quinta-feira, 31 de março de 2011


Sete coisas que

existem no inferno e que

precisamos ter na Igreja


TEXTO: Lc. 16. 19-31


- Muitos não acreditam que possa haver o inferno. Mas o fato é que de todos os escritores do livro sagrado, o que mais fala dele é o próprio Senhor Jesus.

7 COISAS QUE EXISTEM NO INFERNO E QUE PRECISAM EXISTIR NA IGREJA:

1 – NO INFERNO EXISTE UMA VISÃO CLARA DA REALIDADE ESPIRITUAL (v.23):

- Aquele homem rico morreu e foi para o inferno e a primeira coisa que vemos na vida dele, é uma visão clara, os olhos dele se abriram.

- Aquele homem quando estava aqui, vivia numa completa cegueira. Mas de repente no inferno, ele foi tomado de lucidez espiritual, de um esclarecimento.


A visão que ele teve no inferno se baseia em duas coisas:

1º - Existe uma realidade depois da morte: Essa realidade, é o que te leva a crer no Senhor para salvação, pois existe sim um Julgamento e muitos serão condenados para o inferno;

2º - O outro lado da visão, que esse esclarecimento da visão da realidade da vida depois da morte, é o que deve nos levar a ter uma atitude evangelizadora;

- Aquele que é displicente com o evangelismo, é na verdade alguém que não tem esclarecimento a respeito das realidades do espírito, porque se tivesse, não seria indiferente para advertir as pessoas a respeito da vida após a morte.

- Você tem sido atencioso ou displicente em relação ao evangelismo?

2 – NO INFERNO EXISTE SÚPLICA E CLAMOR (v. 24a):

- Podemos pensar que o inferno é um lugar cheio de blasfêmia, mas o texto mostra que o inferno é um lugar cheio de súplica, clamor e grito de misericórdia. Mas lá não terá ninguém para ouvir, não se poderá mais orar ao Pai.

- O rico pede algo para Abraão, mas nós, temos o caminho aberto, podemos chegar diante do trono da graça pelo sangue de Jesus e chamar Deus de Pai, Ele vai responder dizendo que nós somos filhos e vai nos abrir os tesouros do céu.

- É terrível pensar que no inferno há clamor e às vezes, na igreja não há!

- Existe um clamor em seu coração pelos perdidos?

3 – NO INFERNO EXISTE CONSCIÊNCIA DA PRÓPRIA CONDIÇÃO (v.24):

- Mais do que qualquer outra coisa, aquele homem teve a clara percepção da futilidade de todas as coisas, diante do peso da eternidade.

- Ele sabia que estava no inferno por causa de suas escolhas nessa vida.

4 – NO INFERNO EXISTE SEPARAÇÃO (v.26):

- Separação é um princípio vital na Palavra de Deus, o capítulo 1 de Gênesis mostra separação entre o dia e a noite, entre a luz e as trevas, entre águas de cima e águas debaixo, entre a terra e o mar, depois Deus separou Abraão de Ló, Isaque de Ismael, Esaú de Jacó, Deus separou Davi de Saul.

- Hoje, no Novo Testamento, Deus separa, a alma do espírito; Deus separa o que é da carne, daquele que é espiritual; o santo do profano; o filho de Deus e o filho da ira; salvação da condenação;

- No inferno eles entendem bem, que existe separação, lá as coisas são claras, mas muitos de nós não entendemos a separação!

5 – NO INFERNO EXISTE PREOCUPAÇÃO COM A SALVAÇÃO DOS PECADORES (v.27-28):

- Ele estava no inferno e preocupado com os que ficaram aqui.

- Muitos pensam que quem está no inferno, não está preocupado nenhum pouco com aqueles que estão aqui a caminho do mesmo. Mas isso é um engano.

- Quem está no inferno sofrendo em chamas esta preocupadíssimo com aqueles familiares, amigos que estão caminhando a passos largos para a perdição. Este homem estava muito preocupado com sua família.

