quinta-feira, 30 de junho de 2011



"ROMPENDO AS
FILEIRAS INIMIGAS"



TEXTO: II Sm 5:17-25






"Ao saberem que Davi tinha sido ungido rei de Israel, os filisteus foram com todo o exército prendê-lo, mas Davi soube disso e foi para a fortaleza. Tendo os filisteus se espalhado pelo vale de Refaim, Davi perguntou ao SENHOR: “Devo atacar os filisteus? Tu os entregarás nas minhas mãos?”O SENHOR lhe respondeu: “Vá, eu os entregarei nas suas mãos”. Então Davi foi a Baal-Perazim e lá os derrotou. E disse: “Assim como as águas de uma enchente causam destruição, pelas minhas mãos o SENHOR destruiu os meus inimigos diante de mim”. Então aquele lugar passou a ser chamado Baal-Perazime. Como os filisteus haviam abandonado os seus ídolos ali, Davi e seus soldados os apanharam. Mais uma vez os filisteus marcharam e se espalharam pelo vale de Refaim; então Davi consultou o SENHOR de novo, que lhe respondeu: “Não ataque pela frente, mas dê a volta por trás deles e ataque-os em frente das amoreiras. Assim que você ouvir um som de passos por cima das amoreiras, saia rapidamente, pois será esse o sinal de que o SENHOR saiu à sua frente para ferir o exército filisteu”. Davi fez como o SENHOR lhe tinha ordenado, e derrotou os filisteus por todo o caminho, desde Gibeom até Gezer".





INTRODUÇÃO:

- Deus nos levantou e nos ungiu para pormos um fim no domínio e costumes dos nossos inimigos. Ele nos levantou para rompermos com suas obras. A geração de Davi, veio para romper com essa fileira.

- Sempre que Deus nos ungir e nos levantar para uma obra, eles se levantarão para tentar nos atar o ministério e impedir que governemos.

I - O QUE OS FILISTEUS REPRESENTAM

1 - A tradição dos povos.

- Eles eram um povo antigo e dominavam sobre todos os outros povos.
- Eles representam a tradição na vida do cristão.
Enquanto não rompermos com a tradição, não experimentaremos o novo que Deus tem para nós. É preciso que tenhamos coragem para rompermos com amarras que nos impedem o crescimento, a frutificação, as conquistas.

- A religiosidade e o comodismo, são frutos da tradição na vida do cristão. Temos que ficar atentos para esses sinais em nossas vidas, eles são bloqueadores dos canais das bençãos de Deus para nós e matadores dos nossos sonhos.

2 - Dominadores das nações.

- Eles representam os dominadores do espirito, alma e corpo de uma pessoa.


- Eles vinham para destruir a capacidade de defesa, ataque e resistência dos Israelitas.


- Eles eram um povo guerreiro, e eram temidos pelos povos por causa de sua força e tamanho. Com isso intimidavam os povos.


- Eles só foram vencidos pelo exército de Davi.

3 - Roubadores da glória.

- Eles tomaram a arca da aliança e roubaram a glória de Israel (ISm 4:21,22 "Ela deu ao menino o nome de Icabode, e disse: “A glória se foi de Israel”, porque a arca foi tomada e por causa da morte do sogro e do marido. E ainda acrescentou: “A glória se foi de Israel, pois a arca de Deus foi tomada”; ISm 5:11 "Depois que os filisteus tomaram a arca de Deus, eles a levaram de Ebenézer para Asdode").

- Esses espíritos sempre vão querer roubar a glória de Deus de um lugar, seja da igreja, do ministério de alguém, da família ou, o brilho da glória da vida de uma pessoa.

- Esses espíritos vem para levar a arca da aliança do meio do povo de Deus, levando-o a quebrar a aliança de Deus com os irmãos, com a Igreja, com os pastores e líderes que Deus levantou sobre nós.

- Esses espíritos sabem que um lugar sem a glória de Deus, não sobrevive espiritualmente e se torna vunerável ao pecado.

4 - Eles apagam a visão profética, roubam a unção e acorrentam os profetas.

- Eles vazaram os olhos de Sansão, roubaram sua unção ao rasparem sua cabeça e o acorrentaram ( Jz 16:17-21 "Por isso ele lhe contou o segredo: “Jamais se passou navalha em minha cabeça”, disse ele, “pois sou nazireu, desde o ventre materno. Se fosse rapado o cabelo da minha cabeça, a minha força se afastaria de mim, e eu ficaria tão fraco quanto qualquer outro homem”. Quando Dalila viu que Sansão lhe tinha contado todo o segredo, enviou esta mensagem aos líderes dos filisteus: “Subam mais esta vez, pois ele me contou todo o segredo”. Os líderes dos filisteus voltaram a ela levando a prata. Fazendo-o dormir no seu colo, ela chamou um homem para cortar as sete tranças do cabelo dele, e assim começou a subjugá-lo. E a sua força o deixou. Então ela chamou: “Sansão, os filisteus o estão atacando!”Ele acordou do sono e pensou: “Sairei como antes e me livrarei”. Mas não sabia que o SENHOR o tinha deixado. Os filisteus o prenderam, furaram os seus olhos e o levaram para Gaza. Prenderam-no com algemas de bronze, e o puseram a girar um moinho na prisão").

