segunda-feira, 1 de outubro de 2012

DISPOSIÇÃO PARA VENCER

   

INTRODUÇÃO. 

 - Esta registrado no livro de Hebreus capitulo 11 uma lista denominada a “galeria dos heróis da fé”. 

- São homens e mulheres que alcançaram destaque não pelo bens que possuía, nem a fama ou tradição familiar, nem tampouco pela posição social ou política, mas porque exerceram sua fé rompendo barreiras, com atitudes e posicionamentos. 

 - Pela fé Abel ofereceu a Deus excelente sacrifício. 
- Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte. 
- Pela fé Noé aparelhou uma arca. 
- Pela fé Abraão obedeceu, peregrinou na terra, alcançou do direito de ser pai mesmo com a idade avançada e ofereceu Isaque ao Senhor. 
- Pela fé Moisés abandonou o Egito, livrou o povo de Israel do cativeiro e celebrou a páscoa. 

 - Assim como estes homens e mulheres foram chamados para realizar grandes obras em nome do Senhor, nós também formos escolhidos para fazer parte do seu reino. 

"Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda" (João 15: 16). 

- Quem aceita este chamado é um Bem-Aventurado. Deus em nada depende de nós, mas nos convida a realizar grandes feitos para honra e gloria do seu poder. 

 - Entre tantos exemplos nesta “galeria da fé”, um dos personagens me chamou a atenção foi Raabe: 

"Pela fé Raabe, a meretriz não foi destruída com os desobedientes, porque acolheu com paz aos espias” (Hebreus 11: 31). 

- Esta mulher ao tomar conhecimento do poder de Deus não hesitou em tomar decisões e posicionamentos. 

"Antes que os espias se deitassem, foi ela ter com eles ao eirado e lhes disse: Bem sei que o Senhor vos deu esta terra, e que o pavor que infundis caiu sobre nós, e que todos os moradores da terra estão desmaiados. Porque temos ouvido que o Senhor secou as águas do mar Vermelho diante de vós, quando saíeis do Egito; e também o que fizestes aos dois reis dos amorreus, Seom e Ogue, que estavam além do Jordão, os quais destruístes. Ouvindo isto, desmaiou-nos o coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o Senhor, vosso Deus, é Deus em cima nos céus e embaixo na terra" (Josué 2: 8-11). 

 - Raabe ficou sabendo dos eventos sobrenaturais que Deus operou em favor do seu povo, e por isso sustentou a sua fé no DEUS TODO PODEROSO. Sua fé associada com sua atitude fez dela uma peça-chave na conquista da terra prometida. A fé sempre está relacionada com atitude. 

"Porque, assim como o corpo sem espírito é morto, assim também a fé sem obras é morta" (Tiago 2: 26).  

Vamos aprender quais são os passos que Raabe deu para alcançar a vitoria (Josué 2: 1-21). 

1. DISPOSIÇÃO. 

 - Raabe acolheu os dois espias israelitas e se dispôs a cooperar para que o plano de Deus fosse realizado, mesmo que fosse necessário “correr riscos”. 

 - O que levou Raabe a se posicionar a favor dos espias? 

 - O próprio texto diz que ela era uma prostituta. Raabe era uma mulher vazia e sem direção. A sua condição era de derrota e para se tornar uma vencedora era preciso vencer primeiro o seu maior obstáculo que era: vencer o medo do fracasso. 

 - Houve sim em algum momento depois da sua decisão preocupação, mas ela se manteve firme. 

- Devemos confiar na Palavra do Senhor. 

2. SERVIÇO. 

 - Quando se fala em vencer, muitos até tem disposição, mas nada querem fazer. Acham que bastam orar a Deus e as coisas acontecem; de fato isso é verdade. As coisas acontecem quando estamos dentro da vontade do Senhor. 

- Raabe sabia que não bastava somente ter disposição, era necessário muito esforço, renúncia e investimento. 

