segunda-feira, 31 de outubro de 2011



TRIUNFANDO SOBRE

OS TRAUMAS

DA INFÂNCIA




INTRODUÇÃO:

Texto Bíblico: I Crônicas 4:9-10


1. Podemos viver uma vida normal ou uma vida extraordinária: Muitos vivem apenas 10, 20 ou 30% do que poderiam viver.

2. Podemos viver as bênçãos de Deus ou apenas saber que elas existem: Muitos não sabem como viver as bênçãos de Deus em sua vida.

3. Podemos mudar nossa história ou apenas deixá-la acontecer: Uma história sem acontecimentos marcantes não inspiram ninguém à vida extraordinária.

I. QUEM ERA JABEZ (I Crônicas 4:9):

- Entre os mais de 500 nomes que cercam o breve relato de Jabez encontra-se um precioso tesouro escondido.

- O texto sagrado tem lições magníficas com uma redação tão resumida.

1. A história de Jabez é uma das biografias mais curtas da Bíblia: A história deste jovem interrompeu bruscamente uma extensa lista de nomes num capítulo que parece tedioso por ser uma longa lista genealógica.

2. Jabez recebeu um nome pejorativo: O nome de Jabez significa “Ele causa dores”, um nome que todo garoto odiaria. Além disso, ele sofria com as dores.

3. Jabez teve sua vida determinada pela dor de sua mãe: A própria mãe de Jabez o limitou à dor. Ela não acreditava no futuro do filho, nem no seu progresso. Ela escolheu o nome que lhe moldaria a vida por ter-lhe dado à luz com muita dor.

4. Jabez foi mais honrado do que seus irmãos: A história bíblica de Jabez inicia com o estado final ou conclusivo de sua vida, “Ele foi mais ilustre do que seus irmãos”. A oração fez toda a diferença na vida dos jovens. A oração enobrece, transforma e liberta.

II. TRIUNFANDO COMO JABEZ (I Crônicas 4:10):

- A oração é poderosa quando feita de maneira certa, com a intenção certa à pessoa certa. Aprendamos com Jabez alguns princípios que transformarão nossos traumas e limitações numa vida extraordinária, intensa e cheia de realizações.

1. Ore urgentemente pelas bênçãos de Deus sobre você: Embora Jabez tivesse motivos de sobra para passar a vida se lamentando, ele reage pedindo a Deus por Suas bênçãos.

2. Peça urgentemente que Deus amplie suas fronteiras: Jabez pediu mais oportunidades, que implicariam em mais responsabilidades. Ele queria trabalhar mais, influenciar mais, fazer mais. A preguiça trás suas conseqüências, o trabalho suas recompensas.

3. Suplique urgentemente pela direção de Deus: Jabez entendeu a importância de ser conduzido por Deus a fim de se livrar da situação em que se encontrava. A mão de Deus é a expressão bíblica para expressar a presença e o poder de Deus a Seus servos.

4. Clame urgentemente pela proteção de Deus: Jabez entendeu que precisa de Deus para ser livre do mal causado na infância. E por isso pede que Deus o proteja a fim de ser livre da dor.

CONCLUSÃO:

1. O resultado da oração de Jabez já foi apresentado no início de sua biografia. No entanto, depois de sua oração o autor bíblico acrescenta: “E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido”.

2. O resultado da oração de Jabez nos mostra que Deus está disposto a responder a oração de todo àquele que sinceramente O busca. Ao orarmos ao Deus Todo-poderoso passaremos de uma vida normal para uma vida extraordinária.

3. O resultado da oração de Jabez mostra a importância de recorrer a Deus em oração. A oração de Jabez não é uma reza, é um exemplo a ser seguido. Siga a veja o resultado!


AUTOR E FONTE: Pr. Heber Toth Armí / http://portal-biblico.blogspot.com/search/label/ORA%C3%87%C3%83O





+++++++++++++++
++++++++++++++++
++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++


Valores que
não podem
ser esquecidos

Texto Base: Lucas 7





- A sociedade moderna busca uma alternativa para atenuar a desigualdade social, fome, violência. Isto porque chagamos ao caos social, urbano e humano.


O ser humano se tornou:

Amoral.
Individualista
Irreconciliáveis.

- Todas as esferas da relação humana estão deterioradas, inclusive a esfera religiosa (meio evangélico).

- O que percebemos neste ponto é:
Deus sendo um instrumento para satisfazer nossos deleites.

- O crente sendo valorizado pelo que tem e não pelo que é diante de Deus.
A falta de submissão a Deus.

- Acredito que o evangelho tem um caminho de vida para a nossa transformação enquanto pessoa, crente e servo diante de Deus.

Mas que alternativa é essa?

1. Faça o bem. (v.2)

- Ali estava o servo de um centurião, doente e quase a morte, a quem seu senhor estimava.

- Uma pesquisa feita por um grupo de Psicólogos americanos sobre pessoas que fazem bem as outras, constatou-se que:

- Pessoas que fazem bem as outras, aumentam a sua capacidade imunológica, isto é, o organismo fica mais resistente para combater doenças.
- A estima do indivíduo se mantém no alto.

- Essas pessoas tem uma harmonia maior consigo mesma e o mundo.
(Gálatas 6.10)

- Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos da família da fé.

2. Tenha fé.. (v.3)

- Ele ouviu falar de Jesus e enviou-lhe alguns líderes religiosos dos Judeus, pedindo-lhe que fosse curar o seu servo.

- A Medicina da alma. (Junho 2005)

- Pessoas que adotam práticas religiosas ou mantêm alguma espiritualidade apresentam:
40% menos de chance de sofrer hipertensão,

- Tem um sistema de defesa mais forte,
São menos hospitalizadas,
Se recuperam mais rápido e tendem a sofrer menos de depressão.

Obs. Estudos comprovam que a fé proporciona menos comportamentos auto destrutivos como suicídio, abuso de drogas e álcool, menos stress e mais satisfação.
(Hebreus 11.6)

- Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.

3. Seja relevante no contexto onde você está. (v.4-5)

- Chegando-se a Jesus, suplicaram-lhe com insistência: “Este homem merece que lhe faças isso, porque ama a nossa nação e construiu a nossa sinagoga”.

- Hoje, o nosso grande desafio é colocar em prática os princípios estabelecidos por Deus através de sua Palavra.
(Atos 13.36)

- Tendo, pois, Davi servido ao propósito de Deus em sua geração, adormeceu, foi sepultado com os seus antepassados e seu corpo se decompôs.

4. Reconheça na história de sua vida o Senhorio do Senhor Deus. (v.6-7)

- Jesus foi com eles. Já estava perto da casa quando o centurião mandou amigos dizerem a Jesus: “Senhor, não te incomodes, pois não mereço receber-te debaixo do meu teto. Por isso, nem me considerei digno de ir ao teu encontro. Mas dize uma palavra, e o meu servo será curado”.

- Entregar o controle da vida a Jesus é a melhor decisão para se tomar.
(Lucas 7.10)

- Então os homens que haviam sido enviados voltaram para a casa e encontraram o servo restabelecido.

Com Cristo tudo se faz novo!


AUTOR: Por José Manuel Monteiro Junior




+++++++++++++++++++
+++++++++++++++++
++++++++++++++++
+++++++++++++++
++++++++++++++