sábado, 13 de agosto de 2011



CONHECENDO MELHOR
A DEUS COMO PAI

“O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus”. Romanos 8:16




- O pouco conhecimento de Deus nos leva a termos imagens negativas e distorcidas d’Ele.

- A realidade de um pai terreno, muitas vezes insensível, violento, egocêntrico, exigente que não dá o valor que merecemos, nos dificulta a compreensão de Deus como Pai amoroso, misericordioso, valorizador e perdoador.

- Podemos conhecer melhor a Deus como Pai? Há uma pessoa que se identifique melhor com o amor do Pai celestial?

- Só podemos conhecer melhor a Deus como Pai, através de Jesus Cristo, pois sua vida nos mostra o caráter de Deus como Pai.

“Disse-lhe Jesus: Felipe há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim, vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?” Jo 14:9.

“Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou”. Jo 1:18.

I. DEUS, um pai amoroso

- Amor incondicional. (sem interesses)

- Não pelo que somos.
- Não pelo que temos.
- Não pelo que fazemos.
- Amor eterno. Jer 31:3;
- Amor imutável. Hb 13:8;
- Amor exemplificado por Jesus.

- Todas as pessoas que procuravam a Jesus: ricas, pobres, doentes, aleijados, leprosos, ladrões, cegas… eram acolhidas por Ele que os curava e lhes dava atenção e amor.

- Talvez o amor que você recebeu de seu pai tenha sido interesseiro e passageiro; mas, o amor de Deus Pai, não é assim.

II. DEUS, um pai misericordioso

- Sente compaixão pela fraqueza dos outros. Ele conhece nossas capacidades, nossas fraquezas. Ele conhece nossos pecados. Ele tem misericórdia de nós.

“O Senhor é misericordioso e compassivo; longânime e assaz benigno. Não repreende perpetuamente, nem conserva para sempre a sua ira. Não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniqüidades.Pois quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem. Quanto dista o oriente do ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões. Como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece dos que o temem. Pois ele conhece a nossa estrutura, e sabe que somos pó.”
Sl 103:8-14”.

- A misericórdia exemplificada por Jesus

- Elevando a dignidade:
- Da mulher samaritana. Jo 4

- Da mulher hemorrágica. Mc 5:34

- Da mulher perturbada por espíritos malignos. (Madalena) Mt 8:2

- Restaurando o discípulo arrependido. (Pedro) Jo 21:15-17
DEUS, um pai valorizador

- Ele dá os dons necessários para que possamos prosperar na vida. Ele está sempre ao nosso lado, incentivando, fortalecendo, e acreditando que podemos vencer a todos os embates da vida.

- Talvez ninguém acredite mais em você, pai, mãe, parentes, amigos; mas, Deus Pai conhece o teu coração e a tua sinceridade, e torce para que consigas vencer.

- Você é importante para Deus. Você acha que depois de investir tanto em você, Deus irá abandoná-lo no momento em que você mais precisa?

- “Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com minha destra fiel”. Is 41:10

III. DEUS, um pai perdoador

- Não importa o tamanho do pecado.
- Não importa a quantidade de pecados.
- Não importa a dificuldade em reconhecer o perdão.
- Deus Pai perdoa e restaura o pecador arrependido.

“Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados são como a escarlate, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que são vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã”.Is 1: 18

- O perdão de Deus exemplificado em Jesus:

- Em perdoar a mulher adúltera. Jo 8
- Em perdoar seus inimigos que o crucificaram. Lc 23:34

- Deus, um Pai perdoador, não exige sacrifício, nem punições físicas e espirituais para perdoar os pecados, mas tão somente, um coração arrependido. At 3:19

- Jesus, um dia disse “Eu e o Pai somos um”. A imagem de um pai perfeito, amoroso, misericordioso, valorizador e perdoador, encontram-se na pessoa de Jesus.

- Nossos pais muitas vezes não correspondem aos nossos desejos interiores e nossas carências afetivas. Muitos filhos, talvez nunca receberam de seus pais uma palavra de amor, afeto e valorização.

- Saiba portanto, que Deus te ama, tem misericórdia de ti, te valoriza e te perdoa. Ele só quer o teu bem, tua prosperidade e sucesso.

- Hoje Deus te convida a experimentar o seu amor. Peça para Ele entrar em teu coração e te dar o carinho e amor que necessitas.