- Mas, muitas vezes entre nós ignoramos as pessoas da nossa própria família. Pais, irmãos, primos morrendo perdidos e nós não fazemos nada.

6 – NO INFERNO EXISTE ESPÍRITO MISSIONÁRIO (v.27):

- Jesus disse: “Pai envia trabalhadores para a sua seara".

- Precisamos de obreiros, precisamos de pastores, precisamos de pessoas dispostas!

- Foi Ele quem disse: “Pede ao Pai para que envie trabalhadores para a seara, pois a seara está madura, mas os trabalhadores são poucos”.

- No inferno o rico estava preocupado com seus parentes e amigos, não queria que eles fossem para o mesmo lugar.

- Esse homem no inferno tinha um espírito missionário, e esse mesmo encargo precisa estar em nossos corações como Igreja.

7 – NO INFERNO EXISTE O ENTENDIMENTO DO CAMINHO DA SALVAÇÃO (v.31):

-O que aquele rico queria era o seguinte: "Permita alguém que está aqui que está vendo essas coisas horríveis, para que possa voltar para contar lá em cima o tormento que é esse lugar tenebroso, e não venha para cá. Mas Abraão disse: Eles já tem Moisés e os profetas. Porém, o que é gracioso é que foi isso que Deus fez em Cristo.

1 - Jesus é Aquele que desceu do céu – Ele pode nos falar das coisas do céu;

2 - Mas Jesus é Aquele que morreu na cruz pelos nossos pecados e foi enviado ao inferno, diz a Bíblia;

- E esse Jesus que foi ao inferno, ressuscitou! Ele é esse que pode voltar e dizer que existe o céu e o inferno e que você não precisa ir para lá.

Guia do Compartilhamento

Cite o nome de pessoas que você tem orado para que sejam salvos.

O que você fará para levar o evangelho a sua família e aos perdidos?

Por Pr Silvio Galli E-mail: prsilviogalli@ibavmua.com FONTE:
http://www.igrejabatistaaguaviva.com/sede1/modules/eNoticias/article.php?articleID=810


==============

===============

================

=================

==================



Os benefícios de

fazer parte

da Família de Deus

TEXTO: Ef.2.19

Introdução:


- Deus sempre existiu e sempre teve um relacionamento amoroso consigo mesmo; logo, ele nunca esteve só. Ele não precisava de uma família, mas desejou uma; então arquitetou um plano para nos criar, trazer-nos para sua família e dividir conosco tudo o que possui.

- Isso dá a Deus um grande prazer. Quando colocamos nossa fé em Cristo, Deus se torna nosso Pai, nós nos tornamos seus filhos, os outros crentes se tornam nossos irmãos e irmãs, e a igreja se torna nossa família espiritual.

OS BENEFÍCIOS DE FAZER PARTE DA FAMÍLIA DE DEUS:

1 – NA FAMÍLIA DE DEUS MANTEMOS O FERVOR ESPIRITUAL:

- Quando estamos reunidos como Igreja, recebemos algo diferente do que quando estamos sozinhos buscando a Deus, temos que buscar a Deus sozinhos também, mas quando a Família de Deus se reúne, Deus se manifesta de uma forma diferente e mais poderosa.

- Por isso, quando estamos reunidos como Igreja o nosso espírito mantém-se aceso, e continuamos fervorosos de espírito. Uma brasa sozinha, fora do braseiro se apagará.

2 – NA FAMÍLIA DE DEUS RECEBEMOS BENCÃOS ESPIRITUAIS (Mt. 18.20):

- No Pentecoste, os 120 irmãos só receberam porque estavam na hora certa e no lugar certo.

- A unção que se manifesta na comunhão é maior do que a unção individual.

- Evidentemente Deus nos ouve em nosso quarto e podemos experimentar unção sozinhos em oração, mas a unção na congregação é maior, por isso sua experiência pode ser mais intensa.

