm 1.20
> Gn 1.1,27

III. QUEDA: LIBERDADE DE ESCOLHA

> Deus não criou robôs, máquinas.
> Se Deus não tivesse nos dado liberdade de escolha, nós o serviríamos por não termos outra opção.
> Gn 2.16,17
> Imagine um universo em que nossas escolhas não tivessem conseqüências: seria um caos total!
> O homem usou a liberdade que Deus lhe deu para voltar-se contra o próprio Criador (Gn 3.1-13).

III. EM FUNÇÃO DA QUEDA, A REDENÇÃO SE TORNOU UMA NECESSIDADE E SUA HISTÓRIA FOI INICIADA
REDENÇÃO: PROMETIDA, PREFIGURADA E INICIADA

> Prometida – Gn 3.15
> Prefigurada – Gn 3.21
> Iniciada – Gn 12.1-3

IV. PROFECIAS: UMA ESPERANÇA NO AR

> Tempo da vinda do Messias – Dn9.24-26
> Local de nascimento do Messias – Mq 5.2
> Missão do Messias – Is 61.1-3
> Sofrimento do Messias – Is 53.1-12
> Ressurreição do Messias – Sl 16.8-11
> Muitas outras profecias, acontecimentos e símbolos apontando para o Messias (Cristo, Ungido) que viria!

V. IMPÉRIOS: O PALCO SENDO PREPARADO

> Império Babilônico: unidade em torno da fé, fortalecimento da esperança da vinda do Messias.
> Império Grego: difusão da cultura e dos costumes gregos.
> Império Romano: a paz romana, estradas, praticidade romana, etc.
> Gl 4.4

VI. JESUS: A IMAGEM DO DEUS INVISÍVEL

> Cumpriu todas as profecias
> Ninguém ensinou como Ele
> Ele veio para os doentes, marginalizados
> Reivindicou Divindade
> Morreu para satisfazer a justiça de Deus
> Ressuscitou confirmando ser quem dizia ser; Ele está vivo!
> Ele é Deus encarnado – Jo 1.14; Cl 1.15; Hb1.1-3
> Deus se importa

VII. POSICIONAMENTO: CRER OU NÃO CRER

> A Salvação em Cristo é um presente
> Deve ser recebida pela fé
> “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3.16)
> Somos responsáveis por nossas escolhas; esta escolha específica tem consequências eternas!

VIII. MISSÃO: FAZER DISCÍPULOS DE TODAS AS NAÇÕES

> Não podemos guardar as boas novas somente para nós mesmos!

> “Ide … Fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado …” (Mt 28.19,20)

AUTOR: Pr. Ronaldo Guedes Beserra

 

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++

 

UMA VIDA FINANCEIRA EQUILIBRADA

 

UMA VIDA FINANCEIRA EQUILIBRADA

 

Texto: Pv 30.8,9

 

Introdução

> Você já ouviu falar ou conhece alguém que já ganhou ou ganha muito dinheiro, mas que perdeu tudo, ou vive sempre endividado?

Proposição

(AT) A vontade de Deus é que seus filhos tenham uma vida financeira equilibrada.

(ST) A Palavra de Deus nos dá algumas orientações práticas para termos uma vida financeira equilibrada.

I.) Reconheça que o dinheiro é de Deus – Ag 2.8; Sl 24.1

> Glorifique o nome de Deus através do dinheiro – I Cor. 10:31

> Não devemos depositar nossa esperança no dinheiro ou posses – 1 Tm 6.17

II.) Reconheça que a avareza é um grande perigo – 1 Tm 6.10

> O dinheiro em si é neutro, tudo dependo do uso que se faz dele (Ex. Gasolina).

> Devemos tomar muito cuidado para não sermos avarentos – Lc 12.15

III.) Vença o consumismo – Is 55.2; Pv 30.15

> Tenha um novo sistema de valores – Cl 3.1,2; Mt 6.19-21

> O consumo desenfreado (assim como a riqueza, a fama, o poder, etc) é ineficaz para satisfazer as necessidades da alma – Mt 16.26; Ec 2.4-11

> Cuidado com apelos consumistas nos meios de comunicação

> Cuidado com o supérfluo (tudo aquilo que não é essencial à manutenção da vida) em detrimento do essencial (comida, roupa, moradia, etc).

