sexta-feira, 1 de março de 2013

REJEITANDO A RELIGIOSIDADE.

religiao-aprisiona2

REJEITANDO A RELIGIOSIDADE.

Texto: Mateus 12:1-8

“Naquela ocasião Jesus passou pelas lavouras de cereal no sábado. Seus discípulos estavam com fome e começaram a colher espigas para comê-las. Os fariseus, vendo aquilo, lhe disseram: "Olha, os teus discípulos estão fazendo o que não é permitido no sábado". Ele respondeu: Vocês não leram o que fez Davi quando ele e seus companheiros estavam com fome? Ele entrou na casa de Deus, e juntamente com os seus companheiros comeu os pães da Presença, o que não lhes era permitido fazer, mas apenas aos sacerdotes. Ou vocês não leram na Lei que, no sábado, os sacerdotes no templo profanam esse dia e, contudo, ficam sem culpa? Eu lhes digo que aqui está o que é maior do que o templo. Se vocês soubessem o que significam estas palavras: ‘Desejo misericórdia, não sacrifícios’, não teriam condenado inocentes. Pois o Filho do homem é Senhor do sábado".

VERDADE CENTRAL

Ele revela o oculto e escondido e traz a luz às coisas encobertas, mostrando o que é verdadeiro e o que é aparência.

INTRODUÇÃO

- Na vida terrena Jesus era inigualável em denunciar as aparências das pessoas. Isto tinha duas situações:

A primeira é que ao confrontar uma alma doente Ele podia indicar qual o remédio para cura. 

A segunda é que nem sempre as pessoas queriam cura. Elas gostavam (como em nossos dias se acostumam) com as feridas, às deformações da alma.

- Jesus atacava a doença no cerne da questão não dava diagnóstico falso, era certeiro. Mas que doença estou falando? Uma severa epidemia espalhada por um vírus maléfico desde a saída do jardim.

- E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios, Mas o seu coração está longe de mim; Marcos 7:6

Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído; Isaías 29:13

A doença chamada Religiosidade, este é o tema de nossa palavra.

1. QUEM É O RELIGIOSO?

- Jesus se relacionava com todas as classes de sua época; ricos, pobres, políticos, publicanos (cobrador de impostos), prostitutas, ladrões, todos tinham um lugar especial no coração bondoso do mestre.

- Mas Jesus era intolerante com os religiosos, veja os termos usados para eles: raças de víboras, hipócritas, mentirosos, sepulcro caiado, condutores cegos, violadores do direito mais sagrado de uma pessoa que é ser amada.

- Por conhecer o coração do homem, ou seja, os pensamentos, Jesus trazia tudo em muita clareza e na maioria das vezes entrava em rota de colisão com tais pessoas.

Vamos entender o conceito:

1.1.Toda religiosidade entra num sistema mecânico de obrigação.

1.2. O religioso consegue criar uma falsa devoção, tudo em nome de Deus, mas é mentira na essência seu coração está em dividido entre a promoção pessoal e a razão circunstancial. 

1.3.O religioso esqueceu o que significa misericórdia, afinal a lei esta aí para ser cumprida. O mais importante é o final, como vai chegar depende de cada um, isto é jeito mascarado de egoísmo.

1.4. O religioso não separou do mundo – vive uma dúvida cruel, sou errado, mas isto é mais forte que eu, aprende a conviver tentando agradar a dois senhores. Gosta de agradar todo mundo.

1.5. Religiosidade na vida das pessoas faz com que questiona, aponta, agride, murmura, melindroso, rebelde é tendencioso e fechando EGOÍSTA de pai e mãe.

2. O FREIO DO CARRO.

- Eu costumo chamar a religiosidade de o freio do carro, ou seja, ela é a que para uma chamada brilhante.

- A pessoa acaba engessada em conceitos, atitudes que pensa ser o certo, estar praticando a palavra, mas na verdade virou uma legalista.

