terça-feira, 31 de janeiro de 2012



Aprendendo com a

Vida de Rebeca




Texto: Gn 24.15,16


Introdução

- Você já aprendeu grandes lições apenas observando a vida de outras pessoas?




- Já teve a oportunidade de ver exemplos a serem imitados e exemplos a serem evitados a partir da observação da vida de outras pessoas?

- Dar o pano de fundo histórico do que está narrado em Gn 24.1-15: o pedido de Abraão a Eliezer para que ele buscasse esposa para seu filho Isaque, e a oração que Eliezer fez ao Senhor quando chegou à cidade dos parentes de Abraão.

Proposição

- Ao olharmos para a vida de qualquer pessoa, podemos tirar grandes lições para as nossas vidas, tanto positivas quanto negativas.

- O texto bíblico nos mostra algumas lições que podemos aprender a partir da vida de Rebeca, esposa de Isaque, mãe de Esaú e Jacó.

I.) Conserve-se puro(a) para o seu futuro cônjuge – Gn 24.16

- Rebeca se conservou pura para o seu futuro esposo.

- Essa é a vontade de Deus para os jovens. O mundo dirá o contrário, mas obedecer à vontade de Deus poupará os jovens de muitos sofrimentos!

- Você que ainda não é casado(a), tem se conservado puro(a) para o seu futuro cônjuge?


II.) Tenha um coração disposto a servir – Gn 24.17-20

- Rebeca tinha um coração disposto a servir. Ela serviu a Eliezer (servo de Abraão), dando água a ele e também aos seus camelos. Ela serviu sem interesses, pois até aquele momento não conhecia o homem, nem imaginava que vantagens ele poderia lhe oferecer.

- Devemos ter um coração disposto a servir sem interesses. Todavia, quando temos esta atitude de servo, sem segundas intenções, Deus sempre nos recompensa. Se não imediatamente, certamente nos recompensará a seu tempo. No caso de Rebeca, a sua disposição em servir, não só lhe trouxe preciosas jóias como presente, como lhe trouxe a oportunidade para um ótimo casamento! – Gn 24.22,33-38,49-51,67; Ver também Gl 6.9.

- Ao deixarmos de servir alguém, podemos estar perdendo uma ótima oportunidade, uma ótima porta que Deus poderia estar nos abrindo!

- Ao servir o copeiro e o padeiro do Faraó no cárcere, José estava abrindo as portas de sua libertação da prisão e pavimentando o caminho para o seu posto de governador o Egito!

- Você tem um coração disposto a servir? Ou você só quer ser servido? Você tem aproveitado as oportunidades que Deus tem te dado de servir a outras pessoas?

- Lembremo-nos do exemplo de Jesus que disse que veio para servir e não para ser servido (Mt 20.28). Como seus discípulos devemos imitá-lo!

III.) Tenha ousadia e coragem para aproveitar uma grande oportunidade – Gn 24.58

- Resumo da história: Eleazar fica sabendo que Rebeca é da parentela de Abraão; Eleazar se apresenta à família de Rebeca e diz o motivo de sua vinda; A família de Rebeca se mostra favorável ao casamento de Rebeca com Isaque e pergunta a Rebeca se ela estava disposta a ir com Eleazar para se casar com Isaque.

- Que era uma grande oportunidade para Rebeca não restava dúvidas, a questão era: Rebeca teria coragem de aproveitar esta grande oportunidade?

- Imaginar a grande mudança que aquela oportunidade representava para Rebeca: mudança geográfica, para uma terra distante que ela não conhecia, com costumes e pessoas que ela não conhecia. Tudo isso em uma época em que não existiam os meios de comunicação que existem hoje, nem os meios de transporte que existem hoje! De fato seria uma grande mudança!

- Para aproveitarmos grandes oportunidades é necessária uma boa dose de ousadia, pois grandes oportunidades trazem consigo grandes mudanças.

- A maioria das pessoas não está disposta a enfrentar grandes mudanças. Geralmente somos avessos a grandes mudanças. Preferimos manter as coisas como estão!

- Você tem ousadia e coragem para aproveitar uma grande oportunidade? Tem coragem para enfrentar grandes mudanças?

IV.) Descubra o poder da perseverança na oração – Gn 25.20,21,26b

- Rebeca era estéril e Isaque passou a orar para que ela engravidasse. Rebeca também deve ter orado. Eles oraram durante 20 anos!

- Rebeca e seu marido perseveraram em oração e obtiveram a resposta do Senhor!

- Jesus ensinou sobre a perseverança (importunação) na oração – Lc 11.5-13; 18.1-8.

- Você tem perseverado em oração naquilo que tem buscado do Senhor?

V.) Aprenda a buscar ao Senhor em momentos de agonia – Gn 25.22,23

- Ao engravidar de gêmeos, Rebeca aparentemente ficou tão angustiada pelo fato de os filhos brigarem no seu ventre que chegou a se desesperar da própria vida. Esta situação a levou a buscar, consultar ao Senhor.

- O Senhor lhe respondeu – v. 23

- Quando buscamos ao Senhor de todo o coração, Ele sempre nos responde (Jr 29.13).

- Ele só não responde quando não o buscamos de todo o coração ou quando o buscamos com interesses egoístas e mesquinhos.

- Existem pessoas que nos momentos de maior agonia, ao invés de se aproximarem mais de Deus, terminam se afastando (deixam de orar, de buscar ao Senhor, de participar dos cultos, etc).


- Nos momentos de agonia, angustia, você tem buscado ao Senhor ou tem se afastado dEle?

VI.) Jamais influencie negativamente a ninguém, muito menos um membro de sua família – Gn 27.5-17

- Rebeca influenciou negativamente a seu filho Jacó. Ela ouve a conversa de Isaque com Esaú e incentiva Jacó a se passar por Esaú para obter fraudulentamente a benção de seu irmão.

- Esta atitude específica de Rebeca em relação a seu filho Jacó trouxe tristes conseqüências:

- (1) Sobre a vida de Jacó – Da mesma maneira que Jacó enganou a seu pai foi enganado por seu sogro e por seus filhos (Gn 29.15-30; 37.23-35).

- (2) Sobre toda a família – Certamente Isaque não ficou feliz com toda essa situação. E Esaú passou a odiar a seu irmão e planejava assassiná-lo – Gn 27.41

- (3) Sobre a vida da própria Rebeca – Teve de mandar Jacó embora para não correr o risco de Esaú matá-lo e assim ficou privada da companhia de seu filho Jacó (Gn 27. 42-45); Teve de suportar o péssimo ambiente criado em sua família, ambiente esse que fora resultado de suas próprias escolhas!

- Que tipo de influência você tem trazido para a vida de seus filhos, de sua esposa, de seu marido, de seus familiares? Uma má influência sobre nossos filhos traz resultados desastrosos para eles, sobre toda a família e sobre nós mesmos!



- Exemplo da influência de Susana Wesley sobre toda a sua família – ver livro “Heróis da Fé”, pág. 61-63.

Conclusão

- É bem menos doloroso aprendermos com as experiências dos outros do que com as nossas próprias experiências! Tiremos pois lições da vida de Rebeca e sua família para as nossa vidas e nossas famílias!

AUTOR: Pr. Ronaldo Guedes Beserra










==============



===============



=================



===================



====================



====================
IGREJA REAL
OU VIRTUAL?


- Estar consciente da missão da igreja, como organismo vivo que é, e de seu papel presente e atuante neste mundo e procurar cumpri-lo com fé e responsabilidade, é o imperativo bíblico para a vida do cristão.

- A Igreja foi instituída por Jesus.

- Ela nasceu forte e invencível. Não há dúvidas de que o diabo luta diuturnamente contra ela. No entanto, estamos certos de que Deus a fez vencedora (Rm 8: 37), e de que não podemos viver no mundo do imaginário (do virtual) com relação ao nosso compromisso para com Deus.

- Ninguém é capaz de imaginar o que os demônios andam tramando contra a Igreja do Senhor Jesus nos bastidores do inferno.

- Planos e mais planos frequentemente têm sido arquitetados contra ela, na tentativa de impedir o seu progresso (Is 54: 17). Nem por isso devemos ficar desencorajados, porque ela será sempre triunfante, pois foi o próprio Jesus quem declarou a sua vitória: “... e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”, Mt 16: 18.

