sexta-feira, 25 de maio de 2012


As Condições Bíblicas
para a Oração Estudo

Texto: “E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feito” (1 Jo 5.14,15).

Introdução:

- Muito se prega, fala sobre oração, porém, muito pouco é praticado, muito menos do que se fala, como também, muitos princípios que norteiam essa bênção não são observados. Mas, como deve ser a nossa oração, nossa petição para sermos atendidos?:

A – A petição deve ser feita

1 – Segundo a vontade de Deus

“Agrada-te do Senhor, e ele satisfará os desejos do teu coração” (Sl 37.4).

Veja a tradução Bíblica na Linguagem de Hoje: “Que a sua felicidade esteja no Senhor! Ele lhe dará o que o seu coração deseja” (Sl 37.4).

- Deus não atenderá nenhum pedido que não esteja de conformidade com os seus princípios, isto é, que não agrade o seu coração.

- “Que a sua felicidade esteja no Senhor”

– Isto fala de estarmos alegres com o Senhor mesmo no meio da guerra, da provação.

- Fala de um coração agradecido a Deus em todo tempo.

- Fala de um relacionamento íntimo com o Pai.

2 – No nome de Jesus

“Naquele dia, nada me perguntareis. Em verdade, em verdade vos digo: se pedirdes alguma coisa ao Pai, ele vo-la concederá em meu nome. Até agora nada tendes pedido em meu nome; pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja completa” (Jo 16.23,24).

“E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei” (Jo 14.13-14).

- Aqui Jesus deixa claro acerca da necessidade de pedirmos para que recebamos algo vindo do Céu.

- É através da oração que a mão do Pai é movida a nosso favor.

- E para que a oração funcione é necessário que seja feita no Nome de Jesus. Porque somente Ele é o mediador entre Deus e os homens, conforme 1 Tm 2.5.

- Em João 14.6 vemos que Ele, Jesus, é o único caminho para chegar ao Pai.

3 – Para glória de Deus

“Cobiçais e nada tendes; matais, e invejais, e nada podeis obter; viveis a lutar e a fazer guerras. Nada tendes, porque não pedis; pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres” (Tg 4.2,3).

- Pedidos feitos com motivações erradas não funcionam. Deus não dá asas a cobra, diz o ditado popular.

- Deus não atende ao invejoso, o cobiçoso e esbanjador e também aquele que vive somente em busca dos prazeres sensoriais.

B – Aquele que pede precisa:

1 – Ser lavado dos pecados

“Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado” (1 Jo 1.6,7).

- Para ter comunhão com o Senhor através da oração é necessário andar na luz, isto é, com a vida limpa diante de Deus.

- Necessário que os pecados tenham sido lavados pelo Sangue do Cordeiro.

- Veja o que diz o texto de Isaias 59.2 – “Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça”.

2 – Ser perdoado e estar pronto a perdoar outros

“E, quando estiverdes orando, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai, para que vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas” (Mc 11.25).

- Para sermos perdoados pelo Pai e termos acesso a Ele, é necessário primeiro exercitar o perdão a quem nos ofendeu.

- Quando não perdoamos, além de não termos os pecados perdoados, as nossas orações não serem ouvidas por Ele, e, ainda sermos entregues nas mãos dos verdugos ou atormentadores (Mt 18.23-35).

3 – Crer nas promessas de Deus

– “Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa” (Tg 1.6,7).

“Por isso, vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco” (Mc 11.24).

- Fiel é o Senhor em todas as suas promessas. Porém, é necessário crer sem duvidar.

- Rm 14.23 nos diz que tudo o que fizermos sem fé é pecado, e, o pecado nos afasta de Deus e ficamos sem resposta e longe de suas promessas.

- Só existem dois caminhos, isto é, crer sem duvidar e receber o cumprimento do que foi prometido pelo Pai ou duvidar e lamentar.

4 – Guardar os seus mandamentos

“e aquilo que pedimos dele recebemos, porque guardamos os seus mandamentos e fazemos diante dele o que lhe é agradável” (1 Jo 3.22).

- “Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito” (Jo 15.7).

- Veja as condições para receber: guardar os seus mandamentos.

- Tiago nos instrui, em Tg 1.22, que não é somente ser ouvinte da Palavra de Deus e sim praticante, pois estaremos enganando a nós mesmos e estaremos longe das bênçãos do Pai.

- Jesus nos instrui em Jo 15.7, que as Palavras dele precisam permanecer em nós, nos norteando.

Conclusão:

Veja a expressão “obtemos os pedidos” no verso 15.

Plumer disse “As petições feitas conforme as condições acima são concedidas no mesmo instante, os resultados dessa concessão são percebidos no futuro.



AUTOR:Prs. Roberto e Lourdes / Fonte: Bíblia Shedd


=
==
===
====
=====
======
=======
========
=========
==========

===============
===============
===============


Daniel e a Oração

"Daniel, pois, quando soube que o edito estava assinado, entrou em sua casa (ora havia no seu quarto janelas abertas do lado de Jerusalém), e três vezes no dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças diante do seu Deus, como também antes costumava fazer" - Daniel 6:10.