IV.) Entenda que a dívida escraviza a pessoa – Pv 22.7; Rm 13.8

> Algumas coisas que provocam dívidas:

- Comprar a crédito (crédito imediato é também dívida imediata);

- Cartões de crédito; cheques especiais (é uma maneira fácil de comprar coisas com o
dinheiro que você não tem);

- Comprar coisas sob o impulso do momento;

- Não resistir aos vendedores e aos fortes apelos comerciais;

- Não economizar;

- Não zelar por suas coisas; evitar o desperdício.

V.) Aprenda a viver dentro do seu orçamento – Fp 4.10-13; Gl 5.22,23

> Não podemos gastar mais do que ganhamos. Não pode sair mais do que entra!

VI.) Faça um planejamento (orçamento) financeiro mensal – Lc 14.28-32

> Liste todos os seus gastos fixos.
> Liste todos os seus gastos eventuais.
> Planeje viagens, passeios, etc.
> Planeje poupar, economizar.

 

 

 

AUTOR: Pr. Ronaldo Guedes Beserra

 

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

 

UMA PROFETISA CHAMADA ANA

 

UMA PROFETISA CHAMADA ANA

 

“Havia também uma profetisa, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era já avançada em idade, tendo vivido com o marido sete anos desde a sua virgindade; e era viúva, de quase oitenta e quatro anos. Não se afastava do templo, mas adorava a Deus noite e dia em jejuns e orações. Chegando ela na mesma hora, deu graças a Deus, e falou a respeito do menino a todos os que esperavam a redenção de Jerusalém.”  Lucas 2:36-38

    

- A profetisa Ana é uma dessas mulheres fascinantes, que a vida nos reserva, pouco se fala dela, somente três versículos bíblicos, mas é o suficiente para descrever um pouco da vida, do caráter e das suas qualidades.

- Uma mulher que exala o bom perfume de Cristo, e uma inspiradora de vida dedicada a Deus.

- Se pudéssemos descrever a síntese da vida de Ana, poderíamos assim destacar: UMA MULHER ADORADORA E COMPLETAMENTE APAIXONADA POR DEUS.

- Ana, seu nome significa Graça, Favor, era da tribo de Aser, (que significa: felicidade), Gn 30:13, embora sua tribo tenha sido levada para o cativeiro da Assíria, em 722 a.C., nunca tivesse retornado oficialmente, genealogias foram preservadas e devolvidas à Terra Prometida, de tal modo que se conhecia a linhagem a que ela pertencia. Ana era uma remanescente de sua tribo nas terras de Israel. Uma mulher separada para o serviço do Senhor.

- O texto diz que Ana viveu sete anos com seu marido, e depois que ele morreu, ela já era viúva há 84 anos, não se casou novamente e não se apartava do templo noite e dia, em jejuns e orações diárias na presença de Deus.

- Na apresentação de Jesus no templo Ana teria aproximadamente 103 a 106 anos de idade.

- Como uma mulher de Israel era liberada para o casamento a partir de 12 anos de idade. Ana ficara viúva com 19 a 21 anos de idade, aproximadamente, ou seja, em pleno apogeu de sua mocidade. Diferentemente das demais jovens de sua idade, Ana toma a decisão de servir ao seu Deus totalmente.

- A  Bíblia não diz que ela não teve filhos, mas isso é pouco provável, pois bem cedo, as mulheres de Israel eram contempladas com filhos.

- Creio que o evangelista Lucas inspirado pelo Espírito Santo,  destaca a vida dessa mulher para que nós aprendamos como nossas vidas devem ser dedicadas ao Deus Todo Poderoso, e como são preciosas e inspiradoras as qualidades daqueles que devotam sua vida totalmente a Deus.

Qualidades que se destacam na vida de Ana:

  1. Conservada virgem para seu marido. tendo vivido com o marido sete anos desde a sua virgindade;” Vs 36
  2.  Fiel ao  compromisso de fidelidade ao seu marido, mesmo depois da morte. e era viúva, de quase oitenta e quatro anos.” Vs 37

          “ Deus honra a mulher de um marido só” Pr José Pereira Couto.

     Hoje com o relativismo das relações, principalmente de casamento tem se tornado cada vez mais raro esse tipo de atitude.

