quinta-feira, 24 de março de 2011


CARACTERÍSTICAS

ESSENCIAIS

PARA SE OBTER

O FAVOR DO REI

Daniel 6:1-10


I - INTRODUÇÃO

1. Que qualidades, traços, propriedades e as combinações deles, distinguem um indivíduo de outros indivíduos, fazendo com que esse indivíduo com todos esses atributos chame a atenção daqueles que tem em suas mãos chaves de portas importantes que podem favorecê-lo
de maneira tal que a sua vida seja impulsionada rumo a grandes vitórias?

2. Apesar de ser um escravo, pois foi levado cativo para a Babilônia que era distante de Jerusalém cerca de 800 quilômetros, Daniel possuía características essenciais que possibilitavam a abertura de portas mediante a ação de Deus. A sua ascensão foi obra de Deus, mas, ele não teria sido beneficiado por Deus se não tivesse desenvolvido essas
características.

3. Daniel foi perseguido, sofreu com a trama preparada pelos seus adversários, foi lançado na cova dos leões para ser devorado vivo, mas alcançou o favor do rei. O rei não pode livrá-lo da cilada, mas, jejuou por ele e creu que o seu Deus poderia livrá-lo. O rei afligiu-se por
Daniel, correu para confirmar o seu livramento, e resgatou-o da cova. Mandou que os seus adversários, juntamente com suas famílias, fossem lançados aos mesmos leões que se recusaram fazer de Daniel uma refeição. Daniel prevaleceu e eles pereceram. Daniel foi honrado pelo rei Dario e pelo rei Ciro o Persa. O nome do Senhor foi exaltado pela vida de
Daniel.

4. Um servo com características que fazem a diferença é um espelho no qual os incrédulos vêem a glória de Deus.

II – CARACTERÍSTICAS QUE FAZEM A DIFERENÇA

1. Primeira característica que vemos em Daniel: ALTRUÍSMO.

“E pareceu bem a Dario constituir sobre o reino a cento e vinte presidentes, que estivessem sobre todo o reino; e sobre eles trêspríncipes, dos quais Daniel era um, aos quais esses presidentes dessem conta...” – 6:1,2:

1) Daniel sabia que não apenas ele, mas outros, também ocupariam cargos importantes no reino de Dario. Ele não tinha a prepotência de mandar sozinho.

2) O Rei havia percebido que Daniel tinha amor ao próximo, abnegação, era um homem altruísta e não egoísta, pois o egoísta visa apenas o seu próprio interesse.

3) O altruísta serve e o egoísta se serve.

2. Segunda característica que vemos em Daniel: Sabia estar debaixo de uma MISSÃO.

“...para que o rei não sofresse dano” – 6:2-b:

1) A função que exerceria exigia tratar dos interesses do rei para que este não sofresse dano.

3. Terceira característica de Daniel: EXCELÊNCIA.

“Então, o mesmo Daniel se distinguiu desses príncipes e presidentes, porque nele havia um espírito excelente; e o rei pensava constituí-lo sobre todo o reino” - 6:3:

1) Daniel se distiguiu dentre eles porque nele havia um espírito excelente. A excelência (aquilo que é superior ou muito bom no seu gênero, primoroso, bem acabado, perfeito) não era apenas uma necessidade das suas atribuições, mas, era um atributo pessoal.

2) A promoção que Dario pensava dar a Daniel era em virtude da diferença dele para os demais.

4. Quarta característica essencial de Daniel: CARÁTER.

“Então, os príncipes e os presidentes procuravam achar ocasião contra Daniel a respeito do reino; mas não podiam achar ocasião ou culpa alguma; porque ele era fiel, e não se achava nele nenhum vício nem culpa” – 6:4:

1) Essa era uma das mais importantes características, (qualidade inerente a certos modos de ser).

2) A Palavra o define como homem fiel, sem vício e sem culpa:

a) Fiel: Que cumpre aquilo a que se obriga. Constante, firme, perseverante;

b) Sem vício: Defeito que torna uma coisa ou um ato impróprio para o fim a que se destina. Tendência habitual para o mal. Hábito de proceder mal. Costume condenável ou censurável;

c) Sem culpa: Ato repreensível praticado contra a lei ou a moral. Falta, crime, delito, pecado.

3) As virtudes de Daniel foram motivos de promoção, mas também de grande perseguição. Daniel estava preparado para os dois.

