sexta-feira, 15 de abril de 2011


Aprendendo a

contar as estrelas

TEXTO: Gn 15:1-6



INTRODUÇÃO:


- Deus chama Abraão para fora para ele contar as estrelas se é que fosse possível, pois assim seria sua descendência, nessa ocasião ele ainda não tinha nenhum filho e a sua mulher era estéril, mas o Senhor tinha uma promessa para vida dele que ele seria pai de multidões, e nesse ano de 2011 o Senhor também te chama para fora, para que você possa contar as estrelas, Ele quer mostrar que também tem grandes promessas para você.

- O Senhor quer realizar os desejos do seu coração (Sl 37:4), quando você tem prazer no Senhor Ele tem prazer em realizar seus sonhos.

Hoje falaremos de 4 motivos pelos quais Deus nos manda contar as estrelas.

1 - DEUS NOS MANDA CONTAR ESTRELAS PARA ALARGAR NOSSO MUNDO PESSOAL (Ef 3:20):

- Enquanto Abraão sonhava em ter um filho, o Senhor preparava uma enorme descendência, O Senhor quer alagar a nossa visão, Ele não quer ver seus filhos pedindo coisas pequenas Ele quer nos ver sonhando, planejando coisas grandes, enquanto você está sonhando em ter um emprego, um curso, um milagre em sua casa, Deus está te preparando algo muito maior, algo muito melhor.

2 - DEUS NOS MANDA CONTAR ESTRELAS PARA NOS REVELAR QUE A PROMESSA E O COMPROMETIMENTO ANDAM JUNTOS:

- Quando Deus chama Abraão para contar as estrelas Ele também quer mostrar que existe um preço a ser pago porque não é fácil olhar para céu e contar as estrelas sem perder a conta, não pense que realizar seus sonhos e projetos será fácil toda promessa existe uma etiqueta com o preço a ser pago, muitas vezes ao começarmos a contar iremos perder a conta e teremos que começar tudo novamente, devemos estar comprometidos em pagar o valor perseverar até o fim até que a promessa se cumpra.

3 - DEUS NOS MANDA CONTAR ESTRELAS PARA NOS LIVRAR DA MEDIOCRIDADE:

- Mediocridade quer dizer viver na média, mas o Senhor queria tirar Abraão da média então Ele o fez contar as estrelas, para contar estrelas precisava de duas coisas:

- primeiro olhar para cima, não tinha como contar as estrelas olhando para o chão pensando pequeno,

- segundo pensar grande, quando ele olhava para cima ele enxergava uma imensidão de estrelas então a única coisa que lhe restava era pensar grande.

- Dessa mesma forma o Senhor não quer que você vivas na média fazendo as mesmas coisas, pensando nas mesmas coisas, devemos renovar nossas mentes e pensar grande.

4 - DEUS NOS MANDA CONTAR ESTRELAS PARA AUMENTAR NOSSA FÉ NO SOBRENATURAL:

- No tempo de Abraão a olho nu se podiam contar três mil estrelas, mas será que o Senhor só tinha três mil descendentes a Abraão?

- Vamos imaginar contar as estrelas de dois pontos de vista, enquanto Abraão enxergava centenas Deus enxergava uma infinidade.

- Temos que olhar, além de onde nossos olhos podem enxergar, temos que olhar pela fé.

Guia do Compartilhamento

Deus tem colocado Sonhos em seu coração?

Você está disposto a pagar o preço? Você está disposto a sair da zona de conforto?




Por Pr. Silvio Galli E-mail prsilviogalli@ibavmaua.com






+++++++++++

+++++++++++++

+++++++++++++++

+++++++++++++++++

++++++++++++++++++




Personagens do

Mover de Deus

TEXTO: II Sm. 6. 1-23



INTRODUÇÃO:


- O texto de II Samuel é um relato do mover de Deus, a vontade de Deus é habitar no meio do seu povo, ser seu conteúdo e satisfação.

- Porém, a forma com que cada um de nós lidamos com esse mover, determina o que iremos receber da parte de Deus.

Quatro personagens que mostra atitude que poderemos ter:

1 – UZÁ (v.6-7)

- Uzá não teve uma experiência agradável, o que era para ser glória se transformou em morte.

- Quatro motivos pelos quais Deus se irou contra ele:

a – Cuidado com a familiaridade com as coisas espirituais:

- A atitude de Uzá em não deixar a Arca cair não foi por zelo, mas por sua familiaridade com ela, por estar há vinte anos em sua casa ele à via como um móvel qualquer esquecendo-se que não podia toca-la, ele já não mais via a Arca como algo sagrado.

