terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Pr. Robernane RECOMENDA:

NOVO BLOG2

Jeová-Rohí, o Senhor é o meu Pastor

 

images (3)

Jeová-Rohí,

o Senhor é

o meu Pastor

Texto: Salmos 23

 

Quebra-Gelo: Pergunte para os discípulos e para os visitantes: Qual o Salmo mais conhecido da bíblia? 

 

Introdução:

- É sobre este que iremos ministrar na sua vida. O  Salmo 23 é o mais conhecido em todo o mundo o mais lido, o mais recitado de todos, mas será que todas as pessoas que conhecem o Salmo 23, conhecem também o Pastor do Salmo?

- O salmista Davi teve a plena convicção de quem era o Senhor para ele, Como ele diz aqui, "Jeová Rohi" – expressão hebraica, traduzida por "o Senhor é o meu Pastor. Davi conhecia o Senhor Deus como pastor, como o seu pastor.

- Nós  precisamos conhecer a Deus também por este ângulo é muito importante saber que o Senhor é o nosso Pastor. Porque como tal, Ele sempre nos guia pelo caminho certo! Ele nos defende do inimigo com a Sua vara.

- Ele nos puxa para mais perto de si com o Seu cajado, ora para nos acariciar e para também, quando necessário, nos disciplinar...

- Ele não nos deixa desidratados, pois nos leva às águas de descanso. Ele não nos deixa desnutritos, porque comemos dos seus pastos verdejantes.

- Enfim, Jeová Rohí nos apascenta, nos cura, nos faz repousar o Senhor nosso Deus é, verdadeiramente, o Bom Pastor!

- Agora, para que possamos nos beneficiar das palavras proféticas contidas neste Salmo, nós também precisamos ter a mesma certeza, a mesma convicção que Davi teve.

- Convicção  de que somos ovelhas do Senhor e que Ele é o nosso Pastor.

- Precisamos ter uma convicção que nos leve a declarar como o Sábio Salomão:  "Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu" (Ct 6.3). Uma convicção tal que sejamos levados a dizer: "O Senhor é o meu Pastor".

- Porque todo este Salmo só é real, só faz sentido, para pessoas, que por assim dizer, tornaram-se ovelhas, e Deus o Pastor delas.

Há duas questões que precisamos aprender neste Salmo:

A primeira lição é:

1. O Salmista Declarou ser ovelha do Senhor

- A pergunta é: Você já se certificou de ser ovelha do Senhor?

- A maneira de como você vive  pode certificar se você é uma ovelha de Deus ou não, as ovelha é  uma pessoa que pertence a Deus e que é guiada por Ele,  é verificando se o seu coração, traz as marcas do Senhor, como o seu legítimo dono.

- Porque todo rebanho tem a marca do seu dono, elas ficam tatuadas no couro, são gravadas a ferro quente, estão lá, para certificar que aquele animal é de propriedade deste ou daquele senhor.

- O Apóstolo Paulo declarou aos gálatas: "...trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus" (Gl 6.17).

- Para você dizer "O Senhor é o meu Pastor", você precisa ter se tornado ovelha dEle.

- Aí, então, poderá declarar: "Jeová Rohí – O Senhor é o meu Pastor".

A  segunda lição que precisamos aprender:

2. O Salmista Declarou Que nada iria lhe Faltar

- Se pararmos para pensar no nosso dia-a-dia, costuma faltar tantas coisas: as vezes falta dinheiro, falta trabalho, faltam amigos, falta gasolina, falta gás, luz, falta água etc.

- algumas pessoas, falta o marido ou esposa, para outras, falta saúde, enfim, no dia-a-dia é bastante comum passarmos falta de muitas coisas.

- Meus irmãos, será que o salmista Davi exagerou na declaração que fez?

- Será que esta parte da Bíblia "nada me faltará" significa mesmo "nada me faltará"? Aqui ele se manifesta como o provedor.

- Sendo Deus o nosso Pastor, o que é que não vai faltar para nós?

- No v.2, aprendemos que, em primeiro lugar, como Bom Pastor que é, Deus não deixará que nos falte o Seu cuidado.

