segunda-feira, 4 de julho de 2011





Avivamento:
consequência
do retorno à Palavra


Neemias 8

“... Vivifica-me segundo a tua palavra’", Sl 119: 25.




- Todo movimento de renovação espiritual sempre esteve intimamente ligado tanto à oração como à leitura e estudo das Escrituras. Não é autêntico o movimento que se diga de renovação, porém não tenha nascido como resultado da autoridade e diretriz das Escrituras.

- A Palavra de Deus é restauradora: “A lei do Senhor é perfeita e restaura a alma”, Sl 19: 7. Ela age de forma poderosa no coração humano, Jr 23: 29.

- Nesta lição você irá estudar três diferentes acontecimentos da história de Israel que mostram a relação que existe entre a Palavra de Deus e o avivamento espiritual.

I - REAVIVAMENTO AO TEMPO DO REI JOSAFÁ

- Josafá foi rei em Judá em c. de 870-845 a.C. Para conhecer mais detalhadamente como foi seu reinado, leia 2Cr 17: 1 a 21. Ele se preocupou com a segurança política do seu reino, fortalecendo-o por causa do perigo dos inimigos. Também promoveu uma reforma judiciária, nomeando juízes para todas as grandes cidades do reino, 2Cr 19: 5. Com isso deixou a Justiça mais acessível ao povo. Foi um administrador muito hábil.

- Além dessa visão de administrador, o rei Josafá passou para a história também como um dos reis de Judá que promoveu reformas religiosas. Ele acabou com a adoração pagã. Sua estratégia para levar o povo a uma verdadeira reforma religiosa foi o ensino da Lei.

- Josafá escolheu pessoas competentes e determinou que fossem de cidade em cidade, ensinando ao povo, 2Cr 17: 7-9. Como resultado, houve consciência de pecado e abandono da infidelidade.

II - REAVIVAMENTO AO TEMPO DO REI JOSIAS

- O livro de II Crônicas 34 a 36 narra um dos maiores avivamentos jamais experimentados por Israel. Foi dirigido pelo jovem rei Josias (c. 639-609 a.C.), que assumiu o trono aos 8 anos de idade e morreu, em batalha, aos 39 anos. Aos 16 anos começou sua vida espiritual e aos 20 fez uma purificação geral em todo o reino de Judá.

- Josias herdou uma nação cheia de ídolos, templos pagãos e bosques dedicados às falsas divindades: Baal, Milcom, Moloque, Astarote, culto aos astros, etc. O povo de Judá estava totalmente na idolatria. Mas, diante de tais abominações, Josias lutou contra a situação degradante e superou os problemas.

a) O valor da oração. Importante papel no reavivamento ocorrido ao tempo de Josias foi a oração. Ainda jovem, ele começou a buscar ao Senhor, 2Cr 34: 3. Consciente da idolatria existente em seu país, lutou contra esse pecado e destruiu todos os altares, v. 7.

b) A redescoberta da Palavra. Além da oração, a descoberta do Livro da Lei foi fundamental para a implementação das reformas, 2Cr 34: 14-18. Ao ouvir a leitura da Palavra do Senhor, o rei humilhou-se diante de Deus, v. 19. Depois, reuniu todo o povo e leu diante da multidão a Lei do Senhor, v. 30. Isso trouxe um grande avivamento espiritual.

- O que isso nos ensina? Que sem Palavra não há avivamento. E também nos ensina que pretensos avivamentos que não se fundamentem nas Escrituras na verdade não procedem de Deus.

III - REAVIVAMENTO AO TEMPO DE NEEMIAS

- Em Neemias 8 está uma das mais belas narrativas bíblicas sobre a relação entre Palavra de Deus e reavivamento. Durante 7 dias, de manhã cedo até ao meio-dia, Esdras e seus auxiliares abriram o livro da Lei, à vista de todo o povo, e davam explicações para que pudessem entender o que se lia, 8: 18. Essa leitura promoveu grande onda de arrependimento, avivamento e uma decisão de obedecerem à Palavra de Deus.