- Por isso precisa exercer com autenticidade e autoridade a sua missão como corpo de Cristo (1Co 12: 12). Assim, diante desta verdade, em gratidão e louvores a Deus por mais um ano de existência da IPRB, como agência do reino dos céus na terra, gostaria de refletir, juntamente com todos os presbiterianos renovados, espalhados por este imenso país e exterior, sobre algumas marcas que a caracterizam como a verdadeira ou real Igreja do Senhor Jesus.

I. Igreja consciente

- A igreja deve ter consciência de sua missão na terra. Sua vocação é missionária. Por isso, não basta sentir-se satisfeita por constituir o povo de Deus nem se contentar em prestar culto de adoração a Ele em suas reuniões diárias. À semelhança da Igreja Primitiva, ela deve ser a igreja do povo e para o povo (At 2: 47). Sua tarefa é abrangente e desafiadora.

- Desta forma, podemos afirmar que a dimensão de sua missão é vertical e horizontal. O compromisso da igreja com Deus (vertical) redundará em compromisso com o ser humano (horizontal), em particular. Consciência de compromisso gera responsabilidade, e responsabilidade gera obediência a Deus. Portanto, responsabilidade com o próximo (o pecador) é a tônica do evangelho de Jesus.

- Diante desta realidade, a igreja não pode esquecer-se de que a cidade, que é a sua Jerusalém, é um desafio permanente para o povo de Deus, uma vez que o mundo tem-se tornado cada vez mais urbano e, como resultado desse processo, têm aumentado, a cada dia, a marginalização, a violência, o desemprego e os desafios em geral.

- É nessa geografia de miséria e de constante pecado que a igreja é chamada para exercer a Missio Dei (a Missão de Deus), com consciência política, social, espiritual e fraternal. Jesus nos salvou para sermos suas testemunhas: “...e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judeia e Samaria e até os confins da terra”, At 1: 8. Nisso reside a missão da igreja do Senhor.

II. Igreja presente

- Não há como vencer uma guerra sem se fazer presente. Para que haja vitória é necessário lutar, e para lutar é preciso estar presente na guerra. Por isso, a presença da igreja na terra pode ser marcada por sua ação como agente do reino de Deus. Ela está no mundo, mas não pode conformar-se com este século: “E não vos conformeis com este mundo...”, Rm 12: 2. A sua luta não é contra a carne e o sangue, mas contra o próprio inferno (Ef 6: 1).

- Em sua oração sacerdotal, Jesus disse: “Não peço que os tire (a igreja futura) do mundo, mas que os livres do mal”, Jo 17: 15. Percebe-se que a súplica do Mestre não foi para que o Pai tirasse os discípulos do mundo, mas para que eles permanecessem na terra com a proteção divina. Ou seja, Ele não estava falando de uma igreja fracassada, mas de uma instituição divina que deveria permanecer no mundo para fazer a diferença. Suas palavras não se atribuem a uma igreja imaginária ou virtual, mas a uma igreja viva, real e presente.

- Sendo assim, ocupar o seu verdadeiro lugar neste mundo, sendo presente e não se omitindo de seu papel junto à sociedade, deve ser sua constante tarefa. Seu compromisso com a estrutura político-religiosa do país, onde está inserida, é inevitável. É bom ressaltar que sua presença começa com seu envolvimento e participação nos projetos e decisões de sua cidade. Sua liderança e membros não podem enclausurar-se ou afastar-se do convívio social.

III. Igreja atuante

- Igreja atuante é o resultado de uma igreja consciente e presente. Jesus a comparou ao sal da terra e à luz do mundo (Mt 5: 13-14). Estas duas metáforas falam de sua forte influência (atuação) na terra. Dois dos valores do sal, por exemplo, são o de dar sabor e o poder de preservar da corrupção. Isto equivale a dizer que a igreja deve ser exemplo e, ao mesmo tempo, militar contra o mal e contra a corrupção que se alastra, a cada dia, na sociedade.

- Viver à margem daquilo que está acontecendo na sociedade não é atitude correta do povo de Deus.


- A sua missão deve ser integral. Não se limita apenas ao papel da evangelização dos pecadores. A igreja precisa ver o homem como um todo indivisível, porque a salvação é um processo completo, que visa alcançar ao homem total.

- Dizer que a igreja não tem nada a ver com a política social, com os marginalizados, com os pobres e necessitados não foi o que Cristo ensinou. Diz a Palavra que Ele andava de cidade em cidade, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus (Lc 8: 1).


- Seu ministério estava voltado para o homem: “O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para por em liberdade os oprimidos, e apregoar o ano aceitável do Senhor”, Lc 4: 18-19.

- Portanto, “nós nunca encontramos Jesus Cristo de dedo apontado contra os pobres e marginalizados, mas, pelo contrário, enfrentando exatamente aqueles que oprimiam o povo, quer pelo sistema religioso, quer pelo sistema econômico, ou sistema político de sua própria época”. Suas palavras resultavam em atitudes que davam amparo e socorro aos necessitados.

Conclusão

- Nesta oportunidade, conclamo a todos os pastores, lideranças e membros em geral a redobrarem o esforço e participação na obra do Senhor, fazendo da IPRB uma igreja ativa, participativa e cumpridora de sua missão na terra.
- Não sejamos uma instituição omissa, vítima do modismo ou do anonimato, mas tomemos posse destas verdades, para sermos o real de Deus neste mundo perdido.

.................

AUTOR: O Pr. Advanir Alves Ferreira é presidente da IPRB desde 2001.





+++++++++++++++
++++++++++++++
+++++++++++++
++++++++++++
+++++++++++
++++++++++
+++++++++
++++++++
+++++++
++++++
+++++
++++
+++
++
+

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012


OS HÁBITOS DE
UM CORAÇÃO AMOROSO

“Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca perece”. 1 Co 13.7-8 NVI

“O amor não conhece limites para a sua paciência, fim para sua confiança, nem enfraquecimento de sua esperança; ele é capaz de superar tudo. O amor jamais acaba”. (Phillips).


INTRODUÇÃO



- Tem momentos que você sente que é incapaz de amar? Você diz: “eu não tenho mais amor para dar”.
- Isso acontece com alguns profissionais: professores, vendedores, gerentes, enfermeiros, garçons.
- Se você atua numa área de contato constante com pessoas, então você sabe o que é chegar em casa à noite e dizer: “não consigo ver ninguém na minha frente! Não me sinto capaz de ajudar mais ninguém com seus problemas, dores ou reclamações. Eu não consigo!”.


- Como você pode amar durante um bom tempo sem que esse amor enfraqueça?
- Qual é a fonte desse tipo de amor? É claro que não é do meu próprio amor.
- Onde você consegue esse tipo de amor que sempre protege, sempre confia, sempre espera, sempre persevera?


- Num relacionamento de longa duração, para permitir um amor durável, você precisa reabastecer esse amor em sua vida. Mas as pessoas geralmente não sabem como reabastecer esse amor para se tornar duradouro.

- Nesta noite eu quero falar com você sobre três hábitos básicos que precisamos desenvolver – os hábitos de um coração amoroso.

Pelo fato de sermos uma combinação de físico, emocional e espiritual, precisamos trabalhar estas três áreas em nossa vida. Elas influenciam a nossa habilidade de amar as pessoas.

I. DESENVOLVA HÁBITOS QUE LHE REVIGOREM FISICAMENTE

- A maioria das pessoas não entende que suas condições físicas possuem um impacto muito forte nas relações e na habilidade de amar. É difícil amar quando você está cansado. Faz muita diferença.


- Para ouvir pessoas e dar prioridade às suas necessidades você consome energia física. Você já esteve numa situação em que precisa dar atenção aos seus filhos, mas estava morto de cansado? Você não consegue ouvir porque ouvir consome muita energia física.

- O que acontece em seus relacionamentos quando você está fisicamente na pior? Pequenas coisas se transformam em grandes problemas quando você está cansado. Você está mais debilitado, na defensiva, quando está fisicamente desgastado. Às segundas-feiras, estou geralmente exaurido e assim minha família sabe que eu estou debilitado nas manhãs de segunda. Este não é um problema espiritual, apenas estou cansado!

