sexta-feira, 2 de dezembro de 2011



Enoque:
um tipo da Igreja
de Cristo

“Gn 5.22-24”




Introdução

- Quero eu fazer uso de uma ferramenta da teologia chamada de “Tipologia”, para poder me expressar nesta postagem.

- Enoque e um Tipo bíblico da Igreja de Cristo, sendo Enoque um tipo da Igreja e a Igreja é o antítipo de Enoque.

- Nesta matéria quero mostrar a luz da bíblia porque Enoque é um Tipo da Igreja.

Quem era Enoque?
Por quais razões que o chamamos de Tipo da Igreja?
Quais as características que o fazem ser um Tipo?

Essas são as perguntas que abordaremos nesta matéria.

1 - Quem era Enoque (Gn 5.22-24)?

- (Hebraico) Khnokh, delicado, consagrado.

- Judas o meio-irmão de Tiago e também de Jesus em sua epístola o chama de “o Sétimo depois de Adão”.

- Adão teve três filhos: “Caim” e este amaldiçoado por Deus por ter assassinado seu irmão “Abel”, então o ultimo a nascer foi “Sete”; porque disse Eva: Deus me concedeu outro descendente no lugar de Abel, que Caim matou.

- Sete teve um filho, a qual pôs o nome de Enos; daí começou a invocar o nome do senhor. A partir de Enos se começou a adorar a Deus novamente, Enos da inicio a uma geração que invocava o nome do Deus vivo. Foi desta geração de adoradores, de pessoas comprometidas com o Deus Jeová que veio a ser gerado Enoque, o homem em destaque. Pois Enos gerou a Cainã, que gerou a Maalalel, que gerou a Jarede, e que por fim gerou a Enoque, nesta contagem cronológica o Sétimo depois de Adão.
Enoque foi um homem diferente pra sua geração, tinha uma vida totalmente ligada a Deus, pois diz a bíblia que Enoque andava com Deus, era uma vida de relacionamento com o Eterno. Um relacionamento não esporádico que vivemos hoje, mas continuo, sem precedentes e sem reserva, toda a sua confiança estava depositada aos pés do Criador.
Não podemos a certo afirmar sua ocupação cotidiana, mas a história lhe atribui um livro escrito por ele que não foi registrado com Cânon Sagrado, o livro de Enoque.

- Judas diz em sua carta versículo 14 “dos quais profetizou Enoque, o Sétimo depois de Adão”, se não podemos dizer sua ocupação secular podemos afirmar que era um profeta de Deus, profetizava e pregava em meio a uma geração corrompida, Jd. 15,16. Este era Enoque um homem que marcou sua geração por andar com Deus.

2 - Por quais razões o chamamos de Tipo da Igreja?

A grande pergunta nossa é essa, porque atribuímos a Enoque o tipo da igreja.

a) Enoque teve início, mas não teve fim, não passou pela morte física (Gn 5.24)

- Enoque teve inicio, pois foi gerado de Jarede, mas não passou pela morte física, pois a bíblia diz que o Senhor o tomou para si, ou seja, ele foi arrebatado vivo.

- Assim também é com a Igreja de Jesus, a igreja invisível, sem placa denominacional, o corpo de Cristo, a noiva do Cordeiro, a igreja universal espalha pelo mundo, esta também teve inicio, apesar, da igreja ter sido projetada “antes da fundação do mundo”, como diz Paulo em Ef 1.4,5.

- Jesus disse a Pedro em Mt 16.18 que edificaria a sua igreja e as portas do inferno não prevaleceriam contra ela.

- Cristo emprega o verbo edificar no futuro, ou seja, ainda não tinha edificado naquele momento. A igreja é edificada, fundamentada sobre Cristo, a Rocha Eterna, no Calvário, na Cruz, porém esta igreja foi inaugurada no dia de pentecostes com a descida do Espírito Santo, batizando 120 crentes com o Espírito Santo (At 2).

- Mas como Enoque que não passou pela morte física, a igreja do “Arrebatamento” também não passará pela morte. Repare que estou dizendo a igreja do arrebatamento, pois alguns irmãos nossos em Cristo já descansam no Senhor. Paulo esclarece muito bem este assunto em (1Ts 4.13-18), não sejamos ignorantes a este assunto como disse Paulo, os crentes que já morreram passaram pela morte física, mas, não passaram pela morte espiritual e nem por juízo eterno e sim por gozo eterno. Mas aos irmãos que pertencem à igreja do arrebatamento, como Enoque, não passaram pela morte física e serão arrebatados vivos. Glória a Deus por isso.
b) Enoque vivia um relacionamento continuo com Deus. (Gn 5.22-24)

- Enoque tinha um relacionamento impar com o Senhor, A bíblia diz que ele andava com Deus, enoque viveu 365 anos e foi arrebatado, eu acho isso aqui muito interessante, 365 anos que representam 365 dias no ano, em que estava ele andando com Deus todos os dias.

- Como um tipo da igreja que anda com o Senhor e se relaciona com o Senhor. Como uma noiva que é a igreja que se relaciona com o noivo que é Cristo. A igreja precisa se relacionar com o seu noivo todos os dias do ano, pois essa é a igreja do arrebatamento, aquela que se relaciona com o seu Senhor.