     3. Desprovida de desejos carnais. (ela poderia ter se entregado aos prazeres carnais, ou vivendo na ansiedade de um novo relacionamento). Seu alvo maior era servir a Deus. I Tm 5:3-16

      4. Uma mulher de fé. (priorizava Deus acima de tudo). Mt 6:33

    5. Uma mulher de esperança. (esperava a salvação de Israel que viria através de Jesus Cristo).

     6Amava a casa de Deus. “ …Esta não apartava do templo nem de dia, nem de noite”. Vs 37

- O nome de Ana poderia de chamado de Salmo 84. “ Quão amáveis são os teus tabernáculos, a minha alma suspira e desfalece pelos átrios do Senhor.”

- No templo se cultiva intimidade com Deus. “ A intimidade do Senhor, é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança.” Salmo 25:14

- No templo temos revelações da parte de Deus. “ A revelação das tuas palavras esclarece, e dá entendimento aos simples”. Salmo 119:130

- No templo podemos adorar, louvar. “…mas adorava a Deus noite e dia em jejuns e orações.” Vs 37

- No templo podemos derramar nossos corações diante daquele que conhece as nossas necessidades e as nossas aflições, e os nossos anseios e desejos.

“Pois um dia nos teus átrios vale mais que mil, prefiro está a porta da casa de meu Deus a permanecer nas tendas da perversidade.”. Salmo 84:10 

- Ana levava sério estas palavras do salmista, na presença de Deus não se perde tempo, é um grande investimento que fazemos em nossa vida, e nas vidas daqueles dos quais amamos. 

Eu amo a habitação de tua casa e o lugar onde a tua glória assiste.” Salmo 26:8

- No Templo Ana alimentava seu espírito e sua alma era satisfeita. “Tu me farás ver os caminhos da vida; na tua presença há plenitude de alegria, na tua destra delícias perpetuamente.” Salmo 16:11

- No templo é o lugar onde o Salvador se revela, e a salvação chega aos homens. Ana encontrou o seu Salvador no templo.

- Quantos em Israel, não tiveram a fé, para perceber que o Cristo, estava se apresentando no templo? Somente os que esperam com fé é que conseguem ter revelações profundas da parte de Deus.

        7.  Uma profetisa de Deus. Chegando ela na mesma hora, deu graças a Deus, e falou a respeito do menino a todos os que esperavam a redenção de Jerusalém.” Lucas 2:38

- Profeta é aquele que fala a palavra de Deus, é um enviado, escolhido por Deus para esse serviço. O dom de profecia hoje é muito comum, mas nos dias do nascimento de Jesus, não existiam profetas reconhecidos. Ainda existiam o que os teólogos chamam de silêncio profético. (400 anos antes do nascimento de Cristo).

- Mas o evangelista Lucas, chama Ana de profetisa, porque naqueles dias Deus estava preparando o seu povo para o recebimento do Salvador Jesus.

- Existiam muitos religiosos em Israel, mas Deus escolheu Ana para ser portadora das boas novas de Salvação. Ana foi separada por Deus, porque amava e buscava a Sua presença.

- Profetas são escolhidos por Deus, primeiramente para estarem na sua presença, para ouvi-lo  e para anunciar a mensagem de salvação.”

- O profeta que tem um sonho, conte o sonho, e o que tem a minha palavra, fale a minha palavra com fidelidade. Pois o que tem a palha com o trigo?, pergunta o Senhor. Não é a minha palavra como o fogo, pergunta o Senhor, e como um martelo que despedaça a rocha?” Jeremias 23:28-29; I Pedro 4:11

- Profetas são escolhidos para levarem a palavra da salvação que cura, salva, e liberta os homens de seus pecados e doenças. Isaias 61

- Deus está levantando nesses dias uma geração de profetas para anunciarem a boa nova de salvação, no meio de um povo que necessita de Jesus como salvador de suas vidas.

- Ana, idosa, muito provável não viu Jesus exercendo o seu ministério na terra, mas ela teve o privilégio de anunciar aos presentes no templo o motivo maior de sua vida: Jesus, o seu salvador, aquele a quem ela tanto pregava, estava diante dela. Ela já podia descansar em paz.

- Aos que crêem em Jesus, serão salvos, aos que o rejeitam serão condenados, essa era a mensagem de Ana, essa é a mensagem de todo o profeta de Deus. “Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus.” João 3:18

Que a vida e as qualidades de Ana te inspirem a devotar tua vida na presença de Deus em louvor e adoração, diária.

 

 

Autor: Pr Francisco Nascimento

 

 

===============================

===============================

===============================

===============================