- Quais são alguns hábitos que revigoram você? A Bíblia está repleta deles.
- O Velho Testamento tem alguns princípios apropriados para a saúde, mas os três principais são: descanso, dieta balanceada e exercícios regulares. Nada disso é novidade, apenas precisamos colocar em prática.


DESCANSO - “É uma grande tolice trabalhar de sol a sol, acordar de madrugada e dormir a altas horas da noite, (...) pois Deus quer que aqueles que O amam tenham um bom descanso.” Sl 127.2 (BV)

Descansar é tão importante que Deus colocou esta idéia nos 10 Mandamentos. Cada sétimo dia você deve descansar. Se você não tem esse dia de descanso semanal, você está quebrando um dos mandamentos. Algumas vezes a coisa mais espiritual que você pode fazer é descansar. É incrível como as coisas parecem melhores após uma noite bem dormida. Muitos de vocês estão tão cansados para amar os filhos, tão cansados para amar o marido, tão cansados para amar a esposa. Seu problema básico é físico e não espiritual. Não há nada místico quanto a isso.
Você precisa de hábitos que revigorem seu físico.


DIETA BALANCEADA
- “Tu mesmo formaste o meu corpo (...) ensina-me a aplicar as tuas regras de comportamento à minha vida”. Sl 119.73 (BV).


- Um conceituado médico geriatra declarou: “todo mundo precisa eliminar ou diminuir ao máximo três pós brancos: farinha, açúcar e sal. Evitar também gordura animal”.
- Esse médico já passou dos 70 anos de idade, em boa forma física, e ele fala disso com autoridade. Sabemos o que precisa ser feito, mas a questão é que precisamos praticar.


EXERCÍCIOS REGULARES
- “Honre ao Senhor com o seu corpo”.


- Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo. 1 Co 6.20

- Nosso corpos foram feitos para atividade. Em tempos bíblicos as pessoas não faziam exercícios; elas andavam a pé para todos os lados, faziam atividades físicas. Mas nós temos uma vida sedentária, e dirigimos para todos os lados.
- Jackie Gleason disse: “Todas as vezes que sinto vontade de fazer exercícios fico quieta até a vontade passar.”


- O ponto decisivo na vida é que você tem duas escolhas: fadiga ou aptidão física. Você vai escolher uma ou outra. Se você escolhe aptidão física, isso envolve exercício regular. Estudos têm mostrado que os exercícios não consomem energia, pelo contrário, aumentam.

- Creio que em alguns casamentos, se os esposos procuram ficar em forma, o amor será revigorado. Você está muito cansado para amar os outros.

II. DESENVOLVA HÁBITOS QUE LHE RECARREGUEM EMOCIONALMENTE

- Quando seu tanque emocional está vazio você fica incapaz de amar. Você desanima e desiste. E o seu tanque emocional continua vazio.


- Como você sabe que precisa de uma recarga emocional? Seu estômago resmunga – é hora de comer. Seus olhos ficam pesados – é hora de dormir. Freqüentemente temos os sinais e símbolos que nos mostram quando o tanque está emocionalmente vazio. Ignoramos isso muito mais do que a hora de comer e de dormir.

Sinais de alerta:
- Sensação de opressão, sentir-se inadequado; pavio curto; explosão de impaciência. Quando seu tanque emocional está baixo você tende a ficar zangado com as pessoas que você mais ama. Desejo de evitar pessoas, você as vê como problemas.
- Você não tem desejo de amar as pessoas quando seu tanque emocional está baixo. Sensação de fuga – fantasias de escape. Você fica sempre pensando nisso.
- Davi teve esse problema. Ele disse: “Se eu tivesses asas de uma pomba, eu voaria para longe”. Este é um sinal indicador que você está emocionalmente na pior.


Como você se recarrega emocionalmente? Três sugestões da Palavra de Deus:

FICAR SOZINHO
– Um tempo sozinho, a sós. Você precisa ter um momento solitário. Jesus sempre se isolava das multidões. Diz-se que Ele fazia isso quando precisava se recarregar emocionalmente. Uma pessoa que está disponível o tempo todo, não tem tanto valor quando precisam dela.


- “Havia ali tanta gente, chegando e saindo, que Jesus e seus discípulos não tinham tempo nem para comer. Então ele disse: ‘Venham. Vamos sozinhos a um lugar deserto para descansarmos um pouco”. Mc 6.31

- Havia tanta agitação e movimento que Jesus disse aos seus discípulos: “Vocês precisam dar uma parada hoje. Vamos sair dessa agitação. Vamos para um lugar deserto.” Esta é uma boa justificativa para umas férias num lugar tranqüilo! Algumas vezes eles foram para as montanhas.
- Jesus disse: “Saiamos dessa agitação por um tempo.” Você precisa desse tempo de isolamento.


- Suas emoções são como uma bateria.
- Se você conecta uma lâmpada numa bateria ela vai durar muito tempo.
- Se você conecta cinco lâmpadas, a bateria dura menos tempo.
- Se você conecta cem lâmpadas a bateria vai durar muito pouco. Muitos de vocês colocam tanta lenha no fogo que vai logo apagá-lo.
- Você está queimando a vela dos dois lados e não está tão brilhante como pode pensar.
- Você pega tanta coisa para fazer que está se exaurindo.
- Você precisa de tempo para se recarregar emocionalmente. Solidão e quietude oferecem essa possibilidade.
- Você pode ter cinco conversas desgastantes por dia e chegar em casa sem nada para dar. Basta um conflito para desgastar você. Alguns de vocês, maridos, que têm esposas em casa, com filhos pequenos, um dos melhores presentes que vocês podem dar a elas é um tempo sozinho.


RECREAÇÃO
- Recreação não é descanso.
- Há certas atividades que recarregam você emocionalmente – recrear – re criar.
- Há certas coisas que recriam energia, entusiasmo e revigoram suas energias. Depois de praticá-las, você se sente muito bem. Coisas diferentes para diferentes pessoas. Temos coisas diferentes que nos recarregam porque nós fomos feitos diferentes. Podem ser “hobbies”, um esporte, jogos, artes. Você precisa experimentar e encontrar o que lhe recarrega emocionalmente. Você precisa encontrar tempo para fazer isso. (assistir futebol, caminhada no parque).


- Jesus gostava da vida. Ele freqüentava casa de pessoas onde participava de alegres refeições, e era até acusado de ser comilão e beberrão, amigo de publicanos e pecadores(Mt 11.19). A versão de
- Phillips para este texto diz:


“Jesus veio desfrutando a vida”. Mt 11.19(Phillips)


- Jesus foi a pessoa com ministério orientado mais intenso que já viveu e desfrutou a vida.
- Quanto mais você está envolvido num ministério intensivo, quanto mais você está envolvido em ajudar outras pessoas, mais você precisa desse tempo livre.
- O verdadeiro ministério é dispendioso e exaustivo. Quando você está ajudando pessoas, aconselhando, encorajando, supervisando, servindo, qualquer que seja o seu trabalho, é quando você está se dando que se torna dispendioso e exaustivo. Você precisa de tempo livre.


SORRIR
– Desenvolva o hábito de rir.


“A alegria faz bem à saúde.” Pv 17.22(LH)

- Há estudos que provam que quando você sorri aumenta o número de Células T que melhoram seu nível imunológico. É bom para a sua saúde. Quando você sorri produz endorfinas em seu cérebro. O humor produz benefícios. Sorrir é um dom de Deus. Deus tem senso de humor... Ele lhe fez! A Bíblia diz que Deus sorri. Precisamos aprender a sorrir. Humor é um recarregador emocional e um reconstrutor de amor.

- Tenho conversado com casais que têm sérios conflitos no casamento. Eles dizem: “Algum dia, vamos olhar para isso e riremos de tudo”. Aí eu pergunto: “Por que esperar?” Por que não rir agora? Vá em frente e desfrute disso agora, porque rir é carga muito leve..

- Se você quer ser equilibrado emocionalmente você precisa levar Deus bem a sério e não pode se levar muito a sério. Aprenda a rir de suas limitações. Com certeza há muito material para isso. Você precisa se divertir com a vida no meio de seus problemas, de seus conflitos, de suas dificuldades de relacionamentos. Você precisa praticar o que chamo de inquietação relaxante. Sim, há coisas que são muito sérias na vida – não há dúvidas disso! Você diz: “Se você conhecesse meus problemas não iria sorrir.” Eu digo: “Se você conhecesse MEUS problemas você iria sorrir.” O fato é que a questão não é ter problemas ou não, mas é como você vai lidar com eles e com os hábitos que vão ajudar você a se conservar emocionalmente recarregado.

