domingo, 9 de dezembro de 2012

ALGUMAS OBSERVAÇÕES 
SOBRE A CEIA DO SENHOR 

 Marcos 14:22-26 

-= Ao final da última Páscoa, no momento anterior à traição e crucificação de nosso Senhor, Ele instituiu o que ficou conhecido ao longo dos anos como a "Ceia do Senhor". 

-=  A Ceia é a segunda ordenança que o Senhor deu à sua Igreja. 

-= A primeira ordenança foi o "Batismo". 

 I. A CEIA DO SENHOR FOI INSTITUÍDA PELO PRÓPRIO CRISTO 

 A. Na noite anterior à Sua crucificação, o Senhor instituiu a Ceia do Senhor. Marcos 14:22-26. - Ele reuniu Sua igreja a fim de observar essa ordenança sagrada. 

B. A importância da instituição da Ceia de Jesus Cristo é recordada pelos três primeiros autores do Evangelho. Mateus 26:26-29; Marcos 14:22-26; Lucas 22:17-20. 

 C. Isso também foi lembrado por Paulo em carta à igreja de Corinto. I Corintios 11:23-26. 

 D. A Ceia deveria ser uma ordenança permanente até o retorno de Cristo. I Corintios 11:26. 

II. A CEIA DEVE SER OBSERVADA POR DETERMINADOS INDIVÍDUOS 

 A. Apenas os CRENTES estão autorizados a compartilhar da Ceia. 

1. Isso não é deixado por conta do indivíduo. 

 2. O mundo todo não é convidado. 

 3. A mesa do Senhor é apenas para aqueles que têm uma relação pessoal com Cristo. 

 4. Aqueles que compartilharam do "partir do pão" foram aqueles que "de bom grado receberam a Sua Palavra" e "perseveraram na doutrina dos apóstolos" (Atos 2:41-42). 

 B. A Ceia do Senhor é apenas para MEMBROS de uma igreja local neo-testamentária. 

 1. Esta é uma ordenança para uma igreja local. 

 2. A administração da ordenança não é dada a um indivíduo ou ao clero. 

 3. A responsabilidade por administrar essa ordenança foi dada à igreja local. 

 4. A igreja local deveria observar essa ordenança em conjunto, como um corpo unificado, e não privadamente. I Corintios 11:33. 

 5. A igreja local tinha o direito de proibir determinadas pessoas de partilharem da ordenança. I Corintios 5:11. 

III. A CEIA DO SENHOR TEM UM SIGNIFICADO ESPECÍFICO 

A. Ela não tem uma virtude santificadora. 

1. Não é um sacramento - é uma ordenança. 

 2. Alguns ensinam que há uma virtude santificadora em receber os elementos do pão e o fruto do vinho.  

3. Ensinam que os elementos - pão e o fruto do vinho - verdadeiramente tornam-se o corpo e o sangue de Cristo quando devidamente abençoados. 

4. Outros ensinam que, embora os elementos não se transformem no corpo físico e no sangue de Jesus, há, contudo, uma presença espiritual real de Jesus nos elementos. 

- Nada disso é verdade de acordo com as Escrituras. 

5. Há dois grandes erros que são predominantes em relação a essa ordenança. 

 a. Alguns acreditam que há uma graça salvadora aplicada sobre aqueles que participam da Ceia do Senhor - esse certamente não é o caso. 

 b. Há outros que pensam que compartilhar da Ceia do Senhor não é necessário; assim, não se preocupam em atender aos cultos da igreja quando a ceia é observada. 

- Gostaria de lembrá-los que, quando o Senhor ordena que façamos algo, é imperativo que o façamos. 

B. O significado principal da Ceia do Senhor é que ela é um memorialismo simbólico. 

-= Jesus disse: "fazei isto em memória de mim" (Lucas 22:19; I Corintios 11:24-25). 

 1. A Ceia do Senhor é uma recordação da Morte de Cristo em nosso lugar. I Co.11:25-26. 

 a. O pão partido fala sobre seu corpo machucado e crucificado. I Corintios 11:23-24. 

b. O fruto do vinho fala sobre o sangue derramado, que Ele despejou por nós. I Corintios 11:25. 

 2. A Ceia é uma lembrança de que nosso Senhor virá novamente. I Corintios 11:26. Deixem-me concluir fazendo algumas questões. 

 1. Você é qualificado para participar da Ceia do Senhor? 

 2. Você já foi salvo? 

 3. Você é um membro leal desta igreja? 



 Autor: Pr Floyd Koenig Templo Batista de Wooster Tradução: Albano Dalla Pria Abril de 2003 Revisão: Calvin Gardner Maio de 2003 Fonte: www.palavraprudente.com.br




+++++++++++
++++++++++++
+++++++++++++
++++++++++++++