sábado, 25 de agosto de 2012

Tomar a sua cruz 

 Marcos 8:34 

 Então, convocando a multidão e juntamente os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. 

Introdução 

- Com dissemos anteriormente, o pecado se centraliza no amor-próprio, confiança própria e autoafirmação. 

- A cruz significa o oposto. Significa confiança em Deus, amor a Deus, entrega a Deus, e não ao eu. 

- Jesus insistiu na necessidade do caminho da cruz, não apenas para si mesmo, mas também para os seus seguidores. 

- A cruz poderia ser literal para os discípulos, como o seria para o mestre. Quer literal, quer não, ela representa uma verdadeira forma de vida através da “morte do eu” em cada discípulo. 

- A cruz era um cruel meio de execução, que os romanos haviam tomado emprestado dos cartagineses, e empregado para a humilhante e torturante execução. Exigia-se do condenado que carregasse a barra transversal da cruz, que, no lugar da execução, iria ser afixada à peça vertical. 

Jesus fez da cruz um símbolo da vitória. 

 1) Cidadãos deste mundo não aceitam ser crucificados. 

-  Nos dias de Jesus, só eram crucificados os condenados que não fossem cidadãos romanos. Ser cidadão romano era ser cidadão do mundo, pois o império romano dominava o mundo. 

- A afirmação feita por Jesus escandalizava os romanos, pois aceitar o que Jesus ensinou era negar a si o direito à cidadania romana. 

- Da mesma forma, podemos afirmar que aceitar a mensagem de Jesus hoje, é negar ser cidadão deste mundo para se tornar cidadão dos céus. 

- Cidadãos deste mundo rejeitam a mensagem do evangelho esquecido, pois não estão dispostos a negarem a si mesmos, todos os direitos que adquiram neste mundo. 

 2) O que significa tomar a sua cruz? 

- A cruz é a completa autonegação e autodoação, primeiramente no próprio Jesus, e depois como um princípio transformador naqueles que nEle confiam. 

- Cada pessoa encontra a verdadeira vida, quando a submete a Cristo, ou perde-a por causa da confiança própria, amor próprio e auto-afirmação. 

- Tomar a cruz, tanto para o judeu quanto para o romano, não era apenas um fardo ou um problema; era um instrumento de tortura. 

- A vítima era obrigada a carregar a sua cruz até o lugar de sua execução, portanto, tomar a cruz exige uma dedicação absoluta até a morte. 

- Quem cuida da sua própria segurança está perdido, mas se alguém se percebe perdido, por amor de Cristo e do evangelho, estará salvo. 

 Conclusão 

-  O evangelho esquecido não tem meios termos. Para ser discípulo é preciso negar-se a si mesmo, tomar a sua cruz e seguir a Cristo. 

- O apóstolo Paulo nos diz: “Porque eu, pela lei, estou morto para a lei, para viver para Deus. Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” (Gl. 2:19,20) 


 FONTE: http://pastorzico.blogspot.com.br/search/label/Esbo%C3%A7o%20de%20Serm%C3%B5es






Maneiras de 
reconhecer 
um Servo 

TEMA: Vida Cristã 

 TITULO: Maneiras de reconhecer um Servo 

 TEXTO: Mateus 20 : 25 - 28 

 INTRODUÇÃO 

- Jesus aqui trás um ensinamento a respeito de como ser grande, importante. 

- No reino de Deus a grandeza não será medida pela autoridade sobre as pessoas, mas pela humildade e serviço a elas ! V 26 – Jesus falou: Se quer ser grande, então seja PEQUENO. 

- No reino de Deus o pequeno é grande. No reino de Deus é considerado grande quando se é servo. A serventia não deve ser algo que fazemos; deve ser algo que somos. 

- Eu tenho que ser servo, isso tem que estar no meu espírito, e ai eu sou levado a ter um comprometimento com os princípios de Deus para um serviço que as vezes exige sacrifícios . 

 Proposição: O verdadeiro Servo de Deus têm comportamentos que o diferencia entre os Cristãos 

Transição: hoje, quero compartilhar algumas maneiras de reconhecer um Servo de Deus. 

 DESENVOLVIMENTO 

 I . UM SERVO SERVE COM ALEGRIA – SL 100 : 2. 

A) Como verdadeiros servos de Deus, devemos sempre servir com alegria, não com tristeza e murmuração. Servir não pode ser um peso, mas um prazer. 