- Enoque não queria saber se o vento estava soprando a favor ou ao contrario, independente de qualquer circunstância ele estava andando com Deus e se relacionando com Deus.

- Enoque andou tanto com Deus que sua vida foi se enchendo de Deus e se esvaziando se si mesmo a ponto do Senhor ter que arrebatá-lo, pois Enoque chegou ao ápice de seu relacionamento com Deus.

- Nós como igreja particulares e peculiares do Senhor que somos, como templo do Espírito Santo (1Co 3.16), precisamos viver como Enoque viveu, se relacionando com o Senhor. Deus fez o homem para que se relaciona-se com Ele, a bíblia diz que a voz do Senhor descia todos os dias no Éden para conversar com Adão, ou seja, Deus queria se relacionar com o homem, mas este se corrompeu desobedecendo ao Senhor, o nosso exemplo de vivencia esta em Enoque, que todos os dias estava lado a lado com Deus, em todas as suas atitudes se via Deus, pois Jeová era tudo nele. Relacionamos-nos com Deus através de uma vida de oração, de leitura da sua Palavra de uma vida de Santificação.

3 - Quais as características que o fazem ser um Tipo da Igreja?

- Enoque tinha 3 características na sua vida que marcavam, por onde quer que ele anda-se logo se viam estas características.

a) Enoque era um homem de comunhão com o Senhor.

- Enos o filho de Sete que começou invocar o nome do Senhor, plantou louvor e adoração em um campo chamado: “campo da semeadura ou lei da semeadura”, esta lei é irrevogável, tudo que plantamos colheremos, Enos plantou vida com Deus neste campo, e a colheita foi gloriosa, pois foi lhe nascendo árvores frondosas e frutíferas como: Cainã, Maalalel, Jarede e a mais frondosa de todas foi Enoque, “O Sétimo depois de Adão”, este é o ápice do plantio de Enos, pois da geração que começou a invocar o nome do Senhor, o sétimo desta geração, (olha o número, que coisa linda isso) foi arrebatado vivo por causa da comunhão que tinha com o Senhor.

- Enoque tinha uma comunhão impar com Deus, eu creio que da mesma maneira que o Senhor falava com Moisés e Abraão, falava também com Enoque. Tente imaginar um homem andando na rua e falando sozinho e você pergunta pra ele se ele esta doido por falar sozinho e ele te responde que esta falando com Deus. Qual seria tua reação? Este era Enoque falando com o Senhor enquanto ia ao mercado, na rua, na feira, que comunhão gloriosa.

- A igreja como antítipo de Enoque precisa ter mais comunhão com o Senhor, mas uma comunhão sólida, pautada na Palavra do Senhor, não levada por ventos de doutrinas que se levantam por ai. Mas sim na sã doutrina, pura e verdadeira. Pois esta é a igreja do arrebatamento, uma igreja zelosa, especial e de boas obras. (Tt 2.14)

b) Enoque era um homem de Fé (Hb 11.5)

- O escritor registra em Hb 11.5 no rol dos heróis da Fé: “Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara; visto como antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus”. Notem que o escritor deixa claro que Enoque por causa de duas coisas: a Fé e o seu testemunho que agradou ao Senhor, afinal, sem fé é impossível agradar ao Senhor. Mas Enoque era um homem de Fé exemplar e de um testemunho de um verdadeiro cristão que adora ao Senhor.

- No versículo 6 do mesmo capitulo, diz o seu conselho a respeito da vida de Enoque dizendo que sem Fé e impossível agradar a Deus, confirmando que Enoque tinha uma Fé inabalável no Senhor Criador de todas as coisas.

- Como Enoque que era um homem de Fé e de um testemunho que agradou ao Senhor, assim a igreja como antítipo precisa ter essas características dele.

c) Enoque era um Profeta (Jd. 14,15)

- Judas diz que Enoque profetizou, ou seja, este era um profeta, e detalhe, profetizou Enoque a uma geração corrompida, cheia de homens murmuradores, descontentes e que andavam segundo suas paixões (Jd. 15,16), e neste contexto que Enoque estava inserido e profetizando.

- Da mesma maneira esta a igreja inserida em um mundo corrompido, mas com a responsabilidade de profetizar a Palavra do Evangelho que é uma profecia viva aos incautos e desavisados, mesmo sabendo que estamos em tempos difíceis (2 Tm 3.1-6) temos que pregar a palavra com muita ousadia e confiança para anunciar as boas novas em meio a muita luta (1Ts 2.2).

- Como Igreja de Cristo que profetiza a palavra do Senhor, verdadeira profecia de Deus para nós, temos que anunciar a Cristo através dela em nome de Jesus.

Conclusão

Que vivamos como Enoque viveu, para que possamos andar como ele andou e recebamos a recompensa que ele recebeu. Ser arrebatado pelo Senhor.

Que Deus em Cristo vos abençoe ricamente.

Abraço, Alexandre Pitante.






##########



###########



############



Nenhum comentário:

Postar um comentário