terça-feira, 20 de setembro de 2011



COMEÇANDO FORTE
PARA TERMINAR
COM VITÓRIA!

Neemias: Ne 4.6-11.




INTRODUÇÃO

- Infelizmente muitos crentes, desanimam fácil. Muitos são bons de iniciativa e péssimos de “acabativas, acabamento”...

- Ficam apenas nas palavras “Neste ano eu vou...” e chega fevereiro já estão jogando a toalha!

- Tenho uma proposta nessa noite para você começar forte e concluir com vitória...

- O que você é, é um presente de Deus para você; o que você faz consigo, é um presente seu para Deus. Provérbio dinamarquês

Como começar forte e concluir com vitória...

I - Deus merece o melhor de você.

- Ele o formou para um propósito e espera que você faça o máximo com aquilo que recebeu.

- Ele não quer que você se aflija ou cobice talentos que não tem.

- Quando você tenta servir a Deus de forma não natural, é como forçar um pino quadrado em um buraco redondo. É frustrante e produz resultados limitados.

II - Descubra sua Habilidade

- Não deixe que o sol se escureça (eclipse) ou que se passe outro dia.

- Comece a averiguar (avaliar) seus dons e habilidades

- Faça uma lista. Peça às outras pessoas uma opinião justa.

- Diga-lhes que quer descobrir a verdade, não ganhar elogios.

- Você descobre seus dons ao se envolver no ministério.

- Tente ensinar, liderar, organizar, tocar um instrumento ou trabalhar com adolescentes.

- Quando não der certo, chame de “experiência”, não de fracasso. Em algum momento, você irá desco­brir no que é bom.

III – Exerça sua habilidade

- A parábola dos talentos, contada por Jesus, demonstra que Deus quer que façamos o máximo com o que ele nos dá.

- Devemos cultivar nossos dons e habilidades, manter nosso coração em chamas, e ampliar nossas experi­ências para que sejamos cada vez mais eficientes em nosso serviço.

- Se você não exercitar os músculos, eles enfraque­cem e atrofiam.

- Jesus ensinou a parábola dos talentos para enfatizar essa verdade. Aludindo ao servo que falhou em utili­zar um talento, o mestre disse: “Tirem o talento dele e entreguem-no ao que tem dez” Mt 25.28

- Deixe de usar aquilo que lhe foi dado, e você o perderá.

- Use a habilidade que possui, e Deus a aumentará.

CONCLUSÃO

- Meu irmão, pense bem como você tem vivido...

- Quantas coisas mal acabadas existem para trás em sua vida?

- Jesus não deixou pela metade o que veio fazer aqui na terra, em sua oração ele disse ao Pai: “Eu te glorifiquei na terra, completando a obra que me deste para fazer.” Jo 17.4




Autor: Pastor Weisder Barros





###################
##################
#################
################
###############
##############



Fazendo missões

TEXTO: 1 º Pedro 2.9




INTRODUÇÃO

Missões é expressão do amor de Deus. A essência de Deus é amor. O maior ato de amor é dar a sua vida pelo outro. O amor move os nossos corações pelos outros para ajudá-los, através de atos concretos e interesses genuínos, a compreender o amor de Deus.

Vejamos alguns aspectos da nossa missão.

I - AMOR

1 - A fé opera pelo amor (Gal 5.6). Essa afirmação das Escrituras explica o principio ativo (eficaz) de missões.

2 - Quando amamos de verdade algo misterioso é comunicado ao coração do outro e aí então acontece a conversão, vontade de servir, de imitar a fé do outro, de viver para Cristo.

3 - A fé meramente intelectual é fria, não gera vidas transformadas, apenas convence a mente. Não muda radicalmente o coração. A tendência é tornar-se morta. Ser reformado é bom, mas ser transformado é melhor, ser calvinista é correto, mas amar o próximo agrada mais a Deus.

II - RELACIONAMENTO AMOROSO

1 - Missões não é estratégia. É relacionamento amoroso. Muitos lêem livros sobre evangelismo, métodos e técnicas mas são pouco eficazes na evangelização.

2 - Outros nunca leram um só livro sobre o assunto mas são frutíferos porque os seus corações estão cheios de amor fraternal e prontos a suprir certas necessidades.

3 - O que está no coração transborda para o outro. Amor é o melhor método evangelístico. O amor é mais forte que o poder das trevas.

III - Missões não é programa.

1 - É estilo de vida. Não estamos falando de missões porque recentemente tivemos um mês (agosto) dedicado a isso.

2 - Queremos viver missões. Para isso, precisamos pedir a Deus um coração e uma mente missionária para imitar o que Paulo viveu.

IV - Missões é para manifestar a Glória de Deus.

1 - Não estamos buscando adeptos para a nossa religião.

2 - Não estamos querendo ser a maior e a mais importante igreja da cidade, nem estamos a procura de poder ou prestígio.

3 - Queremos obedecer a Palavra de Deus.

CONCLUSÃO:

- Precisamos ter a doutrina correta e o coração sensível ao mundo perdido. Quem não está se esforçando para ganhar outros, está desobedecendo ao Senhor.

- Faça de seu trabalho, estudo, lazer, uma ponte evangelística. A alegria de Deus é receber um pecador que se arrepende.





=======
=========
============
================
====================
=====================