segunda-feira, 21 de novembro de 2011



CONHECENDO A VONTADE
DE DEUS PARA A
IGREJA HOJE




Texto: Ageu 1-2.7


Assunto: A vontade de Deus

Introdução:

Frase abertura: A vontade de qualquer pessoa tem a capacidade de alterar o curso da sua vida.

Exemplo:

1) Uma ou várias pessoas podem, pela vontade, decidir fazer guerra ou paz com outro

2) Chegamos aqui hoje pela nossa vontade de estar na casa de Deus.

Explicação:

- O que acontece é que nossa vontade é limitada e cheio de falhas. E quase sempre não coincide com a vontade de Deus.

- A vontade de Deus é soberana, não erra, e é a melhor coisa para nossas vidas.

Preposição:

A vontade de Deus é o melhor e mais seguro caminho para o crente.

Transição:

Para tanto devemos conhecer quais são as vontade de Deus para nós.

I. A VONTADE DO SENHOR PARA NÓS É QUE TENHAMOS O REINO DE DELE COMO PRIORIDADE EM NOSSAS VIDAS (Ag 1.1-15)

1. Prioridade: É a qualidade daquilo que está em primeiro lugar na vida de cada pessoa.

a) Aquilo que nós priorizamos hoje ou que esta em primeiro lugar nas nossas vidas determinará o nosso futuro.

2. A prioridade do povo de Israel deveria ser a construção do templo – v. 8

a) O templo simbolizava o relacionamento do povo de Israel com Deus.

b) A permanência do templo em ruína simbolizava a indiferença espiritual do povo.

3. Consequências por priorizar as coisas erradas: O povo estava buscando primeiramente a satisfazer suas necessidades, o conforto e o luxo – v.4

a) Perda das oportunidades – v. 2

b) Insatisfação generalizada – vv. 6,9

c) problemas de ordem geográfica – v.6
- seca terrível, falta de chuva e escassez de produção agrícola.

4. Ilustração: O motivo de uma das maiores provações de Abraão: o sacrifício de Isaque (Gn 22.1-18).

5. Como Cristãos quais têm sido nossas prioridades? Será o Reino de Deus ou nosso próprio reino?

a) Buscai o Reino em primeiro lugar... (Mt 6.33)

b) Mateus 19.27-19

c) Marcos 12.28-30

II. A VONTADE DO SENHOR PARA NÓS É QUE VENÇAMOS O DESÂNIMO EM NOSSAS VIDAS ESPIRITUAIS (Ag 2.1-4)

1. Essa verdade é encontrada nesses versículos 23: Depois do povo responder a Palavra do Senhor e reinicia a obra do templo... Mas como na primeira vez, desde que retornaram o povo poderia desanimar novamente.

2. Nunca se viu tanto desânimo na igreja como nos dias de hoje.

3. Alguns motivos que levaram o povo de Israel ao desânimo:
a) Na primeira vez: perseguição e medo (Ed 4.4,5)

b) Segunda vez: comparação entre o templo antigo e o novo – v. 3

4. Como vencer o desânimo?

a) Esforçando v. 4b

5. A recompensa do esforço: verão uma maior Glória de Deus em suas vidas – v. 9

6. O Senhor nos ajuda no Trabalho – v. 4b

III. A VONTADE DO SENHOR PARA NÓS É QUE DEVEMOS REAVIVAR EM NÓS A ESPERANÇA DA SEGUNDA VINDA DE CRISTO (Ag 2.7).

1. Este verso refere-se a Cristo por dois motivos:

a) 1° - Porque acontecerá um abalo entre as nações: “e farei tremer todas as nações....”

- tremer nações significa abalo e juízo. E isso só ocorrerá na volta de Jesus:

1) ...e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem... (Mt 24.29,30).

2) "Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão." (II Pedro 3 : 10)

b) 2° - No original hebraico, apesar do verbo ba'a (virão) está na 3ª pessoa do plural completo, mas o adjetivo (Desejado) está no singular, indicando alguém.

2. Um Paradoxo (contradição): Os sinais da vinda de cristo se cumpre e o povo esfria sua esperança

a) Vivem hoje como se Cristo fosse voltar...