5. A quinta característica que vemos em Daniel é: CONVICÇÃO.

“Então, estes homens disseram: Nunca acharemos ocasião alguma contra este Daniel, se não a procurarmos contra ele na lei do seu Deus” – 6:5:

1) Daniel era um homem com uma forte convicção, estado de espírito de quem crê firmemente naquilo que diz ou pensa.

2) Sabia no que crer, praticava o que cria e não negociava as suas crenças.

3) Aquilo que você mais crê pode ser a arma que o inimigo usará contra você.

6. A sexta característica de Daniel era: DISCIPLINA.

“Então, estes príncipes e presidentes foram juntos ao rei e disseram-lhe assim: Ó rei Dario, vive eternamente! Todos os príncipes do reino, os prefeitos e presidentes, capitães e governadores tomaram conselho, a fim de estabelecerem um edito real e fazerem firme este mandamento: que qualquer que, por espaço de trinta dias, fizer uma petição a qualquer deus ou a qualquer homem e não a ti, ó rei, seja lançado na cova dos leões. Agora, pois, ó rei, confirma o edito e assina a escritura, para que não seja mudada, conforme a lei dos medos e dos persas, que se não pode revogar. Por esta causa, o rei Dario assinou esta escritura e edito. Daniel, pois, quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa (ora, havia no seu quarto janelas abertas da banda de Jerusalém), e três vezes no dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças, diante do seu Deus, como também antes costumava fazer”
6:6-10:

1) A disciplina de Daniel o levou a continuar orando três vezes ao dia como sempre fazia independente do perigo que corria.

2) A disciplina é o conjunto das obrigações que regem a vida, submissão a essas obrigações e regras. A aceitação de certas restrições.

3) A disciplina é o preço que a vida cobra pela felicidade.

4) A disciplina é a estrada que leva à plenitude da vida. O ser humano desabrocha com a disciplina.

5) Nunca acredite na promessa de alguém que não tenha disciplina. Eles já deixaram de cumprir mil promessas para eles mesmos e irão quebrar as promessas feitas a você.

6) Quando você tiver controle sobre si mesmo, conhecerá de fato o que é disciplina.

7) A disciplina é um presente que damos a nós mesmos, pois ela é a chave da liberdade. Liberdade sem disciplina é impossível.

8) Ninguém abrirá as portas que facultam o sucesso para indivíduos indisciplinados.

9) Nenhuma pessoa de sucesso colocará as chaves do seu negócio nas mãos de um indisciplinado, pois, ele sabe que a desordem da sua vida arruinará tudo que com disciplina ele conseguiu construir.









===============

=================

=================

=================

=================

===============

===============



AS LUTAS DE
UM VENCEDOR

Daniel 6:1-28


I) - INTRODUÇÃO

1. Quantos aqui são derrotados? Quantos são vencedores?

2. Eu quero lhes falar das lutas que alguém precisa enfrentar para ser um vencedor. Guarde isso:

A. Para “SER” um vencedor você tem que estar disposto a enfrentar todo tipo de luta e para e para continuar tendo vitórias, você continuará tendo lutas;

B. Se você imagina que ao chegar no topo da vitória as lutas vão cessar, está enganado. Entenda, as lutas nunca acabarão enquanto estivermos na terra;

C. Diga para o seu vizinho: “FILHO, AS LUTAS NÃO ACABAM “.

3. Vamos aprender com o exemplo da Daniel, através das terríveis lutas que teve que enfrentar, a maneira de nos tornarmos filhos de Deus vencedores.

II) – UM HOMEM ESCOLHIDO – v. 2 e 3

1. Daniel tornou-se um dos 3 príncipes que tinham autoridade sobre 120 presidentes.

2. Homens chamados para que o rei não sofresse dano:

A. Dentre tantas pessoas, você foi escolhido por Deus, para além de ser salvo, trabalhar para
que o “reino de Cristo não sofra dano”.

