terça-feira, 18 de junho de 2013

Entendendo e reagindo as mudanças

 

Entendendo
e reagindo
as mudanças

 

"Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito (Rm 8.28)".

 

- Enquanto o conhecimento, a experiência e a rotina proporcionam SEGURANÇA, para muitas pessoas a incerteza da mudança é DESCONFORTÁVEL.

- Nós geralmente até gostamos de mudar algo em nossa vida, ou aceitamos as mudanças que surgem por naturalidade, porém nós sempre ficamos desconfiados.

Exemplos: o carro que ficou velho e precisou ser trocado, o chefe que foi trocado, o namoro que terminou etc.

- E nós vivemos em um mundo que sofre constantes mudanças, já percebeu que a filosofia das empresas mudou, as crianças mudaram, a tecnologia foi alterada profundamente. Já percebeu que a sociedade mudou: na moral, na ética, na cultura e etc. (nós fazemos parte disso!)

- Nós sempre estamos querendo controlar as coisas para que elas mudem de acordo com as nossas necessidades ou não mudem para não ocorrer o pior. Porém nós precisamos aceitar que mudanças fazem parte da nossa vida. Muitas vezes planejamos as mudanças e as coisas mudam para melhor, outras vezes não planejamos as mudanças e as coisas mudam naturalmente. E lá estamos nós tendo que reagir as mudanças!

A Bíblia também nos mostra pessoas que foram afetadas pelas mudanças e que reagiram das formas mais diversas, vejamos:

1) Ana mulher de Elcana – apesar de muito amada pelo marido, ela sofria pois era estéril e além disso Penina (outra mulher de Elcana) a irritava e ela vivia chorando e não comia. – reagiu com fé.

2) o povo de Israel pedindo um rei a Samuel – os filhos de Samuel se corromperam (eram juízes) e eles pediram um Rei e isso não agradou a Samuel. Porém Deus disse a Samuel: “Eles não rejeitaram a ti, mas a mim para eu não reinar sobre eles”. – reagiram com incredulidade.

3) Daniel foi levado para a babilônia – foi levado para servir na coorte do rei da babilônia como um sábio. Seus amigos: sadraque, mesaque e abede-nego foram colocados sobre os negócios do Rei – reagiu com coragem e ousadia.

- E em nossa vida as coisas também mudam, todos nós estamos em contato quase constante com a mudança – casamento, profissão, os filhos, a enfermidade, as finanças, os sentimentos. E é importante nós notarmos que algumas mudanças são voluntárias (nós fazemos parte delas).

Ex: fazer faculdade, mudar a rotina acordando cedo, emagrecer, cuidar da saúde (remédios) etc. Já outras são involuntárias, forçadas pelas circunstâncias (nós fomos obrigados a mudar) ex; perca de um emprego, diagnóstico médico, perca de um ente querido etc...

- O que eu quero lhe dizer é que essas mudanças sendo voluntárias ou involuntárias podem se tornar em experiências fortalecedoras, experiências positivas, e isto caso nós venhamos a nos colocar sob a poderosa mão de Deus, sob a autoridade de Deus, reconhecendo a soberania de Deus. Porém eu quero lhe dizer também que essas mudanças sendo voluntárias ou involuntárias, podem se tornar em experiências frustrantes e confusas, caso não reconheçamos a autoridade da palavra e da soberania de Deus.

Diante disso, nós precisamos responder a uma pergunta muito singular: Como nós temos reagido às constantes mudanças em nossa vida?

- É bem verdade que as pessoas reagem as mudanças da vida de maneira diferente, não é verdade.

- Algumas pessoas reagem com alegria, sem medo, confiantes na vitória e seguras. (ex: Ana, Daniel etc.).

- Já outras reagem com medo do desconhecido, com falta de autoconfiança, outras reagem com frustração, solitárias e cheias de sofrimento.

- Outras ficam desanimadas e tristes.

E Se este é o seu caso, eu quero lhe dizer quatro coisas que você não pode deixar de saber:

1) Que Deus nunca mudou e nem mudará, ele permanece o mesmo (Ml 3.6).

2) Todas as coisas são transitórias e passarão, mais a Palavra de Deus não passará (Mt 24.35).

3) Confie em Deus nos momentos de mudanças (Sl 40.4a/ Hb 3.14/Hb 10.35).

4) Reconheça a sua soberania (Rm 8.31).

 

 

Autor: Pr. Flavio Muniz

 

===============================

===============================

===============================

===============================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.