- Isso pode ser fatal em nossas vidas, quando nos acostumamos com as coisas sagradas e inconscientes fazemos o que é santo se tornar profano.

b – O mover de Deus não tolera a religiosidade:

- O que realmente matou Uzá foi a religiosidade.

- Religioso é aquele que está acostumado com aquilo que é sagrado.

- Religioso se torna irreverente.

- Irreverência gera: Comodismo, banalização e imprudência

c – Não tente segurar aquilo que precisa cair:

- Uzá estava tentando segurar algo que precisava cair. Para o bem de Davi a Arca deveria cair, pois ele estava trazendo a Arca de forma contrária ao padrão estabelecido por Deus.

- O grande problema é que somos como Davi, temos boa intenção, mas queremos fazer do nosso jeito.

d – Deus quer pessoas que obedeçam as Suas ordens e não que o ajudem em Sua obra:

- Deus não precisa de ajudantes. Ele busca servos que O obedeçam.

- Deus não precisa de ninguém para fazer o que acha melhor, o voluntário pensa que o trabalho é o mais importante, mas Deus diz que o mais importante é a obediência.

2 – OBEDE-EDOM (v. 10-11)

- A Arca ficou 20 anos na casa de Uzá e a Bíblia diz que não aconteceu coisa alguma, porém 3 meses na Casa de Obede-Edom, fez toda a diferença. Deus abençoou grandemente.

a – As coisas de Deus nunca são neutras:

- Para Obede-Edom, a arca simbolizava a Glória de Deus.

- Ele obedeceu e serviu a Deus ao levá-la para sua casa.

b – Obede-Edom recebeu a Arca correndo riscos:

- Ele não se importou com as dificuldades e cuidados que deveria ter, mas se abriu para o desafio do rei em colocar a Arca em sua casa.

c – Ele honrou ao Senhor em ter a Arca em casa:

d – Ele podia receber a Arca porque era um levita:

3 – MICAL (v.16, 20-23)

a – Cuidado quando a forma é mais importante que o conteúdo:

- Mical aponta para aqueles que dizem: “Não precisamos disso tudo para adorar a Deus”.

- Ela amava o rei, não o marido; amava a glória, não a humildade; amava o Senhor, mas não o servo.

- Mical simboliza quem ou aquilo que reprime e intimida sua adoração.

b – Não podemos receber o que não honramos:

- Mical desprezou Davi e não o honrou diante do povo.

- Mical não foi abençoada porque não pode ter, daquilo que desprezava ou criticava.

c – Só há fertilidade no mover de Deus:

- Desprezar a presença da Arca traz morte para uns e esterilidade para outros. Mical nunca teve filhos.

4 – DAVI (At.15.16):

- O tabernáculo de Davi era um símbolo da Igreja no Velho Testamento.

- Ele foi fruto de paixão e profundo desejo pela Presença de Deus. Deus procura por paixão e não por palácios.

a – Sinceridade apenas não substitui a verdadeira espiritualidade:

- Davi sinceramente desejava trazer a Arca do Senhor para Jerusalém, mas ele tentou por meios naturais e até mundanos.

- O carro de boi foi o método usado pelos filisteus que simboliza o mundo.

b – Quando buscamos a Glória de Deus precisamos de persistência:

- Como Davi, somos da geração do rápido fácil e barato. No caminho de aproximadamente 20 km, eles faziam sacrifícios a cada seis passos, levando-os a valorizar o sacrifício de ter a Arca.

c – Não podemos preservar a dignidade e buscar a divindade:

- Mical destacou a dignidade mais do que a divindade. Por isso, a maldição da aridez e da esterilidade foi colocada sobre ela e está sobre todos os que se preocupam mais com os homens do que em agradar a Deus.

- Precisamos ser como crianças que se expressam livremente, para entrar no reino. Portanto, atraia a atenção de Deus e ignore a reprovação do homem.

d – A glória é para aqueles que cultivam uma sede insaciável por Deus:

- Davi clamou: “Como trarei a mim a Arca do Senhor!”

- Que esse possa ser nosso clamor, que sejamos insaciáveis como Davi.

Guia do Compartilhamento

 Com qual dos quatro personagens você se identificou? Por que?

 Em algum momento de sua vida voce ja se deparou com alguém como Mical?

 Em algum momento de sua vida você já foi como Uzá ou Mical? Compartilhe:



Autor: Por Pr Silvio Galli






#################

####################

######################

#######################