III. DESENVOLVA HÁBITOS QUE LHE RENOVEM ESPIRITUALMENTE

- A Bíblia diz que o verdadeiro amor sempre protege, sempre confia, sempre espera, sempre persevera, e nunca desiste. Pode ultrapassar qualquer coisa. Você não pode amar as pessoas desse jeito sem a ajuda de Deus. Simplesmente não pode. Você não pode amar as pessoas do jeito que Deus lhe ama, do jeito sobre o qual temos falado nessas últimas dez semanas, sem o poder de Deus em sua vida, porque o amor humano acaba.


- Os sinais de alerta que o ajudarão a evitar dificuldades espirituais: Nada parece valer o esforço. A vida parece fútil/sem propósitos. Você culpa a Deus pelos seus problemas – “ Por que o Senhor permitiu que isso me acontecesse? Quando você estuda as Escrituras, descobre que muitos dos grande santos da Bíblia culparam a Deus quando estavam em situações adversas. Davi, Moisés, Elias, Isaías, Jeremias, Abraão.

“Faça de tudo para se manter espiritualmente preparado.” 1Tm 4.8( Phillips)

Como você vai estar espiritualmente preparado e amando as pessoas?

Três hábitos espirituais vão lhe ajudar:


1) UMA HORA TRANQUILA DIARIAMENTE
– Tempo gasto sozinho com Deus em que você permite que Deus lhe fale através da Bíblia e você fala com Deus pela oração. Não conheço nada melhor para ajudar você.


“Por isso nunca ficamos desanimados. Ainda que o nosso corpo vá se gastando, o nosso espírito vai se renovando dia-a-dia.” 2 Co 4.16

Exteriormente nosso corpo sofre pelo tempo e pelas lágrimas. Mas interiormente somos renovados espiritualmente a cada dia, por passarmos um tempo sozinhos com Deus.

Testemunhos sobre o que a Hora Tranqüila significa:

- O hábito diário de começar meu dia com Deus em oração e leitura bíblica é a coisa mais importante que faço por mim e por minha família. Peço pelo poder de Deus cada manhã para me capacitar a ser o que Ele quer que eu seja e eu recebo Sua paz e confiança para ir em frente em meu dia sabendo que não estou sozinho.

Meu tempo sozinho com Deus pela manhã sela a paz para o meu dia todo.

- O momento com Deus é o tempo mais precioso do meu dia.

- Minha Hora Tranqüila me ajuda a colocar os acontecimentos de cada dia numa perspectiva apropriada . Permite-me ficar focado e avançar.

Quando começo e termino o dia com a Hora Tranqüila, o que está no meio se torna menos estressante. A paz de Deus se sobressai.

- Minha Hora Tranqüila é o combustível que me faz avançar e o equilíbrio de minhas necessidades para que não cometa erros.

- Quando sou inconsistente um dia ou dois, eu sei muito bem. Quando sou inconsistente três ou quatro, minha família percebe. Quando sou inconsistente uma semana, todo mundo percebe.

- Eu não sei o que ajudaria sua vida melhor do que começar o dia com o hábito da Hora Tranqüila. Apenas 10 minutos. No seu carro mesmo, no sofá da sala, no quintal onde você pode ver o sol nascer, no escritório. Passe algum tempo diário com Deus. Sugiro que você pegue siga o nosso plano de leitura da Bíblia. Estamos lendo o livro de Jó. Leia e medite no que leu – talvez escreva algo sobre o que leu. Esse é um hábito que fará diferença e conservará você espiritualmente renovado e melhorará seus relacionamentos.

“Entreguem todas as suas preocupações a Deus, pois ele cuida de vocês.” 1 Pe 5:7

2) PEQUENOS GRUPOS
– Você precisa de um Pequeno Grupo. Falamos sobre isso o tempo todo. Um cristão sem um Pequeno Grupo é um órfão.


“...animemos uns aos outros diariamente...” Hb 10:25

Você não vai encontrar encorajamento num grupo grande como este uma vez por semana. Você precisa ficar junto num Pequeno Grupo, semanalmente, onde você possa partilhar suas necessidades, problemas, dificuldades e orar uns pelos outros e desenvolver amizade. Dois são mais fortes do que um. Veja a primeira página do CONEXÃO de hoje.

CELEBRAÇÕES. Celebrar com o povo de Deus é espiritualmente renovador. Louvar renova e rejuvenesce. Desenvolve.

“Proclamem a grandeza do SENHOR comigo; juntos exaltemos o seu nome”. Sl 34.3

- Cantar eleva você. Quando chegamos e cantamos no primeiro momento do culto – não é uma espécie de aquecimento. É tão importante quanto a mensagem. Você precisa desse alívio emocional, e da renovação que o canto propicia.

- Quando você estiver na pior – física, emocional e espiritualmente – e sentir que nada tem para oferecer, sua maior necessidade é se sentir amado por Deus. É através desses hábitos que você pode começar a sentir o amor de Deus fluindo através de sua vida novamente.

CONCLUSÃO

- A qualidade de seu relacionamento com Deus determina a qualidade de todos os outros relacionamentos que você tem. Quando isto fica desordenado tudo o mais em sua vida vai pelo mesmo caminho. A qualidade de seu relacionamento com Deus afeta a qualidade de todos os outros tipos de relacionamento. O amor humano é frágil e você precisa estar conectado numa fonte mais poderosa.

Meu pressentimento é que alguns de vocês estão passando por problemas. Olhando sua situação percebo que você está fisicamente exaurido, emocionalmente esvaziado e espiritualmente esgotado e não conseguirá se recuperar rapidamente. Se você observar esses hábitos em sua vida será o primeiro passo para sua recuperação. A primeira coisa que você precisa fazer é deixar Deus amá-lo.

Jesus Cristo diz:

“Venham a mim todos que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes darei descanso.” Mt 11.28

Descanso para sua alma. Descanso espiritual. Descanso emocional. Alguns de vocês chegaram hoje aqui bastante oprimidos. Damos boas vindas a você aqui na PIB Jacareí. Dizemos: “Assente, receba, seja amado, seja curado, cresça.” Isso é ótimo. Mas quero dizer que virão tempos em que você precisará voltar na linha de frente do amor e começar a amar, servir e ajudar os outros. Você vai ficar azedo, saturado e estagnado se tudo que faz é receber, se não tiver um ministério, se não servir aos outros.

Se não se tornar um canal do amor de Deus você vai ficar estagnado. Não sei quando será este tempo. Só Deus pode dizer a você, mas eu gostaria de dizer que você não pode ficar esperando que isso aconteça durante toda sua vida. Você precisa estar sintonizado como um canal em que as coisas se tornam revigorantes todos os dias. É possível servir intensamente num ministério e não se desgastar. Eu sei que é assim quando você desenvolve esses hábitos em sua vida.

Tenho sido perguntado algumas vezes: ”Como é que você consegue, com uma igreja relativamente pequena, pagando aluguel, comprando uma área de 30 mil metros quadrados, e com um imenso de desafio de construção pela frente? A resposta é muito fácil. Esta é uma igreja que é cheia de amor. O amor sempre protege, sempre persevera, sempre crê, sempre espera, dura para sempre, não tem medo. Amamos a Deus e nos amamos uns aos outros.

Oração:

Diga em seu coração esta simples oração: ”Senhor Jesus, ajuda-me a desenvolver os hábitos que me revigorem fisicamente. Ajuda-me a ter descanso apropriado, uma dieta e exercícios que me ajudem a estar equilibrado em minha vida, de modo a que possa Te servir e servir aos outros com toda a energia. Ajuda-me a desenvolver hábitos que me recarreguem emocionalmente. Ajuda-me a re-examinar meus horários e ter tempo para o isolamento, para recreação e para rir. Porque estas coisas são também importantes para balancear minha vida. Ajuda-me a desenvolver hábitos que me renovem espiritualmente porque preciso de equilíbrio nessa área também. Ajuda-me a desenvolver minha Hora Tranqüila diariamente contigo, quando posso ler minha Bíblia por alguns minutos, meditar e falar contigo, e a estar num Pequeno Grupo e construir amizades sólidas que possam ser estimulantes, que me ponham para cima e não que me oprimam. Ajuda-me a estar envolvido com as celebrações e a cantar.”