- Aqui no v.2 está escrito, que Jesus sempre levará as suas ovelhas a pastos verdejantes, a águas tranqüilas e a um bom descanso a fim de que o vigor delas, a força delas, seja restaurada.

- Então, veja: este pastor, que o Senhor Deus é, cuida com muito zelo de cada ovelha do Seu rebanho.

- Mas ela diz: "Jeová Rohí - o Senhor é o meu pastor e nada me faltará... Não vai me faltar o cuidado de Deus". Aleluia!!

- Outra coisa que Jesus não deixará que falte às Suas ovelhas, é a direção. Deus mesmo é quem guia as Suas ovelhas...

- O v.3 diz que Jesus guia as Suas ovelhas nas veredas da justiça, isto é, pelos caminhos certos.

- Como rebanho dirigido pelo próprio Senhor, guiado pelo próprio Deus, nós nunca entraremos num beco-sem-saída, nós nunca ficaremos perdidos – porque o Senhor nosso Deus, somente nos guia por veredas da justiça.

- O v.4 fala que a ovelha de Jesus, mesmo quando andar pelo vale escuro, onde a morte está bem perto, ela não temerá o perigo, porque o Senhor estará ali com ela!

- Portanto, esse verso diz que o Senhor não deixará faltar orientação nenhuma ao Seu rebanho, porque Ele mesmo, estará com cada uma das Suas ovelhas.

- Agora não esqueça: ovelha longe do aprisco, se torna presa fácil do lobo, por isso não podemos faltar célula, discipulado, cultos.

- Outra coisa que o Senhor, nosso Bom Pastor, não deixará faltar às Suas ovelhas, é: a Sua Presença.

- As ovelhas, o salmista Davi sabia, elas estavam sempre sujeitas a cair num vale, estavam também sempre sujeitas aos ataques de animais ferozes, e por serem muito frágeis, então, necessitavam de defesa e de proteção constantes.

- Um dos fatos mais estranhos com relação às ovelhas, é que são animais extremamente sensíveis,  é quase impossível fazer com que uma ovelha se deite, a menos que se satisfaçam quatro condições: que elas estejam plenamente tranqüilas, sem temores, que não hajam atritos com outras ovelhas que não hajam moscas importunando,  e que não estejam com fome.

- Enfim, uma ovelha somente se deitará se ela estiver em plena segurança, sem temores, sem tensões e sem fome.

- Pessoas que são ovelhas de Jesus, não deixaram de ser pessoas comuns e frágeis, mas, porque agora são do rebanho de Jesus, (elas são alvo predileto do diabo – sofrem ataques).

- Não podemos poupar o lobo, por que  senão iremos  sacrificar as ovelha.

- Ah! é lindo o momento em que Davi, diz neste Salmo 23, "Tu estás comigo!"

- Porque nada tranqüiliza mais uma ovelha do que a presença do pastor junto a ela.

Conclusão

- Assim se dá com o rebanho de Deus, a presença de Deus tira o medo, tira o pânico, tira o receio do desconhecido.

- E que ouçam os nossos inimigos... que ouçam todos os espíritos de medo, de pânico, de intranqüilidade... que todos ouçam em alto e bom som, o que nós afirmamos: O Senhor nosso Deus está conosco – Jeová Rohí é o seu nome e de nada, absolutamente nos faltará.

- Vale a pena fazer parte do rebanho de Deus, porque Ele realmente é o Bom Pastor

 

Fonte: http://ibbosqueczs.com.br/mais_mensagem_da_celula.php?id=98

 

+++++++++

++++++++++

+++++++++++

++++++++++++

O Encontro que Transforma

 

images (2)

O Encontro que Transforma

Texto: João 4:5-14

 

Introdução:

- O texto que acabamos de ler no evangelho de João 4 fala do encontro de Jesus com a mulher samaritana junto a fonte de Jacó, um encontro que promoveu o maior milagre que o ser humano necessita, a SALVAÇÃO.

- Neste texto podemos ver aqui duas fontes: Jesus como a fonte que jorra para vida Eterna e a fonte de Jacó um poço que supria as necessidades físicas do povo, mais não promovia nenhuma mudança na alma.

