quinta-feira, 7 de julho de 2011



OS TRÊS PRINCIPAIS
SONHOS DE DEUS

"Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais". - Jeremias 29:11





- Há muito mais revelado sobre Deus, na Bíblia, do que podemos imaginar. Dentre as várias revelações que obtemos na Bíblia sobre Deus, há uma que me chama muito a atenção: DEUS É UM DEUS QUE SONHA.

Há algumas considerações que queremos fazer sobre esta questão em particular:

1. Diz-se que alguém é um sonhador quando essa pessoa vive a fazer planos, planos que geralmente não se realizam.

a) Não é nesse sentido que Deus é apresentado nas Escrituras; Deus não é "um sonhador";

b) Ele é alguém que tudo o que faz, faz baseado em projetos, e, além dos projetos de ordem geral que Deus já estabeleceu antes da fundação do mundo, podemos dizer que frequentemente Deus está sonhando com algo a ser feito em relação à sua obra e que muitos de nós somos frutos dos sonhos de Deus;

c) Mas, o que nos interessa, nesta oportunidade é o sonho que Deus teve, na eternidade passada, antes de Gênesis 1.1.

"Eleitos segundo a presciência de Deus Pai..." - 1 Pedro 1:2a

"Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo..." - Efésios 1:4

"Abrirei em parábolas a minha boca; Publicarei coisas ocultas desde a fundação do mundo". - Mateus 13:35

2. Deus é alguém que planeja, e, à medida que planeja começa a ver, imaginar, discutir e comunicar seu projeto, amar seu projeto e os que nele estão envolvidos, trabalhar para que as coisas comecem a acontecer e em seguida determina;

3. Isto significa que Deus tem MENTE, pois pensa, imagina; que Deus é JUIZ, pois determina;

4. É preciso que imaginemos Deus, utilizando-nos de uma linguagem antropomórfica, ou seja, uma linguagem bem própria para o entendimento do ser humano, como se homem Ele fosse. Assim sendo imaginemos o Senhor sentado junto à grande escrivaninha... O autor abre o grande livro. Não há palavras... Ainda não há palavras. Não que Ele nãos as tivesse, é que elas estão apenas começando a brotar em seu interior... O autor está só. Aliás, como imaginar Deus só se Ele existe em três pessoas? Daí podemos concluir que não estamos falando do Pai, apenas, estamos falando de Deus, as três pessoas da trindade, reunidas em volta de uma mesa, se é que existia uma mesa. Ele começa a sonhar... Então um deles toma a grande pena e passa a registrar seu sonho. Vêm-lhe à mente apenas três palavras. Dessas três palavras fluirão milhões de pensamentos. Mas, para começar sua história essas três palavras bastam.

Se Deus sonha, quais são os três principais sonhos de Deus? quais as três palavras que resumem o sonho de Deus?

TEMPO - ADÃO - EMANUEL
TEMPO
- Deus queria escrever uma história. Essa história teria INÍCIO e um FIM. Foi aí que surgiu, na mente de Deus a idéia de tempo - Um passo na trilha da eternidade, um período durante o qual Ele construiria uma história.
ADÃO - durante este tempo, na história que Deus pretendia escrever haveria um ADÃO - homem. Que fosse diferente de todos os demais seres que precisariam ser criados para o desenrolar desta história. O Adão deveria ser alguém "à nossa imagem e conforme à nossa semelhança".

O autor inicia a história de cada vida, mas havia uma riqueza neste projeto: Cada individuo escreveria seu final. Deus decide dar uma pena a cada homem. Ele apenas diria: Filhos, escrevam com cuidado!

Que liberdade perigosa!

EMANUEL - Na verdade não parecia ser uma história, mas uma peça teatral, ou quem sabe um romance - drama, suspense, ação, um serial killer. Deveria haver também um ator principal. Já se sabia o local onde a trama se daria, o tempo no qual a cena se desenrolaria, os atores coadjuvantes, o enredo... Agora Deus resolve entrar na história que estava a escrever. Emanuel - Deus conosco. Ele mesmo seria o ator principal.

O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós". - 1Pedro 1:20

A maior MENTE do universo imaginou o TEMPO. O mais capaz JUIZ garantiu a ADÃO uma escolha, mas foi o AMOR quem concedeu o EMANUEL, O Deus conosco.

Quem escreveria uma história e sentiria amor pelos personagens que durante o desenrolar da trama o trairia, o afrontaria, disputaria sua posição, negaria sua existência e tentaria através de várias teorias provar que o autor não existe, que ele não foi justo nas escolhas e decisões que fez e depois de tudo isto, entraria na história para resgatar esses personagens, para lhes propor reconciliação e para trazê-los para sua realidade?

O sonho, a história, o desenrolar da trama foi ficando tão quente, tão real que o Tempo, o Adão e o Emanuel passaram a estar presentes, se envolveram... A história de um passou a ser a história do outro, houve uma fusão... Na verdade, até hoje eu não sei dizer se Deus ainda está sonhando ou se já estamos no desenrolar da trama depois de milhares de anos. A única coisa que sei é que os sonhos de Deus não morrem, não são frustrados e no enredo uma coisa já é certa: Cristo triunfará, a verdade triunfará, os inimigos serão aniquilados e nós... nós seremos salvos quando o tempo houver passado...

AUTOR: Em Cristo, Ev. sandoval Juliano.
FONTE: http://www.sandovaljuliano.com.br/site/estudos-biblicos/22-esbocos-de-sermoes/355-os-03-principais-sonhos-de-deus





##############
################
##################

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.