AUTOR: Pr. Francisco Nascimento
FONTE: http://pregacoesfn.wordpress.com/2009/07/06/conhecendo-melhor-a-deus-como-pai/





++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++
++++++++++++++++++




OS TRÊS NÍVEIS
DA FÉ

DANIEL 3




Introdução

- Esta historia nos mostra que diante de uma grande adversidade a nossa fé é testada ,e para que ela seja aprovada e conseqüentemente a vitória se manifeste se faz necessário manifestarmos os 3 níveis da fé presentes neste acontecimento sobrenatural que se deu na vida de Sadraque, Meaque eAbede-Nego.

- Três jovens que tinham uma convicção de fé tão forte que mesmo longe de casa, de sua terra natal, mesmo tendo trocado seus nomes não se curvavam diante da proposta do diabo, apesar do perigo que pudessem passar.

Eles manifestaram os 3 níveis da fé :

Contexto Histórico

- Era o decimo oitavo ano do reinado de Nabucodonozor e ele mandou fazer uma imagem mediando 27 m de altura de ouro na Planice de Dura perto da babilônia e ordenou que todos adorassem, após ouvirem o toque dos instrumentos. Convocou todas as autoridades do seu reino para a grande cerimônia e a musica daria o sinal para o ponto alto do culto de dedicação.O decreto do Rei determinava que todos deveriam se prostrar diante da imagem, e aquele que desobedecesse seria jogado na fornalha de fogo ardente.Quando chegou o momento da consagração somente Sadraque, Mesaque, e Abede Nego não se curvaram e por isso foram jogados na fornalha, mas não morreram, pois o Senhor operou grande livramento.

“Todas as vezes que estamos diante de uma situação maior do que nós, temos apenas um caminho para a vitória: Vivenciarmos os Três Niveis de Fé”.

1 - Fé Proclamada

- É uma fé que não titubeia, não vacila, não hesita. Eles não ficaram debatendo para tentarem explicar suas decisões, isto e não enrolaram.

a) Esta questão e inegociável - Responderam Sadraque, Mesaque e Abede-Nego e disseram ao rei Nabucodonozor: Quanto a isto, Não necessitamos de te responder. Se o nosso Deus, a quem nós servimos,querer nos livrar ele nos livrará do forno de fogo ardente e das tuas mãos, ó rei. E, se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste. (v.16,17)

- Muitos cristãos hoje tem um grau de compromisso com Deus tão frágil que até parece que são agentes secretos de Jesus, lá no seu trabalho, na sua família, no colégio, ninguém os conhecem como servos de Deus, sua fé jamais é proclamada, pelo contrario é tímida e camuflada.

b) Jesus proclamou a sua fé no Pai ao passar a maior vergonha na cruz do calvário, sendo Rei morreu como um marginal, tudo porque queria salvar a mim e a você.

2 - Fé Recompensada

a) Eles vivenciaram um dos maiores milagres da bíblia.

"Respondeu e disse: Eu, porém, vejo quatro homens soltos, que andam passeando dentro do fogo, e nada há de lesão neles; e o aspecto do quarto é semelhante ao filho dos deuses." (v.25)

b) Eles Prosperam ainda mais com uma promoção em seus cargos no reinado de Nabucodonozor.

“Então, o rei fez prosperar a Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, na província de Babilônia”. (v.30)

3 - Fé Contagiante

“Falou Nabucodonozor e disse: Bendito seja o Deus de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, que enviou o seu anjo e livrou os seus servos, que confiaram nele, pois não quiseram cumprir a palavra do rei, preferindo entregar os seus corpos, para que não servissem nem adorassem algum outro deus, senão o seu Deus”. (v.28)

"Por mim, pois, é feito um decreto, pelo qual todo povo, nação e língua que disser blasfêmia contra o Deus de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego seja despedaçado, e as suas casas sejam feitas um monturo; porquanto não há outro deus que possa livrar como este." (v.29)

- Uma Fé que pega, que influência, que provoca atração naqueles que não conhecem a Deus. Foi isso que aconteceu com Nabucodonozor. Ele teve que fazer um novo decreto.

- A quem a sua fé tem você influenciado?
- Como as pessoas te vêm?
- Que tipo de discípulo você esta se tornando?

- Tantas questão que te fazem pensar que se você não cumpre a grande comissão (Mc. 16.15) precisa urgentemente se consertar com Deus pois pecado não é só fazer o que é errado mas também deixar de fazer o que é certo!

“Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado”. (Tg. 4.17)


Fonte: http://alexandrepitante.blogspot.com/2010/06/os-3-niveis-da-fe-dn-3.html
Autor: Lourival Matos Pereira





###################
###################
####################
####################