1. Interesse comum, desejo de ouvir e entender a Palavra de Deus, reverência e temor, vv. 1, 3, 18.

2. Homens, mulheres, entendidos ou não, compunham a congregação, v. 2. Não havia acepção de pessoas. O alimento da Palavra é para todas as pessoas, pois todos precisamos da bênção de Deus.

3. O exemplo da liderança, v. 4. Esdras fazia a leitura juntamente com seus auxiliares, os levitas e Neemias, que era o governador. A liderança estava à frente do povo e a leitura era feita de um púlpito construído para esta finalidade.

4. Respeito e temor diante da Palavra, v. 5. O povo colocou-se em pé em atitude de reverência a Deus e respeito à Sua Palavra.

5. Houve louvor e adoração a Deus, v. 6, por parte do dirigente Esdras e do povo. A criatura só presta verdadeiro culto a Deus e cresce espiritualmente quando se prostra e adora a Deus.

6. O entendimento claro da Palavra, vv. 7, 8. Os auxiliares de Esdras, Neemias, e os levitas explicavam ao povo o sentido da lei. Traduziam o seu significado para a linguagem inteligível do povo.

7. Resultados da leitura da Palavra, vv. 9 a 12 - A leitura da Bíblia produziu vários resultados.


- Entre eles: Confissão, arrependimento e renovação do pacto;

Alegria e contentamento, porque haviam ouvido e entendido a Palavra, ficando em paz com Deus e nutridos espiritualmente.




Fonte:
Revista de Estudos Bíblicos Aleluia / http://www.iprb.org.br/estudos_biblicos/estudos_1-50/est26.htm








+++++++++++++++

++++++++++++++++

+++++++++++++++++

++++++++++++++++++


PRECISAMOS DO
FOGO DE DEUS

I Reis 18:30-39




- Li esta semana uma matéria escrita por um grande líder pentecostal, um renomado escritor pentecostal brasileiro, onde ele se lamentava... ele falava da Reminiscência Pentecostal... fala do Fogo de Deus que veio de Los Angeles (Rua Azuza), esse Movimento Pentecostal que abalou o mundo...Ele lembra que há 30 anos o movimento Pentecostal era diferente...e ele conclui dizendo: "Aliás, denunciariam que o mundo entrou na igreja e que os pentecostais precisam ser renovados".



- Deus nos levantou como um Ministério de Avivamento e não existe Avivamento sem o Fogo de Deus...



- Não existe crente avivado sem que ele tenha tido uma experiência com o Espírito Santo (ele pode chamar essa experiência do que quiser... batismo, fogo, enchimento, Selo...). Prepare o seu coração, pois hoje o Fogo de Deus vai descer sobre a sua vida aqui...!!!

I - O FOGO DE DEUS VIRÁ PELA ADORAÇÃO

Antes de entrarmos em Adoração a Deus, mas aquela Adoraçao que vai atrair o fogo de Deus, precisamos antes:

1.1 - Restaurar o Altar: Elias cuidou primeiro, antes mesmo de clamar pelo Fogo, ele restaurou o "altar que tinha sido derrubado" (I Rs 18:30).

- Quem derrubou o Altar?

- Jezabel? Seus profetas de Baal?

- O rei Acabe?

- Quem derrubou o Altar de adoração na sua vida?

- Seu trabalho... seus estudos... tempo para lazer... tempo para descansar... Pecados... Negligência da sua parte...

- Pois hoje é tempo de Restauração de Altar de Adoração!

- Elias não se preocupou em saber quem tinha derrubado o Altar, mas cuidou logo de Restaurá-lo...!!!

1.2 - Restaurar o Altar de Adoração em nossos Lares: Em nossas casas precisamos de um Altar de Adoração!

- A nossa Casa deve ser um Altar de Adoraçao a Deus que funcione 24 H!
- Desligue a TV! Acabe com as brigas e desentendimentos na sua casa! Reúna a família para Adorar a Deus! Implanta uma Célula em Sua Casa!!!