- Por isso, o Senhor disse que “onde houver dois ou três reunidos no nome dele, ali ele estará no meio deles” (Mt 18.20).

- De certa forma, estar fora da comunhão é o mesmo que estar distante da Presença do Senhor.

3 – NA FAMÍLIA DE DEUS SOMOS PROTEGIDOS ESPIRITUALMENTE (Ec. 4.9-12):

- Nem é preciso discutir a inutilidade de um soldado que vai sozinho para a guerra.

- No campo de batalha quem guardaria a nossa retaguarda? Na guerra nós nos protegemos mutuamente e lutamos uns pelos outros.

- A Igreja nos fornece uma cobertura para a nossa vida espiritual aonde os irmãos oram uns pelos outros, pessoas que vão nos discipular e nos proteger nos momentos de fraquezas e dificuldades que passamos em meio a nossa caminhada cristã, por isso nunca podemos querer levar a vida cristã solitária.

4 – NA FAMÍLIA DE DEUS DESFRUTAMOS DA COMUNHÃO COM OUTROS FILHOS (I Co. 12.27):

- Se convivermos somente nas reuniões, nossa comunhão será muito superficial.

- Os contatos informais o ajudarão a mostrar-se como você é, e a conhecer melhor os outros, porque os verão como são em seu ambiente natural.

- Devemos buscar tempo para compartilhar, para sair juntos para comer, falar ao telefone, visitar-nos mutuamente e participar das diferentes atividades da igreja, como os encontros, a escola de ministério ou vinculando-nos a um ministério que nos permita explorar os talentos que Deus nos deu.

5 – NA FAMÍLIA DE DEUS APRENDEMOS COM OS IRMÃOS MAIS MADUROS (Pv. 12.5):

- A igreja permite que os diferentes ministérios se desenvolvam. Para tal podemos contar com pessoas com um desenvolvimento espiritual mais elevado que o nosso, com uma maior experiência em seu caminhar com Cristo.

- Pessoas designadas pelos pastores que podem dar-nos um conselho sábio quando dele precisarmos.

- Devemos estabelecer como princípio, buscar pessoas confiáveis e guiadas por Deus quando virmos que algum pecado ou mau hábito está nos governando, que não o podemos vencer ou que é mais forte que nossa vontade.

- É preciso buscar a ajuda dessas pessoas para receber um conselho e saber como sair vitorioso do problema ou situação.

6 – NA FAMÍLIA DE DEUS VOCÊ SERÁ AJUDADO A CUMPRIR SUA MISSÃO NO MUNDO:

- Enquanto Jesus andou sobre a terra, Deus trabalhou por meio do corpo físico de Cristo; nos dias de hoje, Ele usa seu corpo espiritual. A igreja é o instrumento de Deus na terra.

- Não devemos apenas ser exemplo do amor de Deus ao cumprirmos o mandamento de amarmos uns aos outros; devemos transmitir em conjunto para o resto do mundo. Esse é um privilégio incrível que foi concedido a todos nós.

- Alguns motivos pelos quais alguns irmãos não valorizam a Família de Deus:

-Ignorância; -Falta de Tempo; -Preguiça; -Presunção; -Mundanismo; -Cansaço;

- Existem pessoas que não dão o devido valor para a Igreja de nosso Senhor Jesus Cristo, por que pensam que já estão salvas e se forem aos cultos, já é o bastante, mas temos que lembrar que Jesus morreu em uma cruz por sua Igreja,que somos nós.

Guia do Compartilhamento

Dos benefícios citados que a Família de Deus traz para nossa vida, qual é o que tem mais lhe abençoado? Por quê?

De que forma a Família de Deus tem impactado sua vida?


Por Pr. Silvio Galli E-mail: prsilviogalli@ibavmaua.com Fonte: http://www.igrejabatistaaguaviva.com/sede1/modules/eNoticias/article.php?articleID=813




++++++++++++++

+++++++++++++++

++++++++++++++++

+++++++++++++++++