- Para servir a Deus devemos ser livres e escravos ao mesmo tempo.

- Livres para adorar e escravos para obedecer, isto é uma questão de mentalidade de entendimento.

- Devemos amar a Deus sobre todas as coisas, deixar de lado os deuses estranhos e se lançar numa decisão de não voltar mais atrás.

- Se você está parado hoje, se sente freado na sua vida com Deus na sua fé está paralisada o Espírito Santo irá soltá-lo, você precisa voar mais alto.

3. VENÇA OS CONCEITOS DA MENTE.

- Coisas do tipo eu aprendi assim na minha vida, eu vi na igreja desse jeito.

- Tudo o que não devolve para Deus honra, adoração e glória, deve ser desprezado na nossa vida.

- O religioso pensa limitado, tem medo de ir além, o que as pessoas vão dizer, acaba vivendo em função dos outros e nunca progride.

- Conheço pessoas que estão paradas nas conquistas porque está no automático na sua vida. Vive para esta terra e não para Deus. É preciso arrancar as raízes dos pés. A religiosidade cria em nós raízes de várias circunstâncias.

4. COMO COMBATER A RELIGIOSIDADE.

- Um autoexame é um bom começo. No Salmo 139 Davi pede para Deus sondar seu coração. Vasculhar seu interior para que, achando coisas erradas a santidade promova uma limpeza.

- Mas não podemos ser iludidos achando que religiosidade se corrige assim com uma reflexão de uma palavra ou de uma música.

- É assustador o número de pessoas vivendo uma religiosidade na sua vida cristã.

- Então precisamos de uma coisa fundamental para corrigir nossa rota.

MISERICÓRDIA.

4.1. O que é misericórdia?

No dicionário:

1.Pena causada pela miséria alheia; comiseração.

2 Perdão concedido por bondade pura.

3. Graça ou perdão.

4. Exclamação para pedir piedade, compaixão ou socorro.

No grego eleos: compaixão, simpatia, beneficência.

Jesus disse: “Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;”  (Mateus 5:7)

Vão aprender o que significa isto: Desejo misericórdia, não sacrifícios. Pois eu não vim chamar justos, mas pecadores; (Mateus 9:13)

Somente podemos vencer a religiosidade se praticarmos a misericórdia, pois é:

- Nunca julgar ou condenar outra pessoa;

(Quando JULGAMOS as pessoas exigimos JUSTIÇA, mas quando somos JULGADOS, exigimos MISERICÓRDIA).

- Pensar sempre no lugar do outro;

- Oferecer uma proposta que pode fazer a diferença;

5. A ESSÊNCIA DA ADORAÇÃO.

- O homem se tornou religioso porque perdeu a sua relação com Deus, o criador se tornou distante, exigente de leis e ordenanças algumas das quais é quase impossível de se cumprir, segundo a mente limitada das pessoas.

- Apesar de todo esforço os seus erros sempre estão a tona e mostram o quanto este é fraco e pecador.

- O que fazer?  A resposta está em Jesus. Nossa salvação, nossa cura, nossa perfeição, nossa paz, nossa alegria, nossa nova vida e novo pensamento.

- Cristo é a nossa esperança de glória é a certeza de que voltamos para os braços do Pai.

- Em Jesus aprendemos como não ser religiosos e sim adoradores em espírito e verdade.

- Ele nos deu o Espírito Santo que nos capacita a compreender estas verdades.

- Quando o nosso coração é verdadeiramente de Jesus as máscaras caem, se adoramos a falsos deuses eles são denunciados, se nossa vida esta com entulho, lixo começa uma limpeza e uma restauração.

- A igreja é o lugar da presença de Deus em grande escala, mas isto só poderá ser real e verdadeiro se a igreja deixar de ser religiosa para ser misericordiosa, pessoas adoradoras e quebrantadas.

- Hoje é dia de aliança e este é o momento de rejeitar toda religiosidade que paralisa a sua vida e voltar a essência da adoração.

