terça-feira, 25 de outubro de 2011







Quatro Conselhos
Dados Diante
da Boa Notícia.

Texto: I Coríntios 15. 58.

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor”.



Introdução.

- Boas notícias, quem não gosta delas?


Algumas delas marcaram minha vida:

1. A Boa notícia de que passei no vestibular.
2. A Boa notícia de que fui aprovado no concurso público.
3. A Boa notícia de que milagrosamente meus pulmões ajudados pelos antibióticos venceram a pneomunia. (Nem deficiência e nem morte).
4. A Boa notícia de que era para mim que ela realmente estava olhando, e que os sentimentos estavam realmente sendo correspondidos.
5. A Boa notícia de que foi definido nosso estágio, no último mês do seminário.
6. A Boa notícia de que Deus confirmou nosso ministério nesta igreja.
7. A Boa notícia das chegadas de nossos filhos.
8. A Boa notícia do crescimento da igreja, etc. Quantas boas notícias. Gosto delas.

- Qual a boa notícia dada pelo apóstolo aos irmãos da igreja?

“O vosso trabalho não é vão no Senhor”. Note.

Ele está dizendo:


- O que vocês fazem para Deus não passa despercebido.
- O que vocês fazem para Deus tem valor.
- O que vocês fazem para Deus não é inútil.
- O que vocês fazem para Deus transcende esta vida.
- O que vocês fazem para Deus não fica perdido no mar do esquecimento.


“O vosso trabalho não é vão no Senhor”.

- Isaías 53 é um dos capítulos mais tristes de toda a bíblia, mas o mais promissor também. É o mais triste pois retrata os sofrimentos suportados por Cristo ao ponto de Ele ficar desfigurado. Sem ser reconhecido.É o mais promissor pois relata uma das promessas mais lidas feitas ao Senhor Jesus Cristo.


“O trabalho de sua alma verá e ficará satisfeito”. 53.11. Novamente. “O vosso trabalho não é vão no Senhor”.

- Quanto trabalho esta semana, não é irmãos? Os cozinheiros, os evangelistas, os secretários, os do esporte, os da EBF, os da orção, os dos cultos, os da limpeza, os do som, os dos lares, as fotos, etc. “O Vosso trabalho não é vão no Senhor”. Que boa noticia. Mas, como devemos nos comportar diante desta boa notícia?

Vejamos os conselhos deste verso da palavra de Deus.

I - Em primeiro lugar, Mantenham-se firmes. 58a.

- O lugar mais perigoso de uma montanha para um alpinista, é o pico, por que a próxima atitude pode ser a de descer, e é na descida que muitos morrem por descuido”.

- Por isso o conselho: Mantenham-se firmes.


Como podemos nos manter firmes em nossa caminhada com Deus?

- Primeiro, Mantendo nossos olhos no lugar certo. “Olhando para Jesus”. “Se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz”.

- Segundo, Mantendo nosso coração cheio do alimento certo.
- “Guardo no meu coração a tua Palavra”.
- “Uma ovelha bem alimentada não busca alimento no pasto do vizinho”.

- Uma pessoa bem alimentada, dificilmente adoece, e se adoece se recupera mais facilmente.

- Terceiro, Mantendo uma devoção particular verdadeira. “Jó era sincero e temente a Deus e desviava-se do mal”. Jó. 1.1.

- “O melhor de nossa vida cristã é aquilo que só Deus vê”. “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria”.

- Quarto, Andando todos os dias, em todos os lugares, a todo custo, com Deus. “Enoque andava com Deus, e já não era, por que Deus o tomou para si”. Gen. 5. 24. Ilustração.

II – Em Segundo lugar, Sejam constantes. 58b.

- O mesmo apóstolo que aconselha aos irmãos, à constância aqui, a expõe como prática de vida na carta que escreveu aos Filipenses. “Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Se estar abatido, e sei também ter abundância: em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, com a ter fome, tanto a ter abundância como a padecer necessidade”. 4. 11, 12.

- Acredito que a visão determina a ação. Uma visão correta da vida cristã só pode vir de um lugar: Da instrução da boca do Senhor.

- A Boca do Senhor nos instrui que para vivermos uma vida constante, temos que constantemente sermos avivados em nosso coração por Deus. Isto tem a ver com uma vida de oração certa.

