sábado, 17 de março de 2012



Uma igreja
comprometida
com missões




- Cristo morreu para comprar com seu sangue os que procedem de toda tribo, povo, língua e nação. Depois que ressuscitou dentre os mortos comissionou sua igreja a fazer discípulos de todas as nações.

- O campo é o mundo. A mensagem é o evangelho da graça. Os mensageiros são todos aqueles que foram lavados no sangue do Cordeiro.

- Os recursos para fazer esta obra são aqueles que estão em nossas mãos. Todos os recursos de Deus para o avanço de sua obra estão em nossas mãos.

- Somos seus mordomos!

Destacamos algumas verdades importantes sobre o papel desta igreja como agência do Reino de Deus na proclamação do evangelho nesta cidade, neste país e até aos confins da terra.

1. Fazer missões é uma obra que exige urgência – O trabalho missionário não pode esperar.

- A seara é grande, os trabalhadores são poucos e o tempo urge. Não há esperança para os pecadores fora de Cristo. Não há salvação senão no evangelho da graça.

- Ninguém pode ser reconciliado com Deus por meio das obras, da religião ou dos sacrifícios. Somente Cristo é o caminho para Deus. Somente ele é a porta do céu. Só ele é o mediador entre Deus e os homens.

- Qualquer outra mensagem é inútil.
- Qualquer outro atalho somente conduzirá os homens à desilusão e à perdição eterna.

- A evangelização dos povos é uma tarefa impostergável. Deve ser a prioridade absoluta da nossa agenda.

- É tempo de sermos luz para as nações.
- É tempo de investirmos o melhor dos recursos que Deus nos tem dado na obra missionária.

2. Fazer missões é uma obra que exige envolvimento de todos - O privilégio de fazer missões não é apenas para aqueles que têm o chamado de sair de sua cultura e ir além fronteiras.

- Todos nós podemos orar por missões.
- Todos nós devemos contribuir com missões.
- Todos nós precisamos fazer missões.
- Toda a igreja deve estar engajada nesse projeto de conseqüências eternas.

- A obra missionária não deve ser apenas um apêndice na agenda da igreja, mas uma frente de ação em que todos os crentes estejam envolvidos.

- A evangelização não é um programa, mas um estilo de vida. Fazemos missões na dinâmica da vida, em nosso lar, em nossa escola, em nosso trabalho e até mesmo em nosso lazer.

- Fazemos missões quando oramos pelos missionários e quando contribuímos para a sua manutenção no campo.

- Tanto os que descem ao poço como os que seguram as cordas estão igualmente comprometidos com esta tarefa de conseqüências eternas.

3. Fazer missões é uma obra que exige os melhores investimentos - Não podemos cumprir a agenda estabelecida por Cristo de ir por todo o mundo e fazer discípulos de todas as nações sem fazer investimentos financeiros na obra.

- Somente uma igreja fiel na mordomia dos bens pode ser missionária.
- Somente uma igreja generosa no ofertar pode ser luz para as nações.

- O melhor e mais duradouro investimento que fazemos é na salvação de vidas.

- A Bíblia diz que quem ganha almas é sábio. O dinheiro que investimos em missões é uma semente que se multiplica e produz frutos para a vida eterna. Mas, não é suficiente apenas investimentos de recursos financeiros; precisamos também de investimento de vida.

- Deus chama uns para ir; outros para ficar. Uns devem estar numa ponta da corda, descendo aos lugares sombrios para resgatar as ovelhas errantes; outros devem estar na outra extremidade da corda para sustentar aqueles que descem com a provisão necessária.

- Missões não é trabalho de um missionário visionário e aventureiro que deixa sua terra, sua cultura e embrenha-se no meio de tribos e povos ignotos para levar-lhes a luz do evangelho.

- Missões é um trabalho planejado, onde a igreja toda se dispõe a fazer seus melhores investimentos para que mais pessoas sejam alcançadas e salvas pelo evangelho de Cristo.