3. Um homem com “ESPÍRITO EXCELENTE”:

A. Quem tem espírito excelente se distingue dos demais;

B. Torna-se um vencedor;

C. É chamado por Cristo para zelar pelo seu reino;

D. Torna-se abençoado e ungido;

E. Busque um espírito de excelência para a sua vida, então você fará a diferença.

4. Por ter um espírito excelente, o rei pensava constituí-lo sobre “TODO” o reino:

A. Sabe o que isso significa? Todas as portas se abrem para você;

B. O seu patrão confia tanto em você que compartilha o controle dos negócios e lhe concede autoridade sobre os demais;

C. Peça: “Espírito Santo, eu preciso de um espírito excelente”. Então, as portas se abrirão de uma forma que você nunca imaginou, porque “Deus dá abundantemente mais, além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o Seu poder que opera em nós”.

III) – LÁ VEM PERSEGUIÇÃO – V. 4

1. Juntaram-se 2 príncipes e120 presidentes para impedir que Daniel fosse agraciado pelo rei.

2. Se você deseja um espírito excelente, a perseguição será inevitável:

A. Se prepare porque algumas pessoas se virarão contra você;

B. Sabe por que muita gente fala mal de um bom pastor? É porque ele tem um espírito excelente;

C. Sabe porque muita gente não gosta de pessoas ousadas que desafiam o impossível?

• Porque são abençoados, se destacam dos demais, conquistam bons negócios, ousam comprar uma casa, um carro, constroem uma bela família;

• 122 contra, mas a favor estava o rei. Quero te dizer que o Rei Jesus está a seu favor, para lutar por você;

• Nós não caímos e não somos destruídos por causa das misericórdias do Rei Jesus. Não tenha medo das lutas porque o rei Jesus está a seu favor!

• Podem estar todos contra você, porém, você com Deus é maioria.

3. Queriam achar ocasião contra Daniel, mas não encontravam, porque ele era fiel, sem vício e sem culpa:

A. Você precisa ser achado assim;

B. Seus inimigos e o diabo não encontrarão motivos de culpa. Mas como se somos pecadores? É porque o sangue de Jesus nos purifica de todo o pecado;

C. O diabo pode dizer que você é culpado, “buzinando” no seu ouvido, mas, o Rei Jesus diz que não, pois quando Ele perdoa, Ele esquece;

D. O diabo pode mostrar uma enorme lista com todos os seus pecados, mas no final dela está escrito: “todos esses pecados foram perdoados por Jesus”;

E. Você deseja ser liberto hoje? Então, confesse o seu pecado a Jesus Cristo;

F. Levante a sua mão e agradeça a Jesus por todos os pecados perdoados.
4. Saiba que o inimigo não desiste, tentará lhe oprimir de uma outra forma. Arranjará uma brecha. O v. 5 narra a nova estratégia do inimigo contra Daniel. Ele vai tentar fazer com que aquilo que você acredita se vire contra você.

IV) – UMA GRANDE ARMAÇÃO: PROIBIDO ORAR – v. 7

1. A grande armação dos príncipes e presidentes, envolvendo os prefeitos, os capitães e os governadores, para fazer o rei assinar um edito real. Durante 30 dias, qualquer petição somente seria feita ao Rei. É proibido falar com Deus:

A. Se passarmos trinta dias sem orar, a comunicação e a comunhão com Deus estarão interrompidas;

B. Trinta dias sem louvor, sem adoração e sem glorificação, são trinta dias de ausência da glória de Deus;

C. Quanto tempo você fica sem falar com Deus?

2. O que teria pensado Daniel?

A. Se eu orar serei lançado na cova dos leões?

B. Eu vou orar depois de trinta dias. Deus sabe do meu problema, qualquer um faria isso no meu lugar.

3. Se num prazo de trinta dias, você corresse risco de vida pelo fato de orar, ou fazer uma obra para Deus, o que você faria?

A. Ah! Trinta dias passam rápido;

B. Muita gente diria, Pastor fecha a igreja;

C. Outros sugeririam parar todos os eventos evangelísticos (a ameaça que recebi para não realizar a procissão).

V) – UMA JANELA PARA O CÉU – v. 10

1. Quando Daniel soube da notícia de que a coisa ia ficar feia para o seu lado, entrou em sua casa:

A. Foi para o seu quarto;

B. Abriu as janelas que davam para Jerusalém;

C. Era seu costume ajoelhar três vezes ao dia para orar e dar graças ao seu Deus;

D. Não mudou o seu hábito e muito menos o seu relacionamento com Deus.

2. A nossa vida deve ser uma “JANELA ABERTA PARA O CÉU”. Um lugar que aponta para uma íntima comunhão com Deus e para satisfazer aos seus intentos.