- Em Isaías 62. 6, 7, lemos: “Ó Jerusalém! Sobre os teus muros pus guardas, que todo o dia e toda a noite de contínuo se não calarão: Ó vós, os que fazeis menção do Senhor, não haja silêncio em vós, nem estejais em silêncio, até que confirme, até que ponha a Jerusalém por louvor da terra”.

- Vejamos o que aprendemos sobre a oração combustível para uma vida avivada constantemente:

- Primeiro: Oração Perseverante. “Que todo o dia e toda a noite jamais se calarão”.

- Elias orou sete vezes no cume do monte Carmelo antes de as torrentes do céu se abrirem sobre a terra sedenta.

- A igreja apostólica perseverou unânime em oração antes que o Pentecostes acontecesse.

- Os grandes avivamentos sempre foram prececidos de intensa, abundante e perseverante oração. “O quebrantamento é a véspera do avivamento”.

- Segundo, Oração expectante. “Sobre os muros, ó Jerusalém, pus guardas”. Aquele que ora deve ser portar como um centinela. Deve fazer como Habacuque. Orar e ter expectativa.

- É como o lavrador que orou: Senhor da-nos chuva para que as sementes nasçam. Em seguida saiu a semear.

- Terceiro, Oração confiante. “Vós, os que fareis lembrado o Senhor”.

- A confiança na oração está relacionada às promessas que o Senhor nos faz em sua Palavra.

- Orar é repetir para Deus o que ele nos diz nas Escrituras. A oração não é a tentativa de mudarmos o coração de Deus, mas é a decisão de nos enquadrarmos nas promessas da palavra de Deus. O que ora com confiança não tem mais nenhuma razão para ficar ansioso.

- Quarto, Oração fatigante. “Vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descansei”.A ordem é não descansar. “Levantai-vos e andai, porque não será aqui o vosso descanso; por causa da corrupção que destrói, sim, que destrói grandemente”. Mq 2.10.

- Precisamos de vigor e determinação. Muitos que um dia buscaram a Deus com fervor, hoje estão frios e apáticos. Cansaram-se, esgotaram-se, estafaram-se, foram vencidos pelo sono, cansaço, frieza e pelo pecado.

Ilus. Pr.
Quem me deu a primeira bíblia, me ensinou os primeiros passos. Hoje está fora. Martinho Lutero dizia: “Hoje há tanto para fazer, então devo passar uma hora a mais em oração para dar conta de tudo”.

- Paul Young Cho. “70% do seu tempo em oração e meditação, 30% em trabalhos pastorais”. 30 mil membros.

- Quinto, Oração desafiadora. “Nem deis a Deus descanso”.

- A oração que prevalece é ousada e intrépida. Deve ser a oração de Jacó: “Não te deixarei ir se não me abençoares”. Gn 32. 26.

- Devemos orar como o amigo importuno. Devemos bater, bater, bater, até que a porta se abra. Deus quer ser importunado em oração.

- Sexto, Oração que não abre mão da benção. “Até que...”.

- A oração por uma vida vivificada não pode parar no meio do caminho.

- Se Elias tivesse desistido de clamar a Deus na sexta vez, possivelmente as chuvas não teriam vindo sobre Israel.

- Se Naama desistisse de mergulhar no Rio Jordão na sexta vez não teria sido curado. Devemos orar, sem desanimar, sem esmorecer.

- Sétimo, Oração específica. “Até que restabeleça Jerusalém”.

- Deus não precisa ser convencido como um advogado que trabalha quando faz sua defesa. Ele não quer que você lance diante dele todas as provas, testemunhas, etc; de que você está com a razão e por isso merece ser atendido. Não. Deus quer saber qual é o desejo do seu coração. “Deleita-te no Senhor e Ele satisfará os desejos do seu coração”. Sl 37.4.

- Ele quer que você seja claro, objetivo, direto. Muitas vezes Jesus perguntou as pessoas: “Que queres que te faça”. Muitas respostas foram. “Quero ser limpo, curado, quero ver”. Então Ele respondia. Que seja feito assim.

- Não é possível uma vida cristã constante, sem uma constante vida de oração. A oração é para o Espírito o que o Alimento é para o corpo. É isto o que o faz saudável.

III – Em Terceiro lugar, produzam frutos. 58c. “Sempre abundantes na obra do Senhor”.

