sábado, 18 de agosto de 2012

Quer Pescar mais? 

- Tema: EVANGELIZAÇÃO 

Lucas 5.1-11 

Introdução: 

- Vamos comparar mais uma vez a pescaria com a evangelização: A pescaria de anzol é semelhante à evangelização pessoal. 

- A pescaria de rede pode ser comparada ao evangelismo de massa, como eventos. 

- Quando Jesus chamou seus discípulos eles estavam trabalhando. O que mostra que Deus gosta de gente lutadora. 

- O Evangelho não é para pessoas desocupadas. Quanto mais trabalhamos, mas podemos servir à Deus. 

- Como os discípulos estavam pescando, Jesus os chamou para ‘pescar almas’, mas se estivessem pastoreando ovelhas, os chamaria para pastorear vidas, ou se fossem oleiros os convidaria para moldar vidas. Jesus já sabia o que iria acontecer e creio que provocou o acontecimento. 

- Como a multidão o apertava, pediu para se sentar dentro de um barco que estava no lago. Justo o barco de Simão. Simão estava desiludido por que não conseguira pescar nada a noite toda, mas aquele dia foi a sua maior pescaria. 

- Muitas vezes estamos como aqueles homens, sem conseguir nada, mas Deus fez todas as coisas do nada! Jesus é especialista em coisas impossíveis. 

Como pescar mais? 

Vamos refletir sobre o que aconteceu nesta pesca maravilhosa e aprender como devemos ganhar 

 1 - Lave as redes: v.2c 

- Simão e seus amigos estavam lavando as redes. Isso mostra que não tinham pegado nada. Só tinham sujado as redes. Mas como bons pescadores não quiseram guardar as redes sujas. 

- Deus não gosta de sujeira. Pessoas que acumulam coisas velhas e sujam atraem para si pobreza. Como a prosperidade virá se não houver espaço, visto que está entulhado de lixo? 

- Para vir o novo é preciso abrir mão do velho. 

O que significa lavar as redes? 

- Para nós significa que precisamos lavar as nossas vidas. 

- Fazer um auto-exame e ver se há alguma sujeira e limpar imediatamente. 

- Faça uma faxina na sua mente, em seu coração e na sua vida em geral. 

- Tudo que for sujo e velho jogue fora. Confesse seus pecados. 

- Pedro “prostrou-se aos pés de Jesus dizendo: ... sou pecador” (v.8). Ele confessou que precisava de Deus embora não merecesse. 

- Realmente não somos merecedores, mas pela Graça e Misericórdia de Deus somos aceitos. 

- Coloque a armadura de Deus (Efésios 6.10-17) protegendo seu corpo totalmente. Proteja sua cabeça de maus pensamentos, seu coração de coisas injustas, sua cintura de qualquer mentira e seus pés devem levar o evangelho. 

- Defenda seu corpo com um escudo de fé e com a espada do Espírito que é a Palavra de Deus. 

- Mente vazia é oficina do diabo. Por isso Deus quer que pensemos em coisas boas: 
“Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento” (Filipenses 4.8). 

- Expulse todo mau pensamento de sua vida. Peça perdão ao Senhor, pois o sangue de Jesus te purifica de todo o pecado (I João 1.9). 

Você tem confessado seus pecados? Lave suas redes confessando seus pecados! 

 2 - Deixe Jesus entrar no barco: v.3a 

- Jesus entrou no barco de Simão e pediu educadamente para que afastasse o barco um pouco mais para o fundo. Aparentemente Jesus só queria um lugar para se sentar e pregar, mas acima de tudo queria uma posição ideal para realizar um milagre. 

- O que significa deixar Jesus entrar em nosso barco? Ao deixar Jesus entrar no barco, Simão teve a oportunidade de: 

- obedecer a Jesus, que direcionou para onde o barco deveria ir; 

- aprender de Jesus, que estava pregando do barco como se fosse seu púlpito e Simão ouvia; 

- Muitas pessoas querem que Jesus entre em seu barco somente para acalmar as tempestades. Não querem obedecer nem aprender. Mas quando Jesus entra em nosso barco devemos O deixar dirigir nossas vidas para onde quiser e principalmente ouvir sua Palavra. Enquanto ouvimos nossa fé é preparada para o milagre. 

- Jesus só operou o milagre depois da pregação (v.4).
“E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo” (Romanos 10.17). 

- Você já deixou Jesus entrar em seu barco? 

- Ouça e obedeça a Jesus, deixe Ele entrar em seu barco e dirigir sua vida! 

 3 - Lance as redes sob a Palavra: v.5c 

- Com certeza Jesus havia pregado sobre as maravilhas de Deus e os milagres que opera. Simão havia acreditado na mensagem de Jesus. 

