terça-feira, 13 de setembro de 2011



A Verdadeira Justiça

Zacarias 7.1-12

1 - ACONTECEU, no quarto ano do rei Dario, que a palavra do Senhor veio a Zacarias, no quarto dia do nono mês, que é Quisleu.

2 - Quando o povo enviou Sarezer e Régen-Meleque, e os seus homens, à casa de Deus, para suplicarem o favor do Senhor,

3 - E para dizerem aos sacerdotes, que estavam na casa do Senhor dos Exércitos, e aos profetas: Chorarei eu no quinto mês, fazendo abstinência, como tenho feito por tantos anos?

4 - Então a palavra do Senhor dos Exércitos veio a mim, dizendo:

5 - Fala a todo o povo desta terra, e aos sacerdotes, dizendo: Quando jejuastes, e pranteastes, no quinto e no sétimo mês, durante estes setenta anos, porventura, foi mesmo para mim que jejuastes?

6 - Ou quando comestes, e quando bebestes, não foi para vós mesmos que comestes e bebestes?

7 - Não foram estas as palavras que o Senhor pregou pelo ministério dos primeiros profetas, quando Jerusalém estava habitada e em paz, com as suas cidades ao redor dela, e o sul e a campina eram habitados?

8 - E a palavra do Senhor veio a Zacarias, dizendo:

9 - Assim falou o Senhor dos Exércitos, dizendo: Executai juízo verdadeiro, mostrai piedade e misericórdia cada um para com seu irmão.

10 - E não oprimais a viúva, nem o órfão, nem o estrangeiro, nem o pobre, nem intente cada um, em seu coração, o mal contra o seu irmão.

11 - Eles, porém, não quiseram escutar, e deram-me o ombro rebelde, e ensurdeceram os seus ouvidos, para que não ouvissem.

12 - Sim, fizeram os seus corações como pedra de diamante, para que não ouvissem a lei, nem as palavras que o Senhor dos Exércitos enviara pelo seu Espírito por intermédio dos primeiros profetas; daí veio a grande ira do Senhor dos Exércitos.

13 - E aconteceu que, assim como ele clamou e eles não ouviram, também eles clamaram, e eu não ouvi, diz o Senhor dos Exércitos.




INTRODUÇÃO:

Justiça: definição - conformidade com o Direito.

. Virtude de dar a cada um o que é seu

. Faculdade de julgar segundo o Direito e a melhor consciência.

. Quando é anunciado um ato de violência contra uma ou mais pessoas, o que ouvimos, é um pedido de justiça.

. A injustiça tem provocado desânimo, abatimentos, desconfiança nas intenções dos que estão investidos de autoridade.

. Muitos não crêem no dia do julgamento, não acreditam no dia mau. Uma advertência já feita pelo profeta Amós: 6.3-4 “Vós, que adiais o dia mau, e fazeis que se aproxime um reino de violência; que dormis em camas de marfim, e vos estendeis sobre os vossos leitos e comeis os cordeiros do rebanho e os bezerros cevados;”

. A advertência dos profetas do Senhor era contra as injustiças praticadas contra os mais desfavorecidos, sufocavam a voz dos fracos.

Os tribunais eram instrumentos de violência, não de justiça.

Os ricos, sendo cada vez mais ricos. A suntuosidade do modo de viver era prova de sua superioridade.

Agora, Zacarias no cap. 7, após ter 8 visões da parte do Senhor, que produzira uma diversidade de assuntos, revela que tudo caminha numa direção:

. Deus está com seu povo, está cuidando de sua terra, conduzindo seu plano para onde deseja. (Pr. Izaltino).

É dada esse caminho, é para essa direção que Deus deseja que o seu povo caminhe e se dirija o da Verdadeira Justiça.

A Verdadeira Justiça que vem do coração de Deus para o coração do cristão, do homem.

I – Está firmada em Ações do Coração v. 3-6

. O que é exterior é rejeitado por Deus

. Práticas religiosas duvidosas

. Religiosidade sem espiritualidade

. Vidas sem frutos espirituais

. Jejum pelo jejum

Jejum para os homens.

Is. 58. 3,4 Dizendo: Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso? Por que afligimos as nossas almas, e tu não o sabes? Eis que no dia em que jejuais achais o vosso próprio contentamento, e requereis todo o vosso trabalho. Eis que para contendas e debates jejuais, e para ferirdes com punho iníquo; não jejueis como hoje, para fazer ouvir a vossa voz no alto.

. Era uma prática dos judeus desde a invasão e destruição de Jerusalém em 58.7, para se lamentar a destruição do templo.

“Porventura não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres abandonados; e, quando vires o nu, o cubras, e não te escondas da tua carne?”

