segunda-feira, 11 de junho de 2012

A CONDUTA
CRISTÃ IDEAL

– ROMANOS 12:1-15:13

A DEDICAÇÃO VERDADEIRA, BASE DE TODA A AÇÃO MORAL – ROMANOS 12:1-2
A CONSAGRAÇÃO PARA DEUS

INTRODUÇÃO

- Segundo os grandes dicionários da língua portuguesa a palavra racional, procede da palavra razão, esto é, a defesa de uma determinada coisa ou causa.

EXPLICAÇÃO

- É bem provável que nenhum outro versículo bíblico tenha sido mais freqüentemente utilizado, na igreja cristã, no que tange às questões de santidade e de dedicação pes-soal, do que este, usualmente em vinculação com o versículo seguinte.

- O trecho de Romanos 12:1-2, é como o de João 3.16 – da Ética Cristã.

- Neste texto, Paulo usa o vocábulo rogo na intenção de levarmos a serio a questão da doutrina cristã, vinculada a conduta cristã diária.

- O vocábulo usado em sua forma normal significa, encorajar, exortar, pleitear insistentemente, o que tem sentido de fazer um apelo serio e ardoroso.

- O texto de Romanos 12.1-2 pode ser considerado o texto áureo do tema da consagração, pois nele encontramos os contornos deste ato de dedicação a Deus.

- A consagração é obra do Espírito Santo na vida da pessoa, enquanto que a submissão é o elemento humano no processo de doação a Deus.

Portanto devemos ter A CONSAGRAÇÃO PARA DEUS

1 – O SACRIFÍCIO VIVO É OPOSTO AO SACRIFÍCIO ABATIDO.

- É evidente que, nas paginas do A.T., os sacrifícios de todas as espécies, e, so-bretudo as ofertas queimadas, que mui provavelmente estão em foco neste versículo, eram para ser totalmente entregues, com o propósito de adorar e servir a Deus.

- Nesses sacrifícios, havia um período de preparação para os animais que seriam sacrifica-dos. Tinham de ser de certa idade, de elevada qualidade física, tendo de passar por certos preparativos preliminares.

Como pode o corpo tornar-se um sacrifício?
- que os olhos não contemplem o mal; e isso importa em sacrifício - que a língua não profira nenhuma vileza; e isso será uma oferta - que as mãos não operem o que é pecaminoso; e isso eqüivale um holocaus-to.

- Mais do que isso, ainda, tudo isso ainda não é o bastante, pois, acima disso, devemo-nos esforçar ativamente a favor do bem; as mãos dando esmolas, a boca bendizendo aqueles de nos amaldiçoam, e os ouvidos sempre prontos a dar atenção a Deus. Pois o crente presta um serviço a Deus, e esse servi-ço:

2 – DEVE SER ATRAVES DE UMA VIDA CONSAGRADA.

- A vida santa consiste em morrer diariamente, dizia Sócrates.

Mas como devemos ter uma vida consagrada e uma ética diante de Deus?

- Primeiramente, enfatizamos o nosso lado espiritual, negando os apetites do corpo.

- Em segundo lugar, devemos ser como homens que estão prestes a morrer, por estarem as nossas mentes voltadas totalmente para os valores mais elevados, mediante os quais também nós vivemos, não nos deixando guiar pelos valores da carne.

- Para que tenhamos a consagração a Deus, também devemos:

3 – RENOVAR AS NOSSAS MENTES.

- Essa renovação da mente é de caráter espiritual, assumindo o aspecto de re-forma, em que as faculdades mentais e espirituais são afetadas para melhor.

- Isso é mais do que do que a renovação intelectual, porquanto também deve ser ação da própria alma ou espirito, a verdadeira essência intelectual do ser humano.

São elementos dessa renovação:

– Quanto ao arrependimento o homem é libertado do domínio do pecado, passando a Ter uma nova concepção da vida e seu significado.

– Na santificação o homem não somente se vai despindo do domínio do peca-do, mas também vai adquirindo virtudes espirituais positivas de Deus.

– Essa ação renovadora, naturalmente, é realização do Espirito Santo, pois é algo divino, e não uma operação humana.

Essa renovação é fomentada pelo emprego dos meios de desenvolvimento espirituais:

– O estudo da bíblia
– A dedicação da mente às questões espirituais
– A oração, que é a comunhão direta com Deus
– A meditação, que é quando Deus fala intuitivamente com os homens
– A santificação, sem santidade haver desenvolvimento cristão
– A prática da lei do amor, ele é pratica do novo nascimento
– O uso dos dons espirituais, pois tende a nos conduzir na direção de nossa perfeição.

CONCLUSÃO

- Somente desse modo, através da renovação do intimo, segundo foi esclarecido acima, é que podemos realmente experimentar a vontade de Deus na presente existência.

- Mediante a renovação do ser espiritual inteiro do homem, podemos provar e por a teste a boa, aceitável e perfeita vontade de Deus.

E para a consagração de nossas vidas a Deus devemos ser: um sacrifício vivo, devemos Ter uma vida consagrada e por ultimo devemos renovar as nossas mentes.

AUTOR: José Amaro da Costa é Pastor na Igreja Metodista em Comendador Soares.

=======
======
=====
====
===
==
=

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.