sexta-feira, 7 de outubro de 2011



Propósito das
Células nos Lares


TEXTO: Atos 2.42-47




INTRODUÇÃO

- Nós temos que buscar hoje para as nossas igrejas o modelo da igreja primitiva descrita em Atos dos Apóstolos.

- A Igreja Primitiva se reunia no templo (em Jerusalém – At 2.46) e nas casas.

- A Igreja não é um prédio, mas as pessoas que compõem o corpo de Cristo. Portanto, independentemente de onde um grupo de cristãos estiver reunido (no templo, em uma casa, em um ginásio, em um estádio ou debaixo de uma árvore), ali está reunida a Igreja do Senhor Jesus – ler Mt 18.20.

- Vamos analisar os seguintes versículos que falam das igrejas nas casas: At 2.46; 5.42; 20.20; Rm 16.3-5; 1 Co 16.19; Cl 4.15.

TRANSIÇÃO

- Através da Bíblia podemos aprender quais os propósitos da igreja nas casas (células):

I.) CRESCIMENTO ESPIRITUAL

- Adoração – Jo 4.20-24

- Oração – At 2.42

- Conhecimento da Palavra – 2 Tm 2.15

- Discipulado – 2 Tm 2.2 (Quatro “gerações” de discípulos: Paulo, Timóteo, homens fiéis e idôneos que instruiriam outros).

- Capacitação – Ef 4.11,12

II.) COMUNHÃO

- Tudo o que já foi citado acima e mais …

- Mutualidade – Os mais de 50 “uns aos outros” e “entre si” do N.T.

- Refeição, Ceia, também chamada de festa do “ágape” (amor) – At 2.46; 1 Co 11.17-22

III.) SERVIÇO

- Dons – Rm 12.4-8

- Ministérios – 1 Co 12.4-11

IV.) EVANGELIZAÇÃO / MULTIPLICAÇÃO

- Evangelizar – Mt 28.19,20 (A ordem é “Ide”, ou seja, sair e não ficar esperando!)

- O propósito principal da célula deve ser a multiplicação. Sem a multiplicação, todos os propósitos anteriormente citados ficam incompletos

- Assim como o verdadeiro fruto da macieira não é uma maçã e sim uma nova macieira, assim o verdadeiro fruto de um grupo não é mais um cristão, mas sim mais um grupo; o verdadeiro fruto de uma igreja não são novos grupos, mas novas igrejas; o verdadeiro fruto de um líder não são seguidores, mas novos líderes; o verdadeiro fruto de um evangelista não são convertidos, mas sim mais evangelistas! (Christian Schwarz).

CONCLUSÃO

- Se seguirmos o modelo bíblico da igreja primitiva certamente Deus nos abençoará!

- A questão é: “Será que queremos verdadeiramente seguir o modelo bíblico?

- Estamos dispostos a pagar o preço?

- Estamos dispostos a sair de nossa ‘zona de conforto’ para isso?

- Estamos dispostos a obedecer ao ‘Ide’ de Jesus?”

- A nossa resposta sincera a estas questões determinarão o nosso sucesso ou a ausência dele! Que Deus nos ajude!

AUTOR: Pr. Ronaldo Guedes Beserra.



+++++++++++++++

+++++++++++++++

+++++++++++++++

+++++++++++++++

+++++++++++++++







CURA PARA
A "LEPRA"

Texto: Lc 5.12-14



Introdução


- Caso envolvendo o goleiro Bruno. Pessoas estão leprosas por causa do pecado, da avareza, do egoísmo, do poder, da sensualidade, etc.

- Existem lepras como enfermidades, problemas familiares, problemas financeiros, problemas espirituais, etc. situações tão terríveis que podem ser comparadas com um caso de lepra! Todavia, o pior tipo de lepra é o pecado, é a corrupção do ser humano, é a independencia do ser humano em relação ao seu Criador.

- Você tem enfrentado algum tipo de lepra em sua vida. Que tipo de lepra você tem enfrentado?

Transição
Passos para ser curado de “lepra”

I.) Vir em direção a Jesus (KJ); Vir à presença de Jesus (RA) – v. 12

- “O homem doente e transfigurado por uma doença que o excluía socialmente, contrariando a Lei (Lv 13), busca a Jesus com todas as suas forças como única solução para seu grave problema” (Comentário KJ).


- Aquela era a oportunidade daquele homem; hoje é a sua oportunidade!

- Dar um passo em direção a Jesus, ter a iniciativa de procurar, buscar a Jesus.

- Muitos estão leprosos, mas não dão um passo em direção a Jesus.

- Exemplo da mulher com fluxo de sangue.

II.) Contemplar a Jesus (KJ); Ver a Jesus (RA) – v. 12

-Olhar para Jesus – Hb 12

- Se aprofundar no conhecimento a respeito de Jesus através da leitura dos evangelhos.

- Ouvir os seus ensinamentos, contemplar sua misericórdia, sua compaixão, seu zelo, sua santidade, seu poder, seu amor (na cruz), sua vitória (na ressurreição) que é nossa vitória, sua intercessão por nós, sua eminente volta, etc.

III.) Se humilhar diante de Jesus – v. 12

- Prostrou-se com o rosto em terra e suplicou (orou com intensidade).

- Significa se quebrantar, se tornar completamente dependente de Jesus

- Sem mim nada podeis fazer (Jo 15)

- Descer do nosso orgulho, de nossa auto-suficiencia, do salto alto e reconhecer que por nós mesmos não não podemos nada, não temos poder algum!

- Que homem pode acrescentar um côvado à sua existência? Nem o Presidente dos EUA pode. Somos todos iguais. Jesus é tudo. Temos de nos humilhar diante dEle.

IV.) Reconhecer a soberania de Jesus – v. 12

- “se quiseres”; (RA); “Se for da tua vontade” (KJ)

- Se submeter à vontade de Deus, se render, se entregar, abrir mão, etc.

- “Ele se aproxima do Senhor com … vontade de obedecer ao que Jesus lhe mandasse fazer …” (Comentário KJ)

- Oração do Pai Nosso – Seja feita a tua vontade.

- Jovem rico não quis se submeter!

V.) Ter fé em Jesus, no poder de Jesus – v. 12

- “sei que podes me purificar” (KJ)

- O seu nome está acima de todo o nome. Diante dEle todo joelho se dobrará e toda lingua o confessará (Fp 2).

- Todo o poder me foram dados nos céus e na terra … (Mt 28)

- Poder para curar, poder para salvar, para perdoar pecados, para dar a vida eterna!

- Jo 14.6

Conclusão

- Depois de termos sido curados da “lepra” devemos “servir de testemunho ao povo” (v. 14).

- Ver alguns comentários quanto a este verso … 14

- Penso que Jesus não estava impedindo o homem de testemunhar, mas “Jesus tentava evitar que o povo interpretasse mal sua pessoa e ministério, pois muitos o aclamavam como grande curandeiro, milagreiro e líder nacionalista revolucionário, que era a visão simplista que alimentavam quanto ao Messias prometido” (Comentário KJ).


AUTOR: Pr. Ronaldo Guedes Beserra






+++++++++++++
+++++++++++++
+++++++++++++