terça-feira, 27 de março de 2012



Lições da Caverna




- Davi estava em uma caverna, possivelmente na caverna de Adulão (1Sm. 22:1). Ungido para ser rei de Israel, no entanto agora ele está em um período muito difícil de sua vida. Ele está fugindo e se escondendo de Saul. São dias difíceis pelos quais passava.

- Às vezes nós mesmos nos encontramos assim, em uma caverna existencial.


- A caverna é aquele momento que Davi chama de tribulação (v.2), esmorecimento do espírito, desânimo, medo (v.3), de solidão (v.4), de impotência diante das pessoas e das circunstâncias (v.5,6), de um sentimento de prisão, de cadeias (v.7).

- No dia a dia de cada um de nós a caverna de Adulão é um tempo quando nos sentimos desanimados, frustrados, depressivos, solitários, cheios de dúvidas, de medo.


- Na caverna nos sentimos sem esperança, desmotivados, cansados, sem capacidade para mudar as circunstâncias.

- Mas na caverna há lições preciosas. A caverna tem suas singularidades, suas preciosidades, seus ensinamentos. O melhor de nós foi formado em um tempo de sofrimento, de adversidade, de luta espiritual. A nossa melhor versão foi feita no quarto secreto, no recôndito.

Que lições aprendemos com Davi?
O que o tempo na caverna, no quarto secreto nos ensina?

I – A ORAR COM MAIS INTENSIDADE

- A oração deixa de ser somente “silenciosa” e “discreta”. Davi ergue a voz (v.1). Ele “clama”.

- O clamor é a oração de quem não tem outra saída diante da circunstância. É diferente de pedir ou buscar. Ele diz: Atende ao meu clamor(v.7)

- Paulo nos ensina a prática da súplica como antídoto contra a ansiedade (Fl 4:6).

- Ele se humilha, se derrama (v.2) diante de Deus. Dá uma idéia de humildade extrema, de rendição intensa.

- Oramos melhor quando sofremos mais. O sofrimento nos convoca à oração mais intensa, mais pura, mais verdadeira, mais veemente.

- “Bons homens geralmente são grandes sofredores” W. Plumer.

- O próprio Senhor Jesus orou com mais intensidade quando sofria no Getsêmani. O texto de Lucas 22:44 diz assim: E, estando em agonia, orava mais intensamente.

- Em tempos de “caverna” devemos orar mais, orar muito e suplicar as misericórdias de Deus.

II – A VER A DEUS COM MAIS CONFIANÇA

- Davi se sente muito sozinho(v.4). Em 1 Samuel 22 lemos que algumas pessoas se agregaram a ele posteriormente mas quando o salmo é escrito ele está só. Ele não tem o amparo humano (v.4).

- Parece que é neste momento que Deus mais age, quando o recurso humano é falho, quando o conforto humano não nos é suficiente.

- Davi ora e confia pois a oração é posse por antecipação (v.5). Às vezes podemos a confiar em pessoas, em médicos, em bancos, em amigos, m nossos pais, mas existem circunstancias em que os mais achegados, os mais íntimos, não nos podem ajudar
Aqui Davi está sozinho e é aqui, na caverna que ele entende que o seu único bem, o seu bem verdadeiro, o seu quinhão na terra dos viventes é Deus (v.5).

- Aqui ele entende que Deus é o maior tesouro que uma pessoa pode achar. Ele confia no Senhor e isto o consola. Nos seus salmos ele demonstra como esta confiança era real (Sl 56:4; 71:4).

- A comunhão mais deliciosa com Deus acontece quando nos abstraímos do conforto e socorro humano. O tempo do refúgio secreto fez bem a Davi e faz bem a nós também. Ele se sentia muito confortável se ouvisse o Senhor Jesus convidando os cansados para irem a Ele:

- Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma; Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve. (Mt. 11:28-30).

III – A LOUVAR COM MAIS GRATIDÃO (V. 7)

- O salmista quer sair da caverna, quer se livrar do “cárcere”, mas ele não busca apenas o seu bem estar. Ele quer que o bem que Deus fará a ele atraia os justos para Deus. Ele quer louvar a Deus com os justos. Ele quer compartilhar os feitos do Senhor. Aliás, Davi sempre se preocupou em testemunhar após a intervenção de Deus.

- No salmo 51 ele entende que o perdão de seus pecados e sua restauração, atrairão os pecadores a Deus (Sl. 51:13).

- No salmo 40, verso 3, ele diz que quando o Senhor o livrasse do lamaçal, muitos veriam temeriam e confiariam no Senhor, o que resultou em um hino de louvor ao Senhor.

- Paulo nos orienta a louvar ao Senhor mesmo em período de ansiedade, quando diz que no meio da súplica deveria haver ações de graças (Fl. 4:6).

- Talvez a lição mais preciosa deste salmo seja a de que devemos permitir que o Senhor intervenha em nossa vida, nos visite na caverna existencial, para que os que estão ao nosso redor vejam, temam, confiem e louvem ao Senhor. Quando o Senhor nos faz bem os que estão conosco o louvam. Os que nos conhecem vêem a ação de Deus em nós e aprendem a confiar mais no Senhor.

- No Salmo 126 o salmista fala das grandes coisas que o Senhor fez pelo seu povo e isto era uma testemunho para as nações (v.2).

- Em nossos momentos difíceis somos tentados a pecar contra Deus, a lastimar, a reclamar, a murmurar, mas não nos esqueçamos que nestes tempos podemos, além de suplicar, agradecer ao Senhor por tudo( 1 Ts 5:18), e testemunhar aos outros o seu cuidado.

CONCLUSÃO

- Davi teve uma experiência maravilhosa com Deus naqueles dias. Deus o honrou tanto que dali ele saiu para reinar e o que ele aprendeu ali ninguém podia retirar dele. Foram experiências maravilhosas com Deus.

- Que Deus nos visite hoje mesmo, no lugar onde estamos na condição em que nos encontramos. Que oremos com mais intensidade, que vejamos a Deus com mais confiança, que louvemos com mais gratidão.

- Que nos tempos que precisarmos estar recolhidos, circunscritos, abnegados, nos apeguemos mais ao Senhor. Ele é o Deus dos vales da sombra da morte, assim como é a Deus cujas misericórdias se renovam a cada manhã.

- Que em tempos de sofrimento, de dor, de chateações, de angustia, de ansiedade, conheçamos mais ao Senhor, supliquemos com mais força, louvemos com mais intensidade e testemunhemos com mais zelo.



AUTOR: Pr. Luiz César Nunes de Araújo





++++++++++ ++++++++++++++
+++++++++ +++++++++++
++++++++ ++++++++++
+++++++ ++++++++

++++ ++++
+++++ +++++
++++++ ++++++
+++++++ +++++++

++++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++
++++++++++++++++++
+++++++++++++++++

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.