- O fruto é a esperança de todo lavrador. Nenhum lavrador lança a semente em vão. O mesmo acontece com o Senhor. A semente da Palavra de Deus que nasceu em nós é esperada que através de nós frutifique em outras vidas. Deus não quer ser decepcionado.

- Deus já foi alguma vez decepcionado? Sim. Quando? Isaías 5. 1-7. Narrar a decepção de Deus. Deus não quer que isto aconteça conosco também.

Para isto alguns requisitos são ensinados a nós em João 15.

- Primeiro, É necessário estar em Jesus. Estar ligado. V4.

- Temos que nos certificar de que estamos totalmente inseridos na intimidade com Jesus.

- Segundo, É necessário estar pronto a ser limpo quando preciso. V3.

- Deus não usa vasos sujos. Deus antes de trabalhar através de Nós, trabalha em nós.

- Terceiro, É necessário que a Palavra de Deus esteja em nós de forma abundante e não de forma serôdia. V7.

- A Palavra de Deus é o nosso alimento, é o que nos sustenta, é o que nos direciona, é o que nos dá segurança.

- A Palavra de Deus é viva. Ela vivifica nossas almas. A Palavra de Deus é Luz. Ele ilumina nossos passos.
- A Palavra de Deus permanece para sempre. Ela tira nossos olhos da terra é o transporta ao céu.

- Quarto, é necessário plena consciência de dependência de Deus. V 5.

- Deus é Deus sem nós. E nós sem Deus não somos nada.

- A obra de Deus vai acontecer sem nós. Até mesmo as pedras clamarão. Mas Nós sem Deus não podemos realizar nada que permaneça.

- Deus fez o mundo em que vivemos.
- Deus nos criou com suas próprias mãos.
- Deus nos deu uma família.
- Deus levou alguém para falar de seu amor a nós.
- Deus nos convenceu. Deus operou em nós tanto o querer como o realizar.
- Deus é o que garante nossa chegada segura ao céu.
- Deus nos fez para Ele e nada podemos fazer por Ele sem Ele.

- Todos nós devemos frutificar. E isto sempre nos custará alguma coisa e quando não custar devemos fazer como Davi. “Eu não darei ao Senhor algo que não me custe nada”.

IV – Em Quarto lugar, Mantenham sua memória fresca. 58d. “Sabendo que...”.

- O apóstolo está dizendo: “Vocês já sabem que vocês vão ser recompensados”.

- Jeremias quando passava por grande angustia ao Ponto de Lamentar-se diante de Deus disse: “Quero trazer a memória o que me traz esperança”.

- Devemos aprender a nos relembrar a nós mesmos.
- Devemos trazer a nossa memória às delícias que o Senhor nos tem prometido na eternidade. Há porém um detalhe. O trabalho que não será inútil é o que for realizado “No Senhor”.

- Que isto significa? Que há trabalhos feitos, não no Senhor. Justamente por isto há o tribunal de Cristo, para averiguar os trabalhos feitos no Senhor e os trabalhos feitos na nossa própria força.

- Apenas os que trabalharam “No Senhor, Para o Senhor, Pelo Senhor, No Poder do Senhor, Para Glória do Senhor”, receberão Galardão.

- Por isso devemos manter a memória fresca.


O que estou fazendo por que estou fazendo?

Primeiro, faça realmente tudo para Glória do Senhor. Coríntios 10:31. “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus.”

Segundo, faça realmente tudo com amor.

1 Coríntios 13:1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos e não tivesse caridade, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.1 Coríntios 13:2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse caridade, nada seria.1 Coríntios 13:3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse caridade, nada disso me aproveitaria.


Terceiro, Faça realmente tudo na força que Deus dá.

2 Samuel 22:3 Deus é o meu rochedo, e nele confiarei; o meu escudo, e a força de minha salvação, e o meu alto retiro, e o meu refúgio.

Conclusão.

A Boa Notícia é: “Nosso trabalho não é vão, no Senhor”.

- O Senhor está perto.O Senhor está olhando.
- O Senhor está esperando suas realizações.
- O Senhor está querendo recompensar você. Diante disto: Sejamos firmes.Sejamos constantes.
- Sejamos produtivos.
- Mantenhamos a memória fresca, pois, sabemos que o Senhor nos recompensará.

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que no Senhor o vosso trabalho não é vão”. Amém.


FONTE: http://www.ibvilateixeira.com.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=101&Itemid=115






################

###############

###########