sábado, 11 de junho de 2011



A FONTE DO MAIS PURO
E VERDADEIRO AMOR




INTRODUÇÃO:

Texto bíblico principal: I João 4:7-9




1. O amor é um sentimento que pode ser estragado se a ele for adicionado o egoísmo.

2. O amor pode ser adulterado, danificado e falsificado a ponto de prejudicar pessoas.

3. O amor verdadeiro tem uma fonte exclusiva, a qual todos os devem conhecê-la e usufruí-la.

I. A FONTE DO AMOR PURO E VERDADEIRO NÃO É O CORAÇÃO HUMANO – I João 4:7-8

1. O coração humano é egoísta: Muitas vezes quando as pessoas dizem “eu te amo”, na verdade querem dizer: “Eu quero você para satisfazer minhas necessidades”, “Eu quero você para lavar, passar e cozinhar”, “Eu quero você para me sustentar”, etc.

2. O coração humano ama a si mesmo mais do que ao namorado, noivo e marido: Por isso quando estes não satisfazem a seus interesses pessoais dizem que o amor acabou. Por outro lado, o amor puro e verdadeiro é incondicional, altruísta e eterno.

3. O coração humano não produz amor: O coração das pessoas é enganoso mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto (Jeremias 17:9). Quem confia em seu coração logo cairá numa grande armadilha!

II. A FONTE DO AMOR PURO E VERDADEIRO NÃO ESTÁ NO MUNDO, MAS NO CÉU – I João 4:7-8

1. O amor puro e verdadeiro procede de Deus, não do mundo: Um sentimento tão especial não tem sua fonte num lugar de destruição, abandono e guerras como é mundo em que vivemos.

2. O amor egoísta aqui neste mundo é o amor em estado deplorável: O amor altruísta é divino, não mundano. Ele vem do Céu, não da Terra. Ele se origina em Deus, não nos homens. Ele é inexplicável, pois é um milagre. Muitas vezes o amor é ilógico, porque nossa mente é limitada para compreendê-lo.

3. O amor nem sempre procede de Deus, apenas o verdadeiro: O amor pelo mal, pelo dinheiro e pelo pecado não vem de Deus. A sensualidade e o egoísmo são perversões do amor. O amor que vem de Deus é perfeito, nobre e sagrado!

III. A FONTE DO AMOR PURO E VERDADEIRO É UM LUGAR ONDE TODOS PODEM REABASTECER DIARIAMENTE – I João 4:8-9

1. “Deus é amor” é mais do que possuir amor: O amor não é uma virtude que Deus possui, é a própria definição da natureza divina. Este amor pode ser manifestado em nós, seres humanos, quando vivemos por meio do Filho de Deus.

2. “Deus é amor” evidencia a essência do amor verdadeiro: O amor puro e verdadeiro é sobrenatural, é um milagre, é divino. Este amor está longe de ser o tipo de amor conhecido por muitos. Pois o amor está sendo banalizado pelas pessoas.

3. “Deus é amor” é um axioma bíblico que demonstra que quem conhece a Deus ama de maneira diferente: O amor divino que pode ser inserido no coração humano é o oposto da força e o uso do poder para conquistar o amor de alguém. Este amor não busca sua própria satisfação, mas o bem estar da pessoa amada.

CONCLUSÃO:

1. O ser humano não tem outra fonte de amor puro e verdadeiro além de Deus.

2. O ser humano não pode ir a outra fonte de amor a fim de amar corretamente.

3. O ser humano que experimenta o amor divino percebe que este amor não é sentimental ou estático, mas dinâmico: Vai além da teoria e de meras declarações de amor, ele estende a mão, cuida, protege, dedicando-se fielmente a pessoa amada.

APELO:

1. Experimente abandonar o amor oferecido pelo mundo, pelas novelas, filmes e livros eróticos e revistas seculares.

2. Experimente o amor altruísta quem vem do Céu, do Trono do Deus que é amor.

3. Experimente o amor divino diariamente indo à fonte deste amor o dia todo, todos os dias.


AUTOR: Pr. Heber Toth Armí
FONTE: http://portal-biblico.blogspot.com/search/label/SERM%C3%83O%20EXPOSITIVO





#####################
######################
#######################
########################

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.