domingo, 5 de fevereiro de 2012



Deus fará

grandes coisas!

DEUS QUER ABRIR OS NOSSOS OLHOS ESPIRITUAIS

(Marcos 8:22-26) - E chegou a Betsaida; e trouxeram-lhe um cego, e rogaram-lhe que o tocasse. E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e, cuspindo-lhe nos olhos, e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma coisa. E, levantando ele os olhos, disse: Vejo os homens; pois os vejo como árvores que andam. Depois disto, tornou a pôr-lhe as mãos sobre os olhos, e fez olhar para cima: e ele ficou restaurado, e viu cada homem claramente. E mandou-o para sua casa, dizendo: Nem entres na aldeia, nem o digas a ninguém na aldeia.




- Várias podem ser as formas de vermos, ou entendermos as coisas, ou o mundo em que vivemos. Entretanto:“Nem sempre o que nós conseguimos ver, é de fato, a realidade”.

- Toda a caminhada de Jesus com seus discípulos; os milagres, as curas, as multiplicações, as manifestações de humildade e piedade, em tudo isso - Jesus estava mostrando: A importância de se ter compromisso com Deus.

- Betsaida era uma das cidades que entristeceram muito Jesus. Terra natal de Pedro, André e Filipe. Seu nome significava em hebraico “Casa de pesca”. (João 1:44) - E Filipe era de Betsaida, cidade de André e de Pedro.

Veja o que Jesus falou a respeito de Betsaida?

(Lucas 10:13) - Ai de ti, Corazim, ai de ti, Betsaida! Porque, se em Tiro e em Sidom se fizessem as maravilhas que em vós foram feitas, já há muito, assentadas em saco e cinza, se teriam arrependido.

I – JESUS NÃO AGE NUM AMBIENTE DE INCREDULIDADE E DE ARROGÂNCIA.

(Marcos 8:22) - E chegou a Betsaida; e trouxeram-lhe um cego, e rogaram-lhe que o tocasse.

(Marcos 8:23) - E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e, cuspindo-lhe nos olhos, e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma coisa.

- Devemos sair um pouco da nossa rotina para sermos tratados por Deus.

- Aceite o tratamento de Deus por mais estranho que possa parecer.

- Jesus cuspiu nos olhos do cego: Talvez muitos, de Betsaida, ao verem aquilo, começasse a criticar Jesus.

- Ter o “Espírito cego” é não crer no poder de transformação que Jesus pode realizar em nós.

- Muitas foram as “formas” que Jesus usou para manifestar suas curas e milagres. O que estava em questão não era o método, mas o amor, a compaixão, a restauração das feridas, principalmente as emocionais e espirituais.

- Para Jesus fazer um milagre em nós, Ele nos tira de um ambiente de incredulidade.

(Marcos 8:26) - E mandou-o para sua casa, dizendo: Nem entres na aldeia, nem o digas a ninguém na aldeia.

Fora da aldeia = Jesus caminhou com o cego um bom pedaço. Deixe Jesus conduzir você. Fazer o que Ele quiser com você e em você.

II – ATRAVÉS DAQUELE MILAGRE, JESUS QUERIA TRATAR TAMBÉM COM SEUS DISCÍPULOS:

- Jesus não estava, somente preocupado com aquele cego anônimo. Ele queria dizer algumas “palavras vivas”, aos seus discípulos.

- Ele precisava resolver algumas “pendências” com seus discípulos, mas em particular, fora das vistas da multidão.

(Marcos 6:44) - E os que comeram os pães eram quase cinco mil homens.

(Marcos 6:45) - E logo obrigou os seus discípulos a subir para o barco, e passar adiante, para o outro lado, a Betsaida, enquanto ele despedia a multidão.

(Marcos 6:51) - E subiu para o barco, para estar com eles, e o vento se aquietou; e entre si ficaram muito assombrados e maravilhados;

(Marcos 6:52) - Pois não tinham compreendido o milagre dos pães; antes o seu coração estava endurecido.

- Existem tratamentos em que Deus nos leva ao “Seu deserto”.

- Aceite as mudanças no seu caminho, na sua vida.

- Você não precisa estar no controle de tudo sempre!

- Deixe Jesus te conduzir!!!! Ele quer te ensinar.

Há tantas coisas em nossas vidas que precisamos ser tratados por Deus.

· Muitas vezes achamos que temos “direito” a certas coisas.

