quinta-feira, 15 de setembro de 2011



VENCENDO AS
IMPOSSIBILIDADES


Amós 9: 11-15




- Quantas pessoas estão enfrentando crises?

- Quantas nações estão em guerras?

- Quantos governos com dificuldades?
Economias frustradas? Pessoas desempregadas? Empresas com problemas financeiros?

- O povo de Israel por muitas vezes foi oprimido, foi escravo no Egito, cativos na Babilônia, mas mesmo assim nunca perderam a esperança de dias melhores, de terem vitórias, de vencerem todos os obstáculos.

- Em Jesus é possível viver uma vida de abundância.

- Esse texto de Amós fala que é possível reverter qualquer situação adversa.
Como então vencer as impossibilidades?

Primeiro: ter convicção que você está fazendo a coisa certa.

- Filipenses 3:13-14 “Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma cousa faço: esquecendo-me das cousas que para trás ficaram e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”.

- Esta era a convicção do apóstolo Paulo, quanto a mim, eu avanço, prossigo para o alvo, eu tenho uma meta, um objetivo, eu corro para receber o prêmio, eu luto, eu trabalho, eu me esforço, eu não me dou por vencido.

- O autor de Hebreus 12: 1-2 diz que nós devemos correr a carreira que nos foi proposta e correr com perseverança, com deligência, correr olhando firmemente para Jesus, o autor e consumador da nossa fé.

Segundo: crendo na Palavra de Deus

- João 17: 17 “Santificai-vos na verdade, a tua palavra é a verdade”.

- A palavra de Deus é uma arma de vitória, ela tem poder, autoridade, Deus criou todas as coisas para sua Palavra, nela temos direção, promessas, bênçãos, experiências, consolo como está em Deuteronômios 28: 13-14 “O Senhor te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do Senhor, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir. Não te desviarás de todas as palavras que hoje te ordeno, nem para a direita nem para a esquerda, seguindo outros deuses, para os servires.”.

Terceiro: vencer as impossibilidades, é crer que o tempo da colheita é chegada.

- Amós 9: 13 “Eis que vêm dias, diz o Senhor, em que o que lavra segue logo ao que ceifa, e o que pisa as uvas, ao que lança a semente; os montes destilarão mosto, e todos os outeiros de derreterão.”.

- Estas palavras sublimes do profeta apontam para um dia futuro no qual os judeus serão restaurados à sua própria terra. Será um tempo de paz e da prosperidade.

- Fala também que chegará um dia de bênção em que a produção será tão rápida, que tão logo você acabe de plantar e rapidamente começará a colher.

- Falará de Jesus para as pessoas e elas aceitarão imediatamente, irão crer na Palavra, a Palavra será lançada e não voltará vazia, vai impor as mãos sobre os enfermos e eles serão curados de suas enfermidades.

Esses dias serão gloriosos, dias de esperança, de alegria e de gozo.


AUTOR: Pr. Aristides Alves dos Reis





+++++++++++++++++
++++++++++++++++++
++++++++++++++++++
+++++++++++++++++
+++++++++++++++++



A difícil
sobrevivência
do crente





INTRODUÇÃO:

- Os sobreviventes são chamados de tições tirados do fogo (Am 4.11 e Zc 3.2).

- Para sobrevivermos neste mundo cheio de tanta podridão moral e de pecado que nos causa nojo, temos que nos apegar a Cristo, pois somente com a mão forte e poderosa dele é que poderemos sobreviver.

I - Não é fácil, à primeira vista, ser um cristão autêntico, de testemunho, nos dias atuais.

1 - Além de termos que vencer os três principais inimigos de nossas almas – o mundo, a carne e o diabo –

2 - ainda temos que enfrentar o desafio da própria sobrevivência espiritual. Porém, graças a Deus, temos um que está conosco e Ele é mais forte, mais poderoso, do que aquele que ruge como um leão, querendo nos tragar.

II - Somos considerados, pelo mundo, como lixo e escória de todos

1 - como bem nos deixou escrito o apóstolo São Paulo (I Co 4.13).

- Para uns somos desprezíveis, para outros insignificantes, mas para Deus somos a menina de seus olhos (Zc 2.8).

2 - É verdade que o mundo nos odeia, porém o mais importante é sabermos que Deus nos ama com amor eterno. E é por esse amor que Ele entregou o seu próprio Filho para morrer em nosso lugar.

3 - Então, devemos reconhecer o valor desse amor e fazermos tudo para sobreviver no meio dessa geração perversa e ingrata, que rejeita o que Deus tem de melhor para a humanidade – a salvação proporcionada pelo sacrifício de Cristo no calvário.

III - Nada somos, é verdade, pois a nossa justiça é considerada como trapo

1 - palavras do profeta Isaías (Is 64.6) e, se fizermos tudo o que Cristo nos manda fazer – se é que poderíamos fazer! – ainda somos considerados como servos inúteis, conforme o próprio Cristo assim nos disse (Lc 17.10).

2 - Mas, por outro lado, devemos entender que o cristão que nasceu de novo e foi regenerado pela Palavra de Deus, é um cidadão do céu e, no dizer do apóstolo Paulo, somos mais do que vencedores (Rm 8.37).

3 - Ser vencedor não significa, entretanto, já ter vencido, já ser um vitorioso, mas enfrentar a luta na certeza de que a vitória é certa através daquele que está conosco, Cristo, o nosso comandante.

IV - Fazemos parte da semente que caiu em boa terra

1 - No dizer da parábola do semeador (Mt 13.1-23), mas mesmo assim, na qualidade de sobreviventes, ainda temos que conviver lado a lado com o joio (Mt 13.24-28).

2 -Veja, então, quão difícil é para nós que aceitamos e confessamos a salvação dada por Cristo.

- Além de enfrentarmos os mais cruciais desafios que estão à nossa frente, ainda temos que conviver com o joio, com pessoas que se dizem cristãs, que estão ao nosso lado, mas que só servem para nos envergonhar e atrapalhar a nossa jornada para o céu.

3 - O caso é tão sério que os próprios discípulos pediram a Cristo para retirá-lo do nosso meio, mas Ele, cheio de amor e compaixão, não atendeu a solicitação, dizendo Ele que somente na colheita final é que a separação será feita (Mt 13.30).

CONCLUSÃO:

Que sejamos aquela ovelha que o Bom Pastor buscou, porque, se sobrevivemos, não é por méritos nossos e muito menos por obras que tenhamos feito, mas é pela graça e misericórdia de Deus.


FONTE: http://advideira2011.webnode.com.br/news/a%20dificil%20sobreviv%c3%aancia%20do%20crente/





=
==
===
====
=====
======
=======
========
========
========