sexta-feira, 3 de junho de 2011



Cristo no Centro
(Cristocentrismo)




- “Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro” Fil 1:21
- Jesus Cristo e’ o fundador do Cristianismo por volta dos anos 30-33 d.C na Judéia, região da Palestina (atual Israel).

- Jesus é Deus, a segunda pessoa da Trindade. Ele sempre existiu como Deus Filho e não foi criado. É plenamente Deus e plenamente Homem (duas Naturezas Unidas e não Amalgamadas).

- Como segunda pessoa da Trindade, é igual a Deus Pai e Deus Espírito Santo. Para se tornar humano, foi gerado pelo Espírito Santo e nasceu da virgem Maria.

- Jesus é o Único caminho para ir ao Pai, a Salvação e a Vida eterna. Ele morreu numa cruz, de acordo com o plano de Deus, como um Sacrifício Completo e expiou os nossos pecados. Ressuscitou dentre os mortos três dias após sua morte, fisicamente imortal. Durante os 40 dias seguintes foi visto por mais de 500 testemunhas oculares. Suas feridas foram tocadas e ele comeu diante dos discípulos. Ascendeu fisicamente aos céus.

- Jesus regressará outra vez, visivelmente e fisicamente, no fim dos tempos para estabelecer o Reino de Deus e julgar o mundo. Este é o Plano Amoroso de Deus para perdoar os pecadores.

- Os Apóstolos Paulo e João são os mais Cristocentricos da bíblia.
Col 1:15-23 e João 1:1-6.

Cristo deve ser o Centro:
1 – Da nossa Espiritualidade


- Os primeiros cristãos sentiam ter uma conexão toda especial com ele: eram batizados em seu nome, confessavam o seu nome, sofriam pelo seu nome. Com isso, ele se tornava o principal ponto de referência de suas vidas e o elemento focal da sua devoção. Essa piedade centrada em Cristo se tornou característica de alguns dos períodos de maior vitalidade e autenticidade do cristianismo.

1 Pedro 2:21 - Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos,

2 – Da Nossa Doutrina

- Cristo deve ser o centro de nossos ensinamentos, do nosso culto e de nossas atitudes.

- Como o Deus encarnado, Cristo redimiu a natureza humana da corrupção do pecado, e como o segundo Adão ele reverteu os efeitos danosos da queda, encabeçando ou recapitulando uma nova humanidade restaurada.

- Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação. Rm 10:9,10

3 – Do nosso Serviço

- Nenhuma expressão do cristianismo pode ser considerada realmente cristocêntrica se não produzir frutos na vida prática, em termos de testemunho e serviço.

- O exemplo de Paulo e Timóteo – Fil 2:19-22; 1 Cor 10:24, 11:1

- Espero, porém, no Senhor Jesus, mandar-vos Timóteo, o mais breve possível, a fim de que eu me sinta animado também, tendo conhecimento da vossa situação. Porque a ninguém tenho de igual sentimento que, sinceramente, cuide dos vossos interesses; pois todos eles buscam o que é seu próprio, não o que é de Cristo Jesus. E conheceis o seu caráter provado, pois serviu ao evangelho, junto comigo, como filho ao pai.


- Busquemos os interesses de Cristo, não os seus!

- O exemplo de Cristo

- Mas ele lhes disse: Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis. Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra. João 4:32-34

- E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. João 17:3;

- Jesus Cristo deve ser o centro de nossa espiritualidade, o centro da nossa doutrina e o centro de nosso serviço.

- A fé cristã tem uma contribuição singular e indispensável para o mundo. Essa contribuição, que nenhuma outra religião ou filosofia pode proporcionar, consiste na pessoa divino-humana de Jesus Cristo, o Filho de Deus. É importante que os fiéis, os pensadores e a igreja tomem a Cristo como o foco principal de suas ações e reflexões.

- Jesus deve ser o centro da nossa vida! aleluia é Natal! Cristo deve nascer todos os dias de nossa vida!


Autor: Pr. Eliseu Ribeiro
Fonte: http://www.ipag.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=24&Itemid=34





================
==================
=======================
========================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.