· Não suportamos falhas das pessoas,

· Não perdoamos de coração,

· Não agüentamos caminhar nem 5 minutos com alguém que nos contrarie,

· Temos dificuldade de encarar os nossos próprios erros,

· Não estamos dispostos a sermos lapidado por Deus.

III – JESUS QUER NOS MOSTRAR QUE PRECISAMOS COLOCAR OS NOSSOS OLHOS NELE E NÃO NAS CIRCUNSTÂNCIAS:

(Marcos 8:23) - E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e, cuspindo-lhe nos olhos, e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma coisa.

(Marcos 8:24) - E, levantando ele os olhos, disse: Vejo os homens; pois os vejo como árvores que andam.

(Marcos 8:25) - Depois disto, tornou a pôr-lhe as mãos sobre os olhos, e fez olhar para cima: e ele ficou restaurado, e viu cada homem claramente.

- Olhar para cima = Olhar para Deus, para as coisas excelentes, para as grandezas do Senhor.

- As coisas estão diante de nós, e, não conseguimos aceitar e crer.

- Jesus tinha curado outro cego em João 9, mas muitos não conseguiram ver esta grandeza.

(João 9:16) - Então alguns dos fariseus diziam: Este homem não é de Deus, pois não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tais sinais? E havia dissensão entre eles.

- Essa era a condição dos discípulos de Jesus. Eles estavam tal como o cego, vendo “embaçado” as manifestações de poder do mestre.

- Muitas vezes estamos vendo as coisas de Deus embaçadas, embaralhadas.

- Jesus quer nos mostrar que precisamos“ focar” N’ele, no que Ele representa, para vermos com clareza todas as coisas!!!!

AUTOR: Pr. Maucir Lehn







========================
=======================
======================
=====================
=====================
======================
=======================
========================



É um dos nossos,
ou dos nossos inimigos?

1 - “Ditas estas coisas, angustiou-se Jesus em espírito e afirmou: Em verdade, em verdade vos digo que um dentre vós me trairá. Então, os discípulos olharam uns para os outros, sem saber a quem ele se referia. Ora, ali estava conchegado a Jesus um dos seus discípulos, aquele a quem ele amava; a esse fez Simão Pedro sinal, dizendo-lhe: Pergunta a quem ele se refere. Então, aquele discípulo, reclinando-se sobre o peito de Jesus, perguntou-lhe: Senhor, quem é? Respondeu Jesus: É aquele a quem eu der o pedaço de pão molhado. Tomou, pois, um pedaço de pão e, tendo-o molhado, deu-o a Judas, filho de Simão Iscariotes. E, após o bocado, imediatamente, entrou nele Satanás. Então, disse Jesus: O que pretendes fazer, faze-o depressa. Nenhum, porém, dos que estavam à mesa percebeu a que fim lhe dissera isto. Pois, como Judas era quem trazia a bolsa, pensaram alguns que Jesus lhe dissera: Compra o que precisamos para a festa ou lhe ordenara que desse alguma coisa aos pobres. Ele, tendo recebido o bocado, saiu logo. E era noite.” (João 13:21-30)




A. A palavra de Deus nos alerta sobre o aparecimento e aumento do número de falsos cristos, falsos profetas e falsos irmãos também.

B. Jesus revela que havia entre eles um falso discípulo e esta revelação acabou com a ilusão de um “conto de fadas”:

C. Em poucos minutos Jesus seria preso, espancado, condenado, crucificado e estaria morto em menos de 24 horas! E ninguém havia percebido o perigo.

D. Sabe-se que satanistas treinam e enviam adeptos para se infiltrar nas igrejas e causar contendas. Nem sempre um falso crente é satanista, mas de qualquer forma é alguém que se deixa influenciar por satanás, tal como Judas. No entanto, todas as características relatadas a seguir também ajudam a desmascarar satanistas espiões em nosso meio.

2. - CARACTERÍSTICAS ENCONTRADAS NOS FALSOS IRMÃOS:

I – É ALGUÉM QUE, HUMANAMENTE, NINGUÉM SUSPEITARIA.

(João 13:27) - E, após o bocado, entrou nele Satanás. Disse, pois, Jesus: O que fazes, faze-o depressa.

(João 13:28) - E nenhum dos que estavam assentados à mesa compreendeu a que propósito lhe dissera isto.

(João 13:29) - Porque, como Judas tinha a bolsa, pensavam alguns que Jesus lhe tinha dito: Compra o que nos é necessário para a festa; ou que desse alguma coisa aos pobres.