Simão considerou: 

- o impossível: “havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos” (v.5b); 

- o poder de Jesus: “mas sob a tua palavra lançarei as redes” (v.5c); Mesmo sendo já experiente e sabendo que não tinha peixe, Simão não deixou de crer que para Jesus seria possível por que Ele criou os peixes. 

O que significa lançar as redes sob a Palavra? 

- Lançar as redes sob a Palavra de Deus é acreditar, ter fé e agir com base nesta confiança.

- Precisamos ter esta fé de que mesmo que os impossíveis para os homens são possíveis para Deus (Mateus 19.26). Esta firmeza de fé mudou a vida de Pedro. 

- Jesus mudou o nome de Simão = vacilante para Pedro = firmeza de uma rocha (João 1.42). 

- Você já lançou as redes sob a Palavra? 

- Confie nas promessas do Senhor para sua vida e lance suas redes para um milagre! 

 4 - Peça ajuda de outros: v.7 

- Pedro nunca tinha visto tantos peixes em sua vida. Quase arrebentaram as redes. Por pouco não afundaram o barco. Precisou da ajuda de companheiros de outro barco. Quando os pescadores do outro barco viram aquela maravilha de pescaria, ficaram sem reação, mas Pedro fez um sinal para eles (talvez com a cabeça) para que seus colegas viessem ajudar. Talvez os amigos de Simão pensassem que este não iria dividir a pesca. Mas se eram companheiros provavelmente tinham um trato de sociedade (v.9). 

O que significa pedir ajuda de outras pessoas? 

- Isso mostra que o milagre não é só pra você. Deus quer te usar para abençoar outros. 

- Muitas pessoas querem ter uma pescaria abundante, mas não querem dividir os peixes. Isso é egoísmo. 

- Se Deus te der um milagre, prosperar sua vida, por exemplo, você vai dividir isso com alguém? Vai ajudar na igreja? Vai ajudar os pobres? Ou vai investir em suas vaidades e prazeres? 

- Você já convidou outras pessoas para te ajudar na grande pescaria de sua vida? Compartilhe os milagres que Deus te dá! 

Você é um pescador de vidas! 

- CONCLUSÃO: v.10,11 

- Diante do poder de Jesus, Pedro nem se importou com os peixes. Deixou tudo para trás e foi seguir Jesus que lhe disse “doravante serás pescador de homens” (v.10). 

- Depois que Deus opera maravilhas em nossas vidas, nosso maior objetivo deve ser glorificar o nome de Jesus. 

- João Wesley sempre dizia para seus pregadores: “vocês têm um negócio para fazer, apenas um: ganhar almas”. 

- Lave as redes de sua vida para dar espaço aos milagres de Deus. 

- Deixe Jesus entrar em seu barco para dirigir sua vida e te ensinar. 

- Lance suas redes não para onde sabe ou gosta e sim sob a Palavra de Deus. 

E quando Deus te abençoar, testemunhe com o máximo de pessoas possível. 

 FONTE: http://www.esbocosermao.com/2011/06/quer-pescar-mais.html




Qualidades de 
um Pescador 

- Tema: EVANGELIZAÇÃO 

Marcos 1.17 

 - Introdução: 

- Jesus chamou seus discípulos quando estavam pescando e lhes chamou para pescar outras pessoas para o evangelho. A partir daquele momento os discípulos usaram suas técnicas de pesca para ganhar pessoas para Cristo. 

- Quais seriam as qualidades primordiais de um bom pescador? Você é um bom pescador? 

 Vamos comparar algumas qualidades de um bom pescador com um evangelista: 

 1 - Paciência: Marcos 15.15,16. 

- A pesca exige espera e paciência para que o peixe venha e morda a isca. Às vezes é rápido, mas tem horas que demora muito até pegar o primeiro peixe. 

- O mesmo acontece com a pregação do evangelho. É preciso estar pronto e incansável, disponível para abençoar vidas e no momento certo a pessoa se entrega ao evangelho. 

- Jesus mandou pregar para todas as pessoas sem exceção. Você tem sido paciente ao evangelizar? Tenha paciência com a pessoa que está evangelizando! 

 2 - Coragem: I Coríntios 9.16 

- O pescador não pode ter medo de água, vento, frio, espinhos, mosquitos ou qualquer outro perigo. Deve ter coragem de pescar em rios, cachoeiras, lagos, açudes e até no mar. 

- O pregador do evangelho também precisa dessa coragem. 

- Não pode temer às pessoas nem a satanás. Para isso deve pensar como o apóstolo que necessita ganhar almas e então esquecer toda dificuldade. 

