sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Eliseu: Milagres 
ontem e hoje 

Texto: II Reis 2:12-25 
"Pois assim diz o Senhor: Comerão e ainda sobrará. Então ele o pôs diante deles, e comeram, e ainda sobrou, conforme a palavra do Senhor", II Reis 4: 43, 44. 

INTRODUÇÃO 

- Eliseu foi ungido por Elias para exercer o ofício profético como seu sucessor, I Rs. 19:16. 

- Homem de importância na história de Israel, seu ministério foi marcado por grandes milagres. 

- O estudo da vida de Eliseu é um desafio a fazermos a obra de Deus com poder e autoridade, vendo os milagres acontecerem. 

- Deus não mudou, Hb. 13: 8. 

- O estudo desta ocasião nos dá uma rica oportunidade para refletirmos acerca da necessida­de de uma vida mais consagrada ao Senhor. 

I – A DIVERSIFICAÇÃO DOS MILAGRES 

- Houve diferentes períodos na história bíblica com maior incidência de milagres. Um deles foi o de Moisés. 

- Séculos mais tarde, muitos sinais ocorreram à época dos profetas Elias e de Eliseu. Finalmente, ao tempo do Novo Testamento, houve, de novo, muitas maravilhas operadas pelo próprio Jesus e pelos apóstolos. 

- O objetivo dos milagres era sempre o de autenticar a mensagem que estava sendo pregada. 

- A operação de milagres ao tempo do Novo Testamento é um dos dons que podem ser concedidos pelo Espírito Santo ao crente, I Co. 12: 8-10. 

- Neste texto, Paulo faz referencia a diversos dons. Entre eles é citado dons de curar, e dons para operação de milagres. 

- É importante lembrar que há uma soberania de Deus em conceder estes dons como particularmente Ele quer a cada um de nós (v.11).

-  Além disso, os dons são distribuídos de modo que cada crente possui dons individualmente diferentes de outro irmão em Cristo. 

- No Antigo Testamento, a operação de milagres e de sinais eram manifestações poderosas do poder de Deus para oferecer livramentos ou convencer gerações incrédulas. É o que ocorreu com Eliseu. 

Os milagres através dele realizados podem ser assim classificados: 

a) Milagres de multiplicação. 

- Esse tipo de milagre acontece quando do nada ou do pouco Deus faz aparecer o muito. 

- A viúva que precisava pagar sua dívida experimentou esta bênção, 4: 1-7. 

- Ver também II Rs 4: 42-44; Mt 14: 13-21; 

b) Milagres de solução. 

- Quando tudo parece estar perdido ou não haver mais saída, Deus se manifesta trazendo uma alternativa para se sair do problema. 

- Veja o relato de II Rs 4: 38-41. 

- Jesus trouxe solução à casa de Jairo, Mc. 5: 40-43; 

c) Milagres de restauração. 

- Nada é impossível para Deus, Lc 1: 37. Ele tem poder para restaurar a saúde, o casamento que está ameaçado pela separação, as finanças, etc. 

- Naamã teve sua saúde restaurada por Deus, II Rs. 5: 14. 

II – O PROPÓSITO DOS MILAGRES 

- Cada milagre que a Bíblia registra teve uma finalidade importante. 

Vejamos: 

a) Manifestação da glória de Deus. 

- O texto de Jo. 9 relata a cura de um cego de nascença. Quando os discípulos perguntaram a Jesus quem havia pecado para que aquele homem nascesse cego, o Senhor respondeu que isso ocor­rera "para que nele se manifestassem as obras de Deus", v. 3. 

- Assim, também, os milagres realizados através de Eliseu revelavam o glória de Deus; 

b) Oportunidade de salvação. 

- Os milagres falam da existência de um Deus Todo-poderoso, que não está preso às leis naturais. Somente depois de sua restauração, Naamã reconheceu que o Deus de Israel era verdadeiramente Deus, II Rs 5: 15. 

- O milagre é um meio que Deus usa para levar a pessoa a quebrantar-se e a aceitar a salvação; 

c) Paz em meio ao desespero. 

- A narrativa de II Rs 6:1-7 fala do desespero de um jovem, quando percebe que o machado que havia emprestado caíra no rio. 

- Eliseu restau­rou-lhe o objeto, trazendo segurança ao seu coração. 

- Somen­te Deus pode proporcionar tranqüilidade, paz e alegria ao coração aflito. 

III – A ATUALIDADE DOS MILAGRES 

- Os sinais fazem parte da promessa de Jesus aos que crêem em seu nome, Mc 16: 17-20. Estão à disposição da Igreja. 

- A mensagem da atualidade dos milagres está funda­mentada na imutabilidade de Deus, Hb 6: 18; 7: 24; 13: 8. 

a) Jesus opera milagres hoje. 

- Mais do que nunca, a igreja precisa santificar-se e buscar ao Senhor para que seus dias sejam marcados pelos milagres de Deus. 

- Cristo operava milagres, movido pela compaixão, Mt 9: 36. Ele, portanto, atende aos necessitados hoje, porque é o mesmo. No entanto precisamos atentar para o perigo de buscarmos a Deus por causa dos milagres e não por aquilo que Ele é. 

- O próprio exortou uma grande multidão que o procurava por causa dos sinais. 

- Em João 6:27, Ele declara para estes: “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará; porque Deus, o Pai, o confirmou com o seu selo.” 

b) Milagres e autoridade. 

- Temos muitos exemplos de homens que exerceram a fé no nome de Jesus com autoridade. 

- Pedro e João, em nome de Jesus, mandaram que o coxo se levantasse e andasse, e imediatamente o milagre aconteceu, At 3: 4-6. 

- Como crentes precisamos confiar no poder que há no nome de Jesus. Ele declarou: “ 17 Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas; 18 pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados.” (Marcos 16:17-18 RA) 

c) Os sinais não são um fim em si mesmos.

-  São o instrumento para promover a fé e a salvação de vidas. 

- A pregação não deve ser centrada na realização de milagres, como um apelo sensacionalista. 

- Os milagres acontecem em circunstâncias especiais, e são sempre usados por Deus para trazer vidas a Cristo e exaltar o nome do Senhor, não o de lideres carismáticos. 

- Acontece que, hoje muitos estão sendo tentados a glorificar pessoas em vez de Deus. 

- Ao encontrar marta e Maria que vivenciavam o luto da morte de Lázaro, Jesus declara: “Se creres verás a glória de Deus”. Observe que o milagre realizado por Cristo, exalta ao próprio Deus, destacando que toda glória é unicamente sua. 

Na próxima semana, prosseguiremos em nossos estudos. Veremos o tema: Jó, Perseverança nas tribulações”. Não perca. 


AUTOR: Pr. Josias Moura



++++++++++++++++
++++++++++++++
++++++++++++
++++++++++
++++++++


Nenhum comentário:

Postar um comentário