- Eles querem apagar a visão profética, porque um povo sem o espírito profético não tem direção.

- Eles querem destruir a unção dos ministros e da igreja, porque a unção quebra jugos ( Is 10:27 "Naquele dia o fardo deles será tirado dos seus ombros,e o jugo deles do seu pescoço; o jugo se quebrará porque vocês estarão muito gordos!).


- Uma pessoa com visão e ungido libertará muitas vidas do inferno.

5 - Eles destroem as armas de guerra.

- Eles vem para roubar as armas de guerra do meio do povo de Deus ( I Sm 13:19-22 "Naquela época não havia nem mesmo um único ferreiro em toda a terra de Israel, pois os filisteus não queriam que os hebreus fizessem espadas e lanças. Assim, eles tinham que ir aos filisteus para afiar seus arados, enxadas, machados e foices. O preço para afiar rastelos e enxadas era oito gramas de prata, e quatro gramas de prata para afiar tridentes, machados e pontas de aguilhadas. Por isso, no dia da batalha, nenhum soldado de Saul e Jônatas tinha espada ou lança nas mãos, exceto o próprio Saul e seu filho Jônatas"; II Sm 1:27 “Caíram os guerreiros! As armas de guerra foram destruídas!”).

- O inimigo quer nos ver desarmados, sem defesa espiritual, dessa forma ele nos domina a alma.

- Um exército desarmado é fácil de derrotar. Essas armas representam o poder da intercessão, nossa vida de oração e jejum, adoração em intimidade, uma vida de santidade e total consagração, uma vida de obediência, submissão e temor à Deus.

- O inimigo quer roubar isso de cada cristão, porque ele sabe que uma pessoa sem essas armas, pode ser um escravo dos seus deleites.

6 - Destruidores de famílias.

- Eles exterminaram à Saul e à sua família (ISm 31:1-6 "E aconteceu que, em combate com os filisteus, os israelitas foram postos em fuga e muitos caíram mortos no monte Gilboa. Os filisteus perseguiram Saul e seus filhos, e mataram Jônatas, Abinadabe e Malquisua, filhos de Saul.O combate foi se tornando cada vez mais violento em torno de Saul, até que os flecheiros o alcançaram e o feriram gravemente. Então Saul ordenou ao seu escudeiro: “Tire sua espada e mate-me com ela, senão sofrerei a vergonha de cair nas mãos desses incircuncisos”. Mas seu escudeiro estava apavorado e não quis fazê-lo. Saul, então, pegou sua própria espada e jogou-se sobre ela. Quando o escudeiro viu que Saul estava morto, jogou-se também sobre sua espada e morreu com ele. Assim foi que Saul, seus três filhos, seu escudeiro e todos os seus soldados morreram naquele dia").

- A família é a base da sociedade, é uma instituição divina, projetada por Deus.


- Esses espíritos não suportam famílias ajustadas e unidas, eles trabalham para destruí-las.


- Eles conseguiram enfraquecer a mente de Sual e atingiram sua família, acabando com seus sonhos, planos e conquistas.

II - A GERAÇÃO QUE PODE EXTERMINAR O DOMÍNIO DOS FILISTEUS

1 - A geração de Davi.

- Essa é a geração que pode romper com essas práticas inimigas e estabelecer o domínio do Espírito de Deus.
- Levante-se no Espírito e na força do Senhor para romper com as fileiras do inimigo em sua geração, sua vida, família e ministério.

2 - Os filhos da obediência e da aliança com Deus.

- Davi representa essa geração. Da queles que honram esses princípios. Dos que lutam em defesa dos valores espirituais.

3 - Os que sempre consultam à Deus antes de qualquer aventura.
- Diferente de Saul, que saía na sua própria força e entendimento.

CONCLUSÃO:

- Se não nos entregarmos à vontade de Deus, nunca venceremos esses espíritos.

- As águas que dave se refere como torrentes sobre o inimigo, é uma simbologia da abundância da palavra de Deus em nós, da unção do Espírito de Deus em nossas vidas e da manifestação do poder e da autoridade de Deus que emana de uma pessoa que anda debaixo desses princípios.

Graça e Paz!

AUTOR: Pr. Osmarino Correia de Araújo
FONTE: http://www.pastorosmarino.com.br/print2.php?codigo=3567





+++++++++++++++++++++
+++++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++++

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.