3. O apostolo Paulo no deu o maior exemplo de e esperança e perseverança na volta de Cristo

a) Iniciou seu ministério em 48 d.C. E ainda naquela época pregava e esperava a volta de Cristo.

- Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor (Ts 4.16,17).

- Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda (II Tm 4.7,8)

b) Empregava a primeira pessoal do plural para demonstra sua esperança na vinda de Cristo – 1 Ts 4.17.

Autor: Gleison Elias Pereira





#################
###################
#####################


Cair no Espírito





"Cair no Espírito", “Renovo” ou “Visitação” são os termos mais comuns usados para referir-se ao desfalecimento experimentado por uma pessoa ao ser ungida com óleo ou ao receber uma oração, com ou sem imposição de mãos.

- É um assunto polêmico, sem dúvida, com gente contra e a favor, com explicações e interpretações variadas, de acordo com a formação teológica de cada um.

- Alguns chegam até a dizer que isso é coisa do diabo, mas devemos sempre ter um certo cuidado ao julgar qualquer assunto, inclusive este, pois, encontramos na Bíblia muitos registros em que pessoas desfaleceram diante da presença de Deus:

- O povo inteiro caiu “sobre suas faces”, diante da glória de Deus – Lv 9.24.
- Manoá e sua mulher, ao ver um anjo, “caíram em terra sobre seus rostos” – Jz 13:20.
- O povo inteiro caiu, novamente – I Rs 18.39.
- Daniel caiu sobre o seu rosto num profundo sono – Dn 10.9.
- Os discípulos, na transfiguração, caíram sobre os seus rostos – Mt 17.6.
- Os soldados que foram prender Jesus caíram por terra – Jo 18.4-6.
- Os guardas que crucificaram Jesus ficaram “como mortos” – Mt 28.4.
- Saulo caiu em terra, tremendo e atônito – Atos 9.4-6.
- O apóstolo João caiu como morto ao ver o Cristo Glorificado – Ap 1.17.


I. ESSE FENÔMENO, HOJE, NÃO PODERIA SER APENAS FRUTO DE UMA FORÇA PESSOAL, COMO A HIPNOSE?

- Sim, se consideramos, biblicamente, que a presença, a glória e o poder de Deus podem produzir esta reação em algumas pessoas, temos que considerar, também, que homens mal intencionados (e o próprio diabo) tentarão reproduzi-la por outros meios, ou, até mesmo, falsificá-la.


- Mas, não é tão difícil distinguir o falso do verdadeiro: O que é de Deus glorifica somente o nome de Jesus.

II. NÃO PODERIA SER UMA POSSESSÃO DEMONÍACA?

- O fenômeno do “cair no Espírito” é bem diferente do fenômeno de possessão demoníaca. Com um pouco de discernimento fica fácil distingui-los.

III. O QUE A PESSOA SENTE, QUANDO "CAI"?

- Isso varia de pessoa para pessoa. Alguns ficam surpresos (e até com vergonha), pois não esperavam por isso.

- Outros, após o desfalecimento, ficam simplesmente deitados por um tempo relativamente pequeno, até se recuperarem, e logo se levantam, sem experimentar algum sentimento mais forte ou especial.

- Há os que têm reações diversas, como riso e choro, ou ficam em silêncio profundo, como que desmaiadas, ou têm uma "sensação de uma enorme leveza e alegria".

- Uns poucos manifestam os chamados dons espirituais carismáticos, como a diversidade de línguas, visões etc.

IV. O QUE MUDA NA VIDA PESSOA?

- Isso depende da pessoa. Alguns se levantaram para ser bênção, como o apóstolo Paulo, mas, para outros, nada muda, como os soldados que foram prender Jesus.

V. É CERTO ALGUÉM DESEJAR TER ESTA EXPERIÊNCIA?

- Mais uma vez, se consideramos, biblicamente, que a presença de Deus pode produzir tal fenômeno em algumas pessoas, não vejo nenhum problema em desejá-lo.



Autor: Pr Ronaldo Franco
Via:
http://www.estudosgospel.com.br/





==============
===============
================
=================