Alguns de vocês nunca abriram suas vidas para Cristo. Ele disse: “Venha a mim.” Você pode dizer: “Jesus Cristo, estou indo para Ti e estou Te entregando todos os meus problemas e dores e frustrações e sofrimentos e meu vazio emocional, físico e espiritual. Eu entrego tudo isso para Ti.” Alguns de vocês já deram esse passo mas precisam encontrar uma igreja que se torne sua família cristã. Convidamos você para fazer parte da família PIB Jacareí, onde você pode ser amado, aceito e ainda encontrar aqui um lugar para se dar, servir e ministrar e fazer sua vida valer a pena. Convido você a fazer essa decisão agora.

“Pai, ao olharmos a idéia de amor nessas últimas 10 semanas, ajuda-nos a lembrar que és a fonte desse amor. Jesus Cristo, obrigado por nos amar. Ajuda-nos a sentir o Teu amor diariamente. Em nome de Jesus. Amém.”

AUTOR E FONTE: Pr. Luiz Sanches / http://www.pibjacarei.com/esboco2009/esboco_15_08_2010.html


+++++++++++++++++
++++++++++++++++
+++++++++++++++
++++++++++++++
+++++++++++++




domingo, 29 de janeiro de 2012

Conselhos de
pai para filho


Referência: Provérbios 4.1.27

INTRODUÇÃO

Hoje é o dia dos pais e queremos trazer uma palavra da parte de Deus, o Pai das luzes, para os filhos. Este texto é uma espécie de testamento que Davi deixou para Salomão e este entregou a Roboão. Aqui temos muitas lições importantes a respeito de conselhos de pai para filho.

1. O aprendizado é um processo contínuo (4.3,4)

Davi dedicou-se a instruir Salomão desde a sua infância. A sabedoria que Salomão pediu a Deus foi fruto da instrução de seu pai desde a sua meninice. O legado que Salomão está entregando a seu filho, ele havia recebido de seu pai. O processo ensino-aprendizado deve passar de pai para filho, de geração para geração.

2. O aprendizado deve ser fundamento na verdade (4.2)

Davi deu boa doutrina a Salomão. Nós pais precisamos dar boa doutrina aos nossos filhos. Precisamos ensinar a eles a Palavra de Deus. Deuteronômio capítulo 6 diz que primeiro os pais vivem a verdade, depois a ensinam. Os pais devem ensinar com a vida antes de ensinar por preceitos.

Precisamos inculcar a verdade no coração dos filhos (Dt 6.7). Precisamos criá-los na disciplina e admoestação do Senhor (Ef 6.4). Precisamos ensiná-los no caminho em que devem andar (Pv 22.6).

I. OS FILHOS DEVEM BUSCAR A SABEDORIA MAIS DO QUE QUALQUER OUTRA COISA NA VIDA – (4.1-19)

A sabedoria é um dom de Deus (Tg 1.5). Salomão pediu a Deus sabedoria e recebeu com ela riquezas e glórias (1Rs 3.5-13). Davi disse para Salomão: 1) Adquire a sabedoria (4.5); 2) Não abandone a sabedoria (4.6); 3) Não deixe a sabedoria ir embora (4.13); 4) Ame a sabedoria (4.6); 5) Abrace a sabedoria (4.8).

Davi está ensinando a Salomão desde criança que a sabedoria vale mais do que dinheiro (4.7). Quantas falcatruas estão sendo feitas por causa do dinheiro. Os mensaleiros e as sanguessugas do congresso nacional provam que o dinheiro mal adquirido pode trazer conforto, mas na esteira da riqueza vem a vergonha, o opróbrio. Não vale a pena ganhar dinheiro com desonestidade.

Quais são os benefícios da sabedoria?

1. A sabedoria traz proteção (4.6,12)

Uma pessoa sábia não põe o pé no laço do passarinheiro. Uma pessoa sábia não anda na roda dos escarnecedores. Uma pessoa sábia foge de circunstâncias perigosas. A sabedoria é um freio que não o deixa resvalar os pés no terreno escorregadio da tentação.

Sansão tinha força nos braços, mas não sabedoria no coração. Ele pôs os seus pés nos terrenos escorregadios da tentação e acabou envergonhado e cego.

2. A sabedoria traz honra e exaltação (4.8,9)

A sabedoria promove você. Ela coloca você em destaque no meio da sua geração. Ela coroa você com um diadema de graça e põe na sua cabeça uma coroa de glória. Salomão pediu a Deus sabedoria e o Senhor fê-lo o homem mais sábio, mais rico e mais famoso da sua época. Enquanto o filho insensato é a tristeza da sua pai, o filho sábio é a alegria do seu pai. A sabedoria promove as pessoas.

O mundo hoje é dos espertos. As pessoas maquinam o mal e correm para praticá-lo. Mas, o final dessa linha tem escuridão. Mantém sua integridade. Não negocie os seus valores. Há seu tempo, Deus exaltará você. Se neste mundo você não for recompensado pela sua integridade, na glória você ouvirá: “Bom está servo bom e fiel, foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei, entra no gozo do teu senhor”.

3. A sabedoria traz satisfação interior (4.4,13)

Salomão tinha experiência dos dois lados da vida. Houve um tempo em que ele buscou a felicidade na bebida, na riqueza, no sexo e na fama e o resultado foi uma total frustração (Ec 2.1-11).

Agora, porém, ele está dizendo que pela observância dos mandamentos de Deus é que vivemos (4.4) e quando guardamos a instrução, isso é a nossa própria vida (4.13). Essa vida é aquela realização interior. É aquele preenchimento do vazio. É aquela satisfação interior que o homem busca nas coisas e não encontra.

4. A sabedoria traz longevidades (4.10)

A obediência traz qualidade de vida e também vida longa. Honrar pai e mãe é o primeiro mandamento com promessa e a promessa é vida longa sobre a terra. A sabedoria é o melhor elixir da juventude. A paz interior produzida pela sabedoria é o melhor tônico para uma vida de qualidade. Os maiores tormentos que o homem experimenta são fruto da sua desobediência aos princípios de Deus.

Os prazeres que o mundo oferece atormentam a alma e roubam os anos de vida. O pecado mata. A desobediência aos pais é um caminho de morte.

5. A sabedoria traz livramento de más influências (4.14-19)

Precisamos colocar o ninho dos nossos filhos longe dos predadores. Davi abriu o livro de Salmos dizendo que feliz é o homem que não anda no caminho do ímpio, não se detém no caminho dos pecadores nem se assenta na roda dos escarnecedores (Sl 1.1). A ordem de Salomão em relação ao caminho do perverso é clara: 1) Não entres (4.14); 2) Não sigas (4.14); 3) Evita (4.15); 4) Não passes por ele (4.15); 5) Desvia e passa de largo (4.15).

Por que os filhos precisam fugir do caminho dos perversos?

5.1) Porque eles têm pressa para fazer o mal (4.14-16) – Eles empregam toda a sua energia para conceber e praticar o mal. O prazer deles é fazer as pessoas tropeçarem. Eles são agentes da morte, filhos do inferno, instrumentos do diabo. Os traficantes ficam nas portas das escolas. Exemplo: vejo na porta do Darwin a panfletagem ostensiva dos shows, onde tantos jovens se iniciam na bebida, nas drogas e no sexo antes do casamento.

5.2) Porque eles vivem desonestamente (4.17). O dinheiro que eles ajuntam não é limpo. Os bens que eles acumulam é fruto de roubo. A corrupção ativa e passiva é um câncer na sociedade contemporânea. As pessoas roubam, corrompem, matam e morrem por causa de dinheiro.

5.3) Porque eles caminham sem rumo na história (4.19). O caminho do perverso mesmo com muito dinheiro é cheio de escuridão, cheio de tropeços, cheio opróbrio e vai desembocar no inferno. Seguir esse caminho é caminhar na direção do juízo.

II. OS FILHOS DEVEM SER GOVERNADOS TOTALMENTE PELA SABEDORIA – (4.18,20-27)

A observância dos preceitos de Deus produz vida e saúde (4.22). Aqueles que buscam a sabedoria têm qualidade superlativa de vida física e espiritual.

Como podemos ser governados pela sabedoria?

1. Que a sabedoria trombeteie aos seus ouvidos (4.20)

Deixe que a instrução dos seus pais penetre em seus ouvidos. Abra seus ouvidos para ouvir os conselhos. O caminho da obediência pode ser o mais estreito, mas só ele o levará à bem-aventurança e ao céu.

2. Que a sabedoria proteja seus pés (4.26,27)

Não ande por caminhos tortos. Não entre em lugares onde seu coração seja tentado a pecar contra Deus. Não vá a nenhum lugar onde você não possa levar com você o Espírito Santo e honrar a Jesus. Você é templo da habitação de Deus: aonde você vai, você transporta a presença de Deus.

Evite o caminho dos malfeitores. Fuja das zonas de perigo. Busque a casa de Deus. Tenha pressa em estar na presença do Senhor.

3. Que a sabedoria proteja sua língua (4.24)

A língua é fogo e veneno. Ela pode incendiar e pode envenenar. Ela é seta e espada; ela fere e mata. O pecado que mais a alma de Deus abomina é espalhar contenda entre os irmãos. A língua pode ser instrumento de morte (Pv 18.21). Ela pode espalhar boataria ou ser instrumento de vida. Lembre-se que você dará contas no dia do juízo por todas as palavras frívolas que proferir.

Afasta da sua boca as palavras torpes, as piadas imorais. Evite a maledicência. Corra do juízo temerário. Abandone a tendência de criticar as pessoas. Sua língua pode ser uma fonte de vida, em vez de ser uma cova de morte.

4. Que a sabedoria proteja seus olhos (4.25)

Os olhos são a lâmpada do corpo. Se seus olhos forem bons, todo o seu corpo será luminoso. Todas as coisas são puras para os puros. Não alimente seus olhos com a impureza. Faça aliança com seus olhos para não entregá-los à lascívia. Desvia os seus olhos daquilo que pode ser um tropeço para seu coração. Evite a pornografia, pois ela pode ser uma cova para seus pés.

Não tenha olhos cheios de cobiça como os de Eva. Não tenha olhos gananciosos como os de Acã. Não tenha olhos lascivos como os da mulher de Potifar. Não tenha olhos cobiçosos como os de Geazi.

5. Que a sabedoria proteja seu coração (4.23)

A batalha é ganha ou perdida na trincheira do coração. Assim como o homem pensa no seu coração, assim ele é. É do coração que procede todo mau desígnio. A boca fala aquilo de que o coração está cheio.

Não basta ter uma boa aparência e um coração sujo. Muitos jamais foram com os pés num prostíbulo, mas no coração não saem dele. Muitos nunca pegaram uma arma para matar uma pessoa, mas muitos matam o próximo com o ódio. Muitos jamais adulteraram, mas no coração são adúlteros inveterados.

Com nossos gestos podemos impressionar os homens, mas Deus vê o coração. Só os puros de coração verão a Deus. Ore como Davi: “Que as palavras da minha boca e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, Senhor, rocha minha e redentor meu”.

CONCLUSÃO

O verso 18 fala que a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito. Cristo é o caminho e ele é a luz. Os justos são guiados pela Palavra que é luz para os nossos pés. Eles são luz e andam na luz do Senhor. Essa é uma luz crescente. A cada dia tornamo-nos mais parecidos com Jesus. Estamos sendo transformados de glória em glória na imagem de Cristo. Caminhamos para a cidade da luz, onde teremos um corpo de glória que vai brilhar como sol no firmamento.

Pais instruam os seus filhos com sabedoria!

Filhos sigam os conselhos sábios de seus pais!


AUTOR: Rev. Hernandes Dias Lopes



++++++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++++

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012



AS SETE RESPOSTAS
DE DEUS NO DESERTO

“ Levantou-se, pois, Abraão de madrugada, tomou pão e um odre de água, pô-los às costas de Hagar, deu-lhe o menino e a despediu. Ela saiu, andando errante pelo deserto de Berseba. Tendo-se acabado a água do odre, colocou ela o menino debaixo de um dos arbustos e, afastando-se, foi sentar-se defronte, à distância de um tiro de arco; porque dizia: Assim, não verei morrer o menino; e, sentando-se em frente dele, levantou a voz e chorou. Deus, porém, ouviu a voz do menino; e o Anjo de Deus chamou do céu a Hagar e lhe disse: Que tens, Hagar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino, daí onde está. Ergue-te, levanta o rapaz, segura-o pela mão, porque eu farei dele um grande povo. Abrindo-lhe Deus os olhos, viu ela um poço de água, e, indo a ele, encheu de água o odre, e deu de beber ao rapaz. Deus estava com o rapaz, que cresceu, habitou no deserto e se tornou flecheiro; habitou no deserto de Parã, e sua mãe o casou com uma mulher da terra do Egito.” Gênesis 21:14-21




- A história da vida de Hagar é cheia de lutas, fugas, sofrimento, solidão, angústia, medo, mas sobretudo, de superação, sustentação, de provisão, e intervenção divina a seu favor e de uma forte experiência divina nos momentos mais cruciais de sua vida.

- A trajetória dessa mulher se assemelha a de muitas pessoas que levam uma vida de solidão e abandono, sempre enfrentando os sofrimentos no deserto da vida.

- A Bíblia em Gênesis 16, começa a narrar história de Hagar. Nos conta que ela era egípcia e serva de Sara, esposa de Abraão. Embora não seja mencionado devia ser uma mulher muito formosa, trabalhadora, que servia na casa da família patriarcal.

- Sara persuade Abraão a deitar-se com a escrava Hagar e gerar um filho. Sara era estéril, entrada em anos e incrédula não considerou a promessa de Deus sobre o filho que seria sua descendência. Encontrando-se grávida, Hagar começa a desprezar Sara, que então passa a humilhá-la até ponto de Hagar fugir em direção ao deserto. Gênesis 16

- É na solidão do deserto que Hagar tem um encontro com o anjo de Deus, que a confronta a rever seus pensamentos e caminhos, e a se reconciliar com sua senhora.

“Tendo-a achado o Anjo do SENHOR junto a uma fonte de água no deserto, junto à fonte no caminho de Sur,disse-lhe: Hagar, serva de Sarai, donde vens e para onde vais? Ela respondeu: Fujo da presença de Sarai, minha senhora. Então, lhe disse o Anjo do SENHOR: Volta para a tua senhora e humilha-te sob suas mãos.” Gênesis 16:7-9

- Nunca podemos prosperar se temos no coração mágoa, ressentimento, que nos impedem de prosseguir e receber as bênçãos de Deus em nossa vida. O segredo é nos humilharmos. ” Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará.” Tiago 4:10

- Hagar atende a voz de Deus, se humilha e se arrepende de seu ato, e recebe uma promessa sobre sua vida e posteridade: seu filho Ismael, filho de Abraão, seria um poderoso guerreiro e geraria uma nação forte e abençoada.

“Disse-lhe mais o Anjo do SENHOR: Multiplicarei sobremodo a tua descendência, de maneira que, por numerosa, não será contada. Disse-lhe ainda o Anjo do SENHOR: Concebeste e darás à luz um filho, a quem chamarás Ismael, porque o SENHOR te acudiu na tua aflição. Ele será, entre os homens, como um jumento selvagem; a sua mão será contra todos, e a mão de todos, contra ele; e habitará fronteiro a todos os seus irmãos. Então, ela invocou o nome do SENHOR, que lhe falava: Tu és Deus que vê; pois disse ela: Não olhei eu neste lugar para aquele que me vê?” Gênesis 16:10-13

- Ismael, como significa o seu próprio nome, seria a prova de que Deus a tinha livrado de suas angústias e medos.

- Passado quase 15 anos, seu filho Ismael, adolescente, brincava com Isaque, com pouco mais de dois anos, filho de Sara com Abraão. Gera-se uma contenda quando Ismael passa a zombar de Isaque. Dessa contenta, Hagar é expulsa da casa de Abraão, seguindo como diz o texto errante pelo deserto.

“Levantou-se, pois, Abraão de madrugada, tomou pão e um odre de água, pô-los às costas de Hagar, deu-lhe o menino e a despediu. Ela saiu, andando errante pelo deserto de Berseba.” Gênesis 21:14

- Novamente Hagar se depara com o pior de seus inimigos: o deserto. E é nesse lugar árido, sem vida, que assola em sua alma a solidão, o medo, a decepção, os maus tratos, a dor lacerante da rejeição, e do desprezo recebidos. È muito peso numa alma aflita, como se não bastasse, ainda se depara com a escassez, a fome e a sede que o deserto produz.

- Para aumentar a aflição dessa valente mulher, seu único filho, Ismael, começa a sucumbir de fome e sede. Era muita dor e sofrimento… sem nenhuma perspectiva que gerasse alternativa ou solução para o seu drama, Hagar chega ao limite de suas forças.

- Hagar deixa Ismael combalido, debaixo de um arbusto e segue a aproximadamente 800 metros de distancia, sozinha e aflita, toma essa decisão desesperadora de não ver seu filho morrer. É nesse lugar solitário que, ela geme e chora a sua dor.

“Tendo-se acabado a água do odre, colocou ela o menino debaixo de um dos arbustos e, afastando-se, foi sentar-se defronte, à distância de um tiro de arco; porque dizia: Assim, não verei morrer o menino; e, sentando-se em frente dele, levantou a voz e chorou.”

- Muitos de nós carregamos o peso das dores dos sofrimentos do deserto da vida, mas é nesse momento de solidão, onde as perspectivas se acabam, onde as portas se fecham, onde os gigantes e inimigos da alma se revelam, que Deus manifesta a sua grande misericórdia, vindo em nosso socorro.

Quero falar sobre as sete respostas de Deus no deserto da vida:

1. Ele sempre terá a última resposta.

” Tendo-se acabado a água do odre, colocou ela o menino debaixo de um dos arbustos e, afastando-se, foi sentar-se defronte, à distância de um tiro de arco; porque dizia: Assim, não verei morrer o menino; e, sentando-se em frente dele, levantou a voz e chorou.”

- O estado de seu filho Ismael de subnutrição, com sede, desfalecido, foi cortando o coração de Hagar, ao ponto do desespero entrar em sua alma, e não ver outra resposta ao seu drama, que não fosse a morte.

- Para Hagar, no deserto, sozinha, abandonada, só lhe restava gemer de dor, as perspectivas acabaram, não havia mais jeito, acabou, acabou… Era o grito agonizante de uma alma aflita.

– Mas nem tudo está perdido quando se crêr em Deus, é d’Ele a última palavra. Ele tem a chave da morte e do inferno. AP 1:18,19

2. No deserto Deus providenciará uma alternativa.
- Abrirá uma porta fechada.

“Assim diz o SENHOR ao seu ungido, a Ciro, a quem tomo pela mão direita, para abater as nações ante a sua face, e para descingir os lombos dos reis, e para abrir diante dele as portas, que não se fecharão. Eu irei adiante de ti, endireitarei os caminhos tortuosos, quebrarei as portas de bronze e despedaçarei as trancas de ferro; dar-te-ei os tesouros escondidos e as riquezas encobertas, para que saibas que eu sou o SENHOR, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome. Por amor do meu servo Jacó e de Israel, meu escolhido, eu te chamei pelo teu nome e te pus o sobrenome, ainda que não me conheça.” Isaías 45:1-4

- Te mostrará um poço de águas vivas.

“Abrindo-lhe Deus os olhos, viu ela um poço de água"

- Muitos dos sofrimentos que passamos nos impedem de ver que diante de nós, Deus, já proveu a bênção que tanto almejamos.

- O poço de águas vivas estava diante de Hagar, mas as suas lágrimas a impediam de ver. Foi assim com a mulher samaritana, e é assim que muitas vezes acontece conosco. João 4

3. Saciará a tua sede em tuas necessidades.

“Os aflitos e necessitados buscam águas, e não as há, e a sua língua se seca de sede; mas eu, o SENHOR, os ouvirei, eu, o Deus de Israel, não os desampararei. Abrirei rios nos altos desnudos e fontes no meio dos vales; tornarei o deserto em açudes de águas e a terra seca, em mananciais. Plantarei no deserto o cedro, a acácia, a murta e a oliveira; conjuntamente, porei no ermo o cipreste, o olmeiro e o buxo, para que todos vejam e saibam, considerem e juntamente entendam que a mão do SENHOR fez isso, e o Santo de Israel o criou.” Isaías 41:17-20

4. Derrotará os teus medos e inimigos.

( “Não temas”) “Deus, porém, ouviu a voz do menino; e o Anjo de Deus chamou do céu a Hagar e lhe disse: Que tens, Hagar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino, daí onde está. Ergue-te, levanta o rapaz, segura-o pela mão, porque eu farei dele um grande povo.” Gn 21:17,18

- O deserto não será motivo de pavor e derrota. Deus te ensinará a viver em meio as lutas e a vencer todas as batalhas.

- Moisés viveu 40 anos no deserto e aprendeu a depender de Deus e a vencer seus inimigos.

- Elias sofreu depressão e angústia, no deserto, mas Deus lhe enviou socorro, comida e bebida para chegar até o monte Horebe, na presença do Todo Poderoso.

- João Batista viveu a vida inteira no deserto e a vencer todo o pavor que ele representa para muitos.

- Jesus foi tentado no deserto por Satanás, mas Deus lhes deu a vitória.

5. Restaurará os teus sonhos e fará você viver de novo.

- Suas promessas serão cumpridas em tua vida. Quando Deus abrir teus olhos espirituais, restaurará os sonhos que fora perdido no deserto da vida.

“Quanto a Ismael, eu te ouvi: abençoá-lo-ei, fá-lo-ei fecundo e o multiplicarei extraordinariamente; gerará doze príncipes, e dele farei uma grande nação.” Gênesis 17:20

6. Mudará a tua sorte e o teu humor.

”viu ela um poço de água, e, indo a ele, encheu de água o odre, e deu de beber ao rapaz.” Gn 21:19

- Óleo de alegria em vez de pranto/ veste de louvor em vez de espírito angustiado.

“ …e a pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados pelo SENHOR para a sua glória.”Isaías 61:3

7. Promoverá a esperança. A tua posteridade será uma bênção.

- Deus havia prometido que abençoaria Ismael filho de Abraão, e assim ele o adestrou como poderoso flecheiro, para vencer os inimigos do deserto.

- foi no deserto que Ismael casou e viveu, gerando uma nação de valentes e uma posteridade abençoada.

”Deus estava com o rapaz, que cresceu, habitou no deserto e se tornou flecheiro; habitou no deserto de Parã, e sua mãe o casou com uma mulher da terra do Egito.”

AUTOR: Pr. Francisco Nascimento




+
++
+++
++++
+++++
++++++
+++++++
++++++++
+++++++++
++++++++++
+++++++++++
++++++++++++
+++++++++++++
++++++++++++++
+++++++++++++++
++++++++++++++++
+++++++++++++++++
++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++




O comportamento
sexual moderno



1 Tessalonicenses

4: 1-8






- Uma das causas da desintegração da família é, sem dúvida alguma, o atual comportamento sexual pregado pela mídia que, de maneira avassaladora, tem tomado conta dos lares nesta virada de século.

- É comum encontrarmos pais frustrados, filhos revoltados e famílias divididas por causa de problemas de natureza sexual.

Quais as orientações que a Bíblia tem a dar sobre este assunto?

I - OS PARÂMETROS BÍBLICOS PARA O RELACIONAMENTO SEXUAL

- Deus criou os seres humanos dotados de sexualidade. E estabeleceu o matrimônio para que, dentro dele, os casais pudessem cultivar as relações sexuais, Gn. 2: 24; Hb. 13: 4; 1Co. 7: 1-5. Mas, a sociedade tem voltado as costas à Palavra de Deus e ao bom senso. Que problemas isso ocasiona?

1) O relacionamento sexual antes do casamento.

- Em nome de uma liberdade de consciência, jovens e adolescentes são convidados a praticar sexo sem temores. Contudo, esse envolvimento precoce pode trazer sérios problemas, porque é uma relação que sempre procura satisfazer o próprio prazer. Mas, onde ficam os sentimentos ternos, sem os quais as relações sexuais não têm sentido?