VI) – PROVAÇÕES PARA UM HOMEM FIEL A DEUS – v. 11-13-16-18

1. Aqueles homens sabiam que estavam lidando com um fiel servo de Deus. Portanto, não foi difícil encontrá-lo orando ao seu Deus – v. 11:

A. Não acharam Daniel escondido e nem murmurando;

B. Ele não estava revoltado falando mal do rei e muito menos questionando o Senhor. Acharam Daniel de joelhos, quebrantado diante de Deus;

C. O seu inimigo precisa lhe encontrar de joelhos, quebrantado, orando, com as janelas da
alma abertas para o trono da graça;

D. É assim que você encontra o caminho da vitória, é assim que se forjam grandes vencedores, é assim que se encontra poder para vencer as lutas da vida.

2. Os inimigos de Daniel correm para o rei e denunciam Daniel. Sabiam até quantas vezes Daniel orava por dia – v. 13.

3. Mesmo confiando em Daniel o rei ordenou que o lançassem na cova dos leões, pois não podia voltar atrás no seu decreto – v. 16:

A. Haverá situações em que nenhuma autoridade terrena poderá lhe ajudar, mesmo que queira;

B. Observe a palavra do rei: “O teu Deus, a quem tu continuamente serves, Ele te livrará”;

C. Eu quero profetizar sobre a sua vida:

• Deus lhe dará vitória sobre as lutas;
• O Senhor lhe tornará mais que vencedor;
• Jesus Cristo operará uma tremenda libertação na sua vida e você nunca mais será o mesmo.

4. Nem sempre Deus nos livra de passar pelo vale de sombra da morte, ou pela cova de leões devoradores. É no vale, na caverna escura, que somos moldados e experimentamos o poder da presença daquele que nos ama:

A. Você que está no vale, na cova de leões, Deus marcou um encontro contigo. Ele quer lhe dizer que onde você estiver, Ele estará contigo. Basta você querer;

B. Na cova das provações, Deus vai operar um grande milagre.

5. Daniel na cova e o rei sem dormir – v. 18.

A. Quero lhe dizer que enquanto você passa por provações o Espírito Santo está acordado lutando em seu favor;

B. Suplicando diante de Deus com gemidos inexprimíveis;

C. Mesmo no vale de sombra e morte, Deus estará com você.

VII) – O DEUS LIBERTADOR – v. 20-21-22-23

1. Teria Deus o poder de livrar um homem, da voracidade de leões famintos?

A. O rei precisava descobrir o poder libertador de Deus – v. 20;
B. O mundo precisa ver que você é um servo do Deus vivo;
C. Você precisa descobrir o tremendo poder libertador de Deus.

2. V. 21 - “Ó rei vive para sempre”:

A. A voz que soou da cova não era simplesmente para o amigo;
B. Era também uma exaltação a um Rei maior, aquele que tem poder sobre o devorador;

C. Na dependência de um milagre de Deus, levante a mão e declare: “Ó REI JESUS, TU VIVES PARA SEMPRE”;

D. Deus vai lhe dar vitória, mas não se esqueça de algo muito importante: Faça como Daniel, dê um testemunho: v. 22.

3. Aquele que crê no Senhor não sofre dano algum – v. 23. Você vai sair da sua luta sem dano algum. Levante a sua mão e diga: “O MEU DEUS É GRANDE!”. Profetize vitórias agora para a sua vida.

VIII) – DEUS DESTRUIRÁ O INIMIGO – v. 24-26-27-28

1. O rei ordenou que os acusadores de Daniel, juntamente com todos os seus, fossem lançados na cova dos leões. Ainda não tinham chegado ao fundo, quando os leões se apoderaram deles e esmigalharam todos os ossos – v. 24.

2. Deus, o Leão da tribo de Judá, vai esmigalhar todas as resistências e adversidades.

3. A sua batalha servirá para que os seus amigos, familiares e conhecidos vejam e glória de Deus e glorifiquem o Seu nome – v. 26-27.

4. Depois da peleja Daniel foi coroado com prosperidade – v. 28.


Autor: Pr. Josué Gomes
Fonte:
http://www.prjosuegomes.com.br/pdf/as_lutas_de_um_vencedor.pdf





+++++++++++++++

+++++++++++++++

+++++++++++++++++

+++++++++++++++++

+++++++++++++++++