- Quando falamos em oração lembramos-nos de muitos servos que tanto no Velho como no Novo testamento, usaram este grande ensinamento do Senhor Jesus, para serem vitoriosos.

- Em especial podemos citar Daniel, que resolveu no seu coração não se contaminar com as iguarias do rei da Babilônia, e mesmo no seu cativeiro, ele orava três vezes por dia, na janela do seu quarto voltada para Jerusalém.

- Com suas orações, Deus concedeu a vida de Daniel e seus amigos, grandes experiências com o Senhor.

- Fecharam bocas de leão, foram salvos de fornalha de fogo, desvendaram mistérios que só uma pessoa com muita intimidade de oração com Deus, pode ter essas experiências.

- Hoje a igreja que ora ela é vitoriosa. A oração é um dos fundamentos para que o servo do Senhor hoje consiga vencer todas as suas batalhas.

Observemos, pois, algumas lições do texto acima que são perfeitamente aplicáveis a nossas vidas.

1) Daniel quando soube...

- Daniel tinha ciência do que acontecia ao seu redor. Quando soube do edito real assinado e que colocaria sua vida em perigo ele procurou a Deus em oração. Ele sabia que "se Deus não guardar a casa, em vão vigia a sentinela". (Salmo 127:1).

- Temos até ciência do que nos cerca, mas invariavelmente não temos a mesma atitude de Daniel quando tomamos conhecimento de algo que se levanta contra nós.

- Ao invés de buscarmos ao Senhor em oração, nos desesperamos, buscamos ajuda em quem de fato não pode nos ajudar. Simplesmente fracassamos!

2) Daniel entrou em sua casa, em cujo quarto havia janelas abertas para o lado de Jerusalém...

- Entrar em casa diz respeito a nos recolher para buscar somente ao Senhor. Diz respeito a buscar o Senhor em secreto e o Pai que nos vê em secreto nos recompensará! (Mateus 6:6). Aleluia!

- Interessante que buscamos a Deus em secreto, mas a recompensa virá PUBLICAMENTE! (Não foi isto que ocorreu - por exemplo - com Daniel?).

Outra observação:
- Para que lado as janelas de nossa alma estão abertas?
- Para Jerusalém ou Babilônia?

- Jerusalém aponta para cima (celestial), enquanto que Babilônia aponta para baixo (terreno). Assim, Daniel se encontrava fisicamente na Babilônia, mas espiritualmente ele se encontrava em Jerusalém!

- Mesmo que haja até mesmo um edito escrito e assinado contra nós, nunca poderá haver janela fechada para Deus em nossas vidas.

- Jamais nos esqueçamos que as "janelas abertas" dizem respeito a nossa comunhão com Deus, cujo canal principal é a oração!

3) Daniel três vezes ao dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças diante do seu Deus...

- Quem era o Deus de Daniel? Era o grande "EU SOU"!

- Quem é seu Deus? Quem é nosso Deus? É o mesmo Deus de Daniel?

- Então, mesmo que sejamos um estadista (como Daniel se tornara em Babilônia) será necessário buscar a Deus em oração. NÃO temos desculpas!

- Somos indesculpáveis porque somos relaxados, indisciplinados.

- Não gostamos quando somos confrontados com palavras que nos exortam e nos acusam de um tempo demasiado em frente à TV e depois falamos que não temos tempo para orar... ou que estamos cansados demais para tal.

- A carne não aprecia este tipo de palavra, mas, a exortação é para nosso próprio bem.

- Estamos sendo "cortados" por essa palavra hoje... penso eu!

4) Como Daniel também antes costumava fazer...

- Daniel não nasceu no cativeiro, portanto, ele cultivava uma vida de oração mesmo antes de ser desterrado para Babilônia, entretanto, tudo isso, todas as implicações que sobrevieram sobre sua vida cativa não foi suficiente para forçá-lo abandonar sua fé.

- Entendemos porque um anjo lhe disse: "Daniel, homem muito amado, entende as palavras que vou te dizer, e levanta-te sobre os teus pés, porque a ti sou enviado" (Daniel 10:11).

- Por que homem mui amado? As respostas podem ser muitas, mas todas elas passarão pela "oração".

- Foi através da oração que Daniel mantinha sua comunhão com o Senhor, matinha sua fé, através dela ele recebeu proteção em variados níveis de sua vida e instruções claras e objetivas acerca de como devia proceder.

- Então, fica a pergunta: Quando "sabemos" de algo que pode nos prejudicar, que atitude nós temos tomado?

- Entramos em nosso quarto, cujas janelas estão abertas para o lado de Jerusalém e oramos... ou... ...

- Não podemos apenas ficar com o "jejum de Daniel"... pois, a vida dele não se resumia apenas ao jejum de 21 dias, mas numa pratica diária completa de oração, abnegação e santidade diante do Senhor!

AUTOR: Vilson Ferro Martins


+++++       +++++       +++++
++++          ++++         ++++
+++          +++      +++
++              ++           ++