sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

REJEITANDO A RELIGIOSIDADE

 

 

religioes

REJEITANDO A RELIGIOSIDADE

Texto: Mateus 12:1-8

“Naquela ocasião Jesus passou pelas lavouras de cereal no sábado. Seus discípulos estavam com fome e começaram a colher espigas para comê-las. Os fariseus, vendo aquilo, lhe disseram: "Olha, os teus discípulos estão fazendo o que não é permitido no sábado". Ele respondeu: Vocês não leram o que fez Davi quando ele e seus companheiros estavam com fome? Ele entrou na casa de Deus, e juntamente com os seus companheiros comeu os pães da Presença, o que não lhes era permitido fazer, mas apenas aos sacerdotes. Ou vocês não leram na Lei que, no sábado, os sacerdotes no templo profanam esse dia e, contudo, ficam sem culpa? Eu lhes digo que aqui está o que é maior do que o templo. Se vocês soubessem o que significam estas palavras: ‘Desejo misericórdia, não sacrifícios’, não teriam condenado inocentes. Pois o Filho do homem é Senhor do sábado".

 

VERDADE CENTRAL

Ele revela o oculto e escondido e traz a luz às coisas encobertas, mostrando o que é verdadeiro e o que é aparência.

 

INTRODUÇÃO

Na vida terrena Jesus era inigualável em denunciar as aparências das pessoas. Isto tinha duas situações:

- A primeira é que ao confrontar uma alma doente Ele podia indicar qual o remédio para cura. 

- A segunda é que nem sempre as pessoas queriam cura. Elas gostavam (como em nossos dias se acostumam) com as feridas, às deformações da alma.

- Jesus atacava a doença no cerne da questão não dava diagnóstico falso, era certeiro. Mas que doença estou falando? Uma severa epidemia espalhada por um vírus maléfico desde a saída do jardim.

- E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios, Mas o seu coração está longe de mim; Marcos 7:6

Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído; Isaías 29:13

A doença chamada Religiosidade, este é o tema de nossa palavra.

1. QUEM É O RELIGIOSO?

- Jesus se relacionava com todas as classes de sua época; ricos, pobres, políticos, publicanos (cobrador de impostos), prostitutas, ladrões, todos tinham um lugar especial no coração bondoso do mestre.

- Mas Jesus era intolerante com os religiosos, veja os termos usados para eles: raças de víboras, hipócritas, mentirosos, sepulcro caiado, condutores cegos, violadores do direito mais sagrado de uma pessoa que é ser amada.

- Por conhecer o coração do homem, ou seja, os pensamentos, Jesus trazia tudo em muita clareza e na maioria das vezes entrava em rota de colisão com tais pessoas.

Vamos entender o conceito:

1.1.Toda religiosidade entra num sistema mecânico de obrigação.

1.2. O religioso consegue criar uma falsa devoção, tudo em nome de Deus, mas é mentira na essência seu coração está em dividido entre a promoção pessoal e a razão circunstancial. 

1.3.O religioso esqueceu o que significa misericórdia, afinal a lei esta aí para ser cumprida. O mais importante é o final, como vai chegar depende de cada um, isto é jeito mascarado de egoísmo.

1.4. O religioso não separou do mundo – vive uma dúvida cruel, sou errado, mas isto é mais forte que eu, aprende a conviver tentando agradar a dois senhores. Gosta de agradar todo mundo.

1.5. Religiosidade na vida das pessoas faz com que questiona, aponta, agride, murmura, melindroso, rebelde é tendencioso e fechando EGOÍSTA de pai e mãe.

2. O FREIO DO CARRO.

- Eu costumo chamar a religiosidade de o freio do carro, ou seja, ela é a que para uma chamada brilhante.

- A pessoa acaba engessada em conceitos, atitudes que pensa ser o certo, estar praticando a palavra, mas na verdade virou uma legalista.

- Para servir a Deus devemos ser livres e escravos ao mesmo tempo.

- Livres para adorar e escravos para obedecer, isto é uma questão de mentalidade de entendimento.