B) MT 25: 40 – Quando fazemos algo para uma pessoa, é como se estivéssemos fazendo para Jesus. 

C) IS 65: 14 a - Os servos cantam de alegria, alegria por servir ao Rei dos Reis . 

Aplicação: A alegria leva a ter compromisso com o meu Senhor e Suas obra. Mas há falta de compromisso hoje nas igrejas. Muitos assumem responsabilidades e não cumprem devidamente, esses não são servos. 

Transição: Servos possibilitam a outros terem o primeiro lugar, pois. trabalham sempre para que o nome do Senhor, e somente Ele seja honrado, ou seja : 

 II . UM SERVO NUNCA FAZ NADA POR INTERESSE PRÓPRIO. 

A) Um servo nunca pergunta: O que eu ganho com isso? 

B) EX 21: 1-6 – Nesta passagem vemos a lei para o verdadeiro servir, sem interesse. Nesta passagem o servo é chamado de “servo do amor”, porque ele ama tanto ao seu senhor que não quer deixá-lo. Após sete anos de serventia, ele podia ir embora, estava livre, mas ele queria ficar, por amor. Seu dono teria então que furar a sua orelha, a orelha furada era o sinal que aquele servo, por livre e espontânea vontade queria ficar com o seu senhor, por amor. 

C) Quem tinha a orelha furada era visto como o servo do amor. Quando ele passava as pessoas diziam, lá vai o servo do amor. 

 Aplicação: Que o Senhor noa ajude a entender que temos que fazer as coisas por amor. Que os interesses alheios fiquem acima dos nossos. 

Transição: Apesar de servir com alegria e não ter vantagens com isso : 

 III . O SERVO PROCURA OPORTUNIDADES PARA SERVIR 

A) Um servo nunca procura oportunidades para se destacar ou ganhar a aprovação de homens. 

B) Ele não escolhe o que fazer, ele quer fazer e faz, 

C) Ele quer servir, ele sente o desejo de servir. Aplicação: A obra do Senhor tem carência de Servos , as oportunidades estão aí basta que procuremos, não se deveria precisar de escalas , tabelas , comissões, etc... 

Transição: 
Esteja sempre preparado, alegre, sabendo que você trabalha para o Senhor, Ele é o negócio mais importante do mundo. Mesmo porquê : 

 IV . UM SERVO TRABALHA QUANDO NINGUÉM MAIS ESTÁ OLHANDO. 

A) Trabalha no anonimato, nos bastidores, longe dos holofotes 

B) Nos bastidores não há luz de refletores. 

C) Isso pode parecer difícil, porém quero lembrá-los: Os homens podem não estar vendo o que estamos fazendo, mas se o que estamos fazendo é para a glória de Deus, Ele esta vendo. Mateus 6: 3 - 4 

D) Não desista, seu trabalho é importante. Você é especial aos olhos de Deus. 

Aplicação: Os que estão na vanguarda o tempo todo receberão maior juízo. Então se o Senhor te chamou para exercer um ministério, quieto, sem aparecer, regozije-se. Deus o considera, o Reino é Dele, Ele te colocou num lugar, onde Ele receberá todo louvor. 

Transição: 
Devemos agradecer a Deus por homens e mulheres que trabalham, e são fiéis, mesmo estando fora dos holofotes. Freqüentemente são os de segunda linha, que trabalham para sustentar a primeira. 

 CONCLUSÃO 

- Servir a Cristo não é trabalho extra e sim transbordamento. 

 Ilust : depois de apresentar um sermão num culto evangelístico Moody , ao ser indagado a respeito da reunião , respondeu que duas pessoas e meia haviam se convertido naquela noite. Surpreso com a resposta alguém quis saber o que o evangelista pretendia dizer. “ Foram salvas duas crianças e um adulto “ disse, e a seguir explicou : cada uma das crianças tinha ainda uma vida toda para oferecer a Cristo enquanto o adulto já havia gasto metade da sua vida e só tinha outra metade para servir ao Senhor. O Senhor se alegra com pessoas que sabem que não podem fazer tudo, mas são determinados a fazerem algo. 

Reconhecem que não são instrumentos de decoração na casa do Senhor. São sal e luz. O sal e a luz não emitem nenhum som, mas nós sabemos quando eles estão presentes ou não. 


 FONTE: http://pastorzico.blogspot.com.br/2008/05/maneiras-de-reconhecer-um-servo.html