sábado, 8 de junho de 2013

A CEIA

 

A CEIA

 

 

Uma palavra para você líder de célula:

- Queremos declarar sobre sua vida e sobre a vida de sua família um novo ciclo, um novo tempo.

- Estamos saindo de Tabernáculos onde recebemos a chuva da prosperidade, da abundância de colheitas e de provisão, esse é o sentido.

- Prosperidade não é dinheiro, prosperidade é vida abundante, é vida do Messias Jesus em nós, por isso nos alegramos em poder te abençoar e sermos abençoados nesse tempo. Uma semana de vitória e graça para você e toda sua casa.

INTRODUÇÃO

- Jesus, na noite em que foi traído, reuniu Seus discípulos em um local estratégico para celebrar a páscoa.

- Em meio a esta celebração, uma revelação é feita e a ceia do Senhor é instituída. O pão e o vinho, ingredientes físicos, passam a apontar para significados espirituais de grande relevância.

- O projeto de redenção do Pai está prestes a se consumar, pois o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo estava sendo entregue a morte.

- Seu corpo seria partido e seu sangue seria
derramado, a fim de abrir o caminho para a paz com Deus.

- Hoje, todo aquele que confessa seus pecados e crê no Senhor Jesus como seu Salvador, ao celebrar a ceia do Senhor, reafirma sua condição de fé.

- Celebrar a ceia é afirmar que uma aliança se estabeleceu entre o pecador arrependido e Deus, que o amou de tal maneira que deu Seu filho unigênito para que todo aquele que nEle crer não pereça, mas tenha avida eterna (Jo 3.16).

1. A CEIA DE ALIANÇA: UM SIGNIFICADO IMPORTANTE DO ANTIGO TESTAMENTO

- As vezes participamos da ceia do Senhor como um ritual religioso. Mas, ela não é um ritual, é uma aliança de permanência na fé e de chamada ao Reino de Deus.

- Em Genesis 14-18, Abraão recebeu a visita de Melquisedeque, rei de Salém, que "trouxe pão e vinho, pois era sacerdote do Deus Altíssimo".

- Como naqueles dias ainda não havia a redenção, Deus veio a Abraão para sinalizar os primeiros passos da fé. A partir dai, Abraão começou a entender que a aliança parte de Deus para o homem, porque depois da queda, o homem ficou bloqueado, não tendo mais condições de assumir, partindo dele, uma aliança com Deus.

- O Senhor, então, chama Abraão para restaurar o deslize de Noé, que plantou uma vinha, que serviria para uma aliança, mas foi usada para a embriaguez (Gn 9:21).

- Vemos, com isso, que é possível que uma bênção recebida da parte de Deus, se mal administrada por alguém que tenha o dever de mordomia, venha a se tornar algo venenoso e uma arma nas mãos do inimigo
contra sua vida.

- Quando falta a mordomia com aquilo que Deus dá, dons e talentos podem ser mal
usados e podem se tornar maldição.

- Deus deu o fruto da terra a Noé, e este a utilizou de maneira incorreta embriagando-se, trazendo maldição sobre sua própria casa.

- Segundo alguns historiadores, quando Abraão toma a ceia com Melquisedeque, todos os que participaram da guerra (Gn 14.14), cerca de 318 homens, tomaram a ceia
com a família do patriarca. Esse foi o sinal de aliança feita entre aquele povo, que se tornou desde aquele dia um só com Abraão.

- A ceia de aliança antes do Calvário (Mt 26.17-30) foi um sinal de que todos entrariam numa dimensão profunda de redenção e que viria um tempo novo para eles.

2. A IMPORTÂNCIA DO ATO PROFÉTICO DO PÃO E DO VINHO

- Nada na Bíblia é sem sentido. A ceia, nos costumes judaicos, sempre é precedida de uma refeição para honrar o Messias.

- Há uma oração em hebraico pronunciada na ceia que diz "Bendito sejas Tu, Senhor nosso Deus, Criador do Universo, que tira o pão da terra. Bendito sejas Tu, Senhor nosso Deus, Rei do Universo Criador do fruto da videira".

- Tal oração demonstra o reconhecimento da soberania de Deus, do Deus das alianças, que nos da os elementos necessários para
que a aliança com Ele seja instituída.

- Jesus diz: "Eu sou a Videira verdadeira” (Jo 15:1) e "Eu sou o pão que
desceu do céu” (Jo 6:41).

- Jesus é a semente de trigo que brota e alimenta toda a Terra (Jo 12:24). Ele diz isso porque o ato profético do pão e do vinho representa o Messias. Ele é o Pão da vida e a Videira que cura. Por isso, temos que comer e beber o pão e o vinho no Seu nome, confirmando a aliança e o mover de Deus no sobrenatural, trazendo o céu até a terra.

- O Messias vem para dizer ”Sim, eu estou em aliança com você". Ele traz para o mundo o alimento físico e retrata o que está acontecendo no mundo espiritual.

Assim como todos ficam saciados fisicamente pelo sinal profético da ceia do Senhor, todos vão estar saciados espiritualmente.

 

Fonte: http://www.combetel.com/sistema/estudo/arquivos/244/A_CEIA.pdf

 

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++

Nenhum comentário:

Postar um comentário