 - Raabe não se dispôs ao trabalho para Deus de qualquer maneira. Ceder sua casa para ser uma base de espionagem quando se tinha um rei tirano parece loucura. Ela entendeu que era necessário mudar toda a sua rotina de vida para que os espias não fossem encontrados. 

- Raabe confiou num Deus que ela pouco conhecia, mas ela sabia que não há conquista sem pagar o preço. 

- Somos provados pelo Senhor se queremos ou não trabalhar para Ele (Mateus 8: 18-22). 

3. MUDANÇA DE MENTE. 

 - Quando Raabe decidiu acolher aqueles espias em sua casa, ela entendeu que era uma decisão sem volta. Não tinha como apoiar os espias e depois voltar atrás, o rei não aceitaria suas desculpas. Sua decisão não refletia somente no plano físico, mas também no plano espiritual e para levar adiante este novo projeto de vida era preciso vencer os limites da alma, e para vencer estes limites foi preciso mudar a mente. Ela entendeu que precisava ter uma mente renovada (Novo Nascimento). 

- Mudança de pensamento só ocorre quando aceitamos incorporar conceitos corretos. 

 - Como prostituta, Raabe, obviamente, era uma mulher com muitas feridas na alma. 

- Preconceito, humilhação, vergonha, acusação, rejeição e culpa, eram algumas das marcas que trazia na vida. 

 - Raabe tinha consciência que precisava de mudança, e esta era a sua grande oportunidade. 

 - A sua fé em um DEUS PODEROSO à fez abandonar um passado de complexos e traumas, sentimentos de inferioridade e incapacidade para dar lugar à certeza de que poderia escrever uma nova história e participar de grandes projetos. 

 - Ela assumiu uma nova identidade em Deus e se projetou para um futuro de honra. Ela entendeu e compreendeu que esse era o perfil de um vencedor. 

 - Raabe deixa para traz as experiências negativas do passado, e abraça com fé as promessas de um Deus Vencedor. 

 4. COMPROMISSO COM A FAMÍLIA (Josué 2: 12-13).  

- O primeiro reflexo de uma conversão genuína foi colocar como prioridade nessa conquista, a salvação de sua família. 

- Ela não podia se ver abençoada sem que sua casa também o fosse. Por isso, logo tratou de incluí-los no plano de salvação, chamando-os para abrigar-se em sua casa. 

 - Muitos se convertem, mas não se preocupam com os de casa. O coração do verdadeiro servo do Senhor, em seu alvo esta a sua casa como prioridade. 

 Obs. Prioridade é a sua casa, mas também compromisso dos os demais que estão a nossa volta. "Se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois sobre mim pesa essa obrigação; porque ai de mim se não pregar o evangelho!" (I Coríntios 9: 16). 

CONCLUSÃO. 

 "E ela disse: Segundo as vossas palavras, assim seja. Então, os despediu; e eles se foram; e ela atou o cordão de escarlata à janela" (Josué 2: 21). 

 - A disposição, a fé, serviço e mudança de pensamento fez com que Raabe tivesse seu nome no rol dos “HOMENS E MULHERES DE FÉ”. 

 - Atar à janela um cordão de fio de escarlata nada mais era do que uma aliança profética com o sangue do Cordeiro e a graça do Senhor; uma confissão pública e visível de que o único meio de salvação, cura e libertação está em Jesus. O servo vencedor traz a marca do sangue de Cristo sobre a sua cabeça, e isto não permite que o adversário lhe toque. 

 - Não é possível professar uma fé que não seja traduzida em ações e reações. A fé sempre exigirá uma atitude! 

Raabe é um testemunho claro que qualquer pessoa pode subir à galeria da fé e da conquista, desde que decida andar de acordo com o que crê. 


Escrito por Pr Luis Antonio de Carvalho Dom, 06 de Maio de 2012




++++++
+++++++
++++++++
+++++++++
++++++++++
+++++++++++
++++++++++++
+++++++++++++
++++++++++++++

+++++++++++++++++
+++++++++++++++++


A VIDA E A MENSAGEM 
DE JESUS PRODUZEM 
ALGUMA INFLUENCIA 
EM VOCÊ?

  "Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou" (João 13: 13). 


INTRODUÇÃO 

 - Qual o motivo que leva uma pessoa a tornar-se um Professor? Além de terem o direito de levarem aos seus alunos o conhecimento, também de certa forma muitos até influenciam suas vidas! Bons professores influenciaram e muito a vida de seus alunos. 

 - Não somente os professores podem influenciar nossas vidas, mas também outras podem: O pai, a mãe, alguém em especial, e assim por diante. 

 - Quando se trata do mundo espiritual, também gostaria de citar algumas pessoas que influenciaram e transformaram vidas. 

 - Moisés dedicou muito tempo com discursos ao povo de Deus. 

- Josué foi influenciado e agiu da mesma forma. 

- Elias influenciou muitos, mas teve em Eliseu seu principal aprendiz. 

 - No entanto o melhor exemplo de influência é a pessoa bendita de Jesus Cristo. 

 - A VIDA E A MENSAGEM DE JESUS PRODUZEM ALGUMA INFLUENCIA EM VOCÊ? 

 1 - A SUA MENSAGEM E A SUA VIDA ESTÃO EM PLENA HARMONIA. 

 - Sua vida brilhava no meio do Seu ensino. Seu ensino se deixava ver na Sua vida. Sua vida e sua mensagem estavam em plena unidade, e isto o tornava irresistível. Os próprios legalistas da época procuravam um meio para poder acusá-lo, mas não conseguiam por causa da plenitude da sua vida e o seu ensino. 

 - Quais são as lições que podemos aprender com Jesus? 

- O que fez de Jesus digno diante de toda a humanidade? 

a - Ter uma visão de alcance mundial. Sua mensagem tinha como objetivo alcançar o mundo inteiro. Ele mesmo nos comissionou a fazer o mesmo. 

"E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém" (Mateus 28: 18-20). 

b - Sua mensagem e o seu testemunho não alcançam somente esta vida, mas é eterna. 

"Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra," (Filipenses 2: 10). 

- Conhecer o seu alvo, estar próximo do homem. Esta foi uma das características marcantes de Jesus: AMAR O PRÓXIMO. Jesus obedeceu ao chamado do Pai, se fez carne para estar próximo do homem. 

"E o segundo semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo" (Mateus 22: 39). 

c - Jesus tinha pleno domínio da matéria que ensinava. Jesus em seu ministério terreno, sempre demonstrou obediência ao Pai. Ele nos ensina que devemos ser guiados pelo Espírito Santo. 

"Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou." (João 6: 38). 

- Todo conhecimento do Senhor era procedente de Deus. 

"Disse-lhes pois Jesus: Quando levantardes o Filho do homem, então conhecereis quem eu sou, e que nada faço por mim mesmo; mas falo como o Pai me ensinou" (João 8: 28). 

d - Jesus estava apto para ensinar. 

"E JESUS, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos; E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo:" (Mateus 5: 1-2).

e - Sua vida condiz com o seu ensino. 

"Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. Ora se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Na verdade, na verdade vos digo que não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou. Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes" (João 13: 13-17). 

 - Jesus é tudo isso e muito mais. Ele mesmo disse

"Eu sou o caminho, e a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim" (João 14: 6). 

 - Esta harmonia entre Sua vida e a Sua mensagem era tão evidente que é ilustrada na narrativa dos Evangelhos. 

 2 - JESUS FOI MANSO E ENSINOU SER MANSO. 

"Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, QUE SOU MANSO e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas" (Mateus 11: 29). 

 - Nenhuma vida demonstrou com tanta perfeição a virtude da mansidão como a de Jesus. 

 - O ato de lavar os pés dos discípulos demonstrou tamanha mansidão. 

- Quando vieram os soldados para levá-Lo para ser julgado, não ofereceu nenhuma resistência. 

- Diante da multidão que o amaldiçoava, cuspiam nele, e davam-lhe bofetadas. Ele Se conservava calado.

 - O ensino que Ele deu, no sentido de se voltar a outra face, é até hoje considerada um desafio que poucas pessoas sabem aceitar, porque não acham em si mesmas a capacidade de agir assim. A mansidão de Jesus nunca foi igualada pelos homens. 

 3 - JESUS SERVIU E ENSINOU A SERVIR. 

"E qualquer que dentre vós quiser ser o primeiro será servo de todos. Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos" (Marcos 10: 44-45) 

 - Não se pode citar maior exemplo de uma vida de serviço do que a de Jesus. Ele "andava por toda a parte, fazendo o bem". Cristo nunca rejeitou qualquer pedido de ajuda. Sempre estava disposto a ir e a dar de Si mesmo.

 4 - JESUS PERDOOU E ENSINOU A PERDOAR. 

"Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete, mas, até setenta vezes sete" (Mateus 18: 21-22). 

 - Jesus perdoou a Pedro depois de este O ter negado três vezes. Demonstrou um espírito de perdão a Judas, mesmo quando este veio traí-Lo: "Amigo, para que vieste?" (Mateus 26: 50). Na Cruz, Jesus clamou: "Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem" (Lucas 23: 34). 

- Este é o exemplo supremo do perdão, exemplo este que Estevão imitou enquanto estava sendo apedrejado. 

 5 - JESUS FOI PERFEITO E ENSINOU O QUE É SER RETO. 

"Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus" (Mateus 5: 48). 

 - Jesus não exigiu de ninguém perfeição, mas ele mesmo se mostrou perfeito. Jesus sempre se apartou do mal. 

"Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes?" (João 8: 46). 

 - Até Pilatos testificou: 
"Vendo-o pois os principais dos sacerdotes e os servos, clamaram, dizendo: Crucifica-o, crucifica-o. Disse-lhes Pilatos: Tomai-o vós, e crucificai-o; porque eu nenhum crime acho nele" (João 19: 6). 

6 - SUA AUTORIDADE NUNCA FOI SUPERADA. 

"E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra" (Mateus 28: 18). 

 - A autoridade de Jesus não era restrita somente ao plano físico, mas até os anjos o obedeciam. 

- O inferno nunca prevaleceu sobre Jesus, e esta demostração de autoridade é demonstrada na cura do endemoninhado de Gadara. 

"E CHEGARAM à outra banda do mar, à província dos gadarenos. E, saindo ele do barco, lhe saiu logo ao seu encontro, dos sepulcros, um homem com espírito imundo; O qual tinha a sua morada nos sepulcros, e nem ainda com cadeias o podia alguém prender; Porque, tendo sido muitas vezes preso com grilhões e cadeias, as cadeias foram por ele feitas em pedaços, e os grilhões em migalhas, e ninguém o podia amansar. E andava sempre, de dia e de noite, clamando pelos montes, e pelos sepulcros, e ferindo-se com pedras. E, quando viu Jesus ao longe, correu e adorou-o. E, clamando com grande voz, disse: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? conjuro-te por Deus que não me atormentes" (Marcos 5: 1-7). 

 - A autoridade de Jesus fundamentava-se em Ele ser a própria verdade. Jesus é exemplo de poder e autoridade. 

 CONCLUSÃO. 

 O que significa a unidade de vida e de mensagem, que se percebe nos ensinos de Jesus? 


 Fonte: http://batistaebenezercps.com.br/serm-es/a-vida-e-a-mensagem-de-jesus-produzem-alguma-influencia-em-voce


+++++++++++++++++
++++++++++++++++
+++++++++++++++
++++++++++++++
+++++++++++++
++++++++++++
+++++++++++
++++++++++