. Deus agora responde que é do coração que procede a Verdadeira Justiça. Zac. 7.9-10

“Assim falou o Senhor dos Exércitos, dizendo: Executai juízo verdadeiro, mostrai piedade e misericórdia cada um para com seu irmão. E não oprimais a viúva, nem o órfão, nem o estrangeiro, nem o pobre, nem intente cada um, em seu coração, o mal contra o seu irmão.”

É a execução do Juiz Verdadeiro

O profeta Isaias fala da parte de Deus, o que Deus espera de nós.

. Fala do verdadeiro jejum que vem do coração.

Is. 58.6-9

“Não é este o jejum que escolhi: que soltes as ligaduras da impiedade, desfaças as ataduras do jugo,

v.7 Não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres desterrados? E vendo o nu o cubras, e não te escondas do teu próximo? Então romperá a tua luz como a alva e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante da tua face, e a Glória do Senhor será a tua retaguarda.”

II – Está firmada num Relacionamento Correto com Deus v.9

. Bondade, Misericórdia marcam a vida do crente que tem um perfeito relacionamento com Deus.

O que é uma pessoa que pratica a bondade e a misericórdia?

Conceito Bíblico:

Misericórdia é lançar o coração na miséria do outro e estar pronto em qualquer tempo para aliviar a sua dor.

A palavra hebraica para misericórdia é OHESED: “É a capacidade de entrar em outra pessoa até que praticamente podemos ver com seus olhos, pensar com sua mente e sentir com o seu coração.”

É mais que sentir piedade por alguém (Barzlay).

Misericórdia é ver alguém passar fome, e lhe dar de comer. Misericórdia é ver alguém solitário e lhe fazer companhia.

O maior exemplo para seguirmos é o de Jesus:

. Ele curou os doentes, alimentou os famintos, abraçou as crianças, foi amigo dos pecadores, tocou nos desprezados (leprosos).

Ele fez com que os solitários se sentissem amados. Ele consolou os aflitos, perdoou os que haviam caído em desgraça.

Paulo afirmou que exercer bondade, misericórdia com os necessitados é uma graça que Deus nos dá em vez de um favor que fazemos as pessoas. (2 Cor. 8.1-5)

“TAMBÉM, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus dada às igrejas da Macedônia; Como em muita prova de tribulação houve abundância do seu gozo, e como a sua profunda pobreza abundou em riquezas da sua generosidade. Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu poder, deram voluntariamente. Pedindo-nos com muitos rogos que aceitássemos a graça e a comunicação deste serviço, que se fazia para com os santos. E não somente fizeram como nós esperávamos, mas a si mesmos se deram primeiramente ao Senhor, e depois a nós, pela vontade de Deus.”

III – Está Firmada na Execução da Justiça de Deus.

“... Executai a Justiça Verdadeira...”

. As prioridades de Deus

. A viúva

. O órfão

. O Estrangeiro

. O Pobre

. Há os que rejeitam v. 11,12

. São alvos da ira de Deus

. São falsos cristãos: 3 marcas:

1.Ele tenta enganar os outros

2.Ele tenta enganar a si mesmo

3.Ele tenta enganar a Deus

. Deus não escuta, não ouve suas orações e nem seus jejuns v.13

. Há esperança na Verdadeira Justiça Zac. 8.7,8

A prática da Verdadeira Justiça produz frutos verdadeiros

. Um princípio que revela a nossa espiritualidade. O maior exemplo é a cruz de Cristo. Ela tem duas linhas:

Uma vertical e outra horizontal

Se faltar uma ela deixou de existir. A Verdadeira Justiça tem a mesma definição:

. Uma linha aponta para Deus

. Nosso relacionamento com Deus

. A outra linha, a horizontal, os nossos relacionamentos com os nossos semelhantes, com o nosso próximo. A sensibilidade social produz crescimento espiritual.

Samuel escreveu: “Tem porventura, o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à voz do Senhor? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, do que a gordura de carneiros.”

CONCLUSÃO:

No cap. 8.19 c: “... Amai, pois a verdade a paz...”

Uma recomendação simples.

. Em vez de negativo, privar-se de alimentos e líquidos, que se faça algo positivo:

. Ame a verdade e a paz

. Pratique a verdadeira justiça

. Dêem prioridade, em suas vidas, para atender:

Os que têm fome

Os que estão desamparados

Os que estão oprimidos

Os que estão enfermos

Os que estão nas trevas

Os que estão encarcerados

. Dêem prioridade em suas vidas, a bondade e a misericórdia. Vocês querem agradar a Deus? Pratiquem essas coisas, pois elas são “A Verdadeira Justiça”
. Paremos de pensar na nossa dor

. Paremos de pensar na nossa amargura

. Paremos de pensar nas prioridades

Pensemos nas necessidades alheias, exerçamos A Verdadeira Justiça.


No Amor e na Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo

Pr. João Roberto Raymundo






=============
===============
==================
=====================

Nenhum comentário:

Postar um comentário