- Você tem coragem para evangelizar? Seja corajoso, ouse e não tenha medo de falar! 

 3 - Perseverança: II Timóteo 4.2 

- Se o pescador chegar ao lugar da pescaria e desanimar no primeiro instante, ele não consegue pegar nada. Precisa continuar tentando até fisgar o primeiro peixe. 

- Na evangelização é necessário ter essa persistência. Insistir até a pessoa entender a mensagem. 

- Não pode desanimar nunca, pois quem convence o homem do pecado é o Espírito Santo (João 16.8) a obra da conversão é dele e a nossa tarefa é anunciar. 

- Você tem sido perseverante na evangelização? Persevere, tente outra vez, você consegue! 

 4 - Conhecer o peixe: II Timóteo 2.2 

- Dependendo do gosto do pescador, este se dá ao prazer de escolher qual peixe quer pegar. Para isso precisa conhecer o peixe e preparar o anzol, a vara e a isca adequada. Esta é uma pescaria seletiva. Mesmo se não consegue o que quer, o pescador sempre se satisfaz pescando seja qualquer espécie. 

- No discipulado é preciso conhecer o tipo de pessoa que você deseja alcançar. 

- Se você tem condições para fisgar tal pessoa. Por exemplo, jovens alcançam mais eficazmente outros jovens. 

- Se você souber conviver no meio que a pessoa vive e falar os assuntos que conhece, poderá comunicar de maneira mais eficaz. 

- Você conhece a pessoa que está evangelizando? Faça amizade com quem quer evangelizar! 

 5 - Não envergonhar: Romanos 1.15-17 

- O pescador não tem vergonha de sair de casa com um monte de equipamentos, andar molhado da água, ficar cheirando peixe ou mesmo de assumir que pescou uns poucos peixinhos pequenos. 

- Um verdadeiro cristão não pode ter vergonha de ser crente, de falar de Jesus, carregar a Bíblia, falar em público, etc. 

- Quando estava no mundo não tinha vergonha de fazer as coisas do mundo e muito menos agora deveria se envergonhar do que é certo. 

- Você tem vergonha de falar de Jesus? Tenha orgulho de ser um evangelista! 

 6 - Ser sábio: Provérbios 11.30 

- A sabedoria é o segredo de uma boa pescaria. A sombra do pescador deve ficar ao contrário da água para que o peixe não perceba. Evitar o reflexo da pessoa na água também é bom para não espantar os peixes. E sabe a hora e o jeito que o peixe morde na isca. 

- Também o pregador da Palavra deve ser sábio, não se mostrar demais e sim anunciar a Cristo. Não espante as pessoas assustando com exigências. 

- Às vezes o silêncio pode falar mais que muitas palavras. Aqui também vale o testemunho de vida que ajuda a pessoa a crer mais. 

- Você tem buscado sabedoria para ganhar almas? Peça a Deus para te dar sabedoria na Palavra! 

 7 - Não pesca em lugar errado: II Coríntios 10.16 

- Um pescador sabe onde pode pescar. Não vai a lugares proibidos nem em períodos proibidos. Também conhece o lugar apropriado para cada espécie. Além disso, nunca deve entrar em terreno privativo sem permissão para não furtar peixes em território alheio. 

- Um bom evangelista não fica pregando para crentes. Não ‘pesca em aquário’. Não fica procurando membros de outras igrejas. 

- O verdadeiro evangelista sempre prega para pessoas que ainda não conhecem a Jesus. 

- Você tem evangelizado pessoas sem Jesus? Evangelize pessoas que não conhecem Jesus! Seja um pescador de Almas! 

- CONCLUSÃO: 

- A pescaria com anzol é como a evangelização pessoal. Você fisga uma pessoa de cada vez. 

Procure ter estas qualidades na evangelização: 

- PACIÊNCIA, espere que conseguirá; 
- CORAGEM, nunca tenha medo; 
- PERSEVERANÇA, tente sempre mais uma vez; 
- CONHECIMENTO, faça amizade com as pessoas; 
- NÃO TEM VERGONHA; enfrente a realidade; 
- SABEDORIA; seja sensível às oportunidades; 
- NÃO PESCA EM AQUÁRIO; prega para não cristãos. 


Boa pescaria!


 FONTE: http://www.esbocosermao.com/2011/06/qualidades-de-um-pescador.html


Erga os olhos
 e veja sua missão 

-Tema: MISSÃO 

João 4.31-38 

-Ilustração: 

O grande diferencial em tudo que se faz, especialmente em missões é a visão. Havia uma empresa de sapatos que mandou um vendedor de sapatos para um país na África e este vendedor voltou dizendo que não foi possível fazer o trabalho, por que lá ninguém usava sapatos. Contudo outro vendedor foi enviado e este, ao ver aquele povo descalço exclamou: ‘todos aqui precisam de sapatos’ e vendeu como nunca ao ponto de criar uma grande empresa ali. 