- Relações pré-nupciais podem gerar sentimentos de culpa, insegurança, dificultando o relacionamento harmonioso do casal posteriormente.

- O hábito da relação pré-marital torna mais difícil manter a fidelidade dentro do casamento.

- A pessoa que não se disciplinar na prática da continência anterior ao casamento, achará difícil conter-se sexualmente nas ocasiões em que tal atitude possa tornar-se necessária dentro do casamento, por causa de enfermidade, viagens, gravidez ou por outros motivos.

- Não existe anticoncepcional absolutamente eficiente, e o casal que se envolve nesse tipo de relação sempre corre o risco de gerar filho. Isso sem contar que está exposto às doenças sexualmente transmissíveis.

2) O adultério.

- A infidelidade conjugal tem sido a causa da destruição de inúmeros lares, separação de casais, revolta de filhos, além de ser uma abominação ao Senhor, Pv. 7: 25-27; 1Co. 6: 15-19.

- O adultério leva aquele que o pratica a um caos moral, espiritual e até financeiro. Vêm a vergonha, o abalo emocional e a angústia. Veja Pv. 5: 3, 4.

- As consequências espirituais do adultério são a separação de Deus, Is. 59: 1; Sl. 66: 8; o desânimo, Sl. 51: 12; a aplicação da justiça de Deus, Hb. 13: 4. Se não houver sincero arrependimento e volta para Deus, virá, então, a condenação eterna, 1Co. 6: 9.

II - DISTORÇÕES MORAIS EM UMA SOCIEDADE SEM DEUS

- No texto de Rm. 1: 24-32, o apóstolo Paulo escreve acerca de desvios de comportamento. Nos vv. 26 e 27, menciona o homossexualismo que, em conjunto com os pecados citados nos vv 29 a 31, está sob a condenação divina.

- A realidade da situação exposta pelo apóstolo é tão clara em nossos dias que existem segmentos da sociedade que aceitam a união civil entre homossexuais. E não poucas pessoas, até mesmo com o nome de cristãos, interpretando a Bíblia a seu bel-prazer, tentam justificar tais pecados.

- Todavia, advertências seriíssimas são ignoradas, tais como, Lv. 18: 22; a história de Sodoma e Gomorra em Gn. 19: 1-38; e o próprio texto de Rm. 1: 24-32. Veja também o texto de 1Co. 7: 2.

Como lidar com essa situação?

- Entender que há cura para o homossexual mediante um tratamento sério, confissão sincera e arrependimento verdadeiro, 1Co. 6: 11; 1Jo. 1: 9

- Agir com o coração de Deus, que não ama o pecado, mas ama o pecador, restaurando-o.

- Reconhecer que o homossexualismo é apenas mais um dos inúmeros atos reprovados pela justiça divina. Pecados tais como a injustiça social, o roubo, as impurezas, a desonestidade, etc, estão relacionados na mesma condenação, 1Co. 6: 9-11.

- Procurar ajudar os que incorrerem em tais erros, através de aconselhamento, oração, levando-os a viver uma nova vida em Cristo Jesus, 2Co. 5: 17.

III - A FAMÍLIA DEVE PRECAVER-SE

Como devem proceder os pais na orientação dos filhos?

a) A educação sexual.

Os filhos precisam de encontrar em seus pais a resposta para seus dilemas através de uma conversa franca;

b) O cultivo da vida espiritual.

- Nunca devem faltar no lar a oração, a comunhão, a leitura de bons livros, incentivo à participação aos cultos e, acima de tudo, a constante leitura da Bíblia, Sl. 119: 9;

c) Dizer “não” a tudo o que contraria as verdades de Deus, e não permitir que amigos que não conhecem a Bíblia doutrinem a família, Ef. 5: 11;

d) Fazer com que o lar seja um ambiente de felicidade e segurança, pois muitos filhos tentam compensar essa falta fazendo aquilo que é reprovável como uma expressão de revolta e rebeldia da sua parte.


Fonte:
Revista de Estudos Bíblicos Aleluia









+++++++++++++++++++
++++++++++++++++++
+++++++++++++++++
++++++++++++++++
+++++++++++++++
++++++++++++++
+++++++++++++
++++++++++++

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012



CRISTIANISMO EM CASA

Mateus 7:24-29




Introdução

- Este texto á a conclusão do "sermão do monte", no qual Jesus resume a doutrina cristã.

- Você já se perguntou:


- O que a doutrina de Jesus pode fazer pela minha casa (família)?
Simplesmente tudo!!!

A PRÁTICA DO QUE JESUS ENSINOU É A SOLUÇÃO PARA TODOS OS PROBLEMAS FAMILIARES

- Aplicamos o que Jesus ensinou em toda parte e nos esquecemos de praticá-lo dentro de casa!

[Ilustração: O filho que queria morar na igreja, porque lá o seu pai era tão bonzinho...]

SETE PRINCÍPIOS PARA PRATICARMOS O CRISTIANISMO EM CASA

Todos estes dentro do sermão do monte (Mt 5-7)

I - Princípio da FIDELIDADE (Mt 5:28)

- A família é o propósito de Deus para o homem:

"De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem." (Mat 19:6)

- O adultério começa no pensamento, na imaginação, no coração:

"Porque do coração procedem maus desígnios, homicídios, adultérios..." (Mt 15:19)

- Portanto, o princípio da Fidelidade começa no coração:

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida." (Provérbios 4:23)

II - Princípio da SINCERIDADE (Mt 5:37)

- A 1ª maior causa de divórcio: falta de diálogo, de amizade, confiança. E é a mentira que acaba com isso.

- O diabo é mentiroso e pai da mentira (Jo 8:44)

- Alguma coisa incomoda você? Diga! / Fez algo de errado? Não invente mentiras: confesse!

III - Princípio do CONTENTAMENTO (Mt 6:25,33)

- A 2ª maior causa de divórcio: problemas financeiros. E a maior causa disso é a ganância (Mt 6:19-21)

[Ilustração: casal que perdeu toda a casa num furacão nos EUA: quando o casal foi entrevistado, o marido disse ao repórter - Nós não perdemos tudo. Nós temos um ao outro]

"nada trouxemos para este mundo e nada podemos daqui levar; tendo, porém, alimento e vestuário, estaremos com isso contentes." (1 Tm 6:7-8)

IV - Princípio da COLABORAÇÃO (Mt 7:12)

- Você quer carinho? Dê carinho. / Quer atenção? Dê atenção.

- Jesus também disse: [Ler Mt 5:16]

- Qual é a sua boa obra que tem resplandecido em casa?

V - Princípio da TOLERÂNCIA (Mt 7:1)

- Por que não aceitamos as pessoas do jeito que elas são?

- A intolerância gera: ofensas, cara-feia e ficar sem se falar. E o Senhor


Jesus ensinou o contrário disto:

1°) Ofensas: Mt 5:22 /

2°) Cara-feia: Mt 6:22-23 /

3°) Ficar-sem-falar: Mt 5:47

- Bom é não irar-se, mas caso aconteça, resolva no mesmo dia:

"Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira" (Ef4:26)

"...para que não sejam impedidas as vossas orações." (1 Pedro 3:7 RC)

VI - Princípio do PERDÃO (Mt 6:14-15)

- Medite nisso: Mt 5:38-41

- Se temos que perdoar os estranhos, quanto mais a quem amamos?

VII - Princípio do ESFORÇO (Mt 7:13-14)

- O caminho fácil é a briga, a separação. O caminho difícil é o entendimento.
- SE ESFORCE... Em ser fiel / sincero / em contentar-se com o que tem / em colaborar

- Em ser tolerante / em perdoar / em não desistir...

Conclusão

- [Ilustração: o velório de minha sogra. Só ali se percebeu que ela era um exemplo de esposa, mãe, avó e sogra.

- Não sabemos quanto tempo ainda temos com nossos familiares.]

- Pratique os princípios de Jesus, valorizando cada instante com cada um deles. Sua casa estará sobre a Rocha!

FONTE: http://www.igrejabiblicacrista.com.br/index.php?page=estudos.php&id=835




+++++++++++++
++++++++++++
+++++++++++
++++++++++
+++++++++
++++++++
+++++++
++++++
+++++
++++
+++
++
+