1.3 - Restaurar o Altar de Adoração na Nação: Elias restaurou o Altar de adoração a Deus na nação de Israel, pois aquela nação não mais adorava ao Senhor.

- O povo coxeava entre dois ou mais caminhos...
- O Brasil está restaurando o Altar de Adoração ao Único e Verdadeiro Deus...
- Segundo dados Estatísticos, o Brasil se tornará uma Naçao Evangélica até 2020. Roraima é o Estado da federação que reúne o maior percentual de evangélicos (46,8%), seguido do Amazonas, com 41,9%, Acre, com 39,9%, Rio de Janeiro, com 36,3%, Distrito Federal, com 35,9%, e Espírito Santo, com 35,2%.

1.4 - Restaurar o Altar de Adoração na Igreja: A questão da adoração no Templo está com cada um dos adoradores. Precisamos deixar a função de "Observador, espectador ou consumidor de louvor" e passarmos a assumir a postura para a qual Deus nos escolheu: Adorador!

- Deus tem procurado verdadeiros adoradores que o adorem...!


- Tem Adorador de todo tipo nas Igrejas:

a) Adorador Voador (ele está voando, longe, distante da adoração, sua mente está nos problemas, em casa... );


b) Adorador Preguiçoso: Preguiça de cantar a letra, preguiça de aplaudir, preguiça de ficar em pé...;


c) Adorador Seletivo: Ele seleciona os cânticos que participa, só canta se gostar da música, se aprovar... Só canta quando a letra está no Projetor;


d) Adorador em espírito: Não abre a boca, não mexe o corpo, não aplaude, não dá glória a Deus... ele está em espírito...;


e) Adorador em Espírito e em Verdade: Esse adora com todo o seu ser, com todas as suas forças, com todo o seu coraçao e com todo o seu entendimento. Esse tem prazer em adorar, fica horas e horas em adoração, se assim for possível... Ele é alegre, apesar dos problemas, ele canta, ainda que os instrumentos não estejam funcionando bem, ele não se preocupa se os outros estão olhando para ele, se vão criticá-lo, ele tem um coração quebrantado... (FIQUE PERTO DESSES ADORADORES, pois é lá que o Fogo de Deus vai Cair Pois são esse que Deus procura. São essses que são chamados "Reparadores de Altar de Adoraçao"! São esses que Vao Atrair o FOGO DE DEUS sobre a Igreja, sobre a sua vida, sobre a sua célula...

II - O FOGO DE DEUS VIRÁ PELO SACRIFÍCIO NO ALTAR

Se não houver sacrifício no Altar, Deus não manda seu fogo! Ora, para que Ele mandaria fogo se não tem nada para ser queimado no altar???

2.1 - Oração fervorosa:
- Não foi uma oração simples, rápida, sem entendimento do que se estava orando...
- A Oraçao que vai atrair o Fogo de Deus será uma oração Intensa, Envolvente, Comprometedora... como dizem os pregadores da Universal, uma oração forte...!!!

2.2 - Oferta de Sacrifício sobre Altar:
- Tem uma música que diz... abro Mão dos meus sonhos, dos meus planos, abro Mao dos prazeres e da minha vontade, abro Mao da minha vida por ti... e o sacrifício sou eu...
- Quando Deus diz em Oséias 6:6 que "misericórdia quero e não sacrifício e o conhecimento de Deus do que os holocaustos", Ele está se referindo a sacrifício e holocaustos de animais, mas ninguém se engane que "Terá Fogo de Deus sobre a sua vida"sem sacrifício, sem esforço, sem dedicação, trabalho, jejum, oração, santidade...sem ter que abrir Mão das vontades e desejos da carne... - "Pois a carne milita contra o Espírito e estes se opõem um ao outro..." (Gal 5:17)!

