sexta-feira, 4 de novembro de 2011



UM CHAMADO PARA
DESCONSTRUIR…

Texto: Marcos 8 : 34 – 38




Introdução:




- Jesus, chamou a multidão para perto de si, para estar com seus discípulos. A séria exortação que viria a seguir, é importante para todos. De fato, é uma questão de vida ou morte, ou seja, vida eterna ou morte eterna. Todos devem se tornar discípulos de Jesus.

- Vamos tratar nesta mensagem do preço desse discipulado:
Um Chamado para desconstruir princípios, valores, pensamentos, atitudes… , e em seguida permitir que o Espírito Santo nos reconstrua.

1) O CHAMADO É UM CONVITE PESSOAL.

Vs. 34a “ Então, convocando a multidão e juntamente os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quer vir após mim”

- Este convite não é para ser um admirador de Cristo, mas um seguidor. Bem, se alguém quer vir após a mim, diz Jesus, deve dar adeus, de uma vez por todas, ao seu velho “eu”.

- Jesus começa com um chamado condicional: “Se alguém quer”. A soberania de Deus não violenta a vontade humana. É preciso existir uma predisposição para seguir Jesus.

- Muitos querem apenas o glamour do evangelho, mas não querem a cruz.
- Querem os milagres, mas não as tribulações.
- Querem prosperidade e saúde, mas não o arrependimento verdadeiro.
- Querem o paraíso na terra e não a bem-aventurança no céu.
Por isso devemos compreender este projeto de desconstrução dentro de nós como algo divino e magnífico, e se não admitirmos que precisamos de reconstrução em todo nosso ser, não atenderemos a este chamado.

2) O CHAMADO É UM CONVITE PARA UMA RENÚNCIA RADICAL.
Vs. 34b “a si mesmo se negue”

- Jesus nos chama não para a afirmação do “eu interior”, mas para a sua renúncia. Precisamos depor as armas, antes de seguir a Cristo.

- Precisamos abdicar do nosso orgulho, soberba, presunção e autoconfiança antes de seguirmos as pegadas de Jesus. Portanto, negar-se a si mesmo não equivale à aniquilação pessoal. Não se trata de anular-se, mas de servir. Negar-se a si mesmo é permitir que Jesus reine supremo onde o “ego” tinha previamente exercido o controle total.

- Neste processo de desconstrução algumas vezes ele é mal interpretado pelo ponto de vista de que a sociedade tem nos rotulado, por exemplo; alguns princípios são totalmente invertidos: ganhar é perder e perder é ganhar.

- Para ser grande na obra é necessário ser servo. Agora o processo de desconstrução chega no nosso dia cotidiano, através do Vs 35 podemos compreender como uma pessoa pode ganhar a vida e ao mesmo tempo perdê-la?

2.1 – Quando buscamos a felicidade sem Deus.

- Vivemos numa sociedade embriagada pelo hedonismo. As pessoas estão viciadas pelo prazer. Elas fumam, bebem, compram, vendem, experimentam drogas na ânsia de encontrar felicidade. Contudo, depois de um tempo a realidade bate a porta, um grande vazio é o motivo de tudo isso, e ainda não sabemos o que é ser e ter felicidade sem Cristo.

2.2 – Quando buscamos salvação fora de Jesus.

- Há muitos caminhos que conduzem os homens para a religião, mas um só caminho conduz o homem a Deus.

- O homem pode ter fortes experiências na busca do sagrado, no desejo de encontrar com Deus, porém, sem Jesus ele fica mais distante do Eterno.

3) O CHAMADO É UM CONVITE PARA MORRER.
Vs. 34b “ tome a sua cruz e siga-me”

- Tomar a cruz é abraçar a morte, é seguir para o calvário, é escolher a vereda do sacrifício.

- A cruz não é apenas um emblema ou um símbolo cristão, mas um caminho de morte. Lucas nos revela no seu evangelho que tomamos a cruz dia a dia.

- Quando alcançamos este processo de desconstrução, temos que compreender uma coisa; ele é contínuo.

- É considerar – se morto para o pecado é andar com um atestado de óbito no bolso.

- No tempo de Jesus o condenado carregava a sua cruz obrigado e tomando muitas chibatadas. Porém, quando o Santo Espírito está nos desconstruindo, a dor, a vergonha e a perseguição passarão a ser instrumentos divinos na lapidação de nosso caráter. É por isso que podemos compreender as palavras de Paulo, somos entregues à morte diariamente.

- Somos levados como ovelhas para o matadouro. Essa cruz não significa uma doença, um inimigo, uma fraqueza. Pelo contrário, essa cruz fala da nossa disposição de morrer para nós mesmos, para os prazeres e deleites.

- A cruz também significa cumprir missão, pois a missão de Jesus se cumpriu no calvário.

- Você já parou para pensar sobre a sua “missão”? A morte faz parte da missão.


- Aqui encontramos um grande problema neste processo de desconstrução, não queremos morrer, e sim desejar a morte dos outros. Porém, é necessário que esta morte aconteça todas as manhãs, todas as tardes e todas as noites.

CONCLUSÃO:

- Seguir a Cristo é desconstruir o caminho construído pela nossa vontade.

- Esse desafio nos é exigido todos os dias, em nossas escolhas, decisões, propósitos, sonhos e realizações.

- Seguir a Cristo é imitá-lo. É amar o que Ele ama e aborrecer o que Ele aborrece.

APLICAÇÃO:

- No processo de desconstruir, qual é a sua maior dificuldade?

- Em circunstâncias normais, todos nós tememos a morte. Mas…pensando no contexto desta mensagem, você teria medo de morrer, enfrentaria alguma dificuldade para fazê-lo?

- Tomar a cruz significa estar envolvido com uma “Missão no Reino”, compartilhe como você esta cumprindo esta missão.



AUTOR: Reverendo Ivan Moreira da Silva
Primeira Igreja Presbiteriana de Cachoeiro de Itapemirim





======================
=====================
====================
===================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.