- Uma vida cristã de princípio fundamentado no amor, na misericórdia, na alegria de servir porque não somos daqui e não temos mais nada aqui.

Cristo em mim e em você é a esperança da glória.

Amém...

 

Fonte: http://www.iejan.com/ministracoes/227-rejeitando-a-religiosidade-03022013

 

===========================

===========================

===========================

===========================

MINHA VIDA NAS MÃOS DE DEUS

 

2729776421_40a5f5610a

MINHA VIDA NAS MÃOS DE DEUS

TEXTO: (Mateus 6:31/34).

“Portanto, não andeis ansiosos, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Pois os gentios procuram todas essas coisas. De certo que vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas elas. Buscai, pois, em primeiro lugar o seu Reino e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não andeis ansiosos pelo dia de amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo...”.

 

VERDADE CENTRAL

- Depender de Deus em tudo, confiar totalmente nEle e ser dirigido pelas Suas mãos, deve ser o maior objetivo e o maior ideal das nossas vidas.

INTRODUÇÃO

- Deus esta te dizendo:“Filho não se preocupe com o amanhã, Eu sei de tudo o que você precisa, porém busque primeiro o meu Reino e a minha justiça”.

- Deus esta te pedindo: “Entregue sua vida em minhas mãos, e seja dependente de mim”.

- Ou seja, Jesus nos exorta neste texto a não nos preocuparmos com as coisas deste mundo, toda via devemos em todo tempo ser totalmente dependentes de Deus.

- Vivemos em um mundo, onde as pessoas estão cada vez mais interessadas em si mesmas, autoconfiantes só buscam as coisas materiais, pois são pessoas confusas e inseguras acerca do dia de amanhã, quando na verdade a palavra diz: “Não se preocupe com o dia de amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo...”. (Mateus 6:34)

- A dependência total de Deus vem com as experiências da vida, devemos observar todas as situações e aprender a depender totalmente do Pai.

- Independente do que vivamos, ou pensamos, das dificuldades e das lutas, nós devemos encontrar circunstâncias para declarar o que o Rei Davi declarou no (Salmo 31:14/15) “Eu confio em ti Senhor, e o meu futuro, os meus dias, estão nas tuas mãos...”.

- Ou seja, assim como o Salmista, devemos declarar: Senhor os meus dias, a minha vida, os meus sonhos, os meus propósitos, e os meus projetos estão em suas mãos. Isso sim é depender de Deus.

- Dependência no dicionário bíblico significa, se submeter ou se sujeitar. Mas raramente as pessoas querem se submeter a viver na dependência de alguém, muito menos na dependência de Deus.

- Pois viver na dependência de Deus requer três atitudes difíceis para o ser humano, mas quando cumpridas, honram a Deus, três atitudes que na verdade são sinônimos da palavra dependência: obediência, submissão e renúncia.

Vamos então, discorrer sobre essas três atitudes que nos levam a dependência de Deus.

1. OBEDIÊNCIA.

- Obediência: é a ação de quem obedece e se conforma com a autoridade de outros.

- Deus nos mostra que uma das maiores histórias de obediência na bíblia esta no livro de (Genesis 12:1) “Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei”.

- Fica claro, no texto, que ao ouvir e obedecer ao chamado, Abraão dependeria exclusivamente da direção de Deus.

- Ou seja, você que tem um chamado de Deus, tem que obedecer, tem que depender de Deus, se não o chamado não acontece, a palavra diz em(Matheus 22:14) “Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos”, isso por falta de obediência a Deus.

- Ao analisarmos o capítulo 12 de Genesis, observaremos que a obediência não impõe somente regras e condições, mas também gera benefícios e privilégios.

- Ao obedecer, Abraão seria pai de multidões, abençoado, engrandecido e uma bênção para as famílias, aqueles que o abençoassem seriam abençoados, os que o amaldiçoassem, seriam amaldiçoados.