III - O FOGO DE DEUS VIRÁ PELA RESTAURAÇAO DOS PRINCÍPIOS

Elias sabia que para Atrair o Fogo de Deus, o Avivamento de Deus sobre aquele povo, sobre aquela nação, ele precisava restaurar os Princípios de


Deus que tinham sido quebrados e esquecidos:

3.1 - O Princípio da "Exclusividade":
- Deus é exclusivista no sentido de não repartir a Sua glória, a Sua adoração com nada, nem ninguém.
- Deus não aceita que o Seu povo seja "Politeísta, Idólatra"! Ele tem ciúme do Seu povo!
- Por isso que Elias começa dizendo: Se Baal é deus, segui-o...! (I Rs 18:21);

3.2 - O Princípio da Autenticidade:
- Deus é autêntico!
- Deus não se imita!
- Deus não se mistura!
- Deus não se confunde e nem deixa confuso os seus servos!
- Deus não se deixa invocar por "Fogo estranho, nem Fogo Humano (pode fazer fogueiras e mais fogueiras... que se Deus não vier para incendiá-la, nada vai acontecer...

- Ilust.: esse foguinho nosso debaixo do púlpito é só uma ornamentação...não queima..."!

- Ilust.: Os filhos de Arão tentaram produzir fogo e foram lá com fogo estranho para o Altar e Deus os consumiu...!!!

3.3 - O Princípio dos 12:
- Elias tomou 12 pedras significando, simbolizando a restauração da Unidade entre as Tribos de Israel, a restauração do Governo das Tribos..., a Restauração da Glória de Israel!
- Não foi à toa que Jesus escolheu 12. E Não foi à toa que a Igreja Primitiva precisou preencher o M 12 (colocando Matias no lugar do Traidor), para que o Fogo de Pentecostes pudesse vir... (Atos 1:26)!

3.4 - O Princípio da Palavra:
- Elias orou conforme os princípios de Deus contidos na Sua Palavra, Elias AGIU conforme a Palavra... Tudo estava dentro da Palavra... nada foi Inventado por Elias... (I Rs 18:36 "... e que conforme a Tua Palavra tenho feito todas estas coisas")!
- Precisamos Andar, Agir, Decidir conforme a Palavra...!

IV - O FOGO DE DEUS VIRÁ POR UMA LIDERANÇA COMPROMETIDA

4.1 - Um Líder Consciente do seu chamado:
- Elias achava que só ele tinha ficado dos profetas do Senhor e mesmo pensando assim, ele não fugiu com medo, ele não abriu Mao das suas convicções e da sua fé. - Ele não precisou ter a maioria com ele para poder agir... Isso é característica de um Líder conquistador...
- Ele é que vai puxar os outros e não seguir os outros...

4.2 - Um Líder que Sabe o que Quer:
- Elias queria Fogo e só isso importava para ele.
- Ele não pediu outra coisa a Deus senão o Fogo.
- Ele não negociou com Deus, não pediu um substituto, nada o satisfaria se não fosse o Fogo de Deus...!!!

- Ilust.: Muitos deixam de conquistar a sua bênçao, o seu milagre, por não saber verdadeiramente o que quer... começa pedindo a Deus um carro, depois está pedindo recursos para comprar uma casa, depois ele está pedindo para casar... e acaba não conquistando nada...

4.3 - Um Líder Disposto a Arriscar a sua própria Vida para ver o Fogo de Deus Descer:
- Quando o fogo desceu, os profetas de Baal foram mortos... Se o fogo não viesse, seria Elias a morrer...
- Ele estava comprometido com a sua própria vida... - Tem muitos que não estão comprometidos com o Fogo de Deus, não estão comprometidos com Deus, não estão comprometidos com a Sua Igreja...Nao estão comprometidos com a sua Célula...!

- Ilust.: Vemos Jesus comprometido integralmente com o Avivamento, com o Fogo de Deus, com o Plano e Propósito de Deus e para isso Ele oferece a Sua própria vida na cruz... Ele acreditava em Deus, Ele acreditava naquilo que pregava e vivia...!!!

CONCLUSÃO:





=================
==================
===================
====================