Até que Judas traísse Jesus não havia nada de suspeito nele, pelo contrário:

a. - Ele era o tesoureiro (v. 29a)

b. - Ele era encarregado das compras e do trabalho social (v. 29b)

II – É ALGUÉM QUE FINGE TER INTIMIDADE COM JESUS, MAS NO ÍNTIMO, É OPORTUNISTA.

(João 13:26) - Jesus respondeu: É aquele a quem eu der o bocado molhado. E, molhando o bocado, o deu a Judas Iscariotes, filho de Simão.

(Mateus 26:24-25) - Em verdade o Filho do homem vai, como acerca dele está escrito, mas ai daquele homem por quem o Filho do homem é traído! Bom seria para esse homem se não houvera nascido. E, respondendo Judas, o que o traía, disse: Porventura sou eu, Rabi? Ele disse: Tu o disseste.

a. Judas Iscariotes já tinha elaborado um plano contra Jesus. Colocar em prática era apenas uma questão de tempo.

(Marcos 14:10-11) - E Judas Iscariotes, um dos doze, foi ter com os principais dos sacerdotes para lho entregar. E eles, ouvindo-o, alegraram-se, e prometeram dar-lhe dinheiro; e buscava como o entregaria em ocasião oportuna.

b. Muitos são assim nas igrejas. Maquinam coisas malignas e quando tem a oportunidade, se revelam.

c. Judas esteve com Jesus por um período de três anos. Coincidência ou não, este é o tempo que um satanista precisa para dividir uma igreja

d. São pessoas que se aproximam dos pastores, líderes..., com o beijo da morte. Eles querem passar para a multidão que também tem intimidade com Jesus.

(Lucas 22:47) - E, estando ele ainda a falar, surgiu uma multidão; e um dos doze, que se chamava Judas, ia adiante dela, e chegou-se a Jesus para o beijar.

III - É ALGUÉM QUE SEMEIA DESCONFIANÇA ENTRE OS IRMÃOS.

Veja o episódio de Maria ungindo Jesus com perfume caríssimo:

(João 12:4-6) - Então, um dos seus discípulos, Judas Iscariotes, filho de Simão, o que havia de traí-lo, disse: Por que não se vendeu este ungüento por trezentos dinheiros e não se deu aos pobres? Ora, ele disse isto, não pelo cuidado que tivesse dos pobres, mas porque era ladrão e tinha a bolsa, e tirava o que ali se lançava.

a. Com esta atitude, Judas estava semeando uma desconfiança entre os discípulos acerca daquela atitude que Jesus estava apoiando.

b. No evangelho de Marcos alguns discípulos tem o mesmo pensamento e atitude:

(Marcos 14:4) - E alguns houve que em si mesmos se indignaram, e disseram: Para que se fez este desperdício de ungüento?

IV – QUANDO A SITUAÇÃO FICA DIFÍCEL, ELE É O PRIMEIRO A DAR AS COSTAS E IR EMBORA.

A. (João 13:30-31) - E, tendo Judas tomado o bocado, saiu logo. E era já noite. Tendo ele, pois, saído, disse Jesus: Agora é glorificado o Filho do homem, e Deus é glorificado nele.

B. Porque ele age assim?:

1. Porque este é o seu objetivo: deixar o pastor isolado, sem apoio, sem ninguém.

2. Para que a igreja chegue na seguinte conclusão: “se fulano, que era de confiança do pastor, se afastou dele, então o pastor deve estar mesmo errado'

3. Conclusão:

A. Marque e obedeça a orientação do apóstolo Paulo: “Rogo-vos, irmãos, que noteis bem aqueles que provocam divisões e escândalos, em desacordo com a doutrina que aprendestes; afastai-vos deles, porque esses tais não servem a Cristo, nosso Senhor, e sim a seu próprio ventre; e, com suaves palavras e lisonjas, enganam o coração dos incautos.” (Rom 16:17-18)

B. “Mas, agora, vos escrevo que não vos associeis (relacioneis) com alguém que, dizendo-se irmão, for impuro, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal, nem ainda comais.” (I Coríntios 5:11)

C. MAS, ASSIM COMO JUDAS ISCARIOTES NÃO CONSEGUIU DERROTAR JESUS, QUE RESSUSCITOU E VIVE ETERNAMENTE; NENHUM FALSO IRMÃO IRÁ CONSEGUIR DERROTAR OU DESTRUIR A IGREJA DO SENHOR JESUS! ALELUIA!!!


AUTOR: Pr. Maucir Lehn





++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++++