quinta-feira, 19 de abril de 2012

+

++

+++

++++

++++++

++++++++

+++++++++

++++++++++


Ideias Errôneas
sobre Santificação

Texto:

“O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Ts 5.23).

Introdução:

Tentar conseguir favores e graças divinos pelo esforço próprio é uma tendência humana antiga, apesar do ensino bíblico de que isto é impossível.

O que as pessoas têm tentado?

1. Erradicação.

a. Sabemos, à luz da Palavra de Deus (Rm 6.6-11; Gl 2.19, 20; Jo 12.32; 2 Co 5.14 e outros textos similares), que o nosso velho homem morreu com Cristo.

b. Todavia, a nossa experiência como cristãos, ainda que haja aqueles que não pensam assim, nos ensina, bem como a Palavra de Deus, que o pecado nos assedia (Mt 26.41; 1 Jo 5.18; Rm 7.15-24). Estas e outras passagens mostram a luta, o conflito que se trava na vida do crente. Veja também 1 Jo 1.8.

“Se a erradicação da natureza pecaminosa se consumasse, não haveria a morte física, pois esta é o resultado dessa natureza” (Lewis Sperry chafer; Rm 5.12-21).

- Os que houvessem experimentado essa extirpação necessariamente gerariam filhos sem a natureza pecaminosa.

c. Mesmo que fosse realidade essa extirpação, ainda haveria o conflito com o mundo, a carne e o diabo, pois a extirpação desses males é obviamente anti-bíblico e não está incluída na própria teoria;

d. Não é nosso propósito polemizar, muito menos incentivar alguém ao pecado. Cremos na eficácia da morte de Jesus na cruz para nossa justificação e santificação, o que nos leva a ficarmos com uma vida santa, no entanto cremos que ainda estamos sendo santificados, o processo ainda não terminou.

2. Legalismo.

a. Consiste na observância de regras e regulamentos. Isto nos lembra os Gálatas, de quem Paulo diz que estavam rindo da graça (Gl 5.4). Paulo os chamou de insensatos (3.1); ele chegou a afirmar que estavam passando da graça de Cristo para outro evangelho (1.6).

b. Em Rm 6, Paulo esclarece que a lei não santifica.

“Se o ser humano quiser ser salvo do pecado, terá de ser por um poder à parte de si mesmo. A pessoa que percebe não estar à altura do ideal divino, não pode elevar-se em um esforço por alcançá-lo. Sobre ela deve operar uma força à parte dela mesma; essa força é o poder do Espírito Santo”.

c. Infelizmente há muitos que ensinam que a santificação é o resultado no nosso legalismo.

- Hoje há muitos que pregam regras humanas, hábitos e costumes como meios para santificação. Assim eram os fariseus nos dias de Jesus; que Deus nos livre desse espírito de religiosidade e legalismo.

3. Ascetismo.

a. “É a tentativa de subjugar a carne e alcançar a santificação por meio de privações e sofrimentos, é o método que seguem alguns católicos e hindus”.

b. Isto parece estar baseado na antiga crença pagã de que toda a matéria, incluindo o corpo, é má. O corpo, por conseguinte, é uma trava ao espírito, e, quanto mais for castigado e subjugado, mais depressa se libertará o espírito.

c. Isto é contrario ao ensino das Escrituras, que afirmam que Deus criou tudo muito bom. O que deve ser subjugado são os impulsos pecaminosos da alma, e não o corpo.

d. Ascetismos é uma tentativa de matar o “eu”, mas o “eu” não pode vencer o “eu”. Essa é a obra do Espírito Santo.

e. Há dois termos aqui para serem lembrados: mutilar e mortificar. Não queremos mutilar o corpo, mas mortificá-lo. O que fazer então com o corpo? (Rm 6.19; 12.1; 1 Co 3.16). Nosso corpo pode e deve ser para a glória de Deus. Tudo para ele (Sl 103.1)

Conclusão:

A santificação acontece somente pela graça de Deus operando eficazmente em nós, pelo poder do Espírito Santo, e por nos colocarmos nas mãos de Cristo a cada dia.



AUTOR: Messias Anacleto Rosa





+
+++
+++++
++++++++
++++++++++++
++++++++++++++++
++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++


=====================
=====================
=====================


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.