- Introdução: 

A diferença toda está na forma como olhamos as coisas, pessoas e situações. Jesus tinha um olhar missionário. Tudo ele via com a ótica Divina. Ele havia pregado para uma mulher na beira do poço. Ele viu o potencial missionário daquela samaritana. Logo em seguida à declaração de Jesus para erguerem os olhos, aconteceu um avivamento em Samaria. Aquela mulher tinha trazido toda a cidade para ouvir de Jesus, então aconteceu uma enorme colheita, um avivamento em Samaria. 

Como devo olhar a missão? 

Vamos entender a partir deste texto como deve ser nossa visão missionária: 

1 - Perceber a necessidade das pessoas: v.31 

- Jesus pediu água pra a samaritana e após beber seus discípulos chegaram oferecendo comida (v.31), mas não é o que queria. Certamente Jesus estava tão ocupado que não tinha tempo nem pra comer. 

- O que aprendo aqui é que às vezes queremos que as pessoas queiram o que queremos na hora que queremos, mas o importante não é nem mesmo o que as pessoas querem vê, ouvir ou sentir e sim o que necessitam. 

- Jesus tinha o olhar fito nas necessidades profundas das pessoas e não em suas vontades. 

 2 - Vontade de ganhar almas: v.32-34 

- Jesus compara sua missão como um alimento que satisfaz a vida. Verdadeiramente quem tem vontade de ganhar almas vive a maior satisfação. Isto é a Paixão missionária, um amor tão grande que priorizamos acima de nosso próprio alimento. 

- Após ter a experiência de conhecer a Jesus, todo crente deve ter a experiência de levar alguém a conhecer Jesus. 

3 - Ter discernimento: v.35ª 

- Jesus fez a pergunta sobre o tempo da ceifa, porque queria que refletissem que a colheita espiritual já estava pronta, só faltavam trabalhadores. 

4 - Ter olhos erguidos para Deus: v.35b 

- Muitas pessoas não têm discernimento do momento de receber a colheita de Deus para suas vidas por que andam de cabeça baixa e não buscam discernimento do momento que estão vivendo. 

5 - Esperar recompensa: v.36ª 

- Certamente quem planta espera colher. A colheita é a recompensa. 

- Contudo em se tratando de missão esta recompensa é para a vida eterna. Por isso o semeador não espera no homem e sim no Senhor da Seara. 

- Almas são sementes que se plantam na terra e que brotam na Igreja e se colhe no céu. 

6 - Alegria em servir: v.36b 

- A alegria do Senhor é a nossa força (Neemias 8.10)! Realmente sem alegria não temos força para fazer nada. Ao colher o ceifeiro deve ter tanta alegria que compartilha seus frutos com outras pessoas. 

- Não podemos pensar que as almas são somente nossas, precisamos repartir esta alegria com alguém. 

- Por que até os anjos nos céus que nem podem pregar (I Pedro 1.12), se alegram por causa de um só pecador que se arrepende (Lucas 15.10) e nós precisamos voltar da evangelização alegres por ver maravilhas do Senhor (Lucas 10.17). 

7 - Visão da Graça: v.37,38 

- Precisamos fazer tudo de Graça e pela Graça (Mateus 10.8). Sem a concepção da Graça de Deus somos frustrados ministerialmente. 

- Não podemos ver nossas condições ou o merecimento das pessoas que ouvirão a mensagem. 

- Muitas vezes estamos colhendo o que outras pessoas plantaram e plantando para outros colherem. 

- Mesmo assim precisamos saber que Jesus é o Senhor da Seara e quem consuma tudo (Lucas 19.30) mesmo é Ele, não nós (Salmos 100.3). Busque a Visão Missionária de Jesus! 

- CONCLUSÃO:

 ’erga os olhos’ - A receita de Jesus para a visão missionária é andar de olhos erguidos para ver os caminhos de Deus que são mais altos que os nossos (Isaías 55.9). 

- Jesus tinha olhos cheios de amor, com um olhar profundo que percebia as necessidades das pessoas, vontade de ganhá-las para Deus, discernimento, alegria e visão da Graça sobre elas. 

- O/a missionário/a precisa ser bem resolvido e ter olhos capazes de ver a urgência da evangelização com relacionamentos saudáveis que se confrontam olho no olho. 

 FONTE: http://www.esbocosermao.com/2010/10/erga-os-olhos-e-veja-sua-missao.html