- Devemos amar a Deus sobre todas as coisas, deixar de lado os deuses estranhos e se lançar numa decisão de não voltar mais atrás.

- Se você está parado hoje, se sente freado na sua vida com Deus na sua fé está paralisada o Espírito Santo irá soltá-lo, você precisa voar mais alto.

3. VENÇA OS CONCEITOS DA MENTE.

- Coisas do tipo eu aprendi assim na minha vida, eu vi na igreja desse jeito.

- Tudo o que não devolve para Deus honra, adoração e glória, deve ser desprezado na nossa vida.

- O religioso pensa limitado, tem medo de ir além, o que as pessoas vão dizer, acaba vivendo em função dos outros e nunca progride.

- Conheço pessoas que estão paradas nas conquistas porque está no automático na sua vida. Vive para esta terra e não para Deus. É preciso arrancar as raízes dos pés. A religiosidade cria em nós raízes de várias circunstâncias.

4. COMO COMBATER A RELIGIOSIDADE.

- Um autoexame é um bom começo. No Salmo 139 Davi pede para Deus sondar seu coração. Vasculhar seu interior para que, achando coisas erradas a santidade promova uma limpeza.

- Mas não podemos ser iludidos achando que religiosidade se corrige assim com uma reflexão de uma palavra ou de uma música.

- É assustador o número de pessoas vivendo uma religiosidade na sua vida cristã.

- Então precisamos de uma coisa fundamental para corrigir nossa rota.

MISERICÓRDIA.

4.1. O que é misericórdia?

No dicionário: 1.Pena causada pela miséria alheia; comiseração.2 Perdão concedido por bondade pura.3. Graça ou perdão.4. Exclamação para pedir piedade, compaixão ou socorro.

- No grego eleos: compaixão, simpatia, beneficência.

- Jesus disse: Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;”  (Mateus 5:7)

- Vão aprender o que significa isto: Desejo misericórdia, não sacrifícios. Pois eu não vim chamar justos, mas pecadores; (Mateus 9:13)

Somente podemos vencer a religiosidade se praticarmos a misericórdia, pois é:

- Nunca julgar ou condenar outra pessoa;

(Quando JULGAMOS as pessoas exigimos JUSTIÇA, mas quando somos JULGADOS, exigimos MISERICÓRDIA).

- Pensar sempre no lugar do outro;

- Oferecer uma proposta que pode fazer a diferença;

5. A ESSÊNCIA DA ADORAÇÃO.

- O homem se tornou religioso porque perdeu a sua relação com Deus, o criador se tornou distante, exigente de leis e ordenanças algumas das quais é quase impossível de se cumprir, segundo a mente limitada das pessoas.

- Apesar de todo esforço os seus erros sempre estão a tona e mostram o quanto este é fraco e pecador.

- O que fazer?  A resposta está em Jesus. Nossa salvação, nossa cura, nossa perfeição, nossa paz, nossa alegria, nossa nova vida e novo pensamento.

- Cristo é a nossa esperança de glória é a certeza de que voltamos para os braços do Pai.

- Em Jesus aprendemos como não ser religiosos e sim adoradores em espírito e verdade.

- Ele nos deu o Espírito Santo que nos capacita a compreender estas verdades.

- Quando o nosso coração é verdadeiramente de Jesus as máscaras caem, se adoramos a falsos deuses eles são denunciados, se nossa vida esta com entulho, lixo começa uma limpeza e uma restauração.

- A igreja é o lugar da presença de Deus em grande escala, mas isto só poderá ser real e verdadeiro se a igreja deixar de ser religiosa para ser misericordiosa, pessoas adoradoras e quebrantadas.

- Hoje é dia de aliança e este é o momento de rejeitar toda religiosidade que paralisa a sua vida e voltar a essência da adoração.

- Uma vida cristã de princípio fundamentado no amor, na misericórdia, na alegria de servir porque não somos daqui e não temos mais nada aqui.

Cristo em mim e em você é a esperança da glória.

Amém...

 

Autor: Ap. David Rosa Filho

 

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++

++++++++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++++++

++++++++++++++++++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++++++++++++++++

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário