quarta-feira, 6 de julho de 2011



Como lidar com
o drama da depressão





- A depressão é uma doença. Ela atinge todas as faixas etárias, todas as classes sociais e todos os segmentos religiosos.

- A depressão é uma doença grave que desencadeia outros problemas devastadores na vida humana.

- A depressão é uma doença ainda cercada de tabus e mistérios. Há aqueles que atribuem toda doença da mente aos demônios e os que julgam que a depressão é conseqüência direta de algum pecado não confessado.

- Reafirmamos que a depressão pode estar ligada a envolvimento com ocultismo e com pecados inconfessos. Mas, nem toda pessoa que passa por uma depressão está necessariamente vivendo na prática de pecado. Uma pessoa piedosa pode enfrentar uma dolorosa depressão.

- John Piper, em seu livro “O Sorriso Escondido de Deus” fala sobre três homens piedosos: David Brainerd, John Bunyan e William Cowper que sofreram amargamente com a depressão.


- Muitos crentes fiéis passaram e ainda passam pelo vale dessa doença dolorosa.

- O profeta Elias foi um homem levantado por Deus em tempo de crise política e apostasia religiosa em Israel. Ele, ousadamente, confrontou os pecados do rei Acabe, chamou a nação indecisa a colocar sua confiança em Deus e triunfou valentemente sobre os profetas de Baal.

- Elias foi um homem que viveu de forma maiúscula e superlativa. Aprendeu a depender de Deus e a realizar grandes obras em nome do Altíssimo. Mas Elias também tinha os pés de barro.

- Ele era homem semelhante a nós.
- Ele não era um super-homem nem um super-crente. Depois de retumbantes vitórias, Elias ficou deprimido e pediu para si a morte.

Vamos considerar as causas e a cura da depressão de Elias.

1. As causas da depressão de Elias

- Em primeiro lugar, ele tirou os olhos de Deus e colocou-os nas circunstâncias.

- Num dado momento, Elias pensou que sua vida dependia da ímpia Jezabel e não de Deus. Por isso, ele temeu e fugiu. Sempre que tiramos nossos olhos de Deus para colocá-los nas circunstâncias adversas afundamos num pântano de desespero.

- Em segundo lugar, ele entrou na caverna da solidão quando ele mais precisava de pessoas à sua volta.

- A depressão nos prega essa peça: quando mais precisamos de companhia queremos nos trancar nos quartos escuros. Elias dispensou o seu moço, quando mais precisava dele.

- Em terceiro, ele fez uma leitura assaz pessimista da situação à sua volta.
- Ele pensou que somente ele havia permanecido fiel a Deus naquela avalanche de apostasia, mas Deus lhe afirmou que havia mais sete mil que tinham permanecido firmes na fé.

- Em quarto lugar, ele perdeu completamente a perspectiva do futuro.

- Elias pediu para si a morte.
- Ele julgou que o melhor tempo da sua vida havia ficado no passado e que o futuro só lhe reservava um espectro de desespero.

2. A cura para a depressão de Elias

- Deus tratou a depressão de Elias através de vários recursos.

- Em primeiro lugar, Deus o tratou por meio da sonoterapia.

- A depressão deixa a mente agitada.

- Uma pessoa deprimida fica com o corpo cansado, mas a mente não desliga.

- Elias precisou dormir e descansar para sair do buraco da depressão.

- Em segundo lugar, Deus o tratou por meio da alimentação adequada.

- Deus preparou uma refeição para Elias no deserto. Deu-lhe pão e água e ele recobrou suas forças.

- Uma pessoa deprimida, muitas vezes, sente náuseas do alimento. É preciso fortalecer o corpo no tratamento dessa doença.

- Em terceiro lugar, Deus o tratou dando-lhe a oportunidade do desabafo.
- Elias estava dentro de uma caverna, quando Deus lhe perguntou: “O que fazes aí, Elias?”. Deus, assim, o ordena a sair da caverna para destampar a câmara de horror da alma e espremer o pus da ferida. O desabafo é uma necessidade vital para a assepsia da alma.

- Em quarto lugar, Deus o tratou revelando-lhe que o melhor da sua vida estava pela frente.

- Elias pensou que o seu ministério havia chegado ao fim. Mas, ele ainda haveria de ungir um profeta em seu lugar, um rei na Síria e outro em Israel.
- Elias pensou que a vida não fazia mais sentido e por isso, queria morrer, mas Deus o levou para o céu sem que ele passasse pela morte. Deus o arrebatou ao céu num redemoinho e Elias deixou os trapos da depressão para vestir-se com as roupagens alvas da felicidade eterna.


AUTOR: Rev. Hernandes Dias Lopes
FONTE: http://hernandesdiaslopes.com.br/2008/02/como-lidar-com-o-drama-da-depressao/





++++++++++++++++
+++++++++++++++
++++++++++++++
+++++++++++++
++++++++++++


COMO VENCER
A DEPRESSÃO?




Você e eu sabemos o que significa depressão emocional, a tristeza que não vai embora, a perca da alegria, da movimentação. É quando somos tomados de uma melancolia que persiste a nossa alma.

- Mas poucos de nós já ouviu falar de depressão espiritual. Em alguns casos ela é responsável pela depressão emocional.

- Estes dois salmos parecem falar um pouco de cada um de nós. O salmista esta com depressão espiritual.


No salmo 42:5 ele e revela:
Por que estás abatida ó minha alma?
Por que te perturbas dentro de mim?

No verso 11 e no 43-5 ele repete o clamor.
A experiência dele não é isolada do restante da humanidade e da nossa. O próprio Senhor Jesus orou assim certa vez: “A minha alma está profundamente triste (Mc. 14:34a).

No entanto este estado parece não ser normal. O salmista demonstra um inconformismo com o seu abatimento espiritual.

O que deve ser natural em nós é a alegria, pois, este é o fruto do espírito (Gl.5); a ordem bíblica é para que nos alegremos.

Como então se transportar do desanimo para a motivação, da tristeza espiritual para a alegria?


O texto pode nos indicar dois caminhos:

I – CONHEÇER A CAUSA DA TRISTEZA ESPIRITUAL
- Certamente o pecado produz em nós uma tristeza segundo Deus (1 co. 7:10).
- Quem não confessa e deixa o seu pecado experimenta uma tristeza intensa (Sl. 32:3).

No entanto parece não ser o caso aqui Deus está bem espiritualmente:
- Ele tem sede de Deus – 42:1, 2.
- Ele se alegra nas coisas de Deus – 42:4
- Ele ora continuamente – 42:8.

No entanto existem dois a fatores aqui que nos indicam porque ele está tão triste.
- O primeiro pode ser visto
no verso 2 indica que ele está longe da casa de Deus, longe e Jerusalém. Possivelmente ele está no norte da Palestina em Mizar (v.6).
O salmo 137 nos fala da impossibilidade de nos alegrarmos quando estamos em terra estranha (v.4).

- Em segundo lugar ele sofria as palavras duras de pessoas que o cercavam (v. 3,10).

- O teu Deus onde está?
- A falta de conforto espiritual dos irmãos é uma das maiores causas de depressão espiritual dos crentes. Neste salmo o autor reclama tanto a falta do conforto espiritual como as palavras duras dos ímpios (v.3,10; 43:2).

- Assim este homem se sente saudoso da casa de Deus, com necessidade do conforto dos irmãos e entristecido com a dureza da palavras que o rodeiam. A conseqüência é a depressão espiritual.

Será que nos identificamos com o salmista nestes pontos?

II – SABER O CAMINHO DA CURA

• Em cada parte onde o salmista demonstra sua tristeza, ele aponta para a cura de sua alma (42:5, 11;43:5).

• Ele não se entrega ao mau humor, mas ordena a ele mesmo que veja em Deus a solução.

• A sua mente repreende o seu coração, e sua razão ordena à sua emoção que não se abala, mas olha para Deus.

• Ele não aceita a autopiedade ou permite ter baixa-autoestima, mas levanta o rosto para Deus.

• Ele não espera que os homens deixem de atacá-lo ou que lhe confortam, ele entende que precisa tratar com Deus. Ele diz: Espera em Deus.

• O seu auxílio não vem do homem, mas do seu Deus (43:5).

CONCLUSÃO

– A cura para a depressão não é olhar para nossa tristeza interior, nem relembrar o passado, nem ficar pensando nos nossos problemas, mas olhar para o alto, para o Deus vivo. Ele é nosso auxílio e nosso Deus, e se confiarmos nEle agora, logo teremos razão para louvá-lo novamente. Então, como um escritor resume: “a fé repreende o desânimo e a esperança triunfa sobre o desespero”.

Ó alma, por que se abater, espera no Senhor
E ao Seu nome dê louvor.
Louve a Deus, Ele é o meu auxílio,
Louve a Deus, a alegria do meu ser,
louve a Deus, Ele é a minha vida, a razão do meu viver!
Ó alma, porque abater, espera n Senhor;
e ao Seu nome dê louvor.

O salmista nos ensina que se olharmos para nós mesmos ficaremos desanimados; se esperarmos o conforto dos homens, ficaremos decepcionados, se permitirmos que a dureza das palavras dos inimigos nos atinjam, ficaremos esmigalhados (42:10); mas se olharmos para Deus, se esperamos nele, se buscarmos a sua presença, encontraremos auxílio.







*********************
************************
***************************