- A obediência é uma virtude, e ela deve ser devida a Deus em primeiro lugar.

- (Hebreus 11:8) “Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia”.

- Deus chamou a Abraão para que obedecesse e para conquistar, e o que Deus disse para Abraão, serve pra mim e pra você, Deus disse:

Sai da tua terra: Nossa terra representa nossa zona de conforto e acomodação.

Saia da tua parentela: Nossa parentela são os nossos relacionamentos, que por sinal são ótimos e necessários, mas não podemos ser escravos deles.

Saia da casa do pai: Sair da casa do pai é romper com os sentimentos de mesmice, para se lançar no novo do Deus, é se libertar do sentimentalismo que nos escravizam e nos impedem de viver a plenitude do nosso chamado!

- Não existe nada mais importante do que obedecer a Deus. Amém!

- (Deuteronômio 28:1) “Se atentamente obedeceres à voz do Senhor, o teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que hoje te ordeno o Senhor o teu Deus, te exaltará sobre todas as nações da terra”.

2. SUBMISSÃO.

- Submissão: é a sujeição e a adesão espontânea a vontade de alguém, nosso caso a Deus.

- Submissão não é algo assim tão fácil de aceitar, pois ser submisso, é ser passivo e ser humilde.

- E uma das coisas que mais atrapalha a vida e a caminhada de uma pessoa, é o fato de ela achar que pode resolver tudo sozinha. Mas não tem jeito, todos acabam esbarrando na necessidade de submeter à vontade de Deus.

- Rei Davi era um homem segundo o coração de Deus, pois em tudo ele buscava conselho de Deus.

- E é nítida a ligação e o respeito que Davi tinha e cultivava por Deus, Davi foi Profeta, Rei e Sacerdote, mas sempre se submeteu aos desígnios do Senhor.

- Davi era um homem que se colocava inteiramente na dependência de Deus, não fazia nada sem antes consultar e obter a resposta de Deus.

- (2 Samuel 7) diz que Davi tinha o desejo de construir um templo para Deus, falou com o profeta Natã, que infelizmente por sua vez não consultou o Senhor, mas confirmou que Davi deveria fazer o que estava em seu coração.

- Então Davi muito se alegrou e começou a fazer planos para a construção do Templo, que por sua vez, só durou uma noite.

- Dia seguinte o profeta muito constrangido, voltou e trouxe um recado de Deus para Davi, na qual o Rei não poderia construir o templo, mas seu descendente, seu herdeiro, seu filho, seria levantado para construir o templo.

- Deus tinha seus motivos, e Davi então teve que se submeter, e aceitar a vontade de Deus, construir o templo era um sonho que talvez estivesse se transformando em obsessão, o que não seria bom para o ego de Davi.

- Quantas vezes nós até pedimos a direção de Deus para nossas decisões, mas na verdade não queremos nos submeter à vontade e autoridade do Senhor.

- E maior erro das pessoas, consiste em pedir a Deus para que seja feita sua vontade, e quando a vontade de Deus é feita, elas só reclamam e questionam.

- Davi foi o maior Rei de Israel, pois tinha a submissão como princípio em sua vida. E ao contrário de Saul, Davi preferiu “Obedecer do que Sacrificar”.

3. RENÚNCIA.

- Renúncia: é deixar ou abdicar voluntariamente do direito ou da posse de algo.

- A maior renúncia da história aconteceu há pouco mais de dois mil anos, quando um brado muito forte ecoou por toda Jerusalém.

- (Lucas 23:46ª) “E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito”.

- Neste momento Jesus o verdadeiro filho do Deus Altíssimo, estava abdicando e renunciando o seu trono e sua vida, e em sacrifício se ofereceu para nos resgatar da maldição do pecado e da morte eterna.

- Jesus renunciou a sua glória, e sendo homem, renunciou seus direitos de defesa e perante seus acusadores permaneceu calado, sendo condenado a morte, e morte de cruz, não acusou ninguém até ser finalmente martirizado.

- No meio desse martírio, suplicou ao Pai o perdão para os seus carrascos, salvou um que estava crucificado ao seu lado, e consumou a grande obra da salvação quando bradou: “TUDO ESTÁ CONSUMADO” (João 19:30).

- Cristo renunciou tudo em favor dos homens, e a pergunta que não pode se calar é: O que temos renunciado para podermos andar com Deus?

- Aquele que diz ter Jesus em sua vida, mas vive no mundo com seus prazeres e pecados, está mentindo e enganando a si mesmo, (João 2:15) diz: “não ameis o mundo nem o que no mundo há...” (Tiago 4:4) diz: "...vocês não sabem que a amizade com o mundo é inimizade com Deus?"

- O que você tem renunciado, ou que nós temos renunciado em favor do amor de Deus?

- A verdadeira dependência de Deus é quando renunciamos o nosso eu, o nosso ego, o que queremos, é quando renunciamos a nossa carne, ou seja, a verdadeira renúncia consiste em dizer não para o mundo e sim para Deus.

- Imagine como será maravilhoso, quando chegar o dia em que Jesus olhar em nossos olhos, e dizer: amado (a) valeu a pena, valeu a pena renunciar, meu trono, minha glória, minha vida, para podermos viver juntos a eternidade.

- Então todos, poderemos dizer: Senhor valeu a pena, renunciar o mundo e tudo que nele há, e viver para Ti.

  • TER A VIDA NAS MÃOS DE DEUS É VIVER NA DEPENDÊNCIA DELE.

- Hoje a palavra nos ensina queviver na dependência de Deus é uma escolha, ou dependemos de Deus, ou dependeremos de homens.

- Se você não depender de Deus, com certeza dependerá de médicos, advogados, chefes e gerentes de banco.

- Precisamos abandonar a dependência humana, pois o homem está sujeito a falhas, os homens têm seu preço e se corrompem, os homens mudam de ideia, e os homens dependem de outros homens.

- Depender de Deus é crer que Ele é o Senhor da nossa vida, e que rege os nossos passos, dizendo o que temos que fazer, e nós apenas obedecendo e aceitando.

- Viver na dependência do Senhor é um desafio para todo ser humano, um desafio que trás provisão, sustento, segurança, portas abertas e o melhor, trás salvação e vida eterna com Jesus.

- Depender de Deus é confiar Nele de tal maneira, que você não carregue mais consigo aqueles problemas que já entregou nas mãos e aos cuidados do Eterno.

CONCLUSÃO

- Não existe necessidade maior para uma pessoa, que não seja a dependência de Deus.

- Para vivermos na dependência do Senhor, temos que entregar nossa vida totalmente para Ele, devemos consagrar a Ele cada segundo e minuto, cada ação e atitude, cada pensamento e cada palavra, para Deus.

- Enfim, tudo, mas tudo mesmo que permeia e sustenta a nossa existência deve estar nas mãos de Deus.

ORAÇÃO

Senhor Jesus, peço que me perdoe, pelas vezes que não busquei em primeiro lugar o seu Reino e sua justiça, e pelas vezes que andei ansioso e preocupado, me esquecendo de confiar em Ti. Eu declaro que deste dia em diante, a minha vida será uma vida de obediência, submissão e renúncia. Começo agora renunciando meu eu, minhas vontades, meus desejos e a minha carne, e declaro para que o mundo espiritual ouça, que o Senhor Jesus sempre terá a última palavra na minha vida, e que sou totalmente dependente do Senhor, e o mais importante, a partir de hoje eu entrego a minha vida, nas mãos de Deus, para todo sempre em nome de Jesus, amém.

 

 

AUTOR: Pr. Fabrício Cruz / IEJ - Ministério Apostólico

 

===========================

===========================

===========================

===========================