- Esta igreja tem o privilégio de ser uma agência do Reino de Deus nesta cidade, neste Estado, neste País e, também, no mundo inteiro.

Cumpramos nossa missão enquanto é tempo!




AUTOR: Rev. Hernandes Dias Lopes




#############
##############
###############
###############
##############
#############








Como envolver
uma igreja local
em Missões




- A idéia aqui é sugerir que igrejas, pastores, promotores de missões ou membros de igreja, que amam e entendem o significado bíblico de Missões, sejam desafiados a produzirem materiais motivacionais cujo tema central seja a obra missionária mundial (todas as nações).

- Use sua criatividade e tenha idéias inovadoras para mobilizar, sensibilizar e motivar sua igreja.

Alguns exemplos de como envolver a igreja local em Missões:

1. Bandeiras e mapas

- Nem todos conhecem bem a geografia mundial e, conseqüentemente, as fronteiras das nações.

- Muitas vezes pensam que quando se fala de Equador, por exemplo, imaginam ser como viajar para uma cidade no interior. Demonstrando no mapa as distâncias e as características de cada nação, como religião e distribuição de renda por habitante, as chances de uma sensibilização pela obra missionária mundial crescem.

- Portanto, encha sua igreja de bandeiras e mapas!

2. Estatísticas

- Use as estatísticas disponíveis em inúmeros veículos de comunicação, incluindo as informações contidas em nosso site, e de outras agências missionárias para coletar informações que impactem os irmãos de sua igreja.
- Por exemplo, você pode citar que a Turquia, sede das 7 igrejas do Apocalipse e outrora um referencial do cristianismo, conta hoje com menos de 0,1% de evangélicos em sua população. Ou que no Afeganistão não se conhece publicamente nenhum crente. Ou ainda, na Bélgica, capital da Europa, menos de 0,4% são cristãos e, há mais de 100 cidades sem nenhuma igreja evangélica.

- Tais informações despertam o interesse dos membros pelo apoio à obra missionária mundial.

3. Cartazes missionários

- Crie cartazes com frases curtas e imagens com fotos grandes e marcantes.

- Procure não ofender ou ridicularizar uma religião, apenas demonstre as características dos povos que a seguem, como o paganismo, a idolatria e fanatismo sacrificial.

- Aproveite todo tipo de material de Campanha Missionária e afixe-os em locais estratégicos. Não esqueça de colocar seus contatos nos cartazes. Ore e aguarde o retorno.

4. Fotos missionárias

- Destaque um lugar para colocar fotos de missionários e dos campos para lembrar ou tornar conhecida do povo as necessidades dos países onde a igreja possui obreiros.

- Esta iniciativa é uma ferramenta poderosa para despertar a igreja para contribuir e orar pela obra missionária.

5. Frases missionárias

- Imprima frases de missionários ou até mesmo citações de líderes evangélicos sobre a obra de evangelização dos povos.

- Essas frases, colocadas em locais estratégicos e com muita visibilidade (exemplo: hall de entrada, mural, entrada e interior dos banheiros etc.) despertarão na igreja um desejo de apoiar a obra missionária.

6. Testemunhos missionários

- Sempre que possível, e de acordo com a agenda missionária da igreja, leve missionários para a sua igreja a fim de que, com seu testemunho de chamada e trabalho no campo, desperte outras pessoas para o ministério missionário ou para a intercessão e sustento financeiro.

- Sugerimos que cada igreja tenha um culto missionário mensal e uma conferência missionária de impacto anualmente.


FONTE: (extraídos do livro “A Igreja Local e Missões – Incluíndo uma estratégia missionária para a Igreja Local”, do Pr. Edison Queiroz, Edições Vida Nova, São Paulo – SP)- http://www.missions4allnations.com/joomla/index.php?option=com_content&task=view&id=36&Itemid=51





++++++++++++++++++
+++++++++++++++++
++++++++++++++++
+++++++++++++++
++++++++++++++