- A Bíblia não registra o nome nem a genealogia da mulher samaritana, diz apenas, que ela era natural de Samaria, tratava-se de uma mulher humilde, pois ela mesma cuidava dos seus afazeres domésticos, não tendo, certamente, quem os fizesse.

- A bíblia omite seu nome, mas é enfática em dizer que este encontro ela recebeu sua SALVAÇÃO.

I - JESUS EM SAMARIA

- Samaria conforme foi dito era a antiga capital do Reino do Norte, fundada por Onri, rei de Israel (1 Rs 16:24). Samaria foi por muito tempo um centro de idolatria Ver: Jr 23: 13; 0s 7:1. Em 722 a.C., quando Sargon II, Is 20:1 rei da Assíria, levou para o cativeiro as dez tribos do reino do Norte (2 Rs 17:5,6:23,24). Enviou para a cidade de Samaria os povos oriundos de outras terras e nações.

- Era uma mistura de babilônicos e gente de Ava, de Hamata e de Servavim (2 Rs 17: 24). Foram esses povos que vieram para colonizar Samaria, resultando daí uma raça mista que desencadeou muitos conflitos com os judeus, crises políticas, religiosas e sociais entre os judeus e os samaritanos.

- O verso 6 diz que Jesus estava cansado do caminho sentou-se para descansar. Era quase a hora sexta, ou seja, meio dia, segundo o calendário judaico, quando seus discípulos voltavam da cidade, para onde tinham ido comprar comidas.  Jesus pede água a Samaritana.

 Aquela mulher venceu duas grandes barreiras para ter um encontro com Jesus.

a) A barreira racial: Jesus era judeu e ela samaritana;

b) A barreira material: Jesus não tinha para ela, os utensílios para tirar a água da vida. Para tirar água do poço era necessário, corda e um balde.

- Jesus quebra o protocolo, quebra as barreiras e diz para a mulher (v.10). Para tirar a água viva, que é a graça salvadora de Deus, não precisamos de balde e corda, precisamos sim de conhecer o dom de Deus que é a graça (favor imerecido). Ler Ef 2:8-10

- Não existe poço fundo para Jesus Cristo, as dificuldades são superadas, as barreiras são vencidas. Jesus não perguntou para aquela mulher: qual a sua religião, não perguntou se a mulher era idolatra, nem se era de boa ou má índole. Mas ofereceu a mulher o que ela mais necessitava: a água viva. A mulher não conhecia: O dom de Deus, que Jesus é a fonte d’água viva. Para tirar água do poço de Jacó era necessário sim balde e corda, mas para tirarmos água da fonte da vida é necessário unicamente FÉ.

- Jesus é a inesgotável fonte de água da vida, onde, diariamente, todos nós como discípulos, saciamos nossa sede espiritual.

II - A CONVERSÃO DA MULHER SAMARITANA

- As palavras de Jesus despertaram o interesse material da mulher samaritana: (Jo 4:15)

- O propósito da mulher era não ir mais ao poço de Jacó tirar água. O poço de Jacó é uma figura do mundo. Quem beber desse poço voltará a ter sede.

- Existem muitas pessoas que já confessaram Jesus como Salvador mais em alguma momento de fraqueza voltaram a beber da fonte de Jacó, por isso vive uma vida cristã medíocre.

- A mulher samaritana nunca mais voltou a beber água do velho poço de Jacó. Daquele dia em diante encontrou uma fonte melhor, Cristo a Fonte das Águas Vivas.

CONCLUSÃO:

- A mulher Samaritana toma uma decisão abandonar o cântaro. O cântaro abandonado é sinal de conversão e de que as coisas velhas já se passaram.

- Quem se converte a Cristo abandona os cântaros dos vícios, da prostituição, da mentira, da religiosidade e procura ter uma vida que agrade a Deus.

- Jesus espera que façamos como fez a samaritana, encha-se com a Água da Vida, não perca tempo, seja uma testemunha de Jesus, Ele conta com você.

 

Fonte: http://ibbosqueczs.com.br/mais_mensagem_da_celula.php?id=100

 

+++++++++++++++++++

++++++++++